• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Motorista embriagado atropela PM no Gama

domingo, 29 de abril de 2018



Motorista embriagado atropela PM no GamaUm motorista embriagado atropelou um policial militar, no início da tarde deste domingo (29), na BR-190, próximo ao Gama. De acordo com a Polícia Militar, o PM foi encaminhado a um hospital particular com fraturas nas pernas.
O motorista foi encaminhado para a 20ª Delegacia de Polícia, onde será autuado por tentativa de homicídio e embriaguez ao volante.        Jornal de Brasília
Leia Mais....

Eliana Poderá Ser Vice De Rollemberg

sexta-feira, 27 de abril de 2018
Novidade também nas bandas do Palácio do Buriti. Rollemberg negocia com a ex-deputada Eliana Pedrosa (Pros) para a vaga de vice-governadora. Interlocutores contam que a negociação está avançada. Seria mais um partido que iria embarcar no palaque de reeleição de Rollemberg.
Eliana acabou ficando isolada nas negociações com antigos aliados de centro e está prestes a cair no canto do Buriti. A aliança causa estranhamento, mas fica compreensível quando se analisa com mais profundidade o cenário político-econômico.
Fonte: Blog do Callado
Leia Mais....

TCDF Suspende Promoção De Coronéis Da PM

CB.Poder
ISA STACCIARINI
Ao menos cinco promoções de coronéis da Polícia Militar estão sendo questionadas pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e podem se tornar sem efeito. Uma decisão do conselheiro José Roberto de Paiva Martins determinou que o Poder Executivo não promovesse os militares, porque as vagas eram derivadas de cota compulsória — coronéis aposentados sem que tivessem completado 30 anos de serviço, mas que foram beneficiados com o cálculo da Lei 12.086/09 e entraram para a reserva mais cedo. Mas, no mesmo dia da determinação da Corte, um suplemento do Diário Oficial do DF (DODF) ascendeu 11 militares. Desses, cinco conseguiram chegar à mais alta patente por causa dos outros colegas que conseguiram o descanso antes do tempo.
A decisão do relator ocorreu sexta-feira (20/4) e nesta quarta (25/4) foi referendada pelo plenário da Corte. Ele decidiu que o governo se abstivesse de realizar as promoções referentes às cinco vagas de cota compulsória programadas para acontecer em 22 de abril, mas a data coincidia em um dia de domingo. Por ser um fim de semana, o Executivo antecipou e mudou as patentes dos militares no fim do mesmo dia.
Na ocasião, o conselheiro também determinou que em cinco dias a Polícia Militar se posicionasse sobre o cálculo da cota compulsória que se tornou alvo de investigação do Ministério Público de Contas (MPC). O prazo se encerra nesta sexta-feira (27/4). Após ter acesso ao posicionamento da corporação, a Corte vai analisar as justificativas.
Por e-mail, a Polícia Militar explicou que a medida cautelar proposta pelo relator tem natureza instrumental, ou seja, visava evitar as promoções. “Quando recebida a cautelar pela corporação, não foi possível evitar a promoção por falta de tempo hábil, pois esta já havia acontecido. A decisão do tribunal foi protocolada fora do horário do expediente administrativo”, informou.
Segundo a instituição, “na medida em que as promoções ocorreram, a cautelar perdeu o objeto cabendo, então, ao TCDF discutir o mérito quanto a esse desdobramento. A corporação alegou, ainda, que está adotando todas as providências determinadas “com o fim de esclarecer a legalidade das promoções citadas, no prazo determinado pelo órgão.”
Promoções e agregações questionadas
Desde fevereiro o MPC questiona a agregação de policiais em outros órgãos do governo, como na Casa Militar e na Secretaria de Segurança Pública. Na ocasião, o procurador Demóstenes Tres Albuquerque constatou duas possíveis irregularidades na transferência de oficiais. A primeira seria a intenção em abrir mais vagas de promoção de tenente-coronel para coronel, por exemplo, e a segunda se refere ao aumento de coronéis indo para a reserva remunerada acima do quantitativo previsto em lei. Em 26 de fevereiro o MPC representou a denúncia ao Tribunal de Contas do Distrito Federal por considerar que a atitude afronta o interesse público e os princípios da moralidade, razoabilidade, impessoalidade, eficiência e economicidade.
O procurador pediu que a Corte suspendesse a transferência de coronéis para a reserva, mas só seriam impedidos aqueles que fazem parte da cota compulsória, ou seja, oficiais com menos de 30 anos de serviço que poderiam ser contemplados com a aposentadoria mais cedo. Mas o plenário do Tribunal de Contas decidiu, por unanimidade, pedir primeiro esclarecimentos ao comando da Polícia Militar.
Na representação, o então procurador-geral em exercício identificou 15 oficiais agregados na Casa Militar ou na Secretaria de Segurança Pública desde 2016. Cinco assumiram o novo cargo entre novembro de 2017 e janeiro deste ano. Entre eles, um coronel transferido para a Secretaria de Segurança Pública em 10 de janeiro. Menos de um mês depois, em 2 de fevereiro, ele voltou à Polícia Militar para aguardar a ida a reserva. O procurador considerou a atitude como “injustificável” e frisou que o coronel só se manteve no novo cargo por 23 dias.
Fonte: Correio Braziliense
Leia Mais....

Saída de bombeiros cria polêmica no Distrito Federal

quinta-feira, 26 de abril de 2018
Saída de bombeiros cria polêmica no Distrito Federal
Reprodução

As mudanças nas equipes ocorrem após vazar uma foto dos militares com o pré-candidato ao Governo do DF pelo PR, Jofran Frejat.

As exonerações de coronéis e tenentes-coronéis da Polícia Militar do DF (PMDF) cogitadas ontem após a polêmica em cima das demissões de seis membros do alto escalão do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) não se confirmaram, pelo menos até o fechamento desta edição. O burburinho tomou conta dos corredores das duas corporações e o clima desde as alterações nos quadros é de tensão e desconfiança. As mudanças nas equipes ocorrem após vazar uma foto dos militares com o pré-candidato ao Governo do DF pelo PR, Jofran Frejat.
O encontro foi há cerca de uma semana e, segundo alguns participantes, foi para que os bombeiros militares conhecessem as propostas de Jofran para a corporação, caso seja eleito. “Queríamos ouvir as ideias dele, sugerir propostas e sugestões que atendessem os bombeiros, e, na noite de terça, fui informado da minha exoneração da função na diretoria, uma coincidência, sem motivo algum”, relatou um oficial à reportagem.
Foram exonerados os coronéis Wellington Moura e Silva, ex-chefe do Departamento de Segurança contra Incêndio do Subcomando-Geral; Vilson Vargas, ex-chefe do Departamento de Recursos Humanos, do Subcomando-Geral; e Williman Costa da Silva, ex-ajudante-geral do Comando-Geral.
Também perderam os cargo comissionado os tenentes-coronéis Átila Gomes do Nascimento, ex-subdiretor da Diretoria de Vistorias, do Departamento de Segurança contra Incêndio; Álvaro Alexandre Albuquerque Marques, ex-comandante do Comando de Área III; e Joston Alves de Sousa, ex-diretor de Saúde do Departamento de Recursos Humanos, do Subcomando-Geral.
PMs na berlinda
Estaria na Casa Militar do DF o documento, já assinado, com a exoneração do tenente-coronel Marco Alves, comandante do Centro de Treinamento e Especialização – CTEsp; e do sub-comandante do 6º Batalhão da PMDF – Esplanada dos Ministérios. Para o presidente do PR/DF, Alexandre Bispo, as exonerações estão ligadas com o encontro dos militares com Jofran. “O governador está “usando a máquina pública para fins eleitoreiros.” Em vídeo publicado nas redes, Alexandre diz ainda que Rollemberg exonerou arbitrariamente.”
Jofran Frejat, um dos principais concorrentes de Rollemberg na corrida ao Governo do DF, também recriminou e disse ser uma perseguição por terem ideologias diferentes. “ Nunca tivemos na história da nossa cidade um governante com um perfil tão vingativo como o do sr. Rodrigo Rolemberg. Os militares foram injustamente punidos, apenas porque estiveram reunidos comigo para conhecer qual o nosso pensamento sobre o futuro de nossa cidade. Essa atitude caracteriza um um ato de covardia sem precedentes.”
Questionado sobre as demissões, o governador afirmou que não interfere nas questões internas das corporações. “Quem demite ou substitui os demais cargos do corpo de bombeiros e da polícia militar do DF são os comandantes e diretores das corporações.”                     http://www.jornaldebrasilia.com.br
Leia Mais....

PM flagra produção de “dindim” no banheiro da Rodoviária

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Jornal de Brasília

PM flagra produção de “dindim” no banheiro da RodoviáriaA Polícia Militar do DF flagrou suspeitos produzindo dindim no banheiro da Rodoviária do Plano Piloto. De acordo com a corporação, os produtos, de diversos sabores, eram vendidos no terminal.
O dindim, segundo a PM, era feito em baldes, ao lado de uma pia com vômito. A lata de leite condensado estava aberta, no chão do banheiro.
Tocador de vídeo
Leia Mais....

IHBDF divulga lista de aprovados em processo seletivo que deve contratar 708 profissionais de saúde

sexta-feira, 20 de abril de 2018
Resultado provisório foi publicado na quarta-feira (18) e prazo para recursos é de 48 horas.  
Por Kleber Karpov
Na quarta-feira (18/Abr) houve a publicação do resultado provisório do primeiro processo seletivo do Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF) que deve preencher 708 vagas, pelo regime da Consolidação das Lei do Trabalho (CLT). Com isso, os candidatos têm até 48 horas para apresentar recurso. A previsão é que os aprovados comecem a ser convocados a partir da próxima semana.
Entre os novos profissionais de saúde que devem ser contratados estão:
  • 477 técnicos de enfermagem
  • 128 enfermeiros
  • 40 médicos emergencistas
  • 27 médicos anestesistas
  • 20 cirurgiões do trauma
  • 8 médicos de clínica médica
  • 8 nefrologistas
A direção do IHBDF esclarece que, uma vez finalizado o prazo para recursos, os candidatos devem acessar o site do instituto para saber o local e horário de entrega dos documentos para a contratação.
Para o diretor-presidente do órgão, Ismael Alexandrino, “a expectativa é que possamos abrir novos leitos, aumentar o número de cirurgias e diminuir a sobrecarga e horas extras dos médicos e técnicos, principalmente no pronto socorro”.
Carga horária será acertada na contratação
Ainda segundo a gestão do IHBDF, para jornadas de trabalho de 20 horas, está prevista remuneração para técnicos de enfermagem de R$ 1.341 e para enfermeiros, de R$ 2.211,20. Nas especialidades médicas, o salário é de R$ 8.050, com exceção para a área de clínica médica, cujo valor é R$ 7.344,01.
De acordo com Alexandrino, a carga horária dos profissionais de saúde deve ser estabelecida, no momento da contratação, com salário proporcional – de acordo com as regras da CLT. “O mais provável é que a quantidade de horas seja calculada em múltiplos de seis, para facilitar a organização das escalas”, esclarece.
O edital foi publicado em janeiro deste ano, junto a outro para vagas nas áreas administrativa e de assistência. Os certames foram suspensos por decisão judicial em março e retomados em abril.
http://www.politicadistrital.com.br
Leia Mais....

Utilidade Pública: Servidora do HRG precisa de doação de sangue

Doe Sangue, doe vida!
Por Kleber Karpov
Internada no Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF), a servidora do Hospital Reginal do Gama (HRG), Dilcina de Maciel Pinto, precisa com urgência da doação de sangue, de qualquer tipagem sanguínea mas, principalmente, do tipo B+.
Colegas e amigos se mobilizam nas redes sociais e em aplicativos de mensagens instantâneas para pedir doações. A estimativa é que Dilcina precise de mais de 100 doadores em decorrência da necessidade de realização de transfusão de plaquetas.
“Pessoal, venho através destas singelas palavras fazer um apelo à todos que puderem ajudar em doações de sangue de qualquer tipagem, mas principalmente do tipo B+, pois estou com minha mãezinha (Dilcina de Maciel Pinto) internada e está precisando de muito sangue. Aos que forem ajudar favor procurar o HEMOCENTRO e falar em nome dela para que seja direcionado o sangue para ela. Agradeço a atenção de todos e que Deus os abençoe grandemente!!! Maiores informações me chamem no Whatsapp 99169-5419”.                      http://www.politicadistrital.com.br
Leia Mais....

CLDF aprova PL que garante manutenção das 18 horas na Saúde, extintas pelo TCDF

Para sindicalistas, solução proposta pelo Executivo penaliza servidores da Secretaria de Saúde
Por Kleber Karpov
A Câmara Legislativa do DF (CLDF) aprovou, na tarde de quinta-feira (19/Abr), em primeiro e segundo turno, o Projeto de Lei (PL) 1.992/2018, que regulamenta a jornada de por Trabalho por Período Definido (TPD). Com a aprovação, o projeto segue para sanção do governador resolve o impasse criado pela decisão do Tribunal de Contas do DF (TCDF) nº 3.926/2017, que acabava com a jornada de 18 horas, além de restringir a apenas duas horas extras, por parte dos servidores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF).
O governo comemora e aponta uma economia mensal de R$ 4 milhões mensais aos cofres públicos. Por outro lado, para os representantes de entidades sindicais, o PL resolve o problema das 18 horas, das horas extras e do funcionamento da  Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), porém deve prejudicar os servidores mais antigos da Secretaria de Estado Saúde (SES-DF).
Para o vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do DF (SINDATE-DF), “a hora extra ficará disfarçada de TPD, consequentemente, congelada”. Ainda de acordo com o sindicalista, o projeto aprovado não estabelece limite à adesão, por parte dos servidores, a quantidade de TDP, “o que pode prejudicar a concessão das 40 horas e também a nomeação de novos concursados.”, disse.Embora a classe médica tenha reduzido, substancialmente, as adesões às horas extars, o presidente do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (SINDMÉDICO-DF), Gutemberg Fialho, também criticou o TPD. “Para os profissionais de outras carreiras da saúde o impacto financeiro será maior e pode fazer com que a TPD vire um tiro pela culatra. O tempo é que dirá”, aponta Dr. Gutemberg.
Problemas a vista
Antes mesmo da aprovação do PL, a deputada distrital, Celina Leão (PROGRESSISTAS), chamou atenção ao fato que, após sancionada, a Lei pode se tornar inconstitucional, isso porque o TPD substitui o instituto da hora extra. O colega, Chico Vigilante (PT) também alertou que a suposta economia do governo pode se tornar uma enxurrada de ações trabalhistas. “E os servidores vão ganhar todas. O que estão fazendo é criar um passivo trabalhista para o próximo governo”, afirmou.             http://www.politicadistrital.com.br
Leia Mais....

Frejat participa de sabatina na Associação Comercial do DF

Reunião na ACDF com a presença do pré-candidato Jofran Frejat. Foto: Reprodução
Objetivo do encontro de ontem (19) foi conhecer as propostas do pré-candidato ao GDF, principalmente no ramo empresarial
Por Redação
O pré-candidato a Governador do Distrito Federal, Jofran Frejat (PR), participou nesta quinta-feira (19), de um encontro empresarial na Associação Comercial do DF (Setor Comercial Sul) para um debate em torno do futuro da nossa cidade. As reuniões acontecem com os pré-candidatos e a ideia é debater com outros parlamentares nos próximos dias.
De acordo com o ex-secretário de saúde, a reunião foi válida porque teve a chance de responder os questionamentos dos participantes. Na oportunidade, falou do grave problema que enfrenta a saúde pública do Distrito Federal e de sua recuperação, e lembrou do caos da mobilidade urbana. Jofran Frejat entende que é fundamental estabelecer uma política para o transporte público de qualidade.
Frejat comentou ainda sobre a valorização do capital humano na segurança pública e a utilização de novas tecnologias no setor. Outro tema abordado foi um plano para a recuperação da educação e das escolas da região.                   http://agendacapital.com.br
Leia Mais....

Roriz recebe alta de hospital e volta para casa após infecção

quarta-feira, 18 de abril de 2018
Roriz recebe alta de hospital e volta para casa após infecção
Tony Winston/ Agência Brasília

Ex-governador tomava medicamento intravenoso e foi internado como medida de segurança pela idade avançada

O ex-governador do Distrito Federal Joaquim Roriz, 81 anos, recebeu alta na tarde desta quarta-feira (18). Ele estava internado no Hospital Home, na Asa Sul, desde o último domingo após ter febre alta devido a uma infecção.
Os problemas começaram alguns dias antes da internação e seus médicos recomendaram uso de um antibiótico intravenoso.  Pelo fato de o político apresentar idade avançada e problemas crônicos de saúde, que inclusive levaram a amputação de uma perna, ele foi admitido no hospital como medida de segurança.
A família acompanhou o ex-governador ao longo dos últimos dias, principalmente a esposa, Weslian Roriz, que já substituiu o marido nas eleições de 2010 após ele ter a candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na Lei da Ficha Limpa.       http://www.jornaldebrasilia.com.br
Leia Mais....

REFLEXÃO (A INJUSTIÇA) AUTOR: PASTOR RONNE

terça-feira, 17 de abril de 2018
Mas ainda há uma esperança para quem faz injustiça: Jesus morreu e ressuscitou para lhe salvar. Deus dá uma segunda chance para quem se arrepende e aceita Jesus como seu salvador, escolhendo o caminho da justiça. Deus "retribuirá a cada um conforme o seu procedimento". Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça. Romanos 2:6-8                                       
DEUS ABENÇOE A TODOS.
Leia Mais....

Eleições 2018: Disputa acirrada para o Senado Federal

O cargo de senador prevê oito anos de mandato, um dos principais atrativos para os concorrentes à Casa

*Por Ana Viriato

Levantamento do Correio aponta até 13 nomes que deverão concorrer às duas vagas na Casa destinadas ao Distrito Federal. A maioria dos partidos aguarda decisão dos diretórios nacionais para definir os candidatos

As trocas partidárias e as desincompatibilizações de cargos avalizadas no último mês, além das costuras políticas traçadas no meio-tempo, garantiram novos nomes na disputa pelo Senado, tornando o pleito ainda mais acirrado. As novidades vão do surgimento de estreantes nas urnas ao retorno de antigos conhecidos do horário eleitoral. Pelo menos 22 pessoas estudam entrar na concorrência por uma cadeira que garante mandato de oito anos no Distrito Federal. Destas, sete consolidaram as pré-candidaturas em quatro chapas (veja No páreo). Com o afunilamento das negociações, entretanto, a tendência é de que o número de postulantes fique próximo a 13, como em 2010, última eleição em que houve duas vagas disponíveis para senadores da capital do país.

Aliado remanescente do grupo que elegeu o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), o Solidariedade lançou o empresário Fernando Marques como pré-candidato ao Senado. Integrante do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) e dono da União Química, uma das principais indústrias farmacêuticas do país, ele chegou a ser cotado como suplente de senador de Rollemberg em 2010. “Tenho interesse em participar do meio político, ajudando a encontrar soluções para o país, principalmente com a bandeira de desenvolvimento econômico e industrial”, afirmou.

Outra possibilidade do chefe do Executivo local ao Senado é o pastor presidente da Assembleia de Deus de Taguatinga e deputado federal Ronaldo Fonseca (Podemos). Entre os motivos que o levaram a trocar o Pros pelo novo partido no início do mês esteve a busca por melhores estruturas (financeira e de tempo de tevê) para disputar um cargo majoritário.

Na oposição, a família Roriz deve voltar aos holofotes na chapa encabeçada pela ex-distrital Eliana Pedrosa, recém-filiada ao Pros. Nos moldes das articulações, a mulher do ex-governador Joaquim Roriz, Weslian (PMN), concorreria a uma vaga no Senado, e a caçula, a distrital Liliane (Pros), ocuparia a suplência, ou vice-versa. A configuração final depende da saúde do ex-chefe do Palácio do Buriti na época das eleições e dos desfechos judiciais — por ora, a parlamentar tenta reverter a inelegibilidade no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ex-aliado de Rollemberg e pupilo de Joaquim Roriz, o deputado federal Rogério Rosso (PSD) decidiu, na última semana, concorrer ao Senado em uma chapa de centro-direita, que deve ser encabeçada por Izalci Lucas (PSDB), Alírio Neto (PTB) ou Wanderley Tavares (PRB). A sigla, que emplacou o vice-governador do DF, Renato Santana, deixou a base governista. O parlamentar, contudo, garante que a candidatura não é intransigente. “Estamos trabalhando a aliança em primeiro lugar e, para aumentar o conjunto de partidos, tenho me colocado como facilitador. O meu coração está aberto para a chegada de novos parceiros”, disse Rosso.

Decisão adiada
No time da indefinição, está o PT. Abalado pela condenação e prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o partido adiou as decisões eleitorais estaduais para realizar uma campanha em defesa do principal líder. Está marcado para 11 de maio o prazo para as inscrições dos pré-candidatos. Até então, cinco mostraram interesse pelo Senado. São eles: o professor de direito da Universidade de Brasília (UnB) Marcelo Neves; o distrital Wasny de Roure; o servidor da Câmara dos Deputados Márcio Costa; o conselheiro do Conselho Federal de Economia Júlio Miragaya; e o sindicalista Chico Machado.

O PDT também precisa definir os próximos passos. Lançado pré-candidato ao Buriti em março, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, pretende abrir mão do projeto para disputar o Senado na chapa encabeçada por Jofran Frejat (PR). O aval à aliança dependerá da garantia de um palanque eleitoral para o presidenciável Ciro Gomes (PDT). O assunto será discutido entre o parlamentar e o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, na terça-feira. Mas, à frente, a depender das composições nacionais, Joe pode, até mesmo, integrar o grupo de Rollemberg.

A Rede reforçou a pré-candidatura do distrital Chico Leite ao Executivo local. Apesar da investida, o parlamentar tem preferência pelo Senado e garante que a postura nas eleições depende da movimentação do campo político progressista, integrado por PV, PDT, PPL e PCdoB. Essas siglas, porém, seguem caminhos alternativos. A primeira, presidida pelo pré-candidato a senador Eduardo Brandão, sinalizou o apoio a Rollemberg.
O governador conta, ainda, com outras duas possibilidades para o Senado. Encorajada pelo chefe do GDF, a ex-secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão Leany Lemos (PSB) deixou o posto em 6 de abril, um dia antes do fim do prazo de desincompatibilização, para ficar apta a concorrer. Integrante do alto escalão desde os primeiros dias da gestão, domina temas relacionados à máquina pública e não foge do debate ao defender de forma recorrente as ações do governo. Ex-secretaria de Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros (PSB) também é cotada, mas prefere entrar na disputa como deputada distrital ou federal.

No páreo
Quatro grupos fecharam as pré-candidaturas ao Senado. Confira:

PR/MDB/DEM/PP/Avante

»Alberto Fraga (DEM) — O coronel da reserva da Polícia Militar foi o deputado federal mais votado em 2014, quando obteve o apoio de mais de 155 mil eleitores, elegendo-se pela quarta vez

»Paulo Octávio (PP) — Empresário, empolgou o setor produtivo ao anunciar o retorno à política. O ex-senador e ex-vice-governador está afastado da política desde 2010

PPS/PSD/PTB/PSDB/PRB/PSDC/DC/PSC/PHS/Patriotas/PMB
»Cristovam Buarque (PPS) 
— Com o discurso pautado pela educação, candidatou-se à Presidência da República em 2006. Quatro anos depois, venceu a disputa pelo Senado e, agora, tenta a reeleição

»Rogério Rosso (PSD) 
— Pupilo do ex-governador Joaquim Roriz, elegeu-se deputado federal pela primeira vez em 2014, quando ficou em segundo lugar, com 93.653 votos. Antes disso, ocupou o Palácio do Buriti em 2010

PSol
»Marivaldo Pereira 
— Auditor de finanças e controle da Secretaria do Tesouro Nacional, estreará na política

»Chico Sant’Anna 
— Candidato ao Senado pelo PSol em 2010, o ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas tentará novamente a vaga

Novo
»Paulo Roque
 — Advogado conhecido no DF, é estreante na política. Pretende apostar no discurso adotado pelo partido de dispensa do Fundo Eleitoral e proibição à indicação a cargos públicos

https://chiquinhodornas.blogspot.com.br
Leia Mais....

Além do vice que deverá ser ficha-limpa, Joe Valle tenta autorização do partido para o Senado na chapa de Frejat


Jofran Frejat e Joe Valle. Foto: Agenda Capital
O presidente da Câmara Legislativa do DF recorre ao presidente do PDT para disputar uma vaga ao Senado. O vice de Frejat, deverá vir do segmento evangélico
Por Redação – CB
 Lançado pré-candidato ao Palácio do Buriti no último mês, o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), tenta conquistar, hoje, a autorização do partido para disputar o Senado na chapa encabeçada pelo ex-secretário de Saúde do DF Jofran Frejat (PR). A possibilidade será discutida em uma reunião com o comandante nacional pedetista, Carlos Lupi.
Desde que oficializou a pretensão pelo Senado, Joe enfrenta a resistência partidária quanto à aproximação com as siglas da coalizão de Frejat — DEM, MDB, PP e Avante —, as quais pertencem a um campo político antagônico ao do PDT. Seria difícil explicar a aliança ao eleitorado. Além disso, os correligionários preocupam-se com a construção de um palanque para o presidenciável Ciro Gomes.
De olho nessas condições, Lupi desembarca na capital com a esperança de convencer o distrital a se manter na disputa pelo GDF. “O que Brasília estava precisando, o mais natural e legítimo, seria a candidatura de Joe a governador. Mas tenho de ouvir o que ele quer”, ponderou o presidente do PDT. Apesar disso, aliados do distrital apostam que ele receberá carta branca para integrar a nova chapa.
Leia também:
Caso garanta o aval, o próximo passo do parlamentar será a negociação com os integrantes da coalizão de Frejat. No grupo político, os cargos majoritários estão pré-distribuídos. As duas cadeiras que garantem o mandato de oito anos foram prometidas ao empresário Paulo Octávio (PP) e ao deputado federal Alberto Fraga (DEM), conforme acordo inicial.
A pessoas próximas, Joe afirmou ter a garantia do espaço majoritário. Duas possibilidades distintas poderiam abrir espaço. O recuo de Fraga, que disputaria a reeleição, após episódios que deterioram sua imagem, ou a desistência de Paulo Octávio, por conta do receio da impugnação da candidatura às vésperas das eleições.
“Candidaturas firmes”
Frejat garante que Joe será bem recebido. Entretanto, ressaltou a necessidade de negociações. “Tenho uma característica importante: a palavra. Vimos, em vários momentos, pessoas que queriam disputar e, depois, desistiram. Mas, se tudo se mantiver, temos de tentar outro entendimento com o Joe. O que não posso é alijar meus companheiros”, argumentou o ex-secretário de Saúde.
Oficialmente, pré-candidatos ao Senado, Fraga e Paulo Octávio garantem que a composição está fechada. “Não sei onde é que Joe está enxergando uma vaga”, disse o deputado federal. E completou: “Ele tem um eleitor mais à esquerda, ao contrário do meu, de direita e conservador. Para mim, fica muito difícil falar numa coligação. Meu segundo voto pode até ir para o Joe, mas o dele não vem para mim”, analisou.
Paulo Octávio, por sua vez, afirmou que uma vaga seria aberta, apenas no caso de “uma mudança muito radical”. “Ele é super bem-vindo nessa coligação. Trata-se de uma pessoa que respeito e admiro muito. Mas, por ora, as candidaturas estão colocadas pelo PP e DEM. Acho que isso está bem adiantado”, disse.
Influência nacional
Ainda que a aproximação com Frejat seja avalizada, há a possibilidade de os planos serem frustrados à frente, com uma união entre pedetistas e socialistas na corrida presidencial. Em caso de acerto, a aliança respingaria no Distrito Federal. “As composições nacionais terão um reflexo muito grande nas estaduais. Se o PSB, eventualmente, apoiar a candidatura de Ciro Gomes, é claro que, naqueles estados onde o PSB tem governadores candidatos à reeleição, o natural será que o PDT os apoie”, lembrou o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), em entrevista, ontem, ao programa CB.Poder, uma parceria entre o Correio e a TV Brasília.
Presidente regional da sigla, Georges Michel chegou a participar de uma reunião, a convite do chefe do Buriti, para discutir o cenário. Depois do encontro, refutou qualquer possibilidade de aliança com Rollemberg — o partido deixou a base governista em outubro último. Nas costuras políticas, porém, vence a palavra final do comando nacional.                                                      http://agendacapital.com.br
Leia Mais....

Não Existe Terceira Via E Sim “A Via”

segunda-feira, 16 de abril de 2018

A aliança que reúne a maior quantidade de partidos se define dessa forma. A composição é integrada por PSDB, PTB, PPS, PSD, PRB, Patriotas, PSC, PPL, DC, PMB, PSL e PHS, está se consolidando cada vez mais.
Nesta segunda-feira (16), os presidentes desses partidos estiveram reunidos na casa do deputado Izalci Lucas (PSDB), no Lago Sul. O discurso entre os políticos e dirigentes é único e tem como objetivo maior é resgatar o DF.
O senador Cristovam Buarque (PPS) destacou que essa união será fundamental para o DF. “Temos que ter a consciência que não podemos nos apegar a distinção entre direita ou esquerda, ou cor azul ou vermelha ou qualquer seja”, enfatiza o senador.
O deputado Izalci apresentou a todos o projeto que vem desde 2011 percorrendo todos os cantos do DF. “O nosso projeto para o DF é a longo prazo e com estratégias que faça o DF crescer e se desenvolver pelos próximos 20, 30 anos”, sustenta o parlamentar.
Para a disputa ao governo do DF, o grupo irá realizar uma pesquisa eleitoral para saber entre Izalci, Alírio Neto (PTB) e Wanderley Tavares (PRB), qual deles está melhor posicionado e tem chances reais de ir até um provável segundo turno. O grupo ainda espera a chegada de mais partidos. Na ocasião, Marli Rodrigues (PSC) e Goudim Carneiro (PMB) abriram mão de suas pré-candidaturas ao governo do DF.
Além de Izalci e Cristovam, participaram da reunião o deputado Rogério Rosso e o vice-governador Renato Santana (PSD), Alírio Neto (PTB), Wanderley Tavares (PRB), Paulo Fernando (Patriotas), Zenóbio Rocha e Marli Rodrigues (PSC), João Cândido (PHS), Silvana Siqueira (DC), Goudim (PMB), Pimenta (PPL), Chico Andrade (PPS) e Newton Lins (PSL).               http://donnysilva.com.br
Leia Mais....

PRB deixa base do governo Rollemberg e declara independência

domingo, 15 de abril de 2018
PRB deixa base do governo Rollemberg e declara independência
Divulgação/PRB

Por recomendação da Executiva Nacional, partido começará a conversar com todos os grupos políticos na corrida pelo GDF

O Partido Republicano Brasileiro não faz mais parte da base do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). Na manhã desta sexta-feira (13/04), o secretário nacional do PRB, Evandro Garla comunicou a decisão diretamente para o governador. A partir de agora, a agremiação, com fortes laços com comunidade evangélica, especialmente com a Igreja Universal, adota posição de independência no Distrito Federal. Além de poder conversar com mais desenvoltura com outros grupos políticos, o partido terá mais condições para fortalecer a Frente Evangélica e a Aliança Alternativa.
Segundo Garla, os deputados distritais Julio Cesar e Rodrigo Delmasso terão independência nas votações na Câmara Legislativa. “Vamos conversar com todos os players do DF. E não será só para a eleição, mas também preocupados com as próximas gerações. O presidente regional Wanderley Tavares terá liberdade para conversar com todos. E, logicamente, poderá reforçar também a Frente Cristã”, comenta. O PRB hoje é o 10º partido maior no Congresso Nacional e não esconde mais a intenção de ganhar protagonismo nacionalmente e no DF.
“Futuramente, poderemos até ir para a oposição. Depende dos posicionamentos futuros. Mas no momento queremos estar livres para conversar com todos. Queremos fazer a política coerente e não virar de um lado para outro. Queremos fazer a política séria”, completa o secretário nacional. Do ponto de vista do presidente regional, Wanderley Tavares, a mudança dá condições para o partido fortalecer a Frente Cristã e o projeto da Aliança Alternativa. Neste novo cenário, a Executiva Local inclusive pretende recomendar para que os filiados ainda no governo coloquem os cargos à disposição.
“Iremos fortalecer a Frente Cristã que o PRB ajudou a criar, com muito mais autonomia e credibilidade. A frente nasceu sob a liderança do PRB com PSC e PHS. Depois fechamos com PMB, PMN e Patriotas. Na terceira etapa, nos juntamos com PSDB, PSD, PPS, PTB, PSDC”, afirma Tavares. Rebatizada como Aliança Alternativa, a frente nasceu pensando nas composições proporcionais, mas agora traça planos majoritários para o GDF.
Ainda nesta tarde, PRB, PSC, PHS, PMB, PMN e Patriotas farão uma reunião, justamente para fechar a página proporcional, para discutir apenas o horizonte majoritário. O campo ainda não definiu o nome para GDF. A lista de pré-candidatos inclui Wanderly Tavares, o presidente regional do PSDB, Izalci Lucas, o presidente regional do PTB, Alírio Neto, Marli Rodrigues (PSC) e Goudim Carneiro (PMB).
Segundo o deputado distrital Julio Cesar, o novo posicionamento permite que o partido converse com todos as as forças inclusive com o pré-candidato a GDF, Jofran Frejat (PR) e com a Rede, que avalia se lançará o deputado distrital Chico Leite para o Senado ou para o GDF. “A independência é total. E inclusive lá na frente, nada impede que voltemos a estar próximos de Rollemberg. O que queremos agora é tranquilidade para conversar com todos”, comenta o parlamentar, que foi o mais votado em 2014 para a Câmara Legislativa, com 29.384 votos. Nas futuras votações da Casa, Julio promete uma posição ponderada. Projetos do GDF considerados positivos, serão apoiado. “Não é um racha. Não fomos ainda para a oposição”, resume.  http://www.jornaldebrasilia.com.br
Leia Mais....

Pai e filha morrem em acidente no início da Asa Norte

Pai e filha morrem em acidente no início da Asa Norte
Divulgação/CBMDF

O homem de 40 anos e a filha dele de 15 anos não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Pai e filha morreram após se envolverem em um acidente entre carro e moto na pista que liga a via L4 à L2 Norte, próximo ao Serpro, no início da noite desta sexta-feira (13). Juvenal Junior Azevedo, 40 anos e a filha dele, Milena Versiane Azevêdo, 15 anos, que estavam na motocicleta não resistiram aos ferimentos e morreram no local.
O acidente ocorreu por volta das 18h40. Quando a equipe de socorro chegou ao local, a adolescente já estava em óbito. Os militares tentaram reanimar condutor da moto por quase 1 hora, mas ele também não resistiu e veio a óbito. A motorista do carro Mobi, de cor branca, envolvido no acidente não se machucou.
O local ficou aos cuidados da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). http://www.jornaldebrasilia.com.br/
Leia Mais....

CLAMOR PELO BRASIL E PELAS FAMÍLIAS , REALIZADO PELO COPEV-DF SÁBADO (14/04)


 Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união. É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla das suas vestes. Como o orvalho de Hermom, e como o que desce sobre os montes de Sião, porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre - Salmos 133:1-3.
É com objetivo de construir esta unidade que igrejas evangélicas, de várias denominações, se reuniram neste sábado (14/04) no Culto do COPEV-DF. O encontro ocorreu na Igreja Sara  Nossa Terra do Sudoeste. Várias Igrejas estavam ali representadas por seus líderes, pastores, missionários e obreiros em geral. Lideranças de várias partes do Distrito Federal. Na oportunidade, todos os participantes foram recepcionados com um café da manhã abençoado que é tradição em todos os encontros de líderes evangélicos do COPEV-DF.
Pastor Chancerley Santana (Coordenador Geral do COPEV-DF) é um dos idealizadores do projeto e relata como surgiu esse desejo de unir as Igrejas evangélicas “Isso surgiu de forma bem informal, Deus foi unindo os pastores através de uma amizade, pastores de Igrejas e cidades diferentes. E nessa amizade a gente começou a interpretar como também um propósito Divino de gerar esses encontros, essa união, que todo mês acontece, para estarmos orando. Foi de uma forma simples que Deus foi enchendo nosso coração com essa vontade e isso tem crescido muito e cremos que vai crescer ainda mais, vai abençoar cada vez mais o nosso Distrito Federal e o nosso Brasil ”, disse ele.
Para o Pastor Josimar Francisco (Presidente do COPEV-DF) a importância do evento está na união e no propósito de orarem uns pelos outros, por suas famílias e cidades “Nós hoje vimos aqui , pastores de vários ministérios, ou poderíamos dizer, placas diferentes. E vimos esses pastores orarem uns pelos outros, pelas suas famílias e pelas suas cidades para que elas sejam abençoadas, porque se Deus abençoar nossa cidade não somente quem confessa Jesus será abençoado, mas todos os que moram naquele município, naquela região. E o projeto de Deus, quando Ele levanta uma Igreja, é a salvação e também de abençoar a cidade”, disse o pastor Josimar.
 Na oportunidade o pastor Presidente da Igreja Batista Central de Brasília ,Ricardo Espíndula , ressaltou o propósito desse evento no DF “O nosso objetivo de tudo isso aqui é de trazer a unidade, para que nós possamos realmente viver o que o evangelho ensina, de sermos um corpo só e vários membros, de estarmos unidos nesse verdadeiro amor e ensinar para o povo que nós temos que viver em unidade todos juntos, não em uma batalha, mas sim em união. Esse é o grande objetivo e nós estamos muito felizes, porque muitos estão chegando e entendendo que nós temos que viver uma só Igreja, um só Deus”, afirmou o Pastor.

 Nosso projeto é que, amanhã ou depois, todos os pastores, todos os líderes estejam juntos conosco participando e buscando essa unidade no Corpo de Cristo”, disse o pastor Chancerley Santana.









NOSSOGAMA.COM.BR - PASTOR RONNE
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot