• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Rapaz armado invade escola e mata adolescente a tiros

terça-feira, 7 de novembro de 2017
Reprodução
Jéssica Antunes
jessica.antunes@grupojbr.com
Uma adolescente de 16 anos foi assassinada na manhã desta segunda-feira (6) dentro do colégio. O crime aconteceu na Escola Estadual 13 de Maio em Alexânia (GO), na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno, a quase 90km de Brasília. O suspeito pulou o muro da instituição, carregou a arma duas vezes e deu pelo menos onze tiros contra a vítima. A Polícia Civil trabalha com hipótese de crime passional e o suspeito diz não se arrepender.
Rafaella Noviske morreu no local. O suspeito é Misael Pereira Olair um jovem de 19, ex-aluno da escola. Detido pela Polícia Militar e levado à delegacia de Polícia Civil do município, ele teria invadido o colégio com um revólver calibre 32 e procurado a vítima pelas salas de aula. Ao encontrá-la, disparou cerca de onze tiros, todos em direção ao rosto da menina.
Segundo a investigadora Rafaela Wiezel, Misael disse, em entrevista prévia, que é conhecido “de longa data” da vítima e que sentia ódio. “Ele informou que adquiriu o revólver especificamente para matá-la e estava esperando justamente a aquisição para cometer o crime. Ele diz que não se arrepende., informou ao Jornal de Brasília.
Os dois teriam estudado juntos no ano passado, quando, interessado em namorar a menina, Misael teria tentado presenteá-la, mas não conseguiu. “Por isso trabalho com a linha de investigação de crime passional”, explicou a delegada. Ele entrou com o revólver completamente municiado, descarregou com tiros contra a vítima e recarregou a arma.
Segundo o próprio suspeito, teriam sido pelo menos onze disparos. Rafaela Wiezel diz que o homem parece lúcido e negou que tivesse consumido drogas ou álcool antes do crime.
Procurada, a Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) ainda não se pronunciou sobre o caso.
“Cego de ódio”
Rafaella Noviske estudava no 9º ano. Ela estava no fundo da sala quando o homem chegou. Segundo a delegada, ele estava cego de ódio, não soube dizer se havia outras pessoas no local. Depois de matar a vítima, Misael pulou o muro, entrou em um carro e fugiu.
Policiais militares do município se depararam com o carro e estranharam o homem encapuzado. Na abordagem ele teria confessado o crime. Na mochila, foi encontrada a arma utilizada no crime, várias munições, uma faca e uma máscara.
Segundo a delegada, o jovem será autuado em flagrante por homicídio qualificado e deve ser encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.
Tiroteio em escola
Este é o segundo caso de ataque com arma de fogo dentro de uma escola goiana em menos de um mês. Em 20 de outubro, duas crianças, de 12 e 13 anos, foram mortas e outras quatro ficaram feridas após um atentado dentro do Colégio Goyases, em Goiânia.
O jovem de 14 anos, que seria vítima de bulying, usou uma pistola calibre .40, de propriedade da mãe, que é policial militar, para abrir fogo em sala de aula. O garoto está apreendido em uma unidade para adolescentes em conflito com a lei.                                   http://www.jornaldebrasilia.com.br
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot