• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

COM VOCÊ / NOSSO GAMA

Alberto Fraga buscará vaga de senador no DF

terça-feira, 3 de abril de 2018
Alberto Fraga buscará vaga de senador no DF
Foto: Josemar Gonçalves/Cedoc

O deputado federal apoiará a pré-candidatura de Jofran Frejat (PR) para o Governo do Distrito Federal.


O presidente regional do Democratas (DEM), deputado federal Alberto Fraga, decidiu retirar o nome na corrida pelo Palácio do Buriti para mirar em uma das vagas do Senado Federal. O parlamentar apoiará a pré-candidatura de Jofran Frejat (PR) para o Governo do Distrito Federal. Com este movimento, os grandes partidos de centro-direita dão mais um passo na reconstrução do projeto de uma grande aliança na guerra pelas urnas em outubro.
“Estou tendo reuniões com Jofran Frejat. É bem provável que eu saia candidato ao Senado. Tem muito candidato da direita ao Buriti e não quero ser o motivo da divergência. Conheço meu tamanho. No entanto, não estou aqui para dividir o grupo. Prefiro apoiar o Frejat, que está com melhores condições”, admite o parlamentar.
Eleito com 155.056 votos em 2014, Fraga batalhava para ser o nome dos grupos políticos conservadores na briga pelo GDF. Com um discurso voltado para a segurança pública, nutre bons laços com o pré-candidato ao Planalto Jair Bolsonaro (PSL) e defende bandeiras como a liberação do porte de arma e a redução da maioridade penal. Mas, no tabuleiro político do DF não conseguiu agregar muitos aliados, ao contrário de Frejat.
“Quem sabe na próxima eu venha para o governo. Agora vou abrir mão e concorrer ao Senado. Tenho tempo para esperar mais um pouco. Agora vou me aliar com o Frejat que tem mais chance agora, e esperar a minha vez”, comenta o parlamentar. Nos últimos dias, Frejat colocou na rua um projeto para reunificar as forças da centro-direita.
Até o começo deste ano, PR, MDB, DEM, PP, PSDB e PTB tinham um acordo para formar uma grande coalizão eleitoral. O nome com melhores condições eleitorais, capacidade de alianças e menos problemas judiciais seria o cabeça-de-chapa para o Buriti. Mas o projeto foi demolido pelo próprio grupo, pois nenhum partido quis abrir mão do protagonismo. Foi uma verdadeira guerra de egos. Depois da terra arrasada, Frejat conseguiu manter um pequeno núcleo com MDB e PP. E agora obteve o DEM.
Saiba Mais
O movimento de Fraga fecha as portas da coligação de Frejat para uma eventual aliança com o PDT. É que os pedetistas rejeitam as bandeiras defendidas pelo deputado federal, membro da bancada da “bala” no Congresso Nacional.
Nos bastidores, Frejat conseguiu consolidar o apoio do núcleo duro do ex-governador José Roberto Arruda (PR). Uma jogada fundamental para conquistar novas alianças e votos.
A recomposição dos partidos conservadores agora enfrentará a fase mais complexa. Alírio Neto (PTB) continua colocando fogo na pré-candidatura para o Buriti. E o movimento não é reprovado pelo grupo político de Arruda.
Por outro lado, Izalci Lucas (PSDB) fechou questão com o PSD no projeto da Frente Cristã, ao lado do PRB e de outras forças evangélicas.                                        http://www.jornaldebrasilia.com.br
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot