• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Pr. Daniel de Castro/Vicente Pires: “O desafio de transformarmos o caos em qualidade de vida para a população”

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

 

Pr. Daniel de Castro, administrador Regional de Vicente Pires. Foto; Delmo Menezes / Agenda Capital

“Hoje eu diria que 90% das obras que estavam paradas quando assumimos em janeiro de 2019, estão prontas” diz o administrador Pr. Daniel de Castro.

Por Delmo Menezes

O entrevistado desta semana pelo portal de notícias Agenda Capital, foi o administrador regional de Vicente Pires, Daniel de Castro. Pastor, professor, cientista político, advogado e suplente de Deputado Distrital. Graduado em Direito pela Universidade Paulista (UNIP), com Pós-graduação em Ciências Políticas. Pr. Daniel é casado há 25 anos com Glaísa Castro e pai de três filhas.

Na vida pública, Daniel de Castro exerceu vários cargos, como: assessor do Ministério dos Esportes e da Educação; chefe de gabinete do então deputado federal e hoje senador Zequinha Marinho (PSC-PA); administrador de Taguatinga e secretário de Educação de Águas Lindas (GO).  Como suplente de deputado, assumiu por 28 dias uma cadeira na Câmara Legislativa do DF.

Daniel de Castro em visita as obras de Vicente Pires. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

Na última eleição para deputado distrital no DF, Daniel de Castro alcançou a 22ª
colocação, obtendo 11.510 votos, tornando-se suplente devido à legenda partidária.

Por indicação da deputada federal Celina Leão (PP) e do governador Ibaneis Rocha (MDB), desde janeiro de 2019, Daniel de Castro administra a cidade de Vicente Pires/DF, com uma população estimada em 130 mil habitantes.

Nesta entrevista exclusiva concedida ao Agenda Capital, o administrador fala sobre as obras de Vicente Pires, edificações irregulares, invasões, desafios e projetos futuros.

“Quando assumimos a cidade, as obras estavam paradas e os contratos complicados. Isso nos preocupou muito”, disse Daniel.

A previsão de conclusão da rua 12 é 31 de dezembro de 2020. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

Leia a íntegra da entrevista:

AC – Você já ocupou vários cargos no primeiro escalão do governo em diversas gestões. Qual o seu maior desafio em Vicente Pires?

Pr. Daniel de Castro – Nosso maior desafio é não misturar a política com a gestão. Estou em um cargo que é indicação de confiança do governador e nós como gestores temos que ter esta sensibilidade. Sou suplente de deputado distrital, e se você não tiver cuidado, isto mistura um pouco e acaba atrapalhando a gestão. Procuro me apresentar no dia a dia para Vicente Pires como um gestor. A cidade tem muitos problemas e eu preciso resolver estes problemas em nome do governador, a fim de que se cumpra um projeto sedimentado no programa de campanha de Ibaneis. Foi promessa do nosso governador a finalização das obras da cidade e isso está sendo cumprido fielmente como você mesmo pode observar.

AC – Quase dois anos à frente da Administração de Vicente Pires, a população já pode observar melhorias significativas para a cidade. Isso lhe impulsiona a trabalhar cada vez mais?

Pr. Daniel de Castro – Em janeiro de 2019 quando assumimos a administração de Vicente Pires, tivemos uma reunião com o então secretário de obras, Izídio Santos, hoje presidente da Terracap. Saí de lá preocupado com a situação dos contratos. A cidade de  estava um caos, e a população sem qualidade de vida.  As obras estavam paradas e precisavam ser retomadas. A cidade estava com 11 ruas abertas equivocadamente, e o secretário falou para mim: “Daniel não sei como vamos fazer com estes contratos”. Ele disse que teríamos um longo período pela frente até a conclusão das obras. Isso nos preocupou muito. Levamos o caso ao gabinete do governador, que pessoalmente veio a Vicente Pires em maio de 2019. Na ocasião estabeleceu um gabinete de Gestão de Crise coordenado pelo secretário José Humberto, que depois foi transformado em Gabinete de Gestão Integrada. Nesta vinda do governador Ibaneis, foi construído um cronograma para Vicente Pires. Foi um desafio enorme, porém com o trabalho de todos, foi superado. O governador determinou que em 2019 precisava ter 70% das obras concluídas das 11 ruas que estavam abertas. Esta meta estamos cumprindo, e até 31 de dezembro de 2020 queremos concluir 100% do pacote destas obras. Isso foi nosso maior desafio. O Gabinete de Gestão Integrada junto com o GDF Presente, no comando do vice-governador Paco Britto e do próprio governador Ibaneis Rocha, “caíram” para dentro da cidade. Para você ter uma ideia, houveram dias na nossa cidade que estavam 18 secretários e diversos presidentes de estatais para concluirmos o cronograma. Hoje das 11 ruas que estavam abertas, temos apenas uma que está 40% concluída, que é a rua 12. A rua 04 com mais de 10 mil metros de águas pluviais, falta apenas 170 metros para conclusão. A rua 08 para ser concluída, falta asfaltar 400 metros. Já foram investidos de janeiro de 2019 a outubro de 2020, cerca de R$ 122.565,188,00.

A Rua 10 está totalmente concluída. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

AC – Um dos problemas sérios na Região Administrativa de Vicente Pires, são as ocupações e edificações irregulares, além das invasões de terra pública como na 26 de setembro. O que está sendo feito para coibir este tipo de irregularidades?

Pr. Daniel de Castro – Isso é um grande desafio numa região que ainda está sendo regularizada. Nesta quinta-feira (29/10), o governador Ibaneis assinou um protocolo de intenções para regularização fundiária das glebas 2 e 4, em Vicente Pires, pertencentes à União. Serão 13 mil imóveis e cerca de 50 mil pessoas beneficiadas. A área a ser regularizada vai abranger 1.600 hectares. A assinatura do acordo representa um avanço “extraordinário” para os moradores da região administrativa. Em relação as invasões e edificações irregulares, a Administração de Vicente Pires e o DF Legal são radicalmente contra. As invasões na Vicente Pires e na 26 de setembro que faz parte da nossa jurisdição, “não prospera”. Parcelamento irregular de solo é crime e levamos para delegacia os infratores. Nosso grande desafio são os prédios. Temos 72 edificações que não preenche os requisitos. Foram aplicadas multas, embargo das obras e até apreensão de materiais. Esta cidade aponta para a regularização. O que falta concretizar praticamente é o centro de Vicente Pires, que compreende as ruas 04, 06, 08, 10, 03, 05, 07 e 09 e a Vila São José. Aqui na Administração não podemos por exemplo emitir um alvará de construção, uma licença de construção, habite-se, até que se regularize toda a cidade. Aqueles prédios que não estão dentro do padrão de construção, o DF Legal vai lá e notifica. Se as edificações que já estão prontas, atender os critérios da lei, principalmente o código de edificações, serão passíveis de regularização.

AC – Vicente Pires possivelmente, tem o maior pacote de obras do governo Ibaneis. O que está faltando para conclusão das obras?

Pr. Daniel de Castro – A nossa cidade é vibrante. Quando você termina uma obra tem que começar a outra. Este grande pacote que foi estabelecido no nosso cronograma de governo, devemos concluir ainda este ano. Hoje eu diria que 90% destas obras estão conclusas. Importante salientar para nossa população, que não vamos parar com obras. Temos duas licitações encaminhadas para novos pacotes de obras, referentes a algumas ruas que ainda não foram abertas e na Av. da Misericórdia na Colônia Agrícola Samambaia. São outros investimentos que seguramente devem ultrapassar os 100 milhões de reais aplicados.

As novas ruas de Vicente Pires tem calçadas para os pedestres. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

AC – Todos os anos no período chuvoso as reclamações dos moradores e comerciantes são sempre as mesmas. Dá para afirmar que no próximo ano será diferente?

Pr. Daniel de Castro – Eu afirmo 100% de certeza que no próximo ano estes problemas que afetam tanto a nossa população, estarão resolvidos. Estes 02 meses restantes do ano, podemos ter pequenos problemas devido a finalização das obras. Importante ressaltar que em janeiro do ano passado, as reclamações da população eram enormes e justas.  Onze ruas estavam abertas. As pessoas não podiam sequer sair de suas residências com seus carros. Comparando o sofrimento que os moradores de Vicente Pires tiveram em 2019, este ano já é 90% menor.

AC – Este ano foi um ano atípico no Brasil e no mundo devido a pandemia da Covid-19. Isto impactou de alguma forma o andamento das obras?

Pr. Daniel de Castro – Mesmo em tempo de pandemia as obras de Vicente Pires não pararam. Foi uma determinação do governador Ibaneis, do vice-governador Paco Britto e de todo secretariado que sempre estiveram aqui presentes. Nada parou. Tivemos alguns problemas pontuais devido a pandemia, como a falta de aço no mercado nacional que prejudicou por exemplo a conclusão da rua 12. Devido a falta deste material, tivemos 45 dias de atraso. O impacto da obra é temporário, mas o benefício é eterno.

As obras da UPA de Vicente Pires estão bem avançadas. A previsão de entrega é abril de 2021. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

AC – Pr. Daniel, geralmente todas as administrações Regionais têm um padrinho político. Em Vicente Pires, quem é seu padrinho político?

Pr. Daniel de Castro – Gostei dessa pergunta. Tenho dois grandes padrinhos políticos. O primeiro é o próprio governador. Foi uma escolha pessoal dele que eu assumisse Vicente Pires. O meu segundo padrinho é a deputada federal Celina Leão. Esta ideia de assumirmos Vicente Pires foi dela que construída junto com o governador. Eu sempre digo que o Ibaneis é o padrinho e a Celina é a madrinha. Ela tem um carinho muito grande por esta cidade. Um certo dia ela me falou: “Daniel porque que você não vai para Vicente Pires”. Eu pessoalmente não queria voltar a administrar uma cidade. Mas a gente tem que pensar no grupo e foi uma grata surpresa para mim a recepção que tivemos do população.

AC – Na última eleição você obteve 11.510 votos. Qual é o seu projeto político para 2022? Vai concorrer a uma vaga na CLDF?

Pr. Daniel de Castro – Nós temos uma palavra empenhada com o Ibaneis. Eu e o meu bispo primaz Manoel Ferreira, presidente das Assembleia de Deus – Ministério Madureira, fizemos um acordo com nosso governador. Nosso projeto político no Distrito Federal passa por ele. O que ele decidir nós iremos apoiá-lo. Se o Ibaneis falar para eu não sair candidato, não serei candidato. Estarei no projeto desenhado por ele. Isso foi um acordo entre o governador, o bispo Manoel Ferreira, a diretoria da nossa igreja e eu.

A Upa de Vicente Pires está com as obras bem adiantadas. Previsão de entrega é abril de 2021. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital

AC – O que a população de Vicente Pires pode esperar para o próximo ano?

Pr. Daniel de Castro – Só alegria. A cidade pode ter certeza de que tem um deputado que cuida dela, tem um governador que ama Vicente Pires. E para concluir, estamos em fase de conclusão de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA com previsão de entrega em abril de 2021, duas Unidades Básica de Saúde (UBS), três colégios, um restaurante comunitário e um centro olímpico. Estamos discutindo um grupamento do Corpo de Bombeiro e uma Companhia da Polícia Militar. Além disso, toda iluminação da cidade ao longo dos anos será com lâmpadas LED, o que dará mais segurança a população.

Da Redação do Agenda Capital

 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot