• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Futuro incerto na ADM do Guará após desistência de Delmasso em apadrinhar Executivo local

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Depois de reboliço nas redes sociais no início da semana após a desistência do distrital Rodrigo Delmasso (PRB) em apadrinhar a administração do Guará, o Executivo local, apesar da continuidade de Vânia Gurgel no cargo de administradora, o órgão vive momentos de incertezas. Se por um lado Vânia continua fazendo seu trabalho normalmente, por outro, ninguém sabe até agora se a chefe do Executivo vai continuar ou não.
Indicada por Delmasso no início do ano para ocupar o cargo, a administradora, embora seja ‘novata’ no serviço público, vem dando conta do recado. Mas a mudança política com a desistência de Delmasso em apadrinhar o Executivo local deve ter desdobramentos em futuro breve.
Até o momento o governador Ibaneis não se pronunciou oficialmente sobre o tema. Mas o fato de seu governo estar se aproximando dos 100 dias de gestão pode pesar contra ou a favor de Vânia Gurgel. Até o momento, os mais entendidos em política dizem, sem se pronunciarem diretamente, que a administradora vive um momento de grande desconforto com a desistência de Delmasso em apadrinhar o Guará. Mas pesa a seu favor o bom trâmite com a deputada federal Celina Leão (PP), que tem no momento um dos maiores números de cargos indicados dentro da Administração do Guará. Se Ibaneis aceitar a indicação de Celina, e se a deputada tiver interesse em fazer isso, Vânia teria sim, chances de continuar. Caso contrário, ela precisaria do respaldo direto do governador, senão seria, possivelmente, exonerada.
O tema é bastante delicado e nem mesmo as lideranças do Guará têm comentado muito o assunto nas redes sociais. Enquanto isso, Vânia despacha normalmente inclusive fazendo visitas a órgãos do governo. Na tarde de quarta-feira (3), esteve na Secretaria da Mulher, tratando de temas de interesse do Guará.

Previsões
Embora seja cedo para fazer qualquer prognóstico, nos bastidores, alguns arriscam em dizer o que pode acontecer. A reportagem fez um breve levantamento da atual situação política local, especialmente sobre a atuação dos deputados distritais, que têm por ‘cultura’, indicar administradores em troca de apoiar governo. Dos 24 parlamentares da Câmara Legislativa, hoje, quase ninguém além do desistente Delmasso está diretamente ligado ao Guará. Pelo levantamento, Robério Negreiros (PSD) seria um dos poucos interessados nos assuntos diretamente relacionados à cidade. Sua força ainda cresce com a presença de seu assessor de confiança e pioneiro no Guará, Samuel Lima, o Samuca. Em 2018, Samuca chegou a anunciar que tinha interesse em assumir a Administração do Guará. Hoje, procurado pela reportagem, foi bastante cauteloso e disse que não quer prejudicar o trabalho de ninguém, e acrescentou: “Se o povo aprovar o trabalho de Vânia Gurgel, eu sou a favor de sua permanência, mas no fundo, o governador Ibaneis é que vai decidir isso”, esquivou-se.
Por outro lado, a nomeação de Zé Orlando como coordenador de Desenvolvimento da Administração do Guará, na atual conjuntura política pode ser vista como uma ameaça ao cargo de Vânia Gurgel. Muitas lideranças locais lembraram seu nome nas redes sociais como um possível ‘candidato’ ao cargo. Zé Orlando havia afirmado ao Blog do Amarildo que não teria interesse em voltar a ser administrador e sim colaborar com a gestão de Ibaneis. Ele foi um dos coordenadores da campanha de Ibaneis no Guará.
Outro lembrado por algumas lideranças é o ex-administrador André Brandão. Ele chegou a cogitar entrar para o atual governo, mas à reportagem, comentou que desistiu do assunto e agora está atuando na área empresarial e sem interesse de assumir o cargo de administrador do Guará em algum suposto convite.
Procurado pela reportagem, o senador Izalci Lucas (PSDB), que tem forte ligação com o Guará disse que não está fazendo nenhuma indicação para o atual governador e que no momento não participaria da indicação de algum nome, a menos que o próprio Ibaneis o pedisse. “Mesmo assim acharia difícil porque as administrações não têm nenhuma autonomia, e isso não me interessa colocar gente lá dentro só para ocupar vagas”, relatou Izalci.
Enquanto isso, os rumores de possíveis mudanças a curto ou médio prazo continuam, mas nada é certo. Ao fazer um balanço dos 100 dias de governo, o governador Ibaneis pode dar uma prévia se muda ou não o administrador do Guará.
Aqui vai um palpite do Blog do Amarildo: por causa dos festejos dos 50 anos do Guará, evento que já está sendo organizado pela equipe de Vânia Gurgel, tirar agora a administradora do cargo antes de maio seria dar um passo atrás e deixar a cidade ainda mais vulnerável.                                                                
http://blogdoamarildo.com.br/
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot