• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Do Alto da Torre Redação JBr (19/04)

terça-feira, 19 de abril de 2016
Sossego olímpico 
Alívio. Essa palavra definiu o espírito do GDF ao saber que o Senado Federal não pretende deliberar sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff na semana de 3 de maio, data em que a tocha olímpica chegará ao DF. A Casa deverá analisar o caso a partir de meados do mês que vem.   

Palanque não
O governo pensava que a pimenta política poderia tirar o sabor do momento olímpico, transformando a festa popular em um palanque de movimentos contra e a favor do afastamento da presidente. A Secretaria de Esporte e Turismo e a pasta de Segurança Pública e Paz Social pretendem fechar a Esplanada dos Ministérios e fazer a celebração nos arredores do Museu da República.   

Bate e volta
Viaja a Cuiabá hoje o governador Rodrigo Rollemberg para reunião do Fórum de Governadores do Brasil Central. Antes da reunião, marcada para começar às 15h30, ele já agendou entrevista coletiva na capital mato-grossense.

Perspectivas? A partir do 2º semestre  
O deputado distrital Wellington Luiz (PMDB/foto) considera que as costuras para formação de chapas majoritárias e proporcionais para 2018 começarão a se consolidar a partir do 2º semestre deste ano. “Somente aí a situação política do Brasil estará consolidada. Aí vamos começar a ter certeza com quem, com o que e de que forma vamos trabalhar”, afirmou o parlamentar. Nas inserções políticas na TV, o PMDB vem fazendo duras críticas ao governo Rollemberg. E sobre o passado, passou a enaltecer a parceria com Joaquim Roriz.
Tá esquentando 
A presidente da Câmara Legislativa, deputada distrital Celina Leão (PPS), está cada vez mais perto de conseguir o controle da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab). Nos últimos dias, as articulações para a conquista do espaço foram intensas. No entanto, o núcleo do governo espera que a parlamentar abra mão de alguns espaços antes de conseguir a gestão do órgão.

União, lealdade, trabalho, foco...
Rusgas entre PSD e PSB já são notórias nos corredores do Palácio do Buriti. E são materializadas em falas aqui e ali. Presidente do PSD no DF, o deputado federal Rogério Rosso reitera que o partido faz parte do governo desde a aliança original que resultou na eleição do governador Rodrigo Rollemberg em 2014. E é diplomático ao tratar das divergências entre as siglas: “Mesmo eventualmente discordando de aspectos da gestão, entendo que a boa política se faz com união, lealdade, trabalho e foco nas questões e prioridades que contribuam para a melhoria da vida da população, no desenvolvimento das cidades do DF e na melhor eficiência das ações governamentais em prol do cidadão”.

Mea culpa
Foi do ex-secretário da Casa Civil Hélio Doyle a ideia de levar o PSD para a coligação, segundo ele mesmo. No Twitter, ao alfinetar o vice-governador Renato Santana e o próprio Rogério Rosso, Doyle reconheceu: “Assumo a culpa de ter levado o PSD à coligação e me submetido à imposição do vice despreparado pelo inconfiável Rosso”. Anote-se que HD é filiado ao partido do ministro Gilberto Kassab.

Um abraço, querida!
Um grupo de mulheres petistas organiza um "abraço feminino" no Palácio do Planalto, hoje, às 19h. As participantes levarão também um botão de flor para ofertar simbolicamente à presidente Dilma Rousseff. Apelidado de "abraçaço da democracia", o evento é tratado pelos organizadores como "gesto de apoio e carinho para uma mulher guerreira e valente que teve que ouvir seu torturador ser celebrado diante de todo o País." 

Bate-rebate
Em audiência pública, ontem à tarde, na Câmara Legislativa, pessoas com deficiência reclamaram do atendimento nos programas habitacionais do Governo do Distrito Federal. As principais queixas estão relacionadas ao tempo de espera por unidade habitacional e a falta de acessibilidade na Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab-DF). Os surdos-mudos  reclamaram da ausência de intérpretes de Libras no órgão. O presidente da Codhab, Gilson Paranhos, rebateu a crítica e informou que a companhia dispõe de três servidores  habilitados para prestar esse tipo de serviço. 

Libras na Câmara
Diante das manifestações do líder do governo na Câmara e mediador do evento, deputado Julio Cesar (PRB), e do distrital Robério Negreiros (Sem partido), de que a Casa deveria ter um intérprete da linguagem utilizada por surdos e mudos, a chefe do Legislativo local, deputada Celina Leão (PPS), garantiu que logo haverá um profissional de Libras nas sessões. 

Cota definida
Paranhos informou aos participantes do evento que, finalmente, a Codhab definiu o percentual de empreendimentos imobiliários destinados a pessoas com deficiência. Argumentou que a junção de três leis (3.877/06, 796/2008 e 5.160/2013) reservava de 5% a 10% das moradias a pessoas idosas, com deficiência ou outras vulnerabilidades, mas não estabelecia a porcentagem específica voltada aos beneficiários com deficiência. Depois de consultar o Ministério Público, ficou decidido que 8% desses empreendimentos seriam destinados exclusivamente às pessoas com alguma deficiência.
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot