• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

“CÂMARA EM MOVIMENTO” MANDOU MAL: DEPUTADO QUASE BATE EM IDOSO DE 84 ANOS

segunda-feira, 28 de agosto de 2017
Por ter feito uma crítica ao deputado Lira, o idoso Joel Câmara, 84 anos, quase apanha do distrital durante a reunião da CLDF no Jardim Botânico. Veja no Vídeo

O projeto Câmara em Movimento, cujo objetivo é o de aproximar a Câmara Legislativa do Distrito federal da população começa a perder o rumo na medida em, que alguns de seus parlamentares não aceitam criticas. O deputado distrital Ivonildo Lira (PHS), em momento de fúria, atacou um cidadão idoso de 84 anos

O advogado militante Joel Câmara, 84 anos, foi preciso ser amparado por moradores durante a sessão da Câmara em Movimento, realizada nesta quinta-feira (24), no Jardim Botânico, após ter feito uma crítica ao deputado Lira em relação a derrubadas de casas no Morro da Cruz em São Sebastião. Joel Câmara reprovou a atitude do parlamentar, que segundo ele, tem sido um defensor das ações violentas da Agefis contra as casas de famílias pobres.
“Não admito que o senhor chegue aqui e me acuse te ter mandado derrubar as casas das pessoas em São Sebastião. O senhor será processado por isso”, ameaçou Lira.
“Eu estava me tremendo não era de medo desse cidadão. Mas por não ter  a condição física de tirar o cinturão e aplicar-lhe uma surra  para respeitar os mais velhos” , disse Joel Câmara ao Radar.
A Câmara em Movimento, projeto criado na gestão de Celina Leão e continuado na gestão do deputado Joe Valle parece está perdendo o seu rumo. O primeiro deles é a postura adotada por alguns deputados que saem com quatro pedras nas mãos, como fez Lira, contra o cidadão pelo simples fatos de serem cobrados.
As sessões feitas fora do ambiente da Câmara Legislativa, em pelo menos duas vezes por mês, se apresentam cada vez mais vazias a começar pelo não comparecimento da maioria dos 24 parlamentares.
A sessão do Jardim Botânico, por exemplo, iniciada com 16 deputados compondo a mesa encerrou os trabalhos com apenas 4 distritais no plenário. A maioria “saiu à francesa”, para não ouvir a manifestação da comunidade que marcou presença com 183 pessoas. O mesmo aconteceu em Itapoã no início do mês. Lá também um deputado saiu com quatro pedras nas mãos pra cima de um cidadão que o criticou.
A próxima Câmara em Movimento a ser realizada será em São Sebastião, cidade em que a ampla maioria dos cidadãos que elegeu Lira em 2014, mas que não nutre hoje o mesmo apreço pelo distrital. Há uma voz corrente, dentro da própria CLDF, de que a Câmara Em Movimento está mais para colher revolta do que a simpatia da população.

Fonte: Radar DF
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot