• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Homem é expulso de Plenário da Câmara após interromper debate sobre feminicídios no DF

terça-feira, 10 de setembro de 2019
Ele atrapalhou a fala das integrantes da mesa diversas vezes. Mesmo advertido, insistia em interromper. Vídeo mostra momento da saída dele do local
Um homem foi expulso do Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta terça-feira (10) após interromper insistentemente uma audiência pública que debatia os feminicídios no DF. Ele foi advertido várias vezes, mas insistia em atrapalhar a sessão. Após as falas das mulheres, o homem importunava com perguntas como “e o homencídio?”. Foram feitos três pedidos para que ele se comportasse, mas nenhum foi atendido. Os seguranças, então, foram acionados.
O vídeo abaixo mostra a comemoração das mulheres presentes após a saída do homem. Neste momento, os seguranças já haviam retirado-o do local. Apesar de ter gritado durante a audiência, ele saiu pacificamente quando viu as autoridades.
Tocador de vídeo
00:00
00:12

Plano de enfrentamento

A audiência, de iniciativa dos deputados Arlete Sampaio (PT) e Fábio Felix (PSOL), tem como objetivo justamente criar o que será chamado de Plano de Enfrentamento do Feminicídio no DF. É uma ação contra os registros de violência contra a mulher na capital federal que, nas últimas semanas, vêm acontecendo quase que todos os dias.
Participaram da audiência os secretários de Segurança Pública, Anderson Torres, e da Mulher, Ericka Filippelli, além de especialistas, parlamentares, representantes do Poder Judiciário, movimentos de mulheres, familiares e amigos das mulheres vítimas de feminicídio em 2019. Após o debate na CLDF, que começou às 9h30, acontecerá um ato em frente ao Palácio do Buriti, organizado por coletivos de mulheres e previsto para 11h30.
Posteriormente, o objetivo é que sejam formulados Projetos de Lei, parcerias com organizações da sociedade civil, fortalecimento da rede de apoio e de proteção de mulheres, entre outras medidas.
Para o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa, deputado Fábio Felix, são necessárias ações imediatas de enfrentamento do feminicídio no DF. “A vida das mulheres não pode esperar. Precisamos unir esforços para viabilizar um programa de medidas emergenciais e que atendam às necessidades das mulheres vítimas de violência”, destacou. O deputado Distrital também reforçou a necessidade de combater o machismo estrutural e debater uma política de mobilidade urbana que torne a cidade mais segura para as mulheres.
Para a distrital e ex vice-governadora do DF, deputada Arlete Sampaio, as mulheres têm vivido em situação de insegurança dentro e fora de casa. “Essa é uma situação extremamente grave. Não podemos continuar convivendo com esse absurdo. Não temos visto, por parte do GDF, nenhuma atitude concreta no sentido de contribuir para a redução desses casos”, alertou.
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot