• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

MUDANÇAS - Distritais de malas prontas

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016
Pelo menos cinco parlamentares sinalizam que devem trocar de partido
FOTO: FOTOS: CLDF
                                    A necessidade de ajustes nas comissões permanentes e mudanças de partidos, por ocasião da janela de transferências, que deve abrir na próxima quinta-feira (18), deve nortear as primeiras conversas de líderes de bloco e seus liderados, já que os distritais esperam, com as mudanças nos quadros da Casa, ocupar os espaços deixados por quem saiu e por mudanças nos blocos e partidos.
A confusão com a troca de partido e o início do ano legislativo deve ser mais intensa nos primeiros dias, após a promulgação da janela de transferências. A começar da presidente Celina Leão, que vai deixar o PDT, junto com os senadores Cristovam Buarque – que vai para o PPS – e Antônio Reguffe, que, de acordo com fontes, garante que ficará sem legenda por alguns meses.
Para a própria presidente, as mudanças não devem prejudicar os trabalhos na Câmara Legislativa que deverá funcionar naturalmente. “As mudanças partidárias não deverão atrapalhar os trabalhos, já que os deputados vão acabar se organizando por afinidade e por ideologia. Então, vejo as mudanças como uma organização natural da Casa e não como um problema para as votações”, afirma Celina Leão.
O anúncio de que Celina Leão seguiria a saída dos senadores foi lamentada pelo presidente regional do PDT, Georges Michel, que lembrou que a eleição dela foi parte de uma articulação que começou com o partido e sua executiva.
“Aqui ninguém nunca foi maltratado ou sofreu algum tipo de pressão. Então, o que podemos fazer é lamentar”, disse o presidente do PDT-DF.
Outras mudança também são dadas como certas e podem mudar a configuração dos blocos e, consequentemente da composição das forças dentro da Câmara Legislativa.
Robério Negreiro está com processo de desfiliação contra o PMDB parado na Justiça Eleitoral. A vice-presidente da Câmara Legislativa, Liliane Roriz, que atualmente está no PRTB, também está na mira de outra sigla: o PTB. Ela chegou a ser convidada oficialmente pela sigla, mas desconversou à época, mas agora a situação parece bem encaminhada para um acordo.
O próprio PTB pode perder um integrante, o distrital Cristiano Araújo, cuja saída também é dada como certa. Sem partido ainda definido, o distrital já está sendo sondado por outras agremiações partidárias.
SURPRESA - Mas o nome que causou surpresa entre os parlamentares que podem estar mudando de partido é o da distrital Luzia de Paula. No segundo semestre do ano passado a deputada deixou o PHS, partido pelo qual foi eleita, para ingressar na recém oficializada Rede Sustentabilidade. Nos últimos dias, as notícias que têm circulado na Câmara Legislativa é que a distrital pode estar de mudança novamente e trocando, a convite do próprio governador, segundo fontes, o partido de Marina Silva pelo PSB.
Comissões não devem sofrer alterações
A saída dos deputados Joe Valle (PDT), que se licenciou do mandato para assumir a supersecretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, e de Márcio Michel que foi empossado conselheiro do Tribunal de Contas do DF, abriram vagas para Roosevelt Vilela (PSB) e Cláudio Abrantes (Rede), respectivamente.
Sem espaço, por terem chegado no decorrer da legislatura, ambos reivindicam vagas nas comissões da Câmara Legislativa. Ainda há quem mudou de partido e mesmo assim está ocupando cadeiras que seriam dos antigos blocos e partidos que pertenciam. Um exemplo é o distrital Chico Leite, que deixou o PT para se filiar a Rede Sustentabilidade.
A decisão ainda não tem acordo e no que depender da presidente Celina Leão, as comissões não deverão sofrer qualquer tipo de mudanças.
Da redação do Alô
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot