• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Reencontro com filho após 38 anos: “Sou a mãe do ano, comemora Sueli”

segunda-feira, 6 de maio de 2019
Sueli reencontrou o filho roubado dela na porta do Hospital Regional do Gama, há 38 anos. Eles se reencontraram na Paraíba. “Vou passar o dia das mães com ele”, festeja Sueli
Por Redação / CB
Sueli Silva, 56, passará o dia das mães com seu filho Ricardo Araújo pela primeira vez. Ele tem 38 anos, mas foi tirado de seus braços na porta do Hospital Regional do Gama (HRG) com dois dias de vida. O caso caso só veio à tona em abril deste ano e emocionou os brasilienses pela força e superação de Sueli.
O reencontro aconteceu na terça-feira (30/4), em João Pessoa, na Paraíba. Sueli viajou até a cidade onde o filho vive para fazer uma surpresa abraçá-lo, pela primeira vez depois de quase quatro décadas de separação. “Foi um abraço bem longo. Eu falei que ele era bem-vindo na minha vida e que o amei durante todo esse tempo”, contou a mãe.
Ainda em estado de êxtase, ela disse estar “levitando” desde então. “É uma alegria que tomou conta da minha vida, da minha família, dos meus outros filhos, de todo mundo!”. Como se não bastasse a felicidade de praticamente “ganhar” um filho após 38 anos, Sueli também foi presenteada com três netos, de 10, 8 e 6 anos. O encontro até rendeu um passeio na praia com foto das três gerações.
Agora a família se organiza para voltar a Brasília e fazer a ligação de Ricardo com seus parentes brasilienses. “Devemos voltar amanhã (7/5), então vou passar o dia das mães com ele na minha casa. Vai ser o dia das mães mais importante da minha vida, porque agora sou a mãe do ano”, brinca.

“Fiquei sem reação”
Olhar pela primeira vez para a mãe biológica fez com que Ricardo quase ficasse “preso” na cadeira. O reencontro aconteceu em sua casa e ele não esperava que fosse naquele momento. “Eu estava muito ansioso para que o dia chegasse o mais rápido possível, mas quando aconteceu, fiquei sem reação.”
O corretor de imóveis disse que ficou gelado dos pés à cabeça, quando bateu os olhos em Sueli, mas logo retribuiu o abraço com carinho em um momento em que muita coisa passou pelo seu pensamento. “Minha mãe de criação faleceu tem seis meses, e naquela hora minha mãe biológica apareceu. Então foi tudo muito emocionante, meu coração foi a mil.”
Ricardo agora espera ansioso para conhecer seus irmãos e a capital federal. Brincando que ele já é o presente de Sueli, o filho quer mais uma lembrança entre eles: “Agora vamos tirar uma bela foto de família, aquele retrato que a gente sempre espera”. A mãe complementa: “Será histórico”.                                            http://agendacapital.com.br
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot