• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Do Alto da Torre Redação JBr (18/12)

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015
Apesar dos pesares, balanço é positivo
O Governo do DF encerra o ano com um balanço positivo, apesar de todos os percalços na relação com a Câmara Legislativa e do tão falado rombo financeiro. Pelo menos 40 propostas do Executivo foram aprovadas nas últimas semanas de sessões legislativas, o que, segundo a Casa Civil, incrementará a receita e possibilitará o cumprimento dos compromissos financeiros já assumidos. Os números representam, segundo o secretário Sérgio Sampaio, o resultado da união entre os dois poderes pelo desenvolvimento de Brasília. “Foi uma comunhão de esforços bastante produtiva e eficaz. Eu tenho certeza que a sociedade vai colher os frutos dessa união”, avaliou.

Mesmo assim...
Nem  a retirada de pauta do projeto que autoriza a venda de área no Guará, com valor estimado em R$ 400 milhões, e aprovação de emenda que reduz de 33 para 28 os terrenos do governo a serem negociados, fez com que o Palácio do Buriti minimizasse a importante participação dos distritais no processo. “Os 28 terrenos vendidos serão de vital importância para o incremento de receitas ao governo”, garantiu o secretário-adjunto de Relações Institucionais, Igor Tokarski, responsável direto pela articulação política do governo na Câmara Legislativa.

Promessas
A superação da “questão partidária”, segundo Sampaio, foi essencial para que o governo conseguisse, por exemplo, aprovar R$ 1,74 bilhão para o ano que vem, somente em créditos suplementares. A troca de secretários - saiu Hélio Doyle, entrou Sampaio - foi essencial para que a articulação prosperasse, dizem os próprios distritais. Se antes Doyle nada dava ou prometia, agora, pelo menos as promessas têm.

Desafios estão por vir
Para 2016, Rollemberg - e a equipe de articulação - terá muito trabalho. Principalmente, porque terá de cumprir com a promessa de reestruturar a base aliada na Câmara Legislativa. E, claro, redistribuir espaços no governo.

Nada a ver?
Uma discussão cheia de dúvidas marcou a última sessão legislativa no DF. Cristiano Araújo (PTB) perguntou a Robério Negreiros (ainda no PMDB) se “nada a ver” se escrevia com “h” ou sem. Negreiros pensou, pensou, pensou... e respondeu: “Depende do que você quer falar”. E deu rápida explicação sobre o uso do “haver”, “ter” etc. Sem se sentir contemplado com a rápida aula de português, Araújo recorreu ao petista Ricardo Vale, que pensou, pensou, pensou... e garantiu: “Não tem ‘h’”.

#CorrupçãoNão
O deputado distrital Rodrigo Delmasso (PTN) reuniu mais de nove mil assinaturas que apoiam a campanha #CorrupçãoNão. Os pacotes, com os registros - principalmente dos fiéis da Igreja Sara Nossa Terra, da qual faz parte o deputado -  foram entregues ontem ao procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bessa, e ao procurador Antônio Ezequiel de Araújo Neto.

Até 2016!
A partir de amanhã, a coluna Do Alto da Torre entra em recesso natalino. Voltamos em janeiro. Aos leitores, desejamos feliz Natal! E que no ano que vem nossos olhos e ouvidos estejam ainda mais atentos aos bastidores da política local. Até o ano que vem!

 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot