• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

BLOG DO PASTOR RONNE

BLOG DO PASTOR RONNE

Jesus Cristo é o Senhor.

Salários atrasados em hospitais públicos (04/11)

sexta-feira, 4 de novembro de 2016
Auditores fiscais do trabalho do Estado de Goiás flagraram 70% dos trabalhadores de hospitais públicos da capital goiana trabalhando com salários atrasados. A ação, que iniciou nesta semana, visa fiscalizar denúncias relacionadas ao atraso no pagamento de salários nas grandes unidades estaduais de saúde pública do estado. No primeiro dia de ação, o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e o Hospital de Doenças Tropicais (HDT) foram auditados. “Notificamos para comprovação de pagamento de salários na data legal os últimos dois meses trabalhados”, explica a auditora fiscal do trabalho Jacqueline Carrijo, coordenadora da operação.
Até as organizações sociais
O trabalho foi iniciado após denúncias de trabalhadores e do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Único de Saúde de Goiás (Sindsaúde-Go). “Notificamos todos contratantes da mão de obra estatutária, autônoma e celetista do Hugo e HDT. Todos os estabelecimentos notificados, seja o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, as organizações sociais ou outras empresas terceirizadas terão de apresentar os comprovantes de pagamento dos trabalhadores na próxima semana”, explica a auditora.
Aproveitando a oportunidade
Sindicatos que representam servidores aproveitaram a presença da imprensa durante a desocupação do Centro Educacional 01 do Paranoá para manifestar insatisfação com o governo Rollemberg. Várias categorias se fizeram presentes, empunhando cartazes de protesto contra a atual gestão.
Além de greve, impeachment
Servidores da Saúde entraram em estado de greve e, reunidos ontem em assembleia, decidiram fazer paralisações pontuais em todos os serviços. E em protesto contra a sobrecarga de trabalho e os constantes atrasos no pagamento do adicional, prometem devolver as horas extras. Com o argumento de que o governador Rodrigo Rollemberg comete improbidade administrativa, o SindSaúde-DF pede o afastamento dele.
Comparação
Do distrital Chico Vigilante (PT) sobre a situação da saúde do DF: “Acho que o Hospital do Gama se assemelha à situação na Síria. Falta tudo. E estão perseguindo os servidores.”  
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot