• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bolsonaro afasta a possibilidade de golpe nas eleições de 2022

sábado, 25 de setembro de 2021
Para Bolsonaro, a presença de militares na comissão do TSE para as medidas de segurança das urnas é garantia de que o resultado será legítimo -  (crédito: Marcos Corrêa/PR - 10/8/21)Para Bolsonaro, a presença de militares na comissão do TSE para as medidas de segurança das urnas é garantia de que o resultado será legítimo 


Em entrevista, Bolsonaro afasta a possibilidade de tentar permanecer na Presidência por meios ilegítimos, diz que não "vai melar" pleito de 2022 e que acertou nas decisões da pandemia - cujo afastamento social trouxe, segundo ele, desemprego e inflação


Em uma mudança de tom que coincide com a queda de popularidade e o descontentamento da população por conta da inflação em rota de subida, Jair Bolsonaro afirmou que a possibilidade de um golpe de Estado para permanecer no Palácio do Planalto é “zero”. A declaração foi dada em entrevista à revista Veja, publicada ontem e o presidente surpreende, sobretudo, por causa do tom do seu discurso, na última terça-feira, nas Nações Unidas — quando falou mais para a base eleitoral, tocando em assuntos caros aos radicais que o apoiam, do que para o grande público interno e externo.

“Daqui pra lá, a chance de um golpe é zero”, assegurou, ao ser questionado sobre os estímulos antidemocráticos que promoveu e em referência aos processos de impeachment que estão na Câmara dos Deputados.

Após críticas reiteradas ao voto eletrônico, Bolsonaro disse estar garantido o pleito de 2022 e que “não melaria” as eleições, mesmo que o projeto de voto impresso defendido pelo governo não seja implementado — algo impossível de acontecer, pois a proposta de emenda constitucional sobre a questão foi sepultada pelo plenário da Câmara.

“Vai ter eleição, não vou melar. Fique tranquilo, vai ter eleição. O que o (Luís Roberto) Barroso está fazendo? Ele tem uma portaria deles, lá, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), onde tem vários setores da sociedade, onde tem as Forças Armadas, que estão participando do processo a partir de agora. As Forças Armadas têm condições de dar um bom assessoramento. Com as Forças Armadas participando, você não tem por que duvidar do voto eletrônico. As Forças Armadas vão empenhar seu nome, não tem por que duvidar. Eu até elogio o Barroso, no tocante a essa ideia”, justificou, referindo-se ao grupo montado pelo ministro para a melhoria da segurança da votação eletrônica.

Bolsonaro indicou, ainda, que concorrerá à reeleição e deu a entender que procurará um novo vice, apesar de não ter descartado o atual, Hamilton Mourão, para compor a chapa. Mas disse que o general seria um “bom senador”.

 Sobre um partido futuro, citou as legendas de centro, como o PP, PL ou Republicanos como opções. “Não vou fugir de estar com esses partidos, conversando com eles. O PTB ofereceu para mim também”, salientou.

O presidente aproveitou para comentar o peso da alta dos preços no orçamento do brasileiro, mas justificou que não poderia tabelar a gasolina e o gás de cozinha. Reclamou, também, que “toda crítica cai no meu colo”.

https://www.correiobraziliense.com.br/

 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot