• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Suspeitos de matar servidora do Ministério da Cultura são presos

quinta-feira, 10 de agosto de 2017
Foto: John Stan - Jornal de Brasília
Em menos de 24 horas do crime, a Polícia Civil do DF conseguiu prender os supostos autores do latrocínio – roubo seguido de morte – da jornalista e servidora do Ministério da Cultura, Maria Vanessa Veiga Esteves, de 55 anos. Os dois suspeitos, um homem de 26 anos e um menor de 15, estavam em um apartamento, na 208 Norte, quando foram detidos. O dono do apartamento também foi detido, porém a polícia ainda não sabe até que ponto ele está envolvido no caso.
De acordo com o delegado-chefe da 2ª DP, Laércio Rosseto, os pertences da vítima, que foram levados durante o crime, estavam em um contêiner próximo ao apartamento. Foram os próprios envolvidos que indicaram o local onde a bolsa com a Carteira de Habilitação (CNH) da vítima estava.


O crime ocorreu por volta das 23h30 dessa terça-feira (8), após Vanessa estacionar o carro em frente ao seu apartamento, na 408 Norte. A ação dos criminosos chocou a cidade devido à crueldade em que foi praticada. Segundo a Polícia Militar, mesmo sem ter reagido ao crime, eles agarraram a vítima por trás e a esfaquearam.
O autor da facada que vitimou Vanessa teria sido o menor. Segundo o delegado, o adolescente disse, em depoimento, que a matou porque estava com vontade. Eles ainda afirmaram que saíram para roubar e, quando viram a mulher sair do carro, fizeram a abordagem. Também contaram que teriam pedido a bolsa dela, mas ela hesitou e, neste momento, o menor desferiu a facada. Em seguida, a dupla fugiu com o celular e a bolsa da mulher, mas deixou a faca no local do crime.
Os envolvidos deram detalhes do crime ao delegado, que ficou surpreso com a frieza dos envolvidos. “O menor está ciente que a medida da Vara de Justiça vai ser branda. A conversa foi de forma fria”, contou Rosseto. Ele já tem passagens por roubo e já é conhecido no meio policial por essas práticas. Já o suspeito maior de idade tem passagens por roubo, receptação e cumpria pena em regime domiciliar.
Natural de Minas Gerais, Maria Vanessa morou no Rio de Janeiro por 25 anos, antes de mudar para Brasília. (*Com informações de João Paulo Mariano)
Vizinha testemunhou crime
Uma dona de casa de 49 anos, que vive há 13 no prédio em frente onde morava Vanessa e que prefere não se identificar, revela que viu da janela os dois homens agindo. “Um segurou e o outro esfaqueou. Ela chegou a dizer ‘não precisa de nada disso’, mas não adiantou”, lembra a mulher.
As câmeras de segurança registraram dois autores fugindo. Um, de blusa de frio branca e capuz. O outro, de boné preto. Tudo ocorreu em menos de um minuto.
Colegas de quarto lamentam perda
Maria Vanessa dividia apartamento com dois estudantes estrangeiros, um coreano e uma estadunidense. Eles dormiam no momento do crime e só souberam do ocorrido ao amanhecer. “Desde que cheguei ela tem me acolhido, é muito querida, uma espécie de mãe brasileira. Tô muito chocada”, diz Cristina Chabali, estadunidense de 25 anos.
Jovens que dividiam quarto com Maria Vanessa estão abalados com o crime. Breno Esaki/Jornal de Brasília
Criminalidade
De janeiro a julho deste ano, a Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social registrou 20 ocorrências de latrocínio de vitimaram brasilienses. No último mês, duas ocorrências do crime foram registradas pela pasta.
Assassinato em Sobradinho
No sábado (5), o empresário Clodoaldo Alencar, de 47 anos, morreu em decorrência de tiros na cabeça, durante um assalto ocorrido no dia 2, dentro de sua loja de motos. O crime ocorreu em Sobradinho. A ação do bandido foi registrada pelas câmeras de segurança do local.
Conforme testemunhas, vítima e suspeito discutiram. O comerciante teria reagido e entrado em luta corporal com o suspeito, na tentativa de tomar a arma. O bandido, então, atingiu Clodoaldo na cabeça, com dois tiros à queima-roupa.
Na fuga, o criminoso tentou levar o carro da vítima, mas o sistema anti-furto do veículo não permitiu que ele fosse muito longe. O carro foi abandonado perto da Administração Regional de Sobradinho. O suspeito, identificado como João Lucas Feitoza da Silva, de 20 anos, permanece foragido.
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot