• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Saiba quais objetos não serão permitidos no Mané Garrincha durante jogos da Olimpíada

quarta-feira, 27 de julho de 2016
FOTO: REPRODUÇÃO
Antes de entrarem no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha para assistir aos jogos da Olimpíada, os torcedores passarão por detectores de metais, e não será permitida a entrada com determinados utensílios. Em especial nas cidades-sedes do futebol, como Brasília, será vetado o uso de bolsas, sacolas, malas, pochetes e mochilas. A exceção será apenas para aquelas feitas de material transparente. As regras valem para os dez jogos disputados na capital, de 4 a 13 de agosto.
Entre as proibições, estão itens perfurantes e que possam ser usados para ferir pessoas, como facas, tesouras, canivetes, lâminas de barbear, chaves de fenda, agulhas e alicates. Na mesma linha, não será permitido portar materiais explosivos, substâncias inflamáveis, tóxicas ou venenosas nem armas de fogo, de brinquedo ou simulacros. Para as armas, a exceção vale para militares credenciados.
A organização também não autoriza a entrada com itens que possam prejudicar o andamento dos jogos. São exemplos: apitos, megafones, cornetas, instrumentos musicais, faixas e ponteiros de laser. Não são permitidos protestos na área interna, sendo vetados, por exemplo, cartazes e bandeiras de países que não os representados em campo.
Equipamentos esportivos — como skates, bicicletas, patins e raquetes — não podem ser levados para a arena esportiva. A proibição também abrange capacetes. De animais, só é permitida a presença de cães-guias.
Os torcedores também não poderão levar equipamentos profissionais de filmagem ou fotografia nem bastão usado para selfie. Além disso, não é permitida a entrada com nenhum tipo de líquido ou bebida — pode-se acessar o estádio com garrafa de plástico vazia e sem indicação de marca.
Itens permitidos, mas com restrição
Para consumo pessoal, os espectadores podem levar alimentos não-perecíveis desde que na embalagem original e lacrada. Nessa lista, estão biscoitos, barras de cereal e alimentação de bebês. Recipientes de vidro são proibidos. Pessoas que tenham de consumir determinados alimentos e bebidas por determinação médica podem entrar com os produtos se apresentarem receita contendo o número de inscrição do médico emissor no Conselho Regional de Medicina (CRM). O mesmo vale para medicamentos e equipamentos médicos.
Produtos de higiene e cuidados pessoais, como protetor solar e repelentes, estão permitidos com limite de quantidade: cinco embalagens de, no máximo, 200 ml cada uma, no recipiente original (que não pode ser de vidro).
Agência Brasília
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot