• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Corrida ao Palácio do Buriti: Analisamos a pesquisa do Metrópoles

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016



Portal Metrópoles divulgou uma pesquisa ( leia aqui)  feita pelo instituto Dados, onde traça um possível cenário para as eleições de 2018. A corrida ao Palácio do Buriti começa esquentar. Nós demos uma de cientista político e analisamos de forma bem resumida, o desempenho dos candidatos mais bem colocados nesse levantamento feito pelo site.

Acompanhem: 

Rodrigo Rollemberg - Governador 

Por ser governador ele é o alvo de todo o tipo de franco atirador. Sem contar que seu governo patina e não dá sinais de que irá melhorar. Também não acredito que em uma votação tão baixa. A máquina pública faz alguns pequenos milagres. Há também quem diga que Rollemberg não será candidato a reeleição. Se as coisas não mudarem Rollemberg será um mero ex-governador em exercício, 2017 é decisivo para saber como chegará nas eleições. 

José Antônio Reguffe - Senador 
Se a sua promessa for cumprida, o senador irá cumprir o seu mandato e assim está fora da disputa. Nos bastidores dizem que Reguffe tem uma proximidade com o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT) que não apareceu nas pesquisas mas, é sim um postulante ao Palácio do Buriti. Caso Reguffe mude de ideia já começa a corrida como franco favorito. 


Jofran Frejat (PR) - Ex-deputado federal

Seus números são ótimos. Ter sido candidato a governador em 2014 coloca seu nome em evidencia.  Muita gente se arrepende de não ter votado nele. Seu jeito simples e descrição, jogam a seu favor. 

Mas a sua idade é muito debatida nas rodas políticas. Jofran está com 81 anos e isso pesa muito, infelizmente. Da minha parte não vejo nada demais. Frejat deve estar mais inteiro do que eu. 

Tadeu Filippelli (PMDB) - Ex-vice-governador de Agnelo Queiroz

Seu trabalho de base parece que está dando certo. Dizem que os quase extintos rorizistas podem o impulsionar. Só que tem um problema: Filippelli está inelegível (leia aqui) e talvez nem consiga ser candidato. Sua candidatura depende do Tribunal Superior Eleitoral ( TSE). Já vimos esse filme antes com os ex-governadores Roriz e Arruda. 

Izalci Lucas (PSDB) - Deputado Federal 

Na minha opinião o mais surpreendente de todos saiu do zero para uma intenção de votos de 4,9%. Uma vitória e tanto, já que nem era citado nas pesquisas.  Além disso, Izalci não tem espaço na grande mídia e só aparece blogs e sites. Assim, o deputado federal arrumou uma forma de mostrar o trabalho. 

Agora que ele está começando pegar o jeito da coisa e conseguindo entrar nas redes sociais. Há muito trabalho ainda. E mais: precisa mostrar que não é bronco  e a internet está aí para isso. O desafio do tucano é mostrar que sua candidatura poderá unir a direita. 

Alberto Fraga (DEM) - Deputado Federal 
A maior decepção dessa pesquisa. De acordo com o próprio parlamentar ele têm levantamentos que mostram o contrário. Esse caminho de desqualificar pesquisas é péssimo. Um exemplo para Fraga analisar: nas rodas políticas seus aliados, o citam como candidato ao Senado, nunca como postulante ao Palácio do Buriti. 

Se quiser ser candidato a governador Fraga precisará mudar muita coisa e espernear menos. O Coronel apesar de ser expressivo, ainda não configurou o perfil para ser um postulante a governador. 

Rogério Rosso (PSD) - Deputado Federal 



Ninguém sabe o caminho que Rosso irá seguir em 2018. Ele agora se concentra na disputa pelo comando da Câmara dos Deputados. Mas pelo jeito, a situação será difícil. Seu adversário Rodrigo Maia (DEM) larga na frente. Aposto que Rosso não irá se arriscar nessa empreitada. O que se passa na cabeça do deputado é que muitos querem saber. Outra questão a se discutir e se, Rogério junto com o vice-governador, Renato Santana irá continuar caminhando com o governador Rodrigo Rollemberg. 


Nota do Editor: Fiquem a vontade para comentar. Concordem ou discordem. Façam tudo sem afetação e sem mimi. Ainda tem muita água para rolar debaixo dessa ponte. Essas palavras acima são apenas conjecturas. Se eu fosse vidente não seria jornalista e a essa hora estava curtindo uma bela praia do Caribe. 

Fonte:http://www.radiocorredor.com.br/
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot