• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Millena Lopes & Francisco Dutra redacao@jornaldebrasilia.com.br (28/07)

quinta-feira, 28 de julho de 2016
Kleber Lima

Tratamento do câncer

O GDF decidiu mudar o sistema de atendimento oncológico. A partir de agora, solicitações de consulta não são mais centralizadas no Hospital de Base. Tendo a indicação médica e a cópia da biópsia em mãos, o paciente poderá solicitar cuidados em qualquer unidade regional.
A segunda mudança é a distribuição do atendimento cirúrgico. As operações deixaram de estar concentradas de 19 oncologistas. O novo modelo sugere que as operações passem a ser feitas também pelos 200 cirurgiões da rede pública distribuídos pelos hospitais públicos do Distrito Federal.
Radioterapia privada
Com mais de mil pessoas sofrendo na fila de espera para tratamento, a mudança deixou de ser uma opção há muito tempo. “Esperamos acabar com o fluxo caótico”, comentou o gerente de Cuidados do Câncer da secretaria de Saúde, Bruno Sarmento. No médio prazo, a pasta lançará editais para a contratação de serviços de radioterapia para suprir as deficiências da rede.
Longo prazo
Além de novos contratos para a manutenção dos aparelhos do Hospital de Base, o governo aposta na conclusão das obras de instalação de aparelhos de radioterapia no Hospital Universitário, dentro dos próximos dois anos. O GDF também pretende qualificar o Hospital de Taguatinga para também se tornar um centro de referência. A promessa de criação do Hospital Oncológico ainda está de pé. O custo, somente da obra, é de R$ 166 milhões.
Não custa nada mapear
Dizem que o deputado distrital Ricardo Vale (PT) está tão alinhado com o governo que já andou sondando os cargos da Administração Regional de Sobradinho, que, outrora, fora reduto do agora independente deputado Raimundo Ribeiro (PPS).
Solidariedade e indignação
A repercussão da exoneração do jornalista Caio Barbieri ganhou proporções gigantescas nas redes sociais. Até os grupos que reúnem mulheres e tratam de amenidades notadamente comentaram a retaliação do governador Rodrigo Rollemberg ao ex-servidor, que trabalhou com Sergio Sampaio na Casa Civil e estava recentemente na pasta de Esporte e Turismo.
Todos amam Brasília
Em tempos de cavar agenda positiva, até a pintura do letreiro “Eu Amo Brasília” vira assunto no governo. A propósito, as letras instaladas na praça da Torre de TV ganharam enfeites olímpicos. A Secretaria de Esporte e Turismo avisa: os letreiros do Zoológico de Brasília e da Ermida Dom Bosco também serão “ornamentados” com o tema.
Ainda sobre o Uber
A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no DF organiza um debate sobre os serviço de transporte por aplicativos, amanhã à noite. Entre os convidados, estão o secretário adjunto do Trabalho do DF, Thiago Jarjour; Daniel Mangabeira, diretor do Uber; Roberto Pojo, subsecretário de Mobilidade do DF; o procurador Manoel Arruda; e os deputados distritais Israel Batista (PV) e Agaciel Maia (PR), que discutirão sobre o tema “Uber: limitação constitucional ou não?”.
Pequeno manual da enganação
No último áudio que a sindicalista Marli Rodrigues entregou ao Ministério Público, o vice-governador Renato Santana explica, em detalhes, como o PSD emplacou uma versão de história, sem nem sequer se pronunciar oficialmente a imprensa.
Em março deste ano, quando uma publicação no Diário Oficial do DF anunciou que a Subsecretaria de Parcerias Público-Privadas sairia da estrutura da Secretaria de Economia para a Fazenda, interlocutores do partido fizeram um teatro, ao dizerem que o partido foi pego de surpresa.
Oficialmente, o PSD não quis comentar a transferência, na época, mas, na gravação de quase três horas, Renato Santana conta que a versão da surpresa – e até esvaziamento do PSD – foi inventada para despistar jornalistas, já que não poderiam dizer o motivo correto pelo qual “perderam” o controle da estrutura.
O professor ideal
Servidor da Câmara Legislativa do DF desde 1993, José Willemann vai dar aula em um cursinho da capital para concurseiros que se preparam para o próximo processo seletivo da Casa. Não poderiam encontrar melhor professor de Regimento Interno. O consultor legislativo é quem mais sabe sobre o documento normativo por lá.
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot