• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

COM VOCÊ / NOSSO GAMA

Distritais barram projeto sobre eleição de administradores regionais

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
Distritais barram projeto sobre eleição de administradores regionais

O governo Rollemberg amargou uma derrota dupla na Câmara Legislativa, na tarde de ontem. Oposição e independentes conseguiram paralisar o projeto do Executivo para a eleição direta de administradores regionais e, de quebra, marcar uma audiência pública para remexer a polêmica queda do viaduto do Eixão.
Para começar a tramitar na Casa, o projeto de eleições de Rollemberg precisa, antes, de uma definição para o projeto do deputado Chico Vigilante (PT), cujo texto versa sobre a mesma matéria. Se Câmara, com 13 votos, derrubasse o veto a ela aplicada pelo Buriti, a proposta de Vigilante passaria a valer, mas o projeto do governo poderia começar a tramitar na Casa.
No entanto, pela Lei Complementar do Distrito Federal 13, de 1996 e, pelo artigo 175 do Regimento da Câmara, a manutenção do veto impõe ao governo a necessidade de 13 deputados para referendar a tramitação do texto de Rollemberg. Permanecendo o veto, trata-se de matéria vencida na Casa. E neste caso, a retomada do tema demanda o apoio de 13 deputados.
No plenário, Vigilante não tinha o apoio de 13 deputados, mas o Buriti também não. Então, o parlamentar colocou o pé no freio. “Enquanto não resolverem a questão do meu veto, o projeto do governo não existe”, bradou, jogando a matéria para a próxima reunião de líderes da Casa na semana que vem. Ou seja, enquanto o governo não tiver 13 deputados, Vigilante pode controlar o tempo da discussão.
A Casa definiu que amanhã, às 9h, fará uma audiência pública para começar a destrinchar o desabamento do viaduto do Eixo Rodoviário Sul. Segundo o vice-presidente da Câmara, deputado Wellington Luiz (MDB) serão convidados o ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Henrique Luduvice, bem como o atual, Márcio Buzar e, o diretor-presidente da Novacap, Júlio Menegotto.
Desempate surpreende o executivo
Para colocar a cereja no bolo no calvário governista, a Casa derrubou o veto do governador em projeto do deputado Bispo Renato (PR) para a contratação de enfermeiros, técnicos de enfermagem e técnicos em radiologia. Tropeço do Executivo teve uma mãozinha da própria base aliada, afinal contou com o voto de um aliado do governador, o distrital Juarezão (PSB).
“Eu já sabia. Tinha conversado com Juarezão antes da votação”, confessou Bispo Renato. Por outro lado, o governo foi pego no contrapé. O texto de Andrade sugere a convocação de 200 enfermeiros, 120 técnicos de enfermagem e 50 técnicos de radiologia.
Longe das votações, o governo ainda levou um tiro do deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), membro da base. Segundo o parlamentar, o Executivo não segurou recursos para o Carnaval, mas não deu a devida atenção para segurança da folia.
Aumentando o tom das críticas, Delmasso também criticou a baixa execução orçamentária do governo para a compra de medicamentos na rede pública.
Versão oficial
O líder do governo, deputado Agaciel Maia (PR) buscou amenizar os tropeços na agenda do Buriti. “O deputado Chico Vigilante retirou o projeto da agenda porque ele não tem os votos para ele”, justificou, ao lembrar que, qualquer que seja a autoria, o debate de eleições nas administrações será acalorado na Casa. “Mais importante do que hoje apurar as responsabilidades sobre a queda do viaduto é que o governo corrija, refaça o viaduto e dê garantia de manutenção nos demais”, argumentou. Sobre o projeto de Bispo Renato, Maia não vê derrota do governo, pois o Executivo não é obrigado a convocar os concursados. Mas o voto de Juarezão supreendeu.                               http://www.jornaldebrasilia.com.br
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot