• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

GDF quer suspender o reajuste do auxílio-alimentação

sábado, 12 de novembro de 2016
O Governo do DF foi à Justiça questionar o reajuste anual do auxílio alimentar dos servidores públicos garantido por lei. Para a Procuradoria Geral do Distrito Federal, é inconstitucional vincular o reajuste do auxílio a um índice. Alega que o benefício integra a remuneração dos servidores e a Constituição Federal e o Supremo Tribunal Federal vedam a vinculação da remuneração a qualquer fator externo.
Sem previsão orçamentária
A justificativa apresentada pelo Palácio do Buriti também passa pelo discurso preferido dessa gestão: não tem dinheiro. “É necessária a previsão orçamentária para a efetivação de reajustes, o que não existe atualmente”, diz o governo, em nota..
Impacto
O texto publicado pela Secretaria de Planejamento informa que o “impacto do reajuste no auxílio-alimentação, segundo o INPC, no período de maio a dezembro de 2016, seria de mais de R$ 53 milhões, caso o reajuste fosse aplicado”. E, de janeiro a dezembro de 2017, esse impacto seria superior a R$ 79,5 milhões, conforme o governo.
O governo segue insistindo
Recado do Governo do DF no Facebook: “O dinheiro público só tem uma origem: é o resultado dos impostos e das taxas pagas pelos cidadãos e pelas empresas. Em Brasília, 77% dos recursos são para pagar em dia os salários dos servidores, que representam 7% dos moradores da cidade. Para o pagamento de remédios, ambulâncias, reforma de escolas, habitação, obras, reforma de terminais, limpeza urbana e outros investimentos, usamos 23%! Já convidamos os sindicatos para apresentar esses números, mas eles ainda não compareceram à reunião. Estamos trabalhando com transparência e muito diálogo com a população para mostrar a realidade e equilibrar as contas. Essa é a verdade!”
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot