• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Ex-deputados da CLDF não tem mais direito a Plano de Saúde

quarta-feira, 8 de julho de 2020
De janeiro a maio deste ano, o Fundo registrou um superávit de mais de R$ 2,8 milhões
Nesta quinta-feira (8), o Diário da Câmara Legislativa (DCL) publicou nova resolução que exclui da lista de beneficiários do plano de saúde da CLDF ex-parlamentares, de deputados cassados ou que tenham perdido o mandato por decisão judicial, bem como de seus dependentes. 
Além disso, o texto abre a possibilidade para, havendo disponibilidade orçamentária, o plano executar ações de promoção e prevenção à saúde dos pacientes da rede pública do DF
“Esse é um dos pontos mais importantes da nova resolução: o superávit do Fascal poderá servir, por exemplo, para diminuir as filas de cirurgias eletivas no DF. Pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) poderão usar a rede credenciada do plano da Câmara”, disse Delmasso (Republicanos).
De acordo com ele, de janeiro a maio deste ano, o Fundo registrou um superávit de mais de R$ 2,8 milhões.
Além disso, a Resolução nº 320/20 altera as condições para a permanência de ex-comissionados no CLDF Saúde. Poderão permanecer aqueles que forem exonerados até 31 de dezembro de 2020, desde que já tenham contribuído por, pelo menos, 24 meses. E o prazo máximo para a permanência será de dois anos.
O regulamento cria, ainda, a chamada “contribuição permanência” – no mesmo valor da mensalidade – para os novos servidores de livre provimento, de forma que quem quiser permanecer no plano após a exoneração deverá pagar duas mensalidades enquanto estiver nomeado. Quando sair, irá pagar apenas uma, mas os valores a mais não serão devolvidos. Por exemplo, um comissionado que tenha pago 30 “contribuições permanência” poderá continuar no Fascal por mais 30 meses, após exonerado, pagando apenas uma mensalidade.

Fonte:Jornal de Brasília
Leia Mais....

ADMINISTRADORA DE SANTA MARIA SE REÚNE COM SERVIDORES NO PRIMEIRO DE RETOMADA DOS TRABALHOS

Após tomar posse, no dia 7 de julho, a administradora de Santa Maria, Marileide Romão, retornou às atividades realizando uma reunião com os servidores para ouvir demandas recentes.
Marileide foi exonerada no dia 16 de junho e novamente nomeada 20 dias depois, no dia 6 de julho. Nesse interim muitas novas demandas chegaram, por isso foi necessário realizar essa reunião de atualização.
Marileide está satisfeita com a qualidade técnica da equipe e destacou o processo de evolução pelo qual a cidade vem passando. "Santa Maria está mudando todos os dias. Estamos realizando obras, entregando equipamentos públicos de qualidade e melhorando a vida da população. Sou moradora de Santa Maria e tenho o maior orgulho em continuar servindo essa cidade”, disse Marileide Romão.




Leia Mais....

GDF Presente luta contra buraqueira em cidades do DF

Polos do programa estiveram no Guará e no Gama nesta semana e ajudam as administrações regionais a reparar vias críticas
Mais de 40 toneladas de asfalto já foram utilizados pelo GDF Presente na batalha contra a buraqueira no Gama e no Guará. Nesta semana, polos do programa estacionaram nas cidades para ajudar as administrações regionais nas demandas mais urgentes das regiões. Os reparos das vias críticas são apenas parte das ações desempenhadas pelas equipes, que também estão no Núcleo Bandeirante e em Brazlândia. 
Morador do Gama, o motorista José Carlos Mendes, de 47 anos, solicitou a manutenção na rua onde vive, na quadra 10 do Setor Sul, e o pedido foi atendido. “A situação era péssima. Com tantos buracos, estava estragando a suspensão do carro e tínhamos que desviar o tempo todo”, conta. Ele elogia o serviço executado ali. “É de uma importância sem tamanho, deixa a cidade mais bonita, as pessoas transitam com facilidade”, opina. 
Na cidade, foram 34 toneladas de massa asfáltica utilizadas para cobertura de buracos nos últimos dois dias – 17 toneladas só nesta terça-feira (7). Além da quadra onde mora José Carlos Mendes, equipes cobriram buracos na quadra 1 do Setor Norte, onde também foi construído um quebra-mola, e na 12 do Setor Sul. Outra ação na cidade foi a limpeza e assentamento dos meios-fios na Escola Classe 19 do Gama, no Setor Leste. 
Administradora Regional do Gama, Joseane Feitosa conta que a maior demanda registrada no órgão é justamente os reparos nas pistas. “O GDF Presente é importante porque representa uma força-tarefa para nossas ações de rotina. Isso faz com que a comunidade veja o trabalho acontecer de forma mais efetiva, rápida e produtiva”, diz a gestora, que acompanha as operações presencialmente. 
Leia Mais....

Daniel de Castro no Progressistas

Segundo fontes, o administrador regional de Vicente Pires, Daniel de Castro está de malas prontas para deixar o PSC-DF e desembarcar no Progressistas (PP) da deputada federal Celina Leão, que resolveu investir na igreja de Castro, a Assembleia de Deus de Madureira, presidida pelo bispo Manoel Ferreira. Celina quer o apoio da igreja para sua campanha de reeleição em 2022, e deseja fazer ao menos três distritais pelo PP. A felina está enxergando longe!





https://donnysilva.com.br/
Leia Mais....

Novacap começa a revitalizar o Parque Vivencial do Gama

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) iniciou, nesta terça-feira (07), um mutirão para revitalização e limpeza do Parque Urbano Vivencial do Gama. Os trabalhos começaram com a poda de grama e roçagem
As próximas fases compreendem tapa-buraco no estacionamento e no pátio interno. A Novacap fará, ainda, a desobstrução de bocas de lobo, plantio de árvores nativas e a implantação de Pontos de Encontro Comunitário (PECs) e parquinhos infantis no local.
O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) será responsável pela limpeza e pintura dos meios-fios. “A população precisa de um espaço seguro, agradável. Por isso, essa força-tarefa. Somamos forças de diversos órgãos para que essa revitalização ocorra de forma célere, a começar pelas ações de limpeza da vegetação realizadas pela Novacap”, pontuou Fernando Leite, diretor-presidente da Novacap
A administradora do Gama, Joseane Feitosa, diz que a CEB já está elaborando um projeto para iluminar toda a pista de cooper, garantindo assim mais segurança.
Ainda sobre esse tema específico, a secretária de Esportes, Celina Leão, comprometeu-se em buscar, junto ao Instituto Brasília  Ambiental, a reforma dos alambrados que cercam o parque.
A Novacap, responsável pelo projeto executivo da revitalização do parque, incluirá no pacote de obras a implantação de uma quadra de areia, cujas verbas serão asseguradas por emenda parlamentar do deputado distrital Daniel Donizet.
 Fotos: Blog Nosso Gama
Fonte:http://folhanobre.com.br /
Leia Mais....

CPI da Pandemia

O pedido de CPI protocolado na Câmara Legislativa do DF para investigar as medidas de combate à pandemia no DF e o avanço da doença, que já está sendo chamada de “CPI da Pandemia”, não foi formalizado nem se sabe se será, mas já suscita polêmicas. Alguns querem a abertura, outros acham que é melhor aguardar mais um pouco.
Contribuição – Um dos favoráveis à sua instalação, o deputado distrital Eduardo Pedrosa (PTC) considera prerrogativa do parlamentar fiscalizar. “Fui eleito pra isso e não abro mão dessa função. O papel da CPI não é achar culpados, é cuidar e contribuir para que os recursos públicos sejam aplicados de forma eficiente para a população”, afirmou.

Fonte;Jornal de Brasília / Foto:Blog Nosso Gama
Leia Mais....

Agora é lei! Fim das rinhas de briga no DF

Quem promover rinhas ou for dono de animais que participem dessa atividade no DF poderá ser enquadrado no crime de maus-tratos
As rinhas estão proibidas no DF. Entrou em vigor a Lei 6.627/20, de autoria do deputado Daniel Donizet (PSDB/foto), que proíbe definitivamente este tipo de prática entre animais e aumenta as punições para os praticantes do ato.
Multa – Conforme a legislação, sancionada esta semana, quem promover rinhas ou for dono de animais que participem dessa atividade no DF poderá ser enquadrado no crime de maus-tratos e pagar multa de pelo menos 10 salários mínimos, ou seja, R$ 10.450.
Evolução – Para o deputado, a prática de promover lutas sangrentas até a exaustão ou morte dos animais é de extrema desumanidade. “A diversão mórbida à custa dos animais é um absurdo. A sociedade já evoluiu o bastante para abolir atividades como essa”, ressaltou.
https://jornaldebrasilia.com.br
Leia Mais....

Ala do Avante perde força junto ao Buriti

A ala do vice-governador, Paco Britto, ganhou força, mas os distritais Joao Cardoso e Reginaldo Sardinha, além de perderem influência, devem perder voz junto ao governo local
Em um encontro recente na Casa Civil do palácio do Buriti, o governador Ibaneis Rocha (MDB) deixou claro ao presidente do parlamento local, Rafael Prudente, de mesmo partido, que manterá uma postura mais dura com relação a alguns parlamentares do chamado Centrão.
A irritação do chefe do Executivo com o Centrão cresceu no conflito em torno do projeto do Refis 2020 que passou meses sendo elaborado pela equipe econômica do governo local, sob o comando do secretário André Clemente e que chegou a ser defendido por entidades empresariais.
Só que após ser rejeitado, o governo enviou o projeto de reforma da Previdência local e viu dois integrantes do chamado Centrão, que teoricamente seriam da base do governo por serem filiados ao partido do vice-governador (o Avante), votarem contra o projeto. Desde então, os deputados Reginaldo Sardinha e João Cardoso entraram em rota de colisão com o governo.
Por muitas vezes, João Cardoso teve o costume de não seguir a orientação de voto do governo, o que já prejudicou a contagem em votações de projetos importantes do palácio. Já o deputado Reginaldo Sardinha, criador do Centrão e presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), tem sido considerado pelo núcleo duro do palácio como um “independente”, como explicou um secretário.
Só que há o entendimento agora que o governador manterá uma postura mais dura contra o parlamentar.  Segundo fontes procuradas pela reportagem, os embates recentes jogou parte do núcleo duro do Avante para escanteio.
Em resumo, a ala do vice-governador, Paco Britto, ganhou força, mas os distritais Cardoso e Sardinha, além de perderem influência em administrações regionais, devem perder voz junto ao governo local. Neste contexto, o ex-presidente do Avante, Lucas Kotoyanis, que exerce forte influência nos bastidores da política local, em especial, na CLDF, também perde força junto ao palácio.
Leia Mais....

Vem aí o Saúde-DF: o convênio médico do servidor público de Brasília

Acordo entre Inas e BRB vai atender mais de 170 mil servidores do GDF, entre ativos e inativos e comissionados
Por Redação*
O acordo histórico entre Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Distrito Federal (Inas) e o Banco de Brasília desempoeirou uma reivindicação antiga dos servidores públicos jamais atendida: a criação do plano de saúde.
Nesta terça-feira (7/7) foi assinado, na presença do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, documento de cooperação técnica que vai oferecer convênio médico aos mais de 170 mil servidores do Governo do Distrito Federal, entre ativos e inativos e comissionados.
Intitulado Saúde-DF, o plano cobrirá ainda despesas médicas dos dependentes. Com isso, o total de vidas cobertas pelo convênio chegará a 400 mil. O BRB Saúde – que faz parte da holding do Banco de Brasília – oferecerá sua expertise em operação de plano de saúde. O banco gere o seu próprio plano e possui uma carteira de 15 mil vidas.
O BRB Saúde disponibilizará para o Inas todo o sistema operacional de informática, de telefonia e de rede de atendimento. “Temos uma grande oportunidade de dar uma condição de saúde para o servidor do Distrito Federal. A gente vai trazer a expertise da BRB Saúde desenvolvida no plano de saúde dos servidores do BRB e passa a oferecer essa mesma qualidade aos servidores do Distrito Federal”, frisa o presidente do BRB, Paulo Henrique Rodrigues, um dos signatários do acordo.
Além do aparato tecnológico e logístico, o BRB Saúde vai emprestar a sua carteira de hospitais e clínicas conveniadas. A relação será transferida automaticamente ao Saúde-DF. “A partir dessa junção de forças, vamos reduzir os custos e fazer com que o plano custe bem abaixo do mercado”, acrescentou Paulo Henrique.
Mas esse catálogo poderá ser aumentado em breve. O Inas lançará edital para credenciamento dos hospitais e clínicas que farão parte do Saúde-DF. “Já temos os preços e ainda continuamos a negociar com todos os hospitais de grande porte”, disse o presidente do Instituto, Ney Ferraz Júnior.
De acordo com o secretário de Economia, “o Governo do Distrito Federal tomou mais uma importante decisão em benefício ao servidor público. A medida trará tranquilidade, garantindo o atendimento à saúde de qualidade. Além disso, vai desafogar o sistema de Saúde do DF, levando essa parcela da população aos hospitais privados”, destacou o secretário André Clemente.
Leia Mais....

Carta emocionante de menina de 7 anos mobiliza Policiais Militares e moradores de Ceilândia

terça-feira, 7 de julho de 2020

Uma carta com um pedido de ajuda de uma menina de apenas 7 anos comoveu policiais militares de três batalhões (8º, 10º e 16º) e moradores de Ceilândia, além de outras regiões administrativas.
Mesmo sem saber escrever e com a ajuda da irmã Juliana, Vitória tocou o coração de todos ao contar as dificuldades pelas quais os pais e os sete irmãos estavam passando. Assim, conseguiu apoio de toda uma comunidade.
No sábado passado (4/7), Vitória e a irmã Juliana foram ao Comando de Policiamento Regional Oeste (2º CPRO), no Setor O, para entregar a mensagem aos policiais. Na carta, Vitória contou que os pais estavam desempregados, não havia alimentos em casa, não tinham lugar para dormir e faltavam fraldas para a irmã de apenas 1 mês.
A carta sensibilizou os militares e o comandante regional, coronel Naime. Então, eles compartilharam a situação da menina na internet e nas redes sociais do 2º CPRO. Logo, a história da menina passou a ter um grande apelo e diversos moradores da região que realizaram doações de vários itens para a família.
Em apenas dois dias foram arrecadadas pelo menos 10 cestas básicas, foram entregues à família de Vitória e a outras assistidas pela Polícia Militar de diversos lugares do DF.
“Meu papai está desempregado, minha mãe não trabalha, eu tenho sete irmãos e estou escrevendo para pedir ajuda de todos vocês com doações de roupas, alimentos e fraldas (para) minha irmãzinha de um mês. Estamos passando fome. Eu poderia estar pedindo brinquedo, mas não estou, porque estou vendo a dificuldade que minha família está passando. Não é fácil todos os dias acordar e não ter nada para comer. Pedir um copo de leite e não ter, pedir pão, biscoito e também não ter. Minha mãe chora todos os dias, porque não sabe o que fazer”, relata Vitória na carta.
Os alimentos arrecadados pela corporação entre os policiais e os moradores do local foram entregues nesta segunda-feira (6/7) pelos sargentos Aragão e R. Silva e a cobradora de ônibus Morgana.
“Colocamos nas redes sociais e as pessoas se mobilizaram para ajudar. A Polícia Militar está onde a população precisa, onde o povo grita, sofre, a PM está lá”, destaca o sargento R. Silva.
Leia Mais....

Lei garante aluguel social para mulheres vítimas de violência

O presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, deputado Rafael Prudente (MDB), promulgou a Lei 6.323/2020, que garante a concessão de aluguel social para mulheres vítimas de violência doméstica. A Lei de iniciativa do próprio deputado Rafael Prudente, foi publicada na edição do Diário Oficial da CLDF desta segunda-feira, dia 6 de julho.
A proposta determina que o benefício terá validade de 12 meses, podendo ser prorrogado uma única vez por igual período, mediante avaliação dos órgãos responsáveis.
O deputado Rafael Prudente, explica que a medida é importante pois “as vítimas terão condições financeiras para se afastarem de seus agressores e se estabelecerem em outro local, com mais dignidade e segurança”.
Os critérios para a concessão do benefício, bem como o valor do aluguel social serão definidos pelo governo do Distrito Federal.
Leia Mais....

EM UM CAPÍTULO CIRCENSE, MARILEIDE ROMÃO VOLTA A SER A ADMINISTRADORA DE SANTA MARIA



Em mais um capítulo emocionante, mas que demonstra certa falta de gerência do Governo do Distrito Federal em relação à Administração de Santa Maria, a ex-administradora Marileide Romão volta a ser nomeada para o cargo de administradora exatamente 20 dias após ter sido exonerada. A nova nomeação de Marileide foi publicada na edição extra do Diário Oficial desta segunda-feira, dia 6 de julho. Em um ano e meio, Santa Maria já teve 5 nomeações para administradores na cidade.
Marileide foi exonerada no dia 16 de junho, exatamente 20 dias atrás, tendo o cargo ocupado pelo advogado Renato Couto. O fato é que Marileide jamais deveria ter sido tirada do seu cargo, ainda mais da forma brusca como aconteceu, retratando certo desrespeito por parte do chefe do executivo do DF para com as pessoas subordinadas a ele.
Conchavos ou desconchavos políticos a parte, esse capítulo foi uma situação digna de um picadeiro de circo. Governador, menos truculência, mais diálogo! 
Que bom que o final foi feliz, que a administradora Marileide voltou às suas funções e temos novamente uma administradora moradora da cidade.

Fique registrado também que o advogado Renato Couto, mesmo não sendo de Santa Maria, já apresentava um ótimo desempenho e até estava conquistando a confiança e admiração dos moradores. Contudo, dificilmente o mesmo permaneceria muito tempo no cargo, pois as lideranças da comunidade não estão muito receptivas para administradores que não morem na mesma. Renato foi administrar Samambaia. Boa sorte!

Leia Mais....

Dança das cadeiras: GDF troca comandos de 06 administrações regionais, 02 secretários e SLU


Palácio do Buriti, sede do governo do DF. Foto: Reprodução
Houve mudança de sete administradores. Indicados de parlamentares que votaram contra Refis e Reforma da Previdência perderam espaço
Por Redação*
Após sofrer derrota na votação do Refis e passar dificuldade para aprovar a reforma da Previdência, o Governo do Distrito Federal reagiu e trocou administradores regionais indicados por deputados distritais da base.
Mesmo em campo governista, parlamentares não votaram junto com o Palácio do Buriti. Perderam espaço. Por outro lado, distritais sintonizados com o Palácio do Buriti ampliaram a influência no Executivo. A movimentação consta em edição extra, desta segunda (6/7), do Diário Oficial do DF (DODF). A publicação trouxe, ainda, o desligamento do agora ex-secretário do DF Legal Gutemberg Tosatte Gomes.
O deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) perdeu as administrações regionais do Cruzeiro e do Sudoeste. Elas estavam nas mãos de Cláudio Simões e de Luiz Eduardo Gomes.
O Palácio do Buriti retirou Gustavo Aires da administração de Samambaia. Ele ocupava o posto por indicações do MDB, partido do governador Ibaneis Rocha, e pelo deputado Jorge Vianna (Podemos).
O deputado João Cardoso (Avante) perdeu a administração de Sobradinho. Até então gerida por Eufrásio Pereira.
Aliados
O governo ampliou o espaço de deputados aliados durante as votações. Jaqueline Silva (PTB) havia perdido a Administração Regional de Santa Maria. Mas votou com o GDF na Previdência. A parlamentar recuperou o espaço. Marileide Alves foi então nomeada.
O líder do governo na Câmara, deputado Claudio Abrantes (PDT), indicou o novo administrador regional de Sobradinho: João Luiz Vieira. A administração estava nas mãos de João Cardoso
O deputado Martins Machado (Republicanos) indicou os novos administradores regionais do Sudoeste e do Varjão. Neste caso, as respectivas administrações serão gerenciadas por Daniel Damasceno e Lúcio Rogério Gomes.
A antiga administradora do Varjão, Nair Queiroz, era indicação do MDB e do próprio governador Ibaneis Rocha.
MDB
Na dança das administrações, o MDB ganhou mais espaço. Gustavo Aires foi nomeado para o Cruzeiro, mas desta vez é cota exclusiva do partido. Enquanto Renato Couto Mendonça assume Samambaia em nome com as bençãos da legenda.
SLU
Conforme a coluna Grande Angular antecipou em primeira mão, Edson Duarte deixou o comando do Serviço de Limpeza Urbano (SLU), mas neste caso a saída foi a pedido.
A movimentação foi registrada no Sistema Eletrônico de Informações (SEI). Existe a expectativa, no entanto, de uma conversa entre o governador Ibaneis Rocha (MDB) e Edson Duarte, o que poderia alterar os planos de saída. Até agora, a orientação é no sentido de deixar o cargo.
Duarte foi nomeado para a chefia do SLU em 24 de março de 2020. Antes, ele foi presidente do Brasília Ambiental e ministro do Meio Ambiente durante a gestão de Michel Temer (MDB).
Félix Ângelo Palazzo ocupava o cargo de diretor-presidente do SLU antes de Duarte. Durante sua gestão, Palazzo enfrentou uma crise relacionada ao transbordamento de chorume no Aterro Sanitário de Brasília (ASB), localizado em Samambaia.
Leia Mais....

Revitalização

O deputado distrital Daniel Donizet (PSDB) está animado com a revitalização do galpão central do Gama, que está incluído nos projetos de feiras do DF a serem revitalizadas. O custo da obra está orçado em quase R$ 400 mil.
Importância – “No que for preciso, vamos colocar emenda parlamentar no projeto para ajudar de forma rápida essa reestruturação”, adiantou o parlamentar, que ressaltou a importância da feira para a população dessa região administrativa.
Fonte:Jornal de Brasília / Foto:Blog Nosso Gama

Leia Mais....

Pec do foro privilegiado: Leila Barros pede celeridade ao Congresso

A PEC mantém a prerrogativa de foro para presidente e vice-presidente da República, chefe do Judiciário e presidentes da Câmara e do Senado
A senadora Leila Barros (PSB-DF) pediu o andamento da PEC que restringe o foro privilegiado, cuja tramitação no Congresso dura mais de mil dias. Ela destaca a importância da proposta “para tornar o país mais justo”.
Mais avançada – “Sou a favor do fim do foro privilegiado para todas as autoridades, mas esta proposta é a que está em estágio mais avançado no Congresso”, destacou Leila. A PEC mantém a prerrogativa de foro para presidente e vice-presidente da República, chefe do Judiciário e presidentes da Câmara e do Senado.

Fonte:Jornal de Brasília
Leia Mais....

PMDF abre licitação internacional para compra de pistola 9 mm

Propostas serão recebidas até o dia 1º de setembro
A Polícia Militar (PMDF) abriu, nesta terça-feira (7), uma licitação internacional para adquirir pistolas semiautomáticas calibre 9 mm. O valor estimado para compra do armamento é de R$ 31 milhões (R$ 31.297.155,75).
A licitação optará pelo menor preço. As armas de fogo precisam ser novas e de última geração do fabricante.
O edital completo com as informações para se cadastrar na licitação está disponível no Portal de Compras do governo federal e no site da PMDF. As propostas serão recebidas até às 14h do dia 1º de setembro.

PCDF

Há cerca de um mês, a Polícia Civil (PCDF) adquiriu 5 mil kits de armas da marca Glock, incluindo pistolas. A Glock substituiu a Taurus, após polêmica entre a marca e as corporações de segurança do Distrito Federal.
Fonte;Jornal de Brasília
Leia Mais....

03 Mandatos e Muito Trabalho Por Brasília

segunda-feira, 6 de julho de 2020
O deputado Agaciel Maia tem marcado sua atuação pelo respeito aos ideais que sempre conduziram sua história de vida
Desde seu primeiro mandato, o deputado Agaciel Maia vem cumprindo um papel de destaque na Câmara Legislativa do DF, com um trabalho parlamentar permanente em defesa de valores que resgatam o princípio da autoridade e estabelecem os contornos de uma sociedade mais justa. 
Sua atuação prioriza as áreas da Segurança, do Emprego, da Educação e da Saúde. 
Seus projetos de leis aprovados em plenário, são todos elogiados pela sociedade do DF e muitos são copiados por outros estados do Brasil , como é o caso do projeto de lei que criou o programa  Jovem Canango que emprega milhares de jovens em todo Distrito Federal. 
O deputado tem uma preocupação constante que é a valorização da família como núcleo fundamental para o fortalecimento da sociedade e o resgate social de boa parte de nossa juventude, hoje tão carente de valores de cidadania.


"Batalhei muito para  que esse programa virasse lei, sempre foi uma luta, porque é muito difícil promover a igualdade de oportunidade, e é isso que o programa jovem candango faz”, disse o deputado  Agaciel Maia.
Leia Mais....

CLDF devolve 6 milhões para pagamento de auxílio emergencial

domingo, 5 de julho de 2020

Deputado Rafael Prudente (MDB), presidente da Câmara Legislativa do DF. Foto: Delmo Menezes / Agenda Capital
“MDB-DF trabalha na Câmara Legislativa do DF pela transparência e pelo compromisso com a população”, diz Rafael Prudente,  presidente da CLDF 
Por Redação*
A CLDF oficializou o repasse de R$ 6 milhões para os cofres públicos. O dinheiro é resultado de uma economia realizada pela atual gestão. 
Os recursos serão utilizados para pagar o auxílio emergencial aos profissionais do transporte escolar e de turismo. Esses trabalhadores estão parados desde o início da pandemia do coronavírus e a suspensão das atividades escolares e de turismo no DF. 
“Vamos continuar trabalhando para cortar os gastos da Câmara e dar mais transparência nas atividades parlamentares”, disse Rafael Prudente.
Leia Mais....

Proposta do governo prevê R$ 51,7 bi para o Renda Brasil e benefício médio de R$ 232,31

sexta-feira, 3 de julho de 2020
Programa vai substituir o Bolsa Família. Hoje, o Bolsa Família inclui 13,2 milhões de família, alcançando 41 milhões de pessoas.
Um desenho preliminar do Renda Brasil, o novo programa do governo que vai substituir o Bolsa Família, prevê um orçamento anual de R$ 51,7 bilhões e 57,3 milhões de pessoas beneficiadas (18,6 milhões de famílias), segundo proposta em discussão no Ministério da Economia. O redesenho do programa prevê uma elevação do benefício médio de R$ 190,16 para R$ 232,31.
Hoje, o Bolsa Família inclui 13,2 milhões de família, o que alcança 41 milhões de pessoas a um custo de cerca de R$ 32 bilhões ao ano. Poderão entrar no programa famílias com renda per capita mensal até R$ 250, a chamada linha de pobreza para acesso ao benefício. Esse limite é hoje de R$ 178.
Preocupado em criar uma marca própria de apelo social e, ao mesmo tempo, suplantar programas de governos anteriores, o Palácio do Planalto trabalha para que o Renda Brasil se torne uma alternativa para parte das famílias que passaram a receber o auxílio emergencial de R$ 600 durante a pandemia da covid-19.
A ideia em análise, segundo técnicos da área econômica, é redesenhar o Fundo de Combate de Erradicação da Pobreza e Fundo Social para a transferência de patrimônio (ativos) e atender o financiamento do Renda Brasil. Como mostrou ontem o Estadão, o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer desonerar a empresas que contratarem trabalhadores que estarão no Renda Brasil com a nova Carteira Verde Amarela. A medida é vista como uma forma de facilitar as chamadas “portas de saída” do programa de transferência de renda.
O desenho discutido por técnicos da Economia é parecido com a proposta de ampliação do Bolsa Família elaborada pela Câmara dos Deputados em 2019, antes dos impactos socioeconômicos da pandemia, hoje sob relatoria do deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG).
A proposta em discussão no governo também prevê um benefício de R$ 100 (per capita) para crianças e adolescentes até 15 anos. Hoje, o valor é de R$ 41,00. O benefício por adolescente subirá de R$ 48,00 para R$ 100,00.
O governo também quer eliminar o déficit de creches no País com a concessão de uma espécie de “voucher” para o pagamento do serviço.
Especialistas alertam, porém, que mesmo com o incremento dos recursos cerca de 60 milhões de brasileiros, hoje atendidos com o auxílio emergencial pago por causa da pandemia da covid-19, ficarão de fora do Renda Brasil e sem renda de uma hora para outra. Eles defendem a prorrogação até o fim do ano do auxílio, que beneficia cerca de 120 milhões de pessoas.
Para a economista e colunista do Estadão Monica de Bolle, professora da Universidade de Jonhs Hopkins, no Estados Unidos, este contingente de pessoas ficará desassistido daqui a dois meses, quando se sabe que a pandemia não terá passado. “É um tiro n´água. É terrível para o que vai acontecer com essas pessoas e a economia”, avalia.
Segundo Bolle, o fim do auxílio tirará uma rede de sustentação que tem sido muito importante nesse momento. Ela destacou que os R$ 600 tem ajudado o financiamento dos municípios e capacidade de serviços essenciais, como coleta de lixo e rede pública de ensino.
A economista lembra que o Estado de calamidade está decretado até o fim do ano, o que permite a extensão do benefício. A pesquisadora critica o programa de voucher, que não funciona, nem mesmo nos Estados Unidos, devido às distorções e problemas de acesso.
O governo quer colocar o Renda Brasil em funcionamento já no segundo semestre. Para isso, precisará aprovar medidas no Congresso, inclusive uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para alterar o abono salarial.
Parlamentares que defendem a prorrogação do auxílio devem lançar nos próximos dias a Frente Parlamentar em Defesa da Renda Básica. A expectativa é de terminar a coleta de assinaturas ainda nesta sexta-feira.

https://jornaldebrasilia.com.br/
Leia Mais....

Fique por dentro do ”PL dos 30 dias”, proposto por Ibaneis para agilizar concursos da PCDF

PL apresentado por Ibaneis quer alterar a Lei Geral dos Concursos do DF e diminuir o prazo para aplicação das provas apenas para a PCDF


Seria bom que os concurseiros de olho numa vaga na Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) apressarem os estudos. Isso porque, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, enviou uma mensagem ao deputado Rafael Prudente, presidente da Câmara Legislativa (CLDF), na semana passada, para submeter à apreciação da Casa um novo projeto de Lei específico para a seleção da corporação, alterando a Lei nº 4.949, de 15 de outubro de 2012, conhecida como Lei Geral dos Concursos do DF. Ibaneis afirma que a matéria necessita de apreciação com relativa brevidade, solicitando que seja em regime de urgência.
Segundo o PL, o parágrafo único do artigo 11 deve ser alterado para: “Nos concursos públicos para provimento de cargos das carreiras da Polícia Civil do Distrito Federal, o prazo de que trata o inciso I, deste artigo, será de trinta dias da realização da primeira prova”. Ou seja, o objetivo é a diminuição do prazo legal de 90 dias para um mês, mas apenas para seleções da PCDF.
A proposta também inclui um quinto parágrafo no artigo 55, que versa sobre os recursos das provas, para conter outra exceção destinada apenas à corporação: “Nos concursos públicos para provimento de cargos das carreiras da Polícia Civil do Distrito Federal, o prazo, de que trata § 1º deste artigo, será de, no mínimo, cinco dias úteis, contados da publicação oficial do gabarito ou do resultado das provas.” O prazo antes era de, no mínimo, 10 dias úteis para interposição de recurso, contado da publicação oficial do gabarito ou do resultado das provas.
E, para garantir que o proposto no PL ainda valha para os concursos em aberto no momento pela PCDF, escrivão e agente, a matéria ainda pretende modificar o artigo segundo e terceiro, inserindo os textos:
”Art. 2º Aplica-se o disposto nesta Lei a concursos públicos em andamento, desde que ainda não realizada a primeira prova, caso em que o edital normativo deverá ser republicado com as devidas alterações.
Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação” 

Justificativa do diretor-geral da PCDF

A justificativa da matéria foi feita pelo próprio diretor-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido. Segundo o delegado, o objetivo de incluir disposivo prevendo prazos diferenciados para a PCDF é que “a observância da legislação distrital em comento no que tange a concursos públicos para provimento de cargos de órgãos de natureza policial que, por força do art. 21, Inc. XIV, da Constituição Federal, são organizados e mantidos pela União, tem potencial de gerar insegurança jurídica e, pela elasticidade de certos prazos, grave prejuízo à administração pública e aos próprios candidatos.”
“Isso porque os concursos para provimento de cargos de natureza policial, em especial da Polícia Civil do Distrito Federal, demandam a realização de diversas fases, incluindo avaliação psicológica e de aptidão física, somado ao fato de que o curso de formação integra o certame, o que torna todo o processo bastante longo e, portanto, penoso.”
Assim, o diretor considera que os prazos da lei distrital são dilatados “quando se observa a complexidade dos atos relacionados ao certame para provimento de cargos de natureza policial”. Segundo Cândido, devido a esses prazos, os concursos públicos da PCDF podem levar até dois anos para sua conclusão, “em evidente e grave prejuízo aos candidatos e, em especial, para a administração pública e ao destinatário dos seus serviços públicos.”
O delegado enfatizou que os concursos para escrivão e agente foram autorizados porque o quadro de pessoal hoje representa pouco mais de 40% do previsto em lei, sem falar que a a instituição conta com mais de 260 servidores em abono de permanência, ou seja, aptos à imediata aposentadoria, “o que torna urgente e imperiosa, a bem do interesse público, a célere seleção e contratação de novos servidores”.
O PL já foi protocolado na CLDF, sob o número 1272, e aguarda apreciação.

Fim do concurso PCDF apenas em 2022

De fato, o cronograma oficial do recente concurso público para agente da PCDF pode assustar. Está prevista somente para 22 de fevereiro de 2022, ou seja, mais de um ano e meio após o lançamento do edital de abertura, a divulgação do resultado final na primeira etapa do concurso e convocação em 1ª chamada para matrícula do 1º grupo do curso de formação profissional. Serão, ao todo, três grupos, o último está previsto para ter o curso de formação finalizado apenas em setembro de 2022.
Por outro lado, o prazo para os estudos do conteúdo complexo do edital, que surpreendeu os candidatos com a cobrança de matérias não comuns em concursos policiais, até a prova marcada para 18 de outubro, encurtaria em dois terços, e os concurseiros teriam que apertar, e muito, o passo para conseguir vencer todo o edital. Prepara-se melhor após ler isso: Estatística, contabilidade? Especialistas analisam edital para agente da PCDF 2020 
No dia da publicação do edital para agentes, nesta quarta-feira (1º/7) no DODF, o diretor-geral da PCDF se pronunciou em seu perfil pessoal no Instagram falando que estava trabalhando para agilizar os trâmites do concurso, quando foi perguntado por um seguidor sobre o andamento extenso do certame.

O edital de abertura para agente da PCDF foi lançado com oferta de 1.800 vagas para candidatos com qualquer nível superior e salário inicial de R$ 8,6 mil. O concurso promete ser o maior do ano em termos de concorrência. Confira aqui o edital, análise, dicas e tudo sobre o novo concurso aqui!  Já o concurso para escrivão ainda está suspenso devido ao coronavírus; as provas estavam marcadas para março deste ano.
http://blogs.correiobraziliense.com.br
Leia Mais....

Senador Reguffe solta o verbo contra a falta de transparência do Judiciário e pede a instalação da CPI da Lava Toga

Em agosto de 2019, em pronunciamento no Senado Federal, o senador José Reguffe pressionou Davi Alcolumbre, presidente do Senado Federal, para que tirasse da gaveta os pedidos de impeachment de ministros do STF e a CPI “Lava Toga”.
“Não dá para isso ficar engavetado numa gaveta e ponto. Fica parecendo que é uma troca de favores, que estão engavetando alguma coisa lá, no Supremo, enquanto se engaveta aqui”, assinalou.
“Eu assinei os dois requerimentos de instalação da CPI da Lava Toga e assinarei quantos mais forem necessários. É importante, sim, se investigar fatos ocorridos nas Cortes Superiores deste País.
Por que o Poder Judiciário não pode ser investigado? É um Poder intocável? Que medo é esse que se tem do Poder Judiciário? Quem não deve não teme”, asseverou o parlamentar.
E agora, em junho de 2020, o senador do Podemos do Distrito Federal voltou a falar sobre o tema e coberto de razão. Afinal, o que escondem os ministros do STF para que evitem a instalação da CPI da Lava Toga e persigam seus críticos? O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, tem sido um parceiro e tanto do STF, ao impedir a instalação da CPI da Lava Toga e os pedidos de impeachment de ministros do STF. Certamente porque o senador tenha rabo preso no STF, o que configuraria “troca de favores” entre Legislativo e Judiciário para ninguém investigar nada nem punir ninguém que esteja se achando acima da Constituição.

“Sou um defensor da democracia e radicalmente contrário ao fechamento de qualquer dos Poderes. Agora, assim como o Legislativo e o Executivo, o Judiciário também não pode ser imune a investigações. Assinei os três requerimentos para instalação da CPI da LavaToga e assinarei quantos mais forem necessários. Infelizmente, a maioria do Senado é contra e não teve ainda as 27 assinaturas necessárias. Não existe Estado Democrático de Direito sem o pleno funcionamento dos três poderes. Mas um desses não pode ser imune a investigações. O fortalecimento da democracia também passa por isso.”

Leia Mais....

GDF Presente reforma pontos de encontro comunitários no Gama

quinta-feira, 2 de julho de 2020
A administração regional e o GDF Presente estão revitalizando os Pontos de Encontro Comunitário (PECs) da cidade. Foto: Divulgaçã
Os moradores do Gama vão ganhar equipamentos de esporte e lazer praticamente novos quando acabar a pandemia do novo coronavírus. A administração regional e o GDF Presente estão revitalizando os pontos de encontro comunitário (PECs) da cidade. Atualmente, eles estão interditados por causa das medidas de isolamento social para combater o novo vírus. 
Ao todo, a manutenção será feita em nove PECs. O trabalho já foi realizado em sete equipamentos nos setores Sul e Oeste. Os PECs da Praça Eusébio (nas proximidades do terminal do BRT), e da Praça 1, do Setor Leste, também estão na lista para receber os serviços..
Segundo a administradora do Gama, Joseane Araújo, primeiro as peças quebradas estão sendo trocadas e, depois, as academias receberão pintura nova. “Ao todo, temos 42 PECs que estão sempre cheias. A população do Gama gosta muito de esportes. Estamos aproveitando esse momento em que elas não estão sendo usadas para fazer essa revitalização”, afirma.
O Polo Sul do GDF Presente também tapou os buracos do conjunto F do Setor Sul do Gama e agora está mais fácil trafegar pelo local. Segundo o coordenador do polo, Germano Guedes, a via estava bem danificada e, com o serviço de tapa-buracos, foi possível melhorar as condições de tráfego da rua. “A comunidade solicitava bastante a revitalização do local”, disse Joseane Araújo.
Equipes do programa e funcionários da Administração Regional do Gama também estão pintando os meios-fios na entrada da cidade e, atendendo a uma demanda da comunidade, estão construindo um estacionamento com 20 vagas para carros em uma área de terra na quadra 21 do Setor Oeste. “O GDF Presente estará no Gama até o dia 13 de julho e várias obras serão feitas até lá. São essas pequenas operações que melhoram a qualidade de vida dos nossos moradores”, afirmou a administradora regional.
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot