• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Lista tríplice na Polícia Civil elegeria opositores a Rollemberg

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018
Eric Seba
CREDITO: ARTHUR MENESCAL/ESP.CB/D.A. PRESS. BRASIL. BRASILIA


Publicado em CB.Poder
ANA MARIA CAMPOS
Para integrantes do governo do DF, parte da tentativa de derrubar o diretor-geral da Polícia Civil do DF, Eric Seba, tem como motivação a regra em vigor que estabelece lista tríplice, eleita por agentes, peritos, escrivães, papiloscopistas e delegados, para o comando da instituição.
Uma seleção como essa hoje mostraria a preferência da categoria a um nome de oposição a Rodrigo Rollemberg (PSB) pela expectativa frustrada de reajuste salarial.
O governador teria de nomear um adversário para uma área importante e estratégica na segurança pública.
Nas últimas semanas, Eric Seba tem sido bombardeado por gravações clandestinas de conversas mantidas em seu próprio gabinete divulgadas com o propósito de criar um constrangimento público.
Na política, na justiça, na oposição…
Para o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), é inconstitucional por vício de iniciativa a emenda à Lei Orgânica do DF que estabelece lista tríplice para a escolha de dirigentes da Polícia Civil, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e do Detran.
O problema é que a legislação invade uma competência do Executivo de escolher os ocupantes de cargos de direção. A lei é de autoria do vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Wellington Luiz (PMDB), agente aposentado da Polícia Civil e ex-presidente do Sinpol/DF, um dos principais representantes da oposição a Rollemberg na Casa.
A ação direta de inconstitucionalidade que questiona a lei está na pauta de hoje (30/01) do Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF.
A vice-procuradora-geral de Justiça do DF, Selma Sauerbronn, vai representar o MPDFT na sessão e defender a cassação da lei. Mas o presidente da Câmara, Joe Valle (PDT), já avisou que, se isso ocorrer, o Legislativo vai recorrer.
Escolha pessoal
A lista tríplice é uma reivindicação da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF) para o comando da Polícia Federal que não foi respeitada pelo presidente Michel Temer, peemedebista como Wellington Luiz, na escolha do atual diretor-geral, Fernando Segóvia.
Mensagem para adversários
Cada um vai entender de um jeito e certamente há alguém para vestir a carapuça, mas na imagem de WhatsApp do diretor-geral da Polícia Civil do DF, Eric Seba, há uma mensagem para os adversários que tentam derrubá-lo: “Nunca discuta com um ignorante. Ele te rebaixará até o nível dele e te vencerá por experiência”. Citação do escritor Mark Twain.
Leia Mais....

Se eleito, Frejat promete resgatar IPREV aos servidores públicos do DF

O pré-candidato a governador Jofran Frejat (PR), disse ao blog do Poliglota e reiterou ao Radar, nesta segunda-feira (29/01), que caso vença a corrida ao Buriti, nas eleições desse ano, irá rever a medida tomada pelo governador Rodrigo Rollemberg, que  autoriza gastar R$ 1, 3 bilhão, em verbas vindas do IPREV — o fundo de previdência dos servidores

Por Toni Duarte
O médico aposentado Jofran Frejat, classificou à medida que autoriza o GDF a meter a mão no Fundo de Previdência dos Servidores do Distrito Federal, como um ato de “covardia” contra os trabalhadores dos serviços públicos que contribuem para que, ao final da carreira, tenham a sua aposentadoria garantida.
Até o término do governo Rollemberg, ao menos R$ 1,3 bilhão do Iprev será torrado em obras eleitoreiras como a contratação de comissionados. A autorização foi aprovada no meio do recesso parlamentar no início do mês de janeiro desse ano pela Câmara Legislativa.
O Fundo de Aposentadoria dos Servidores tem sido o pote mais fácil que o governo escolheu para meter a mão na grana da aposentadoria dos trabalhadores do serviço público.
Para Jofran Frejat, ao invés de tomar medidas equilibradas e razoáveis para melhorar a gestão, o governo de Brasília resolve buscar o caminho mais fácil e deixará para trás um problema maior já que o dinheiro que é retirado agora terá que ser reposto depois.
“Estamos estudando alternativas desde agora que visam estancar a sangria do Iprev, caso a gente vença as eleições desse ano”, disse o pré-candidato a governador pelo Partido da República.
Fonte: http://www.politicadistrital.com.br
Leia Mais....

Coronel Feitosa investigado por fraude e extorsão é solto


O coronel da Polícia Militar suspeito de extorsão e de fraudar licitações, Francisco Eronildo Feitosa, foi solto. Preso desde novembro do ano passado, o coronel estava detido no 19ª Batalhão, a Papudinha. A decisão foi tomada após uma audiência do processo contra Feitosa, na última quinta (25).
Na última sexta (26), a Polícia Militar havia concedido ao militar a aposentadoria com o salário integral de R$ 17,6 mil. O coronel passou para a reserva remunerada “a pedido” e por ter mais de 30 anos de serviço, segundo publicação no Diário Oficial do DF.
O coronel foi preso pela operação Mamon, deflagrada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagrar – por meio das Promotorias de Justiça Militar, do Centro de Informações e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).
A operação visava desbaratar um grupo criminoso acusado de praticar crime de concussão, ou seja, extorsão. O grupo exigia dinheiro para liberar valores devidos pela PM pelos serviços prestados pelos empresários, no âmbito do Departamento de Logística e Finanças da PM.
Em 2012, Feitosa foi acusado de atentado violento ao pudor por supostamente molestar duas mulheres em um bar em Vicente Pires. Em 2014, ele teria sido encontrado com sinais de embriaguez, desmaiado em uma viatura oficial, com uma arma fora do coldre, em um posto de gasolina de Águas Claras. O militar teve que ser levado para casa por dois outros policias. DP                                                http://www.tudooknoticias.com.br
Leia Mais....

Oposição contratará pesquisas para definir a cabeça de chapa

Oposição contratará pesquisas para definir a cabeça de chapa
Fraga cobra pesquisa mais consistente para definir a viabilidade do candidato que disputará o governo local. Foto: Josemar Gonçalves/Cedoc
Francisco Dutra
francisco.dutra@grupojbr.com
O “Dia D” para formação das chapas majoritárias e proporcionais da centro-direita brasiliense começa a ser planejado. Para definição de nomes, DEM, PMDB, PR, PTB, PSDB e PP contratarão uma instituição de pesquisa independente de fora do Distrito Federal para mapear o cenário pré-eleitoral. O grupo analisará a viabilidade jurídica e a capacidade de aglutinação de forças de cada pré-candidato. O personagem com melhores condições será o cabeça de chapa para o Palácio do Buriti.
“Há semanas, só se fala no nome do Jofran Frejat (PR) como nosso candidato. Ora! A pré-candidatura dele foi jogada pela presidência do PR. Mas tem pesquisa onde ele aparece com 6% de intenção voto, eu com 4% e 67% de votos indefinidos. Isso não diz nada. Queremos uma pesquisa mais consistente”, argumenta o pré-candidato ao GDF, presidente regional do DEM, deputado federal Alberto Fraga.
A divergência das últimas pesquisas locais despertam desconfiança no mundo político. Por isso, o novo mapeamento será feita após o Carnaval. Para evitar direcionamentos, as datas e locais de coleta de dados serão sigilosos. Devido a grande parcela de eleitores indecisos e dispostos a votar branco e nulo, neste momento, a taxa de rejeição será também indicador estratégico.
Na sequência, a centro-direita fará o diagnóstico da viabilidade jurídica de cada pré-candidato. O grupo não quer repetir a estratégia de 2014, quando o ex-governador José Roberto Arruda (PR) começou a disputa pelo GDF com risco de sofrer uma impugnação pela Justiça Eleitoral. Antes da sentença desfavorável, Arruda passou o bastão para Frejat. Contudo, a frente acabou derrotada pelo então candidato e atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB).
Segundo Fraga, o terceiro ponto é a capacidade de agregação de outros partidos para a coligação. “Não adianta ter pressa. O que não podemos fazer é nos dividir. Esse grupo não pode brigar. Juntos, de cara, teremos o maior tempo de televisão da campanha. E também não temos que ter vergonha do espólio de Arruda e do ex-governador Joaquim Roriz. Foram governos de grandes realizações para DF”, afirma o parlamentar.
O pré-candidato e presidente regional do PSDB, deputado federal Izalci Lucas, acredita que todos os membros do bloco buscarão a cabeça de chapa até o último minuto. “Mas sempre digo que quem pode mais, pode menos”, completa. Ou seja, os demais componentes serão acomodados em candidaturas de vice-governador, senador e até mesmo de deputado federal.
Apesar de não repercutirem como as vagas majoritárias, as cadeiras para a Câmara dos Deputados são as meninas dos olhos das cúpulas de todos os partidos. Afinal, o número de deputados estabelece tempo de TV e verbas do Fundo Partidário.
Serão aliados ou adversários?
Izalci e Fraga possuem interpretações distintas sobre o bloco alternativo, gestado por PDT, PPS, PSD e PCdoB. O tucano enxerga um aliado em potencial. Já o democrata observa uma força que dividirá votos apenas com Rollemberg.
“Vejo a possibilidade de união entre nossos grupos. Todos concordamos que é preciso tirar Rollemberg. É um governo de incompetência na Segurança, Saúde e Educação. E a falta da Educação mata o futuro de uma geração”, explica.
Para Fraga, a chamada “3ª Via” é a “dissidência do governo Rollemberg”. Afinal PSD, PDT e PPS apoiaram o governador no passado. Por tanto, caso vingue, a frente alternativa brigará por votos com o PSB.
Saiba mais
Fraga e Izalci respondem a diversos processos na Justiça. A dupla é alvo de longas investigações de órgãos de controle, a exemplo do Ministério Público. Ambos alegam que as acusações são falsas ou equivocadas.
Na análise da centro-direita, Rollemberg terá uma vantagem expressiva na eleição com a força da máquina pública. Por isso, após o Carnaval, o grupo redobrará a vigilância para detectar abusos.
Além da vaga direta para o Senado, existem também as suplências. São posições estratégicas e altamente cobiçadas.
Em 7 de abril, acabará o prazo para filiações. A partir de julho, os partidos farão as convenções eleitorais. Até agosto será possível definir chapas. 
  Fonte:Jornal de Brasília
Leia Mais....

De Volta Ao Embate

terça-feira, 30 de janeiro de 2018
Dois influentes políticos do DF estão de volta ao DF após merecidas férias. E voltam com disposição para reiniciar o trabalho de unificação do grupo da direita com vistas às eleições de outubro. Conhecidos por serem exímios articuladores, o ex-governador José Roberto Arruda e o presidente do PTB-DF, Alírio Neto entrarão novamente em campo para a construção de uma sólida coalizão para enfrentar o governador Rollemberg, que buscará a reeleição.



Fonte: Donny Silva
Leia Mais....

PTB Mostra Força Em Festa Do Grupo Tesoura De Ouro

Anualmente o empresário Juraci da Tesoura de Ouro promove uma grande confraternização para os funcionários de suas empresas. No ultimo domingo, ele realizou uma festa de tirar o fôlego e fez a alegria dos familiares, amigos, funcionários e convidados, com muita música ao vivo, sorteios, brincadeiras e um almoço de primeira. Cerca de duas mil pessoas comparecerem ao evento anual do GTO (Grupo Tesoura de Ouro).
Na foto acima, (da esquerda para a direita) o empresário Índio (da empresa Soberana), Roberta Monzini (empresária e presidente do PTB-Mulher), Aleandra Souza (primeira-dama de Águas Lindas), Hildo do Candango (prefeito de Águas Lindas de Goiás), e o anfitrião, Juraci Tesoura de Ouro. E todos são filiados ao PTB, sendo que Roberta Monzini e Índio da Soberana são pré-candidatos a deputado distrital, e Juraci é pré-candidato a deputado federal.




Fonte: Donny Silva
Leia Mais....

“Amanhã vou estar na rua tomando sorvete”, diz menor ao ser apreendido pela PMDF

“Amanhã vou estar na rua tomando sorvete”, diz menor ao ser apreendido pela PMDF
Divulgação/PMDF
Três jovens foram apreendidos por suspeita de crime análogo a roubo, na manhã desta terça-feira (30). Na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), um dos menores afirmou que “não ia dar nada” e que “amanhã estaria na rua tomando sorvete.”
De acordo com a Polícia Militar, o trio abordou a vítima na 713 Norte e levou o carro, após ameaçá-la com um faca e um simulacro de pistola, por volta das 10h30. A corporação foi acionada e motociclistas do 24ª Batalhão localizaram o veículo roubado no Taquari, na subida do Colorado.
Com os suspeitos, de 16 e 17 anos, os policiais localizaram a faca e o simulacro uso no ato infracional. Segundo os adolescentes, o carro seria trocado por armas em Sobradinho.                                                Fonte:Jornal de Brasília
Leia Mais....

PR De Olho Em Renata D´Aguiar

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018
Na última semana,  a jovem Renata D’Aguiar foi convidada pelo presidente do PR, Alexandre Bispo e pelo próprio Jofran Frejat a disputar uma vaga de deputada federal pelo partido. Economista, auditora do tesouro nacional, e fundadora do Projeto Reciclando o Futuro na cidade Estrutural, Renata tem se destacada no cenário político do DF.



Fonte: Donny Silva
Leia Mais....

EXCLUSIVO: Frejat Abre O Coração

Frejat e Fraga: Composição que pode ser possível desde que seja em prol do DF
Um dos favoritos ao governo do Distrito Federal, o ex-deputado federal, Secretário de Saúde do DF e Secretário-Geral do Ministério da Previdência Social e ainda Ministro interino da mesma pasta, Jofran Frejat, concedeu uma entrevista EXCLUSIVA hoje (28) ao blog do Poliglota para falar de projetos futuros e abriu seu coração.
Dentre os temas discutidos estava a sua indicação oficial pelo Partido da República (PR) para o cargo majoritário de governador do Distrito Federal, a possível saída do ex-governador Arruda do partido por não concordar com sua indicação (apesar de serem só especulações) e a criação do Instituto Hospital de Base. Frejat, sábio e de uma lucidez impressionante, respondeu a todas as perguntas com tremenda coerência e firmeza.
Veja abaixo a entrevista EXCLUSIVA com o candidatíssimo Dr Frejat ao governo do DF:
  1. Dr Frejat, o senhor foi anunciado como candidato do PR ao Palácio do Buriti pelo presidente da legenda no DF. Isso pode ser dado como certo de sua parte?
JF: Sim, essa decisão foi tomada em comum acordo e estou pronto para representar o PR em prol da população do DF, carente de um governo digno de seu tamanho e importância. Respiro Brasília desde o dia que pisei meus pés aqui.
  1. Pela sua experiência política e sua característica independente, o senhor aceitaria alguma imposição do partido na escolha de seu vice-governador ou isso seria uma escolha exclusivamente sua?
JF: Embora conhecido pela minha independência, não sou infenso a uma composição, desde que o compromisso com o Distrito Federal seja o objetivo.
  1. Segundo dados apresentados recentemente, o deputado Fraga (DEM-DF), também candidato ao GDF, está muito bem colocado nas pesquisas. Seria possível uma união de dois membros que são ligados à segurança pública do DF para governador e vice?
JF: Desde que seja o melhor para a população (e sei que o Fraga tem esse compromisso) não vejo obstáculo.
  1. Já existe algum projeto específico para a segurança pública do DF, em especial nas questões ligadas aos efetivos, aparelhamento e vencimentos das corporações PMDF, CBMDF e PCDF?
JF: Há técnicos e especialistas na área estudando propostas. Evidentemente os pontos apontados são extremamente importantes para responder positivamente aos três segmentos da segurança pública. Mas com certeza a segurança pública será uma prioridade de nossa gestão, principalmente pelo fracasso dos números apresentados até agora pelo atual governo.
  1. Comenta-se nos bastidores a possível saída do ex-governador Arruda do PR por não concordar com a sua indicação ao governo sem que Flávia Arruda, esposa dele, seja a indicada para a vice-governadoria. Isso atrapalha de alguma forma o projeto do PR?
JF: Tanto quanto eu saiba, são apenas comentários maledicentes. Fogo amigo. Estamos trabalhando e vamos continuar assim tendo como meta o bem da população de Brasília.
  1. Caso o senhor seja o escolhido pelo eleitorado, sua plataforma de governo será voltada para os anseios da população ou as interferências políticas podem mudar os rumos de suas propostas de governo?
JF: A minha atuação tanto como deputado, como secretário de saúde, como secretário-geral do Ministério da Previdência e Ministro Interino da mesma pasta falam por mim. A população em primeiro lugar.
  1. O projeto de recursos do IPREV foi aprovado na CLDF por uma combinação de interesses. Em assumindo o governo o senhor irá rever essa questão por ser de suma importância para os servidores aposentados do DF?
JF: As pancadas mais forte são sempre dadas nos aposentados pela pouca possibilidade de reagirem. Isso é próprio dos autoritários. Desamparar quem tem pouca chance de reagir é covardia. É matéria a ser revista.
  1. O Instituto Hospital de Base foi muito criticado quando da sua criação. O senhor sendo eleito governador irá repensar esse caso? Até por que se comenta que essa é uma grande porta aberta para a corrupção na saúde no DF por permitir a licitação de insumos e medicamentos sem a burocracia da Lei 8.666?
JF: Já me manifestei várias vezes sobre isso. É forma de terceirizar os serviços de saúde. No meu entendimento e demonstrado no meu trabalho na área, inaceitável.

Fonte: Blog do Poliglota
Leia Mais....

Policial militar é atropelado por motorista embriagado em bloco de carnaval

Policial militar é atropelado por motorista embriagado em bloco de carnaval
PMDF/Divulgação

Atropelamento ocorreu durante uma confusão generalizada provocada por roubo de celular


Um sargento da Polícia Militar foi atropelado durante um tumulto no bloco Cabeça de Pimpolho, na altura do balão da 209/409 Norte, por volta das 22h desse domingo (28). Tudo ocorreu durante uma briga generalizada iniciada por conta de um roubo de celular.
O motorista de 30 anos não teve a identidade divulgada e tentava fugir quando atingiu o terceiro sargento. O militar sofreu dois cortes na cabeça e fratura perna direita. Ele foi socorrido e levado ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) para atendimento médico. O estado de saúde dele era estável.
O condutor foi abordado e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ele foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) e foi autuado. A embriaguez ao volante foi constatada por meio de exame clínico.                                                                                           Jornal de Brasília
Leia Mais....

Governo anuncia mais de 2 mil vagas para a Polícia Militar do DF

sexta-feira, 26 de janeiro de 2018
São 500 vagas para soldado combatente, 18 para corneteiro e seis para músico. Outras 1,5 mil são para cadastro de reserva
Minervino Junior/CB/D.A Press
A Polícia Militar do Distrito Federal tem 11,3 mil integrantes: o ideal, segundo associação, seriam 16 mil, por isso a realização do certame

Uma das áreas com mais defasagem no quadro de pessoal no Distrito Federal, a Segurança Pública será reforçada nos próximos meses. O GDF publica hoje um edital com a previsão de 2.024 vagas para a Polícia Militar (PMDF). Serão 500 vagas para soldado combatente, 18 para soldado especialista corneteiro e seis para soldado especialista músico. Outras 1,5 mil serão para formação de cadastro reserva. Ao menos 500 policiais devem ser convocados imediatamente.


A medida já havia sido anunciada pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em um vídeo publicado em uma rede social, em outubro do ano passado, quando autorizou a reconvocação de 250 policiais militares que estavam na reserva, para que voltassem às ruas.

A banca examinadora será o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). A empresa foi habilitada em junho e será a responsável pela elaboração da prova objetiva e da redação. O certame ainda prevê teste de aptidão física, avaliação de exames médicos, psicológicos, investigação da vida pregressa e social do candidato e, para quem se inscrever para músico, haverá também uma prova prática instrumental.

As inscrições começam em 25 de fevereiro e vão até 4 de abril e deverão ser feitas por meio do site da banca.

Salários

O salário inicial de um soldado de primeira classe é de R$ 6.338,87 e de segunda classe, R$ 5.108,08. O concurso para o provimento de vagas é uma reivindicação antiga da categoria. De acordo com um levantamento da corporação, 39,3% das vagas de policiais que trabalham diretamente no patrulhamento não foram preenchidas. A PM tem 11,3 mil integrantes. De acordo com a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares (Aspra), o ideal seriam 16 mil. Ainda segundo a entidade, cerca de 2 mil PMs se aposentaram no ano passado.

A mais recente seleção para a PMDF, realizada em 2012, ofertou 1 mil vagas para o cargo de soldado permanente. Na ocasião foram reservadas 964 vagas para soldado combatente — 790 para homens e 174 para mulheres, 24 soldados corneteiros e 12 para músicos.

Os avaliados tiveram que fazer uma prova objetiva de 60 questões, sendo 20 de conhecimentos gerais — língua portuguesa, atualidades, raciocínio lógico e noções de informática —, e as outras 40, de conhecimentos específicos — noções de administração e psicologia, Lei Orgânica do Distrito Federal, noções de direito administrativo, noções de direito constitucional, noções de direito penal, noções de direito processual penal, legislação extravagante e noções do direito penal militar.

Contratações

O novo edital segue o cronograma de contratações estabelecido pelo governo para este ano. Ontem foram nomeados 405 profissionais da saúde aprovados em concurso público de 2014. São 293 médicos, 50 técnicos administrativos, 12 enfermeiros, cinco assistentes sociais, quatro terapeutas ocupacionais, entre outros. O governo pretende destinar R$ 123,5 milhões este ano para nomeações de concursados. O valor é proveniente da emenda de R$ 1,5 bilhão economizado com a Reforma da Previdência.         
  http://concursos.correioweb.com.br
Leia Mais....

PRB Acena Desembarque Do GDF E Incomoda Aliados De Rollemberg

A regional do Partido Republicano Brasileiro (PRB) vive um verdadeiro cabo de guerra. De um lado, o deputado distrital Julio Cesar e a secretária de Esporte, Leila Barros, tentam manter a legenda na base do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). De outro, o atual presidente da agremiação no DF, Wanderley Tavares, demonstra interesse em levar a sigla para outros rumos. Um deles seria uma provável chapa composta pelo PSD, PDT e PPS.
Com todo respaldo político da Igreja Universal do Reino de Deus, o partido não sabe ainda para onde seguir. Caso desembarque realmente da base de apoio do Palácio do Buriti, o PRB já recebeu um aviso: Leila Barros (foto em destaque), possível candidata à Câmara Legislativa do DF, será a primeira a deixar a legenda. Seguirá um novo caminho, sob as bênçãos de Rollemberg.





Fonte: Janela Indiscreta/Metrópoles
Leia Mais....

FALECIMENTO DO SARGENTO DA RR VALTER LAURO PINTO

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018
É com imenso pesar que a Polícia Militar do Distrito Federal comunica o falecimento do 2º Sgt da RR Valter Lauro Pinto, matrícula 003841-5. O militar é pai do capitão QOPM Cristiano Dias, aposentou-se em 1998 e serviu no 1º Batalhão, na Presidência da República, na Secretaria de Segurança, na 11ª CPMIND e na Corregedoria.
O velório será realizado nesta quinta-feira (25), na Capela 3 do Cemitério Campo da Esperança, Asa Sul, às 8h. O sepultamento está previsto para 10h30.
A PMDF solidariza-se com os familiares e amigos neste momento.
PMDF
Leia Mais....

ADMINISTRAÇÃO E COMUNIDADE SOLICITAM MELHORIAS PARA O TRANSPORTE PÚBLICO DE SANTA MARIA


Comunidade solicita melhorias para o transporte público da cidade
Na manhã da última quinta-feira, 11 de janeiro, o administrador de Santa Maria, Hugo Gutemberg, juntamente com a equipe do TDFE, representante dá página Santa Zap Zap e Alzira Folha, representando a comunidade, foram até o DFTrans para solicitar melhorias para o transporte público da cidade.
Os presentes apresentaram demandas feitas por passageiros do transporte coletivo local. Seguem as principais demandas:
• Aumento de paradas de ônibus na cidade (adicionar cerca de 18 novos abrigos em toda cidade);
• Parada com recuo e ampliação na quadra 118 Norte na saída do Terminal BRT;
• Parada na BR-040 em frente ao Terminal BRT Santos Dumont (Demanda que há anos administração, TDFE e Santa Zap Zap com os moradores reivindicam), agora foi aprovada.
• Mais ônibus na linha A255 – Linha Alimentadora BRT para o Condomínio Total Ville. Serão acrescentados mais dois ônibus durante todo o dia e será feito um estudo para colocar ônibus convencional nos horários de Pico ao invés de micro-ônibus.
• Novos postos de recarga do cartão Bilhete Únicos, em pontos como Lotéricas, Farmácias e mais guichês no Terminal BRT.
• Novo estudo para verificar a demanda em período de férias escolares. Onde cerca de 35% dos passageiros deixam de usar diariamente o transporte público.
• Viação Pioneira assumir a linha 0.20 da COOPATAG e assim poder atender a demanda de passageiros com destino Santa Maria ao Gama pela avenida Santa Maria, passando pelas paradas 318/418, 317/417, 404, 403, 402 e 401 (quadras que no momento não tem linha para o Gama, uma vez que a linha 271.3 não atende essas paradas.)
• Linha A253 passar em sentido contrário ao atual pela Avenida Comercial Norte 216/217 e assim ser mais uma opção para os passageiros ao terminal do BRT.
• Mais pontos de ônibus com abrigo no Condomínio Porto Rico.
• W3 Sul saindo direto do Terminal BRT Santa Maria o dia todo de domingo a domingo. ( Um levantamento foi solicitado para ver a viabilidade dessa conquista.)

A previsão de atendimento dessas demandas é de 15 dias, e as mais complexas até o final de fevereiro de 2018.  http://www.capitaldoentorno.com
Leia Mais....

Corpo de Bombeiros afasta tenente-coronel suspeito de agredir a ex-mulher

Caso é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Águas Claras). Câmeras de segurança registraram a suposta agressão. Justiça concedeu medida protetiva

Reprodução
O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal afastou um tenente-coronel após denúncia de agressão à ex-mulher. Claudio Lúcio de Araújo Góes Federal é investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Águas Claras). Segundo depoimento da vítima, Ludmilla Lopes, na madrugada do último domingo, ele a empurrou, ocasionando lesões “no cotovelo direito, ombro e pulso”. O episódio aconteceu em um estabelecimento comercial de Águas Claras, um dia depois de a Justiça revogar medidas protetivas que restringiam a aproximação do oficial à ex-mulher, devido a outra suspeita de agressão, no fim de 2016.

O suposto crime aconteceu em frente à Veterinária Sonho de Pet, loja aberta pelos dois à época em que eram casados — eles aguardam a dissolução da sociedade. Conforme os relatos de Ludmilla, Claudio visitou o local no último fim de semana. Por “não estar preparada” para conviver com o tenente-coronel, ela foi à empresa apenas no fim do dia, para buscar alguns produtos e trabalhar por conta própria.
  
Nesse momento, Claudio Góes teria filmado a ação e dito que a mulher estava “roubando os objetos”. Ludmilla reagiu e derrubou o celular do oficial com um tapa. Em resposta, o tenente-coronel a pegou pelos braços e a jogou ao chão. Ele, então, “pegou o telefone novamente e filmou Ludmilla, afirmando que ela estava se jogando no chão para tentar simular algum crime”, descreve a ocorrência.

Versões


O tenente-coronel prestou depoimento no mesmo dia. À polícia, ele disse que, pela manhã, realizou filmagens para demonstrar o inventário da empresa e deixou o local. Por volta de 23h30, retornou ao estabelecimento comercial, onde viu Ludmilla, acompanhada por uma tia de consideração, retirando bens do interior da loja.

Por entender que se tratava de um furto, ele filmou a ação. “Ludmilla pisou no aparelho uma vez e, ao tentar pisar novamente, Claudio a afastou com o corpo, momento em que a mesma caiu no chão”, narra a ocorrência, com base nos relatos do servidor do Corpo de Bombeiros.
 
 
Constam no documento, ainda, depoimentos de duas testemunhas. Em defesa de Ludmilla, a tia afirmou que a retirada dos objetos havia sido autorizada por um advogado. Em declaração, acrescentou que, ao tentar proteger a mulher no momento em que Jairo “partiu para agredi-la”, foi empurrada pelo tenente-coronel e “caiu sentada em uma cadeira”. “Quando Ludmilla estava saindo da loja, Claudio a agarrou por trás e a arremessou ao chão”, frisou.
 
A namorada do tenente-coronel, por sua vez, alega que não viu o companheiro, “em momento nenhum, agredindo ou empurrando Ludmilla, mas viu que ela caiu no chão”.  

Novas medidas protetivas


Com base no caso deste fim de semana, o Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Águas Claras determinou novas medidas protetivas, as quais determinam que o servidor do Corpo de Bombeiros mantenha distância mínima de 200 metros da ex-mulher.Na decisão, o juiz substituto Tarcísio de Moraes Souza aponta que há versões conflitantes sobre o episódio. O magistrado, contudo, destaca que a intervenção judicial é necessária para “evitar a reiteração de atos semelhantes aptos a causar prejuízos à integridade física e moral da ofendida”.

A 21ª DP instaurou inquérito para apurar o caso. Conforme consta na ocorrência policial, Ludmilla foi encaminhada ao Instituto de Medicina Legal (IML) para exames de corpo de delito.
 
Há câmeras próximo ao local onde ocorreu a suposta agressão que podem ajudar o esclarecimento dos fatos. As imagens mostram um homem puxando uma mulher pelos braços e a jogando, com força, ao chão.
 
 
 

Outra investigação


Claudio Góes é investigado em outro inquérito policial. Ele teria agredido Ludmilla em agosto de 2016, num apartamento localizado em Águas Claras. Por conta do episódio, o poder Judiciário restringiu a proximidade do servidor do Corpo de Bombeiros a Ludmilla por cerca de 1 ano e 5 meses. As medidas protetivas, contudo, foram revogadas na última sexta-feira, "em vista da ausência de provas”, aponta a Justiça.
 
"Ele fez ameaças via WhatsApp ao meu companheiro, o que é considerado uma desobediência à Lei Maria da Penha. Ele não para, estou com medo", disse Ludmilla, em entrevista ao Correio, denunciando fatos anteriores à revogação das medidas protetivas. 

Ao Correio, o tenente-coronel afirmou que as acusações de Ludmilla são “falsas”. Ele acrescentou que a ex-mulher “apresentou uma versão distorcida da realidade”. “O inquérito investiga, inclusive, o falso testemunho dela e uma tentativa de homicídio contra mim. Todos estão muito aquém do que realmente aconteceu”, pontuou. Por fim, o servidor do Corpo de Bombeiros declarou que a palavra da ex-mulher não pode ser levada em consideração, por conta de uma série de falsos testemunhos no passado.           http://www.correiobraziliense.com.br
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot