• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

Pelo 2º dia, vigilantes terceirizados protestam contra demissões no DF

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Sindicato da categoria diz que 600 profissionais estão de aviso prévio.Em abril, GDF anunciou edital para contratação de 7,4 mil vigilantes

 Do G1 DF
Vigilantes em frente ao Palácio do Buriti durante protesto nesta quarta-feira (15) contra demissões de funcionários de empresas contratadas pelo GDF (Foto: Beatriz Pataro/G1)
Vigilantes em frente ao Palácio do Buriti durante protesto nesta quarta-feira (15) contra demissões de funcionários de empresas contratadas pelo GDF (Foto: Beatriz Pataro/G1)
Pelo segundo dia consecutivo, vigilantes fizeram uma manifestação em frente ao Palácio do Buriti para protesta contra a demissão de 600 vigilantes de empresas contratadas pelo governo do Distrito Federal. Segundo o sindicato da categoria, o GDF teria se comprometido a receber ainda nesta quarta-feira (15) representantes dos vigilantes para conversar sobre o problema. O GDF não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.
O vice-presidente do sindicato, Paulo Quadros, afirmou que a queda no número de vigilantes é um risco para  a segurança e o patrimônio públicos. "Além do desemprego gerado pelo GDF, o patrimônio público está ficando sem segurança. O Parque da Cidade, por exemplo, está tirando 70% dos vigilantes ", disse.
Vigilante há cinco anos pela empresa Brasfort, Irineu Furtado disse que não esperava perder o emprego. "Pegou todo mundo de surpresa. Até agora não deu em nada, mas fui e vou continuar indo às manifestações", disse.
Nesta terça-feira (14), Quadros havia dito que o número de demissões representa quase 10% do total do efetivo da categoria. Atualmente, as empresas que prestam serviço ao GDF têm 6,7 mil vigilantes contratados. O sindicato diz que a categoria atua com um déficit de 700 funcionários.
Os vigilantes dizem que a redução do número de terceirizados é causada pela decisão do GDF de reduzir gastos. Apesar disso, o GDF publicou no Diário Oficial, em abril, edital paracontratar 7.410 trabalhadores para fazerem a segurança patrimonial do Estado ao custo de R$ 555,7 milhões por ano. Os novos postos atenderiam a Secretaria de Planejamento e outros 64 órgãos do Executivo local.
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot