• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Sete em cada dez moradores do DF reprovam o governo Rollemberg

quinta-feira, 7 de abril de 2016


Em menos de um ano, desaprovação salta de 46% para 68,5%. Apenas 27,5% aprovam
Francisco Dutra
francisco.dutra@jornaldebrasilia.com.br
A desaprovação do governo Rollemberg subiu 22 pontos em um ano. Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, hoje, sete em cada dez moradores do Distrito Federal desaprovam a administração do socialista. Em maio do ano passado, cinco cidadãos em cada dezena não estavam satisfeitos com a atual gestão do Palácio do Buriti. 
Mais do que números concretos, o estudo deixa clara uma tendência de crescimento da reprovação popular do governador. A pesquisa de opinião pública colheu 1.281 depoimentos entre os dias 1 e 3 deste mês. O estudo apresenta um grau de confiança de 95%, tendo margem de erro de 3%, para cima ou para baixo. 
Chegaram a 68,5% os entrevistados responderam que desaprovam a administração de Rollemberg. A taxa de aprovação ficou em 27,5%, enquanto 4% das pessoas ouvidas não souberam ou preferiram não opinar.
Em maio de 2015, diante da mesma pergunta, 46,6% dos cidadãos consultados não aprovavam a gestão do PSB. Por outro lado, a aprovação do governo era muito mais confortável, chegando à 45,7% dos entrevistados. Já 7,7% dos depoentes não opinaram ou não sabiam responder.
Pior do que se esperava
A pesquisa também deixou evidente a frustração das expectativas que a população nutria em relação a Rollemberg. Conforme o estudo, 51,4% da população considera que o governo vai pior do que se esperava. Só 9,2% dos entrevistados dizem Buriti supera as promessas feitas na eleição e 36,3%  acham que as expectativas foram atendidas.
Procurada pela reportagem do Jornal de Brasília, a assessoria de comunicação do Palácio do Buriti se limitou a dizer que o governo Rollemberg não comenta pesquisa de opinião, independente do resultado ou do instituto responsável.
Avaliação mais positiva é de Roriz e Arruda
Dentro do atual cenário político e econômico do DF, o brasiliense considera que os ex-governadores Joaquim Roriz, José Roberto Arruda e Cristovam Buarque tiveram um desempenho  melhor do que Rollemberg, até o momento.
De acordo com o estudo, o ex-governador com a melhor avaliação é Roriz, tendo 32,7% dos entrevistados.  Arruda ocupa a segunda posição, com preferência de 25,7%. O governo de Cristovam Buarque é preferido para 18,6%. Rollemberg amarga a quarta posição, conquistando só 4,3% dos brasilienses.
Segundo a pesquisa, pela perspectiva da população, o maior  problema  DF é a  saúde pública, que não consegue oferecer serviços e atendimento de qualidade. Ao todo, 62,2% dos entrevistados afirmaram que este é o grande desafio brasiliense. Sendo indicada por 14,7% das pessoas, a falta de segurança pública é a segunda principal queixa popular.
O estudo mostrou que os esforços do GDF não estão indo de encontro à preocupação da população. De acordo a pesquisa, a principal ação da gestão Rollemberg é a regularização fundiária, na análise de  14,7% dos entrevistados. Por outro lado, a saúde é a 5ª prioridade do Buriti, conforme   6,1% dos depoimentos.
Para o cientista político da UDF Valdir Pucci, Rollemberg pode reverter o crescimento da desaprovação antes de  2018. Para tanto, o socialista precisa rapidamente acabar com a paralisia do governo. “A sociedade vê um governo parado, que não está fazendo o que foi prometido nas eleições”, resumiu.
Saiba mais
Os pesquisadores pediram aos entrevistados  darem  uma nota de zero adez para sete áreas do GDF.  Rollemberg não conseguiu nota superior a 5 em nenhuma.
Educação teve  3,9; transportes 3,7; ação social 3,5; manutenção de ruas e calçadas 3,5; austeridade 3,4; segurança pública 3,3; e saúde,  1,8.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot