• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

BLOG DO PASTOR RONNE

BLOG DO PASTOR RONNE

Jesus Cristo é o Senhor.

Piauiense, corredor, conselheiro tutelar e policial militar. O perfil de Ailton Miranda é extenso e vem chamando atenção no meio político e de quem viu, nas últimas eleições, uma votação expressiva para alguém sem estrutura financeira.

quarta-feira, 2 de maio de 2018
Ailton Miranda
Nascido em Parnaguá-PI, Ailton Miranda Lustosa chegou ao Gama-DF em 1984. Jovem de família humilde, morou com a tia assim que chegou ao Distrito Federal.  Trabalhou em açougue e lojas de móveis antes de ingressar no Polícia Militar, em 1988. Atualmente, ele é primeiro sargento.
“Eu tinha que estudar e conciliar o curso da PM, era bem complicado. Mas valeu a pena todo o esforço porque é uma profissão que admiro. Infelizmente falta valorização dos profissionais. Precisamos nos juntar e batalhar juntos por melhores condições de trabalho”.
O trabalho público era conciliado também com a função de síndico, prefeito comunitário do Setor Central do Gama e até mesmo a venda de frango em um trailer. “Não sei como conseguia tempo para fazer tudo, mas sempre tive prazer de atuar nessas áreas de contato com o público, direto”.
Por ter vivido a dificuldade da chegada a Brasília, se reuniu com outros piauienses e sentiu a necessidade de se criar uma associação. “Eu sou presidente da Associação dos Piauienses em Brasília e Entorno, onde ajudo com consultas, cirurgias, cadeiras de rodas, auxílio fúnebre e outros apoios como na área jurídica. As pessoas chegam aqui, muitas vezes sem referência nenhuma e eu quero construir a sede da associação para que nós sejamos um ponto de encontro para esses nordestinos que chegam ao DF”.
E viu no Rotary Club do Gama, uma outra possibilidade de ajudar ao próximo. Durante a gestão de Ailton como presidente, foram realizados eventos sociais e até mesmo doação de mais de 20 cadeiras de rodas.
Paralelamente, Ailton ingressou no esporte e tornou-se corredor. Ao fim do dia, corre na entrada da cidade com o uniforme da Corredores de Rua do Gama (CORGAMA), associação que também já foi presidente. Até arriscou participar da corrida de São Silvestre, mas por experiência.
A família e a religião também andam juntas na vida desse piauiense. Casado, pai de duas filhas e atuante na igreja Católica. Participa de movimentos da igreja como Encontro de Casais com Cristo (primeira, segunda e terceira etapa) e a Equipe de Nossa Senhora.

CONSELHO TUTELAR
Quem conhece Ailton Miranda afirma que, de todos as funções, o conselho tutelar merece um espaço especial. “Eu falo isso para todos: nunca vi um órgão como o conselho tutelar, que acolhe a todos e que está na ponta, é o acesso direto aos problemas familiares, nas escolas, na vida de jovens e adolescentes”.
A história do Conselho Tutelar no Gama se confunde com a de Ailton, já que ele foi o primeiro conselheiro da cidade quando ainda não era remunerado. Foi eleito e reeleito mais 4 vezes. Nas urnas, onde o voto não é obrigatório, teve votações expressivas e conquistou o ranking entre os mais bem votados do DF. Foram mais de 17 anos e mais de 30 mil pessoas atendidas.
“Aprendi muito com todos que passaram pela minha sala ao longo desses anos. São muitas histórias, muito aprendizado e até hoje tenho o prazer de encontrar famílias que consegui ajudar. Não é uma profissão fácil, vi coisas muito tristes mas ao final, ver a família feliz não tem preço”.

POLÍTICA
“Tudo que eu vi e sofri pela falta de estrutura na rede pública, problemas na saúde, educação, só tem uma forma de mudar: através da política e todos nós temos que ter essa consciência. Ali, frente a urna, é onde temos realmente a chance de mudar nosso País”, afirma. Foi a partir daí que Ailton Miranda se envolveu diretamente com campanhas de deputados distritais e federais.
E esse trabalho saiu dos bastidores para ganhar as ruas, santinhos e televisão. Foi convidado, pela primeira vez, a sair candidato a deputado distrital em 2006. Conseguiu 1506 votos. Nos anos seguintes, a votação aumentou: 2106 votos e depois 3101 votos.

“Não é fácil e nunca vai ser. Uma campanha política, você ser o candidato tem um peso muito grande. Todos se envolvem e carregam a responsabilidade com você. Independente de resultado, meu trabalho continua sendo ajudar quem precisa, dar suporte, orientar famílias. Acho que esse tem que ser o único objetivo”.         http://capitaldoentorno.com
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot