• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Prepare-se! Seca chega pra valer e agora vem calor por aí Brasiliense se surpreendeu com tempo fechado, mas a paisagem vai mudar

segunda-feira, 31 de julho de 2017
Myke Sena
João Paulo Mariano
redacao@jornaldebrasilia.com.br
Ventos fortes ajudaram a derrubar a sensação térmica em todo o DF. Ontem, o tempo estava ótimo para quem gosta de ficar embaixo das cobertas, e até parecia até que ia chover. Mas, segundo o Instituto de Metereologia (Inmet), não há essa possibilidade tão cedo. O tempo seco vai continuar – uma preocupação para os reservatórios que abastecem a capital.
Os termômetros ontem marcaram mínima de 12,9 ºC e máxima de 24 ºC. Já a sensação térmica ficou em torno dos 6 ºC. Mas teve local mais frio. No Paranoá, por exemplo, foram 11 ºC, com sensação de 2 ºC. Os ventos tiveram velocidade de 46km/h. Em Brazlândia, a ventania foi de 48 km/h, com temperatura de 14 ºC e sensação entre 4 e 5 ºC.
A previsão para hoje tem mínima de 12 ºC e máxima de 23 ºC, sem muita mudança dos índices da última semana. De acordo com a meteorologista Odete Chiesa, as rajadas de vento vão continuar fortes. Porém, a partir de quarta-feira, uma massa de ar deve sair do DF e seguir em direção a África. Assim, a temperatura deve subir e chegar aos 26 ºC, enquanto a velocidade dos ventos terá diminuição.
A meteorologista lembra que é preciso se preparar ainda mais para a seca. Chuva? Só a partir de outubro. Se a reclamação agora é sobre o frio, depois será a respeito do calor e do tempo seco. E, com a temperatura assim, a preocupação com os reservatórios volta. Ontem, o índice marcou 39,87% no Descoberto e 43,75% no de Santa Maria. Há uma semana, o nível foi de 41,8% e 45,28%, respectivamente.
Clima de deserto
A umidade relativa do ar está entre 20% e 30%, colocando o DF em estado de atenção. Para evitar problemas, a ordem é evitar exercícios físicos ao ar livre das 10h às 17h. Segundo estimativas da Defesa Civil, há uma previsão de que Brasília entre em estado de alerta – umidade abaixo de 20% – em agosto. O mês, aliás, é conhecido pelo clima de deserto: quente de dia e frio de noite.
Para a aposentada Rosa Maria, 66, não teve jeito de ficar em casa ontem. Contudo, ela saiu da cama da maneira mais quente possível: com duas meias, uma calça, uma camiseta, dois casacos e um cachecol. Apesar de morar há muitos anos em Brasília, ela brinca que, “como todo carioca, prefere o calor”. A idosa espera que nas próximas semanas fique mais quente, até porque a mãe dela tem 93 anos e fica difícil suportar temperatura muito baixa.
Se para Rosa Maria e sua mãe o frio está complicado, imagine para quem precisa trabalhar na madrugada. O garçom Ancelmo Rodrigues, 35, está sofrendo para aguentar o turno. Ele diz que, além do agasalho, toma café toda hora para ver se esquenta. “Até o movimento do restaurante cai, porque as pessoas não querem sair de casa”, relata o morador de Planaltina, que aguarda ansiosamente o aumento da temperatura para deixar o casaco de frio em casa, mas, claro, sem abandonar o cafezinho.

Saiba mais
Segundo o Inmet, a nebulosidade de ontem começou após as 7h. O domingo amanheceu de céu claro, mas, devido aos ventos gelados, as nuvens apareceram.
No período de seca, a Secretaria de Saúde calcula um aumento de 30% a 40% na procura de atendimentos em hospitais públicos devido a doenças respiratórias, como gripes e pneumonia.
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot