• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Denúncia contra Temer: bancada do DF vota e emendas pingam

quinta-feira, 26 de outubro de 2017
Foto: Luis Macedo/Ag. Câmara
Francisco Dutra
francisco.dutra@grupojbr.com.br
No conforto de R$ 43.593.280,00 em emendas parlamentares autorizadas pelo Palácio do Planalto, seis dos oito deputados federais do Distrito Federal votaram pela continuidade do governo de Michel Temer. Aliados e simpatizantes do presidente, também presenciaram o acalentador empenho de emendas e restos a pagar no total de R$ 26.922.609,00, neste ano.


Os números confrontam com os dois deputados brasilienses que votaram contra. Juntos tiveram empenhados R$ 9.299.469,00, enquanto o pagamento orbitou em R$ 4.309.164,00.
Ou seja, apesar das emendas serem impositivas e um direito dos parlamentares, quem apoiou Temer recebeu em média R$ 7.265.546,66 em emendas, vendo o pagamento médio de R$ 4.487.101,00. Votos contrários, na média, receberam somente R$ 4.649.734,00 em promessas de liberação e R$ 2.154.582,00 em desembolsos efetivos. As cifras foram colhidas do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), do Senado Federal.
Governistas e aliados momentâneos sempre defendem que não há qualquer correlação entre a liberação de recursos pelo Planalto. Contudo, a oposição e especialistas em gestão pública observam claros traços de favorecimento em troca de apoio. Nominalmente, votaram com Temer: Alberto Fraga (DEM), Izalci Lucas (PSDB), Laerte Bessa (PR), Ronaldo Fonseca (SD), Rogério Rosso (PSD) e Rôney Nemer (PP). Contra o governo marcaram posição Augusto Carvalho (SD) e Érika Kokay (PT). http://www.jornaldebrasilia.com.br
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot