• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

CBF divulga datas e horários da segunda fase da Copa do Brasil

sábado, 30 de abril de 2016



A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, nesta sexta-feira, a tabela detalhada dos jogos da segunda fase da Copa do Brasil. Os confrontos terão início já na próxima terça-feira, 03 de maio, e se encerram somente no dia 06 de julho, uma quarta-feira.
Principal representante do futebol paulista na competição, o Santos faz sua estreia na segunda fase no dia dia 11 de maio, uma quarta-feira, enfrentando o Galvez-AC, fora de casa, ainda sem local definido. O duelo de volta está marcado para a semana seguinte, no dia 18, na Vila Belmiro. Nesta etapa da competição, uma vitória como visitante por dois gols ou mais de diferença no jogo de ida ainda garantem classificação automática para a fase seguinte.
Representantes do futebol carioca, Fluminense e Flamengo fazer suas estreias diante de Ferroviária e Fortaleza, respectivamente, na próxima quarta-feira. No entanto, os jogos de volta são em datas diferentes. Enquanto o Tricolor entra em campo no dia 12 de maio, uma quinta-feira, o Rubro-Negro decide seu destino no dia 18 de maio, uma quarta-feira.
Fechando as equipes de maior expressão do futebol do Rio, o Vasco faz sua estreia diante do CRB no dia 11 de maio, uma quarta-feira. O jogo de volta está marcado para a semana seguinte, no dia 18. Já o Botafogo inicia seu duelo da segunda fase diante da Juazeirense no dia 12 de maio, uma quinta-feira, e decide sua vaga no dia 19.
Apesar do início da segunda fase na próxima semana, quatro duelos da fase inicial ainda não tiveram seus classificados definidos.
Confira os jogos da Segunda Fase da Copa do Brasil:
Terça-feira, 03/05
21h30 Bragantino-SP x Avaí-SC, no Nabi Abi Chedid
Quarta-feira, 04/05
19h30 Ferroviária-SP x Fluminense-RJ, na Fonte Luminosa
21h45 Fortaleza-CE x Flamengo-RJ, na Arena Castelão
Quinta-feira, 05/05
21h30 Genus-RO x Ponte Preta-SP, em local a definir
Terça-feira, 10/05
21h30 Londrina-PR x Cruzeiro-MG ou Campinense-PB, em local a definir*
21h30 Avaí-SC x Bragantino-SP, na Ressacada
Quarta-feira, 11/05 
19h30 Sampaio Corrêa-MA x Figueirense-SC, no Castelão
19h30 Paraná-PR x Chapecoense-SC, na Vila Capanema
19h30 Galvez-AC x Santos-SP, em Rio Branco-AC
19h30 Juventude-RS x Coritiba-PR, no Alfredo Jaconi
19h30 Joinville-SC ou Comercial-MS x Ceará-CE, em local a definir
20h30 Ypiranga-RS x Aparecidense-GO, em Erechim-RS
20h30 River-PI x Botafogo-PB, em Teresina
21h30 Dom Bosco-MT x Atlético-PR, em local a definir
21h45 CRB-AL x Vasco-RJ, no Rei Pelé
21h45 Vitória da Conquista-BA x Santa Cruz-PE, em Vitória da Conquista
21h45 América-MG x Bahia-BA, no Independência
Quinta-feira, 12/05
19h15 Portuguesa-SP x Vitória-BA, no Canindé
19h15 Juazeirense-BA x Botafogo-RJ, em Juazeiro-BA
21h30 Fluminense-RJ x Ferroviária-SP, em local a definir
21h30 Ponte Preta-SP x Genus-RO, no Moisés Lucarelli
Terça-feira, 17/05
19h15 Ceará-CE x Joinville-SC ou Comercial-MS, no Castelão
19h15 Operário-PR x Paysandu-PA ou Independente-PA, em local a definir*
21h30 Cruzeiro-MG ou Campinense-PB x Londrina-PR, em local a definir*
21h30 Atlético-PR x Dom Bosco-MT, na Arena da Baixada
Quarta-feira, 18/05
19h30 Santos-SP x Galvez-AC, na Vila Belmiro
19h30 Chapecoense-SC x Paraná-PR, na Arena Condá
19h30 Figueirense-SC x Sampaio Corrêa-MA, no Orlando Scarpelli
20h30 Botafogo-PB x River-PI, no Almeidão
21h45 Vasco-RJ x CRB-AL, em São Januário
21h45 Santa Cruz-PE x Vitória da Conquista-BA, no Arruda
21h45 Flamengo-RJ x Fortaleza-CE, em local a definir
21h45 Bahia-BA x América-MG, na Fonte Nova
Quinta-feira, 19/05
19h15 Vitória-BA x Portuguesa-SP, no Barradão
21h30 Coritiba-PR x Juventude-RS, no Couto Pereira
21h30 Aparecidense-GO x Ypiranga-RS, em Aparecida de Goiânia
21h30 Botafogo-SP x Juazeirense-BA, em local a definir
Quarta-feira, 25/05
19h30 América-RN ou Gama-DF x ABC-RN, em local a definir
Quarta-feira, 01/06
20h30 ABC-RN x América-RN ou Gama-DF, no Frasqueirão
Quarta-feira, 06/07
20h30 Operário-PR x Paysandu-PA ou Independente-PA, em local a definir*
* Ordem dos mandos de campo ainda não foi definida
Fonte: Gazeta Esportiva
Leia Mais....

ONS e OFFs Celson Bianchi (29/04)

Insatisfação

A notícia de que a secretária de Segurança do DF, Márcia de Alencar, dispõe de um policial militar e de uma viatura para escoltar seus filhos no trajeto de ida e volta à escola não repercutiu bem no plenário da Câmara Legislativa do DF. Aproveitando a aprovação do relatório da CPI dos transportes, que apontou graves irregularidades na licitação e no contrato, e ainda os descalabros e privilégios na Secretaria de Segurança, a “Leoa” rugiu alto contra o governo. 

Reprodução da Internet

Insatisfação 2

“Usar bem público para fins privados é muito grave. Se houvesse alguma ameaça a seus filhos, a escolta seria justificada, mas do contrário, é inaceitável. Ela, como gestora pública, precisa dar exemplo. Esse fato tem que ser esclarecido, até porque a secretária enfrenta dificuldade para ser aceita pelas forças de segurança, que têm demonstrado resistência a um nome de fora das corporações policiais”, criticou a presidente da Câmara Legislativa Celina Leão (PPS). A novela não acabou e cenas explosivas dos próximos capítulos ainda virão. Haja Lexotan.

Insatisfação 3

O distrital Wellington Luiz (PMDB) condenou o uso de escolta policial para a família da secretária de Segurança Pública do DF, Márcia de Alencar. “A má utilização de equipamentos públicos é sempre reprovável. Mas esse fato chama a atenção para um ponto importante: parece que a própria secretária de Segurança não confia na segurança comandada por ela. Ora, se ela acha que a família dela precisa de um esquema especial de segurança, imaginem o sofrimento do resto da população”, comparou.

Insatisfação 4

O deputado Rafael Prudente (PMDB) chegou a apresentar um requerimento de convocação à secretária Márcia de Alencar para dar explicações à Câmara Legislativa sobre o ocorrido, mas a proposta foi rejeitada pelos distritais presentes em plenário. O líder do governo na Casa, deputado Júlio César (PRB), porém, garantiu que a secretária virá espontaneamente ao Poder Legislativo para apresentar suas justificativas no dia 5 de maio.

Três perguntas para... Jarbas Barbosa (diretor-presidente da Anvisa)

Reprodução da Internet

Celson Bianchi - A decisão do Planalto de sancionar a Lei da Fosfoetanolamina foi correta?

Jarbas: A Anvisa reitera sua profunda preocupação em relação à Lei nº 13.269, que libera a produção e comercialização da substância Fosfoetanolamina, mesmo sem esse produto ter realizado os estudos clínicos capazes de comprovar sua eficácia e segurança e de não ter sido registrado na Agência, como todos os medicamentos em uso no país precisam ser. Essa exceção, concedida pela Lei nº 13.269, abre perigoso precedente porque afronta o sistema regulatório em vigor, que foi estabelecido pelo próprio Congresso Nacional, e pode trazer riscos sanitários importantes para nossa população.

CB - Por que tanta polêmica em torno do tema?

A Lei nº 13.269, em posição singular no cenário internacional, transforma em “medicamento” autorizado uma substância que não realizou quaisquer dos estudos necessários. Pior ainda: colocada no mercado por força dessa Lei, a substância Fosfoetanolamina poderá estar completamente fora das ações de controle sanitário. É importante ressaltar que liberar medicamentos que não passaram pelos devidos critérios técnicos significa colocar em risco a saúde da população. A Anvisa analisará todas as medidas possíveis de serem adotadas para eliminar ou reduzir os riscos à saúde da população produzidos pela Lei nº 13.269.

CB - Existem outras “substâncias milagrosas” na mira da Anvisa?

Sobre uma nova “substância milagrosa”, a Anvisa não foi procurada por nenhum produtor com este propósito. Vale destacar que qualquer novo medicamento só terá seu registro se atender às exigências vigentes no Brasil, através de pesquisas e ensaios clínicos, que são similares às que existem em todos os países desenvolvidos e visam garantir que o produto tenha sua qualidade, segurança e eficácia comprovadas, protegendo a saúde da população.

De volta a TV 

A partir de maio recomeçam as gravações do programa Ricardo Noronha Show. No formato de revista eletrônica, a atração vai percorrer o DF e o Entorno para registrar os principais acontecimentos, incluindo assuntos comunitários em estado de emergência. 

Reprodução da Internet

Tiro no pé 

 A vice-presidente do PC do B e ex-secretária da Mulher, Olgamir Amâncio, teve as contas de campanha de 2014 para deputada distrital reprovadas pelo TRE-DF. Coincidentemente, nesta semana, ela apareceu na propaganda eleitoral cobrando transparência e novas atitudes na política. No PC do B do DF a lógica é: “Faça o que eu falo e não o que eu faço!”.

Mais segurança

Deputado Agaciel Maia, presidente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças apresentou projeto de lei que dispõe sobre a obrigação de estabelecimentos públicos e privados a alertar motoristas a não deixarem crianças trancadas dentro de veículos estacionados. O projeto estabelece normas preventivas para evitar o abandono involuntário de menores no interior de veículos.  Segundo o  projeto de lei, os estacionamentos deverão notificar os pais e responsáveis com avisos sonoros ou texto impresso no ticket. O projeto de lei prevê ainda que os estabelecimentos deverão publicar cartazes em locais visíveis. Em caso de descumprimento, os locais poderão ser penalizados com multas.

Reflexão do dia

“O campo precisa de paz e seriedade. A agropecuária produz mais de 50% do PIB deste país e passou de hora do setor ser tratado com o devido respeito e prestígio que merece”. Pedro Passos - 
Ex-deputado distrital.

Reprodução da Internet
Leia Mais....

Presidente da Novacap pede exoneração

FOTO: DÊNIO SIMÕES/AGÊNCIA BRASÍLIA
O governo de Brasília anunciou, na noite dessa sexta-feira (29), que o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Hermes de Paula (na foto, o segundo da esquerda para a direita), pediu exoneração do cargo na tarde de ontem por motivos pessoais, segundo nota do GDF.

O diretor-administrativo da Novacap, Júlio Menegotto, assumirá interinamente a presidência da companhia. Menegotto é servidor de carreira da Novacap.
Da redação do Alô
Leia Mais....

Polícia Militar prende homem foragido da Justiça no Gama

quinta-feira, 28 de abril de 2016


A Polícia Militar prendeu na tarde desta quinta (28) um homem que se encontrava foragido da Justiça desde agosto de 2015. A ação foi realizada por volta das 17h, na Quadra 9 do Gama, quando agentes militares suspeitaram de um casal em um carro conversando com outra pessoa, que estava em uma bicicleta.
De acordo com a PM, os suspeitos tentaram fugir após perceber a aproximação da viatura. No carro, foi encontrado uma pistola .40, com 12 munições intactas. O homem assumiu o porte da arma, que é de uso exclusivo da polícia. Pouco depois, a polícia descobriu que o homem estava foragido da Justiça pelo crime de homicídio. 
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Do Alto da Torre Redação JBr (28/04)

Tudo muito limpo 
Nada como um governo precavido. A Secretaria de Educação acaba de fazer contrato emergencial – exatos R$ 17.927.116,02 – para a prestação de serviços de limpeza, asseio, conservação e higienização. Ficou com a empresa Juiz de Fora Serviços Gerais. Contrato emergencial só se justifica se um serviço essencial for interrompido. E como as autoridades não sabiam que escolas e demais unidades de ensino precisam estar limpas e asseadas, e não havendo tempo de fazer um processo de licitação normal, a secretaria usou da emergência para fechar contrato de quase R$ 18 milhões, válido por seis meses – ou seja, a empresa vai faturar R$ 3 milhões mensais.  O que ninguém vai conseguir explicar é a necessidade daqueles dois centavos do final. 

Mais limpeza 
Mas não é só. A Juiz de Fora está dentro de mais dois contratos emergenciais da Secretaria de Educação. Um no valor de R$ 14.790.643,56 e outro de R$ 16.194.136,38. Ou seja: sem licitação, uma emergência, a empresa vai faturar R$ 48.821.895,96.

Ainda não deu
Gorou a primeira tentativa de garantir a reeleição para a presidência da Câmara Legislativa. A presidente Celina Leão achou melhor não arriscar, no que fez muito bem porque havia pelo menos 10 votos contrários no plenário. Há poucos deputados querendo botar tanta azeitona na empadinha da presidente, tantos meses antes do fim da atual legislatura.

De olho
Uma curiosidade da sessão: o presidente do PMDB, Tadeu Filippelli, que está dando expediente no Palácio do Jaburu com a turma de Michel Temer, acompanhou todos os movimentos na Câmara Legislativa. Ligou várias vezes para a presidente do PTB, Liliane Roriz, para medir a pressão no plenário.

Fona 
O governador Rodrigo Rollemberg tem tido conversas frequentes com o jornalista Paulo Fona, ex-assessor de imprensa do ex-governador Joaquim Roriz. Além da experiência com comunicação, Fona é reconhecido pelas capacidades de articulação e leitura política.

Entre santos e beatos 
Durante seus votos na reunião final da CPI dos Transportes, os deputados Ricardo Vale (PT) e Rafael Prudente (PMDB) declararam não ter visto atos duvidosos por parte do advogado Sacha Reck, apontado como um dos pivôs das supostas irregularidades na licitação de ônibus. O jurista teria prestado consultoria para o GDF, tendo laços com empresas que participaram do certame. Diante dessas falas, Raimundo Ribeiro (PPS) e Bispo Renato (PR) não deixaram o momento passar em branco e sugeriram que os colegas estariam tentando “canonizar” o advogado.  

Livros no lixo 
“Me perdoem. Sou advogado há mais de 30 anos. Se não há um conflito de interesse na atuação de Sacha Reck então temos que jogar fora todos os livros de direito. Essa tentativa de canonização do advogado não tem como prosperar. Falece logo na primeira análise”, alfinetou Ribeiro. Vale e Prudente revidaram, declarando que não estariam defendendo ninguém. Raimundo e Bispo Renato colocaram panos quentes, interrompendo a troca de farpas. Em tempo: em todos os depoimentos prestados à CPI, Sacha se declarou inocente e defendeu a licitação.  

Destinos 
O relatório final da CPI também será enviado para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Paraná e para o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Segundo Raimundo Ribeiro, a instituição precisa ter conhecimento das empresas envolvidas neste caso.

É o amor 
Alguém no Banco de Brasília deve ser muito fã de música sertaneja. Só isso explicaria o fato do banco oficial do GDF investir R$ 90 mil, como patrocinador do show da dupla Zezé di Camargo e Luciano, conforme contrato assinado no último dia 19.

Sentindo o pulso 
A concessão do Centro Internacional de Convenções Ulysses Guimarães à iniciativa privada vai começar a ser debatida às 10 horas do próximo dia 5 de maio, em audiência pública. Os empresários interessados neste e em outros próprios do GDF já estão com as antenas ligadas para acompanhar os primeiros passos das Parcerias Público Privadas (PPPs) prometidas pelo GDF e os inevitáveis protestos. Querem sentir o pulso do governo para decidirem se vale a pena investir.

Mais dois personagens para a CPI da Saúde  
Além do deputado Cristiano Araújo (PSD), a CPI da Saúde também deverá ter os nomes de Wellington Luiz (PMDB) e, para surpresa geral da nação, Lira (PHS) - o autor do requerimento da comissão, que hesitou em levar os trabalhos à frente por razões, até o momento, confusas. Mas é tudo passado. Lira pediu o voto de confiança dos colegas e chegou a pleitear a presidência da comissão. Os distritais concordaram com a participação dele, afinal  é o pai da criança. Mas ficar com a presidência é um tanto improvável, diante da instabilidade do parlamentar na questão.           
Pedofilia na mira  
Martelo batido. Se a Câmara for levar uma CPI paralela à da Saúde, será para investigar a pedofilia. O requerimento é do deputado Rodrigo Delmasso (PTN).

Gestão na pauta
A expectativa é grande para a apresentação do Relatório de Gestão 2015 da Secretaria de Fazenda, hoje, às 10 horas, na Câmara Legislativa. “Gestão de quê?”, perguntam os oposicionistas.

Desafinando
Os deputados, aliás, poderiam  aproveitar a ocasião para perguntar por que o GDF cancelou os recursos orçamentários destinados à compra de instrumentos musicais para a Escola de Música, conforme está publicado no Diário Oficial. O dinheiro - R$ 1,6 milhão - foi realocado para a reforma de escolas de Ensino Fundamental, o que mostra, no mínimo, falta de planejamento.
Leia Mais....

Possibilidade de novas eleições 'não é ideia séria', avalia Gilmar Mendes



O ministro Gilmar Mendes, presidente eleito do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rechaçou na quarta-feira, 27, em evento para celebrar a adesão do Brasil ao Instituto para a Democracia e Assistência Eleitoral, a possibilidade de convocação de eleições gerais antes de 2018. A estratégia é defendida pelo PT e por integrantes do governo da presidente Dilma Rousseff caso o Congresso aprove o impeachment contra a petista.
Para o ministro, a proposta é inviável porque nem a presidente tem apoio para aprovar a medida no Congresso nem o tribunal dispõe de tempo hábil para cumprir os prazos eleitorais. "Essa não é uma ideia séria. Do ponto de vista jurídico, há uma série de etapas que precisam ser cumpridas. Do ponto de vista procedimental, seria praticamente impossível conseguir colocá-la em prática diante das dificuldades que é se fazer uma eleição no Brasil. Do ponto de vista político, seria praticamente impossível", argumentou.
Para o ministro, seria necessário convencer não só o Congresso, mas todos os governadores e deputados estaduais e distritais - no caso do Distrito Federal - a abrir mão de seus cargos, uma manobra que, para ele, é inviável. "Uma presidente que não conseguiu apoio de 172 deputados não vai conseguir aprovar uma medida como essa", afirmou, sobre a votação do impeachment na Câmara.
Outros dois ministros do TSE, em conversas reservadas, também disseram não ver condição para que novas eleições sejam convocadas nem neste nem no próximo ano. Segundo eles, além de a corte eleitoral estar sobrecarregada com eleições municipais do próximo mês de outubro, seria impossível cumprir, para um novo pleito, a demanda de urnas eleitorais com voto impresso e outras questões práticas, como o prazo para que os eleitores conheçam os novos candidatos.
Reforma
O ministro Dias Toffoli, presidente do TSE que deixará o cargo em 12 de maio, afirmou que, concluído o impeachment, é preciso pensar em uma reforma política que atenda às demandas do País. "O Brasil tem, após a solução que seja dada nesse processo, é que repensar o sistema político e eleitoral de uma maneira definitiva."
Com cada vez menos chance de saírem vitoriosos no Senado, PT e governo avaliam enviar ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para encurtar o mandato da presidente em dois anos e, assim convocar novas eleições gerais.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Fonte: Estadao Conteudo
Leia Mais....

Réu é executado com mais de 30 tiros ao estacionar carro no fórum de Santa Maria


Policiais militares ainda chegaram a trocar tiros com os suspeitos, no entanto, eles conseguiram fugir
Douver Barros
douver.barros@jornaldebrasilia.com.br 

Um homem foi alvejado com mais de 30 disparos de arma de fogo no momento em que estacionava seu carro no Fórum Desembargador José Dilermando Meireles, na QR 211, em Santa Maria. Segundo a Polícia Militar, Rafael Otaviano de 35 anos era réu, tinha diversas passagens e seria julgado na manhã desta quinta (28).
Ainda de acordo com os militares, os disparos partiram de dois homens que chegaram ao local a bordo de um Voyage. Policiais militares ainda chegaram a trocar tiros com os suspeitos, no entanto, eles conseguiram fugir. Rafael, que era considerado um homem de alta periculosidade, morreu ainda no local do crime. 
"Supomos que os desafetos sabiam que a vítima estaria desarmada e por isso aproveitaram o momento, já que não é possível entrar com armamento no fórum", informou o porta-voz da Polícia Militar, capitão Michello Bueno. 
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Morre o pastor Jorge Neves da Mata fundador da Igreja do Monte

quarta-feira, 27 de abril de 2016




A inspiração do nome Igreja do Monte veio das constantes reuniões de orações e louvores a Deus pelo Pastor Jorge Neves da Mata e um grupo de irmãos no chamado “Monte da Guariroba”, situado próximo à Academia de Polícia Civil, à altura da QNM 09 de Ceilândia Sul-DF.
 
A primeira reunião ministerial dirigida pelo seu fundador, Pastor Jorge Neves da Mata, foi realizada em 21 de abril de 1989, data marcante, onde foi traçado o futuro da Igreja do Monte e a oficialização da fundação do Ministério.
 
O primeiro culto do Ministério foi realizado em 03 de setembro de 1989 na QNP 10 do setor P Sul, Ceilândia-DF. Em 05 de novembro do mesmo ano, a Igreja do Monte foi estabelecida à QNM 36 Conjunto “I” Lote 39, Setor “M” Norte - Taguatinga-DF.
 
Hoje o Ministério possui 31 Congregações: no Distrito Federal, Bahia, Goiás, Maranhão, Tocantins e Rio de Janeiro. Embora o crescimento seja visível, o Pastor Jorge juntamente com uma equipe de obreiros, preserva a tradição das reuniões às terças-feiras no “Monte da Guariroba” e ao término fazem intercessões pelos irmãos presentes, exercendo o ministério profético que é o traço marcante do Ministério.
Leia Mais....

Usuários reclamam do número de acessos do Passe Livre Estudantil



Quantidade de viagens é aquém da necessidade, dizem alunos
Manuela Rolim
manuela.rolim@jornaldebrasilia.com.br
As queixas sobre o número de acessos do Passe Livre Estudantil parecem ser unânimes entre os usuários. Com limite de 54 viagens por mês, muitos alunos têm de tirar dinheiro do próprio bolso para pagar as passagens. Segundo eles, o valor é insuficiente e incompatível com a quantidade diária de ônibus que alguns precisam pegar.
E os problemas não param por aí. Desde o começo do semestre,   as pessoas que   precisam do benefício enfrentam dificuldades para atualizar o cadastro no site do Transporte Urbano do DF (DFTrans). Ainda assim, o órgão informou que foram registrados 227.171 cadastros e que o balanço das renovações só será possível no fim do processo. 
Em relação à disponibilidade dos cartões, o DFTrans afirmou que   foram tomadas providências. "Foram concedidos mais 16 acessos aos estudantes que necessitam de mais de 54 passagens mensais. Os acessos adicionais valem até  30 de abril, uma vez que o cartão será recarregado no dia 1º de maio", concluiu o órgão, por meio da assessoria.
Na Rodoviária do Plano Piloto, o estudante do curso de Administração da Universidade de Brasília Gabriel Benjamin da Silva, 23 anos, estava prestes a embarcar no ônibus quando descobriu que teria de desembolsar o valor da passagem, pela primeira vez no mês, para pagar a viagem. Morador do Recanto das Emas, ele precisa pegar cinco ônibus por dia para chegar à faculdade e ao trabalho.
"Estou indignado com a falta de informação. Diminuíram o número de acessos do meu cartão de 88 para 54 sem nenhum aviso prévio. Muita gente está na mesma situação. É um gasto que não estava no meu orçamento. Serão quase R$ 15 por dia”, lamentou.
Para a estudante de Serviço Social da UnB Aline Veruza, 21 anos, o prejuízo é ainda maior. "Eu não consegui me cadastrar no site. Estou aguardando a confirmação até hoje. Enquanto isso,   gasto R$ 14 por dia. Fui até o DFTrans, mas nada foi resolvido", concluiu.
Nas redes sociais, um grupo insatisfeito com a situação   agendou um protesto para a próxima quinta-feira na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto, às 14h.
Versão oficial
O DFTrans ressaltou que o aumento de acessos  vale também para   estudantes que ainda não receberam a confirmação da concessão do benefício no atual   cadastro, mas que já possuíam o passe   e usavam mais de 54 passagens. Para isso, os usuários precisam entrar no site do órgão, clicar em "solicitação de acessos" e enviar a documentação.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Condutor é preso ao abandonar carro roubado em matagal, no Gama



Um homem foi preso enquanto conduzia um carro roubado, por volta da 0h desta quarta (27), na DF-290. Ele tentou fugir ao ignorar a ordem de parada da Polícia Militar.
O homem ainda avançou alguns metros após a determinação de parada, mas foi detido no momento em que abandonou o carro em um matagal e tentou fugir a pé.
O carro, que havia sido roubado em Samambaia, foi encaminhado para a 20ª Delegacia de Polícia, no Gama, junto com o suspeito. 
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Em vídeo no Facebook, Sonia Chaves anuncia pré-candidatura à prefeitura de Novo Gama

Professora tentará o terceiro mandato como prefeita do município.


A ex-deputada estadual Sonia Chaves divulgou no Facebook, vídeo em que anuncia sua pré-candidatura à prefeitura de Novo Gama nas Eleições 2016. O anúncio foi feito em entrevista a um programa de TV.
Sonia Chaves é figurinha repetida no cenário político de Novo Gama. Foi vereadora e prefeita por dois mandatos no município. Com apoio da população novo gamense, foi eleita deputada estadual por Goiás.

Mas o histórico político de Sonia não é apenas de vitórias. Ela vem de duas derrotas seguidas nas urnas, uma para prefeita e outra para deputada. Opositores acreditam que ela não possa se candidatar, já que foi acionada pelo MPGO (Ministério Público de Goiás) e pelo MPF (Ministério Público Federal).                                                                                                 Fonte:1news.net/noticias
Leia Mais....

Diretoria convocará assembleia assim que receber proposta de reajuste



a
Durante assembleia realizada no MPOG, em 2015, categoria rejeitou proposta apresentada (Foto: Paulo Cabral/Arquivo Sinpol-DF)
Da Comunicação Sinpol-DF
A diretoria do Sinpol-DF continua mobilizada para que o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) ofereça aos policiais civis do Distrito Federal a mesma proposta de reajuste apresentada à Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenaprf) e à Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef).
Recentemente, foi oferecido às duas federações um reajuste salarial que totaliza 27,98% – valor, inclusive, já rejeitado por ambas. Desde então, no entanto, o Sinpol-DF ainda não obteve nova agenda com o MPOG e, por isso, não recebeu oficialmente a mesma proposta.
No dia 19 de abril, junto à Fenapef e à Fenaprf, o Sinpol-DF enviou um ofício ao MPOG e à Casa Civil da Presidência da República solicitando uma reunião para tratar das negociações salariais. O documento observa que essas são as últimas carreiras típicas de Estado que ainda não foram contempladas. Veja aqui.
Segundo o presidente do Sinpol-DF, Rodrigo Franco “Gaúcho”, a expectativa é de que o encontro aconteça ainda nas próximas semanas. “Assim que a reunião for realizada iremos convocar uma assembleia para que a categoria avalie o valor oferecido, seja ele os 27,98% já apresentado aos policiais federais ou, em função das negociações, um reajuste superior a esse”, informa.
O sindicato assegura, portanto, que a diretoria não rejeita qualquer reajuste que lhe seja proposto sem consultar a categoria. Quando houver proposta, ela será submetida à aprovação dos policiais civis em assembleia – assim como aconteceu no ano passado: no dia 25 de agosto, o Sinpol-DF convocou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para apresentar a proposta que, à época, havia sido apresentada às demais carreiras do funcionalismo federal: 21,3% em quatro anos.
Na oportunidade, os policiais civis, por unanimidade, acompanharam o posicionamento dos policiais federais e recusaram a proposta. Na mesma assembleia, a categoria decidiu entrar em uma greve que durou 20 dias.
Confira aqui a ata da AGE.
LOGO-DO-SINPOL-e1449872500638
JUNTOS SOMOS FORTES!O Sinpol-DF também está no WhatsApp. Adicione: (61) 99 197 197! Saiba mais.
Leia Mais....

Limite a internet em banda larga será tema de audiência conjunta de três comissões

A possível limitação do consumo da internet em banda larga fixa será tema de debate no Senado. As comissões de Serviços de Infraestrutura (CI); de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA); e de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) promoverão audiência pública a fim de discutir as providências que devem ser tomadas para evitar problemas apontados pelos consumidores. A CI aprovou requerimento para a realização da audiência nesta quarta-feira (20).
Serão convidados Eduardo Moreira, presidente da Sinditelebrasil, que representa as empresas de telefonia, além de representantes da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), do Ministério das Comunicações e de órgãos de defesa do consumidor, como o Procon de Goiás e o Proteste.
Algumas operadoras anunciaram que passarão, a partir de 2017, a cortar o acesso dos usuários que atingirem o limite de sua franquia de dados, e oferecerão pacotes com franquias diferenciadas. Segundo as operadoras, isso permitirá que cada usuário pague pelo serviço conforme seu uso, o que poderia beneficiar aqueles que consomem menos dados. Entretanto, aqueles que consomem mais dados terão que pagar mais por isso. Isso afeta principalmente os internautas que são usuários de serviços de vídeo, como Youtube e Netflix.
— Tal medida gerou grande polêmica nas redes sociais, dando origem, inclusive, a um baixo assinado com mais de um milhão e meio de assinaturas, com o objetivo de impedir a aplicação dessa nova regra — disse o presidente da CI, senador Garibaldi Alves (PMDB-RN), co-autor do requerimento juntamente com o senador Wilder Morais (PP-GO).
Na segunda-feira, a Anatel proibiu as empresas de reduzirem, cortarem ou cobrarem tarifas excedentes de consumidores que esgotarem franquias. Entretanto, tais medidas poderão ser aplicadas em breve, desde que as empresas criem ferramentas para os assinantes receberem informações adequadas sobre o uso de dados.
Wilder Morais diz que é importante que o Congresso Nacional avalie o impacto dessas ações comerciais no que se refere tanto ao direito do consumidor quanto ao preço e à qualidade dos serviços prestados. Ele observa ainda que empresas de telecomunicações são as campeãs de reclamações nos órgãos de defesa do consumidor.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Leia Mais....

Comissão do impeachment deve votar relatório no dia 6 de maio



Durante a reunião, o
s integrantes aprovaram o calendário apresentado por Anastasia, que prevê a apresentação do relatório no dia 4 de maio e a votação do texto em 6 de maio. Nesta quinta-feira (28), será ouvida a acusação. Na sexta-feira (29), ouve-se a defesa da presidente.A comissão especial que vai analisar a admissibilidade do processo de impeachment contra a presidente da República, Dilma Rousseff, foi instalada nesta terça-feira (26) no Senado. Osenador Raimundo Lira (PMDB-PB), indicado pelo PMDB, foi eleito por aclamação presidente da Comissão Especial do Impeachment e 
Antonio Anastasia (PSDB-MG) foi eleito relator.
Em discurso de posse, Raimundo Lira agradeceu a confiança dos demais senadores e pediu a todos tranquilidade ao longo do trabalho na comissão.
Após ser eleito por 16 votos contra 5, Anastasia prometeu serenidade e responsabilidade. O parlamentar também assegurou atuar de modo democrático e negou ter sido secretário-executivo de Miguel Reale Júnior, um dos autores da iniciativa de impeachment.
— Será um trabalho de grave responsabilidade e de muito equilíbrio para que possamos concluir nos prazos devidos — afirmou Anastasia.

Reação ao relator

A reunião começou com discussões entre a oposição e os governistas, que não aceitavam o senador mineiro na relatoria. Eles apresentaram na noite de segunda-feira (26) duas questões de ordem alegando que faltaria ao parlamentar a isenção necessária ao cargo.
Os pedidos foram indeferidos pelo presidente Raimundo Lira, sob alegação de que nem Anastasia, nem o PSDB são autores da denúncia contra a presidente Dilma Rousseff.
Insatisfeitas com o resultado, as senadoras Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentaram recurso, que foi vencido em Plenário.
Vanessa também apresentou uma terceira questão de ordem, alegando que o advogado Flávio Henrique Costa Pereira, filiado ao PSDB, deveria ser incluído entre os autores da denúncia de impeachment, ao lado dos juristas Hélio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaina Paschoal.
O senador Cássio Cunha Lima rebateu, afirmando que Pereira assinou a peça inicial apenas como advogado dos juristas e não como autor. Ele disse que o questionamento era apenas uma medida protelatória dos governistas, uma “chicana jurídica” para atrapalhar o trabalho da comissão.

Crítica

Mesmo derrotados nas questões de ordem, senadores do PT e do PCdoB voltaram a criticar a possibilidade de Anastasia assumir a função de relator, por razões jurídicas e éticas.
— Nós, do PT, entendemos que temos a presidenta sob julgamento e não é adequado ter um relator do PSDB, que patrocina esta causa e cujo advogado é parte integrante do grupo de denunciantes. Uma comissão assim começa mal, começa muito mal — lamentou o líder do governo, Humberto Costa (PT-PE).
O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), por sua vez, questionou o fato de o PT não apresentar a indicação de um candidato.
— Relator em conselho de ética é sorteado. Relator em comissão especial para impeachment de presidente é eleito. Se o PT tem candidato, que o apresente. Como é que o PSDB vai ser beneficiário se o vice-presidente Temer é do PMDB? Quem é que vai assumir a Presidência da República? É o PSDB ou o PMDB? — questionou.

Requerimentos

Este foi o primeiro encontro da comissão. Na quarta-feira (27), os senadores voltam a se reunir para mais debates e para análise de requerimentos. O encontro está marcado para 9h.
Cronograma da comissão
28/4: Oitiva dos denunciantes
29/4: Oitiva da defesa da presidente Dilma
4/5: Apresentação do relatório de Antonio Anastasia
6/5: Votação do relatório
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)
Leia Mais....

Do Alto da Torre Redação JBr (27/04)

Reeleição de volta à pauta
Assunto que movimentou os bastidores da sessão da Câmara Legislativa ontem, a emenda à Lei Orgânica que permite a reeleição para presidência da Casa pode  entrar na pauta hoje. O burburinho dá conta ainda de que até a sessão itinerante do projeto Câmara em Movimento, que seria hoje na Candangolândia, foi adiada para amanhã. Um deputado da base do governo mandou um recado: a sessão desta quarta-feira está imperdível!  

Enfim, tucano
O  distrital Robério Negreiros assinou ficha de filiação ao PSDB,  ontem, em ato que contou com o presidente  da sigla no DF, deputado   Izalci Lucas, e do líder tucano  na Câmara do Deputados, Antônio  Imbassahy. “Tenho certeza que o caminho que escolho trilhar agora trará bons frutos ao nosso povo”, aposta ele.  

Dia das Mães em baixa
Lojistas estão preocupados com o Dia das Mães deste ano. É que, nos últimos três anos, a evolução do faturamento do setor vem caindo na data, uma das mais importantes para o comércio. Em 2013, houve crescimento de 6%. Em 2014, de 4,5%. E, em 2015, de apenas 2%. O presidente do Sindicato do Comércio Varejista do DF, Edson de Castro, diz que os consumidores estão cautelosos com a crise econômica e política, temem perder o emprego e fogem dos juros altos. “Os efeitos da alta do dólar causaram danos ao comércio”, afirma. Os juros do cheque especial estão em 293% ao ano e dos cartões em 447%. “Assim, as vendas devem crescer apenas 1%”, acentua Edson.

Pela divisão do “bolo”
Brasília sedia, nesta semana, a 14ª edição da Marcha dos Vereadores. Na fileira de palestras do evento, que ocorre no Centro de Convenções Ulysses Guimarães até sexta-feira, uma discussão sobre o Pacto Federativo e a pretensa redistribuição do “bolo tributário”. Comandada pelo governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, o debate estará focado no fato de Brasília ser contemplada com 60% dos recursos, enquanto 24% vão para as outras unidades da Federação e apenas 16% são divididos entre os 5.270 municípios do País.

Com Temer desde criancinha
Em estado de graça desde que foi recebido pelo vice-presidente Michel Temer, o senador brasiliense Hélio José convenceu-se de que, além de largamente experiente, o vice já está em plenas condições de formar um governo qualificado e enfrentar a crise. Mudou até de posição frente ao processo de impeachment. Antes se declarava indeciso, mas agora votará a favor do afastamento da presidente Dilma Rousseff por 180 dias. Só não sabe que postura assumirá no julgamento de Dilma, aquele que poderá retirá-la do cargo em definitivo. Nesse caso, diz, está na posição de juiz e juiz não pode antecipar a sentença.

Quanto mais limpo, melhor
Passou em segundo turno na Câmara Legislativa o projeto que obriga os supermercados a higienizarem os carrinhos e cestas de compras. O deputado Julio Cesar Ribeiro (PRB), autor da proposta, quer que os estabelecimentos forneçam gratuitamente lencinhos umedecidos para a limpeza dos utensílios. “Estamos vivendo em um mundo com tanta poluição, tantas doenças... quanto mais mecanismos que venham trazer higienização e limpeza para os consumidores, melhor”, justificou o parlamentar. “Cada hora aparece uma coisa e precisamos nos cuidar”, acrescentou, lembrando que o texto agora vai para o Palácio do Buriti sancionar. Ou vetar. Nunca se sabe...  

Reconhecimento 
O editor da coluna Esplanada, Leandro Mazzini (foto), recebeu das mãos do presidente do Conselho Federal da OAB, Cláudio Lamachia, o troféu Raymundo Faoro, que foi criado por Oscar Niemeyer, é honraria máxima da entidade concedida a pessoas e entidades que se destacam em defesa dos advogados.  A coluna Esplanada, com foco em poder e política, é publicada no Jornal de Brasília e reproduzida no portal UOL e também em 30 jornais de 25 capitais.
Votação relâmpago
O governo Rollemberg conseguiu prorrogar o Simples Candango em votação relâmpago na Câmara Legislativa. O programa fiscal terminaria em 1º de maio. Caso não fosse votado nesta semana, deixaria feirantes, ambulantes e microempreendedores na ilegalidade e os cofres públicos do DF com dificuldade de arrecadar. No colégio de líderes, o Buriti articulou que a matéria seria apreciada nas comissões no plenário  mesmo e submetida ao voto no mesmo ato. Se fossem pelo rito normal, seria impossível a aprovação do texto antes do fim de abril.  As negociações foram feitas pelo líder do governo, deputado Julio César (PRB), e pelo secretário-adjunto de Assuntos Legislativos da Casa Civil, José Flávio.       

Ressalva trovão
Os distritais concordaram com os argumentos do Buriti, mas fizeram um ressalva bem clara: o Executivo deve parar com o “hábito” de mandar projetos importantes em cima da hora. A crítica partiu de governistas e da oposição. 

Tempo de passagem
Pelas contas da Secretaria de Fazenda, hoje, 2,7 mil pessoas estão cadastradas no Simples Candango. Desde 2006, o GDF vem incentivando os microempreendedores a migrarem para o Simples Nacional, que oferece mais vantagens para os contribuintes. Como a transição ainda não foi concluída, a prorrogação foi necessária.
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot