• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Três perguntas para... Robério Negreiros

terça-feira, 1 de dezembro de 2015
?Celson Bianchi - Por que sair do PMDB?

Robério: Não foi uma opção minha. Simplesmente chegamos a uma encruzilhada em que as divergências de pensamento eram irreconciliáveis e, em algum momento, eu não era mais pessoa bem quista dentro do partido. A política brasileira ou a maior parte das agremiações e  os diretórios estaduais costumam ter dono e se você discordar do dono, sofrerá as consequências.  Mas acredito que fiz bons amigos no PMDB e aprendi muito com o governador Nelson Tadeu Filippelli.

CB - Como tem avaliado o atual governo?

Robério: Na minha opinião não tem nem o que avaliar.  O que eles fizeram até agora, além de fazer discurso sobre a herança que receberam da gestão passada? Por enquanto, espalharam apenas o terror. Foi assim com o setor produtivo que vive sob o medo do calote e o aumento de impostos. Também levaram temor à população que pode, a qualquer momento, ser vítima da incompetência à frente da Agefis e ter suas casas atacadas e destruídas no todo ou em parte. Ainda não vi propostas efetivas para tirar o Distrito Federal da crise. Pelo contrário,  o governo nega aumento ao servidores e corta postos de trabalho na iniciativa privada, mas, por outro lado - e de maneira contraditória ao próprio discurso - anuncia investimentos milionários em áreas menos importantes, como jogos das Olimpíadas.  Então não tem muito o que avaliar. Temos?

CB - O setor produtivo ainda está sangrando pela crise?

Robério: Todo o povo está sangrando pela crise e a atual gestão está abrindo ainda mais essa erosão.  O setor produtivo agonizante como está significa corte de postos de trabalho, diminuição de circulação de bens e serviços e do consumo das famílias. Este é o pior dos mundos. Na década de 30, durante a grande recessão americana, o governo dos EUA optou por fazer grandes investimentos públicos para aumentar os números do emprego e renda e aquecer a economia, fazendo girar o setor produtivo e, consequentemente, levando o país de volta ao caminho do crescimento. Mas o GDF tem um entendimento diferente e uma receita distinta daquela que tem dado certo ao longo da história.

Divulgação - Robério Negreiros faz duras críticas ao GDF: “espalharam apenas o terror”, diz.                                                                                                                                  Fonte: ONS e OFFS (www.alo.com.br)
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot