• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Bem Informado Ninguém é Enganado

Bem Informado Ninguém é Enganado

ONS e OFFs Por Celson Bianchi (10/11)

terça-feira, 10 de novembro de 2015


Três perguntas para Liliane Roriz
Liliane defende conversa franca para o DF sair da crise
Celson Bianchi: Como a senhora tem acompanhado a queda de braço entre os trabalhadores e o governo?
Liliane Roriz: Com bastante apreensão. A cidade inteira está apreensiva e criou-se um clima de tensão em todo o Distrito Federal (DF). É preciso e urgente encontrar uma solução para isso. Senão, nesse clima em que estamos, fica difícil governar. É preciso entender que a crise não é maior que o entendimento.

CB: Mas o governo está trabalhando para conter a crise, não?
Liliane Roriz: Veja bem, o governo, o Legislativo e a sociedade estão mobilizados para ajudar a superar a crise, claro. Mas, até agora, quem tem sido mais penalizado é a população. Houve aumento de impostos. Há atraso de salários. Greves estão acontecendo. E o que é mais importante a ser lembrado é o fato que a crise não foi provocada pelo povo. A culpa disso tudo é do senhor Agnelo Queiroz.

CB: De que forma, então, o governo poderia agir sem aumentar impostos e evitar mais gastos com aumentos de salários?
Liliane Roriz: Vou voltar no tempo... O DF não teve o Fundo Constitucional a vida inteira. O ex-governador Joaquim Roriz viu a necessidade da capital ter recursos garantidos para ajudar nos gastos com educação e saúde. Então, Roriz foi ao presidente da época, Fernando Henrique Cardoso, conversou, pediu, e conseguiu garantir o Fundo que temos hoje. Isso é só um exemplo de que existem formas para se conseguir aumentar recursos na cidade. Uma alternativa seria uma conversa franca e com propostas que sejam boas para ambos os lados, governo e servidores.
Resistência
As eleições regionais do PSol (Partido Socialismo e Liberdade) no Distrito Federal, realizadas no domingo (8), devem parar na Justiça. O grupo liderado por Toninho e Maninha batalha pela liderança no DF com uma representação de jovens, como a presidente regional da sigla, Juliana Selbach, e o candidato derrotado a deputado distrital Fábio Félix. Isso porque as duas partes têm entendimento diferente da natureza do Congresso.
Resistência 2
Toninho se retirou do local e afirmou que a eleição, com a bênção da executiva nacional, já havia optado por ele na presidência. “O outro grupo faz uma reunião clandestina, uma tentativa de golpe”, acusou. Para Fábio Félix, candidato ao comando da sigla, “Toninho e Maninha deixaram um Congresso organizado pelo diretório regional e realizado na legalidade”. Mas a briga do DF é apenas um recorte: o cenário nacional é de disputa por delegados em todas as zonais.
Regras
O projeto de lei com as regras para o Distrito Federal sediar parte dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 - revezamento da tocha olímpica e torneios feminino e masculino de futebol - tramita na Câmara Legislativa. Uma série de pré-requisitos estabelecida pelo comitê organizador Rio 2016 chama a atenção. A principal delas é o DF não poder receber eventos com mais de 5 mil pessoas enquanto os Jogos estiverem em andamento. Assim como ocorreu na Copa do Mundo, há uma espécie de carta branca para a organização.
Negado
O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou liminar em habeas corpus a José Ricardo da Silva, investigado na operação Zelotes, da Polícia Federal. Ele está preso preventivamente pela prática dos crimes de tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e extorsão. Silva é ex-conselheiro do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) do Ministério da Fazenda, órgão responsável por julgar administrativamente atuações contra empresas e pessoas fiscais por sonegação fiscal e tributária.
Negado 2
A Zelotes investiga fraudes nos julgamentos de processos. A defesa impetrou habeas corpus com pedido de liminar contra decisão também em liminar do Tribunal Regional Federal que manteve a prisão preventiva decretada pelo juízo da 10ª Vara da Seção Judiciária do Distrito Federal. Alegou que não estariam presentes os requisitos da prisão. O ministro Nefi Cordeiro destacou que a Súmula 691 do Supremo Tribunal Federal (STF) não aceita habeas corpus contra decisão que nega liminar, a menos que haja ilegalidade evidente.
Nas alturas
Uma auditoria da Controladoria-geral do DF apontou indícios de irregularidades no contrato de aluguel do prédio onde funciona a administração regional do Lago Norte. O preço da locação quase triplicou na renovação em maio de 2014. De R$ 26 mil passou para R$ 60,1 mil. Até então, o reajuste era de cerca de 10% a cada ano.
REFLEXÃO DO DIA
“Precisamos ter essa reforma do Estado.
Isso é urgente. É preciso focar no serviço que é oferecido ao contribuinte. Qual é a meta que ministério tal tem? Ninguém sabe qual é a meta, o que vai ser oferecido ao contribuinte. Não, só se sabe que
o ministério tal é do partido tal", Reguffe - senador.
Para finalizar: A cada 10 alunos que entram na UnB, quatro abandonam o curso. Entre 2000 e 2008, 16.325 universitários desistiram de seguir no curso matriculado.
 
NOSSOGAMA.COM.BR © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot