• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Cresce o perigo para mandato de Sandra Faraj no Legislativo

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Foto: Myke Sena
Francisco Dutra
francisco.dutra@jornaldebrasilia.com.br
Politicamente, a continuidade do mandato da deputada distrital Sandra Faraj (SD) balança no fio da navalha. Extraoficialmente, parlamentares governistas, de oposição e independentes enxergam poucas chances de Faraj sobreviver ao vendaval de escândalos que levanta suspeitas corrupção. Hoje o corregedor da Câmara Legislativa deputado Juarezão (PSB) ouvirá o ex-chefe de gabinete da deputada, Manoel Carneiro, personagem-chave nas acusações.

Saiba mais
  • Por questões corporativistas, dificilmente a Câmara cassa um parlamentar. A mais recente exceção à regra foi o ex-deputado Raad Massouh (PPL), que não era bem visto entre os pares e Executivo. Com as devidas proporções, a situação de Faraj é a mesma.
  • Caso Faraj perca o mandato quem assume é um aliado de primeira hora do GDF: Roosevelt Vilela (PSB).
  • Para o distrital Chico Vigilante, a Câmara precisa dar respostas também aos graves problemas sociais do DF, principalmente o combate contra o desemprego.
Na interpretação de parlamentares, Juarezão nem precisaria, pelo regimento da Casa, colher depoimentos para decidir pela abertura, ou não, do processo de quebra de decoro. Mas há intenção de se obter decisão respaldada, seja a favor ou contra Faraj. Mas, do ponto de vista da imagem, deputados e técnicos do Legislativo julgam que o depoimento coloca mais lenha no processo de fritura da imagem e da musculatura política da deputada.
Após ler a reportagem “Sete em cada dez brasilienses rejeitam Câmara Legislativa”, publicada ontem pelo Jornal de Brasília, o deputado Chico Vigilante (PT) chegou a seguinte conclusão: “Eu sempre disse que a Câmara precisa mudar ou será fechada. Esta pesquisa mostra que, se nada for feito, isso acabará acontecendo de maneira ou de outra. E dar resposta não é perseguir. É apurar o que tiver que ser apurado, punir quem tiver que ser punido e inocentar quem for inocente. Não é só o caso da Sandra. Falo de todos os casos”, alertou.
Faraj é alvo de um pedido de abertura de processo de quebra de decoro por suposto uso indevido de verba indenizatória. Além disso, o Ministério Público apura se há envolvimento dela em esquema de cobrança de um terço dos salários de servidores indicados por ela em cargos no Legislativo e Executivo.
O advogado de Faraj, Cleber Lopes se diz seguro da inocência da cliente. O defensor crava que a parlamentar possui toda a documentação para comprovar que o uso da verba indenizatória seguiu as regras da Câmara e Código Civil. “Estamos também tranquilos quanto ao MP. Fez operação de busca e apreensão. Nada que foi apreendido configura crime. O resultado da perícia falará por si. Isso será bom para a defesa. É claro que o constrangimento público incomoda. Mas o resultado será favorável”, afirma.
Grupos cobram resposta
Movimentos sociais e entidades de populares de fiscalização vão colocar a Câmara no paredão. Diversos grupos, a exemplo do Instituto de Fiscalização de Controle (IFC) e do Observatório Social de Brasília, farão hoje reunião para cobrar respostas da Mesa Diretora, responsável pela gestão do Legislativo.
“É preciso acabar com esse espírito corporativo dos deputados. A Câmara não tem coragem para abrir um processo de quebra de decoro. Ela ignora solenemente a população. Queremos que a Casa tome uma posição, ou então é melhor que feche as portas mesmo”, argumenta a presidente do IFC, Jovita Rosa, candidata derrotada na última eleição.
Os movimentos pediram a abertura de investigação de todos os deputados envolvidos em suspeita de corrupção ao longo da legislatura. Durante a reunião, também vão reivindicar mais transparência da Casa, principalmente no controle das verbas dos parlamentares.
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot