• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Professores da rede pública do DF aprovam o fim da greve

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Foto: Reprodução
Após 29 dias, professores da rede pública de ensino do DF decidiram encerrar a greve geral da categoria, mas só retornam às escolas na segunda-feira (17). A decisão foi aprovada em assembleia realizada na tarde desta quarta-feira (12), em frente à Catedral Metropolitana de Brasília.
Em nota, o Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) comunicou que a greve termina juntamente com a dos professores da rede pública de ensino de Minas Gerais. De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE), Distrito Federal, Minas Gerais e Goiás eram as únicas unidades da Federação que ainda prosseguiam com a greve geral da educação deflagrada no dia 15 de março.
“Começamos a greve geral da educação em conjunto com os professores de Minas e terminamos juntamente com eles, que também retornarão às salas de aula na próxima segunda-feira”, informa Cláudio Antunes, coordenador de Imprensa do Sinpro-DF.
Apesar da decisão tomada hoje, o comunicado informa que “a luta, contudo, continua e a categoria se mantém mobilizada em defesa dos seus pleitos e contra as reformas da Previdência, trabalhista, terceirização e demais retiradas de direitos”. De acordo com o Sinpro-DF, foram aprovados um calendário de lutas e a participação intensa da categoria na greve geral nacional no dia 28 de abril.
Em um vídeo divulgado pelo governador Rodrigo Rollemberg, ele afirma que a decisão dos professores foi um resultado resultado vitorioso de 14 reuniões de negociação. “Quero cumprimentar os professores e, sobretudo, saudar os alunos, os maiores beneficiados com o retorno dos professores à sala de aula”, diz.
Compromissos
Quanto à pauta local, o GDF assinou uma Proposta de Termo de Acordo, resultante das negociações com a Mesa de Negociação Permanente do Sinpro-DF, com sete compromissos, como o de pagar, a partir de julho até dezembro de 2017 as pecúnias da licença-prêmio não gozadas a todos os servidores públicos do DF que se aposentaram em 2016; dar continuidade aos estudos para implantação total do Plano Distrital de Educação (PDE), sobretudo a Meta 17; não implantar as reformas da Previdência e nem a terceirização sem antes firmar um pacto com a sociedade após ampla e transparente discussão; efetuar, em abril de 2017, por meio do Folha Suplementar, o pagamento dos dias descontados em Folha de março; entre outros.                                                      Fonte-(Jornal de Brasília)
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot