• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

13º salário injetará R$ 6,4 bi na economia do DF

segunda-feira, 30 de novembro de 2015


Consumidor deve aproveitar o feriado de hoje para antecipar compras para o natal
O pagamento do 13º salário injetará R$ 6,4 bilhões na economia do Distrito Federal contra R$ 5,8 bi do último natal. Ele contemplará 1.745.631 trabalhadores de diferentes segmentos públicos e privados.
O valor médio do abono será de R$ 3.587 contra R$ 2.327 do ano passado.
Em todo o país, o 13º colocará na economia R$ 173 bilhões e deve ser pago até 20 de dezembro.
Os dados foram levantados pelo Sindicato do Comércio Varejista do DF – Sindivarejista – junto ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócioeconomicos – Dieese.
O comércio espera que no feriado desta segunda-feira centenas de consumidores aproveitem o dia para antecipar as compras de fim de ano. 
Lojas de shoppings funcionarão das 14 às 20h e as de rua irão escolher o melhor horário.
PREMIAÇÃO
Reunindo 30 mil lojas de rua e de shoppings no DF, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista, Edson de Castro, disse hoje que os gastos com decoração e prêmios a consumidores, a serem oferecidos por lojas e shoppings, devem passar de R$ 5 milhões.
Muitos centros de compras vão sortear carros e outros bens para estimular o consumo.
Para ele, “apesar das incertezas econômicas, há um clima moderado de otimismo entre comerciantes e consumidores”.
EXPANSÃO
Edson de Castro frisou, ainda, que – graças ao 13º salário – as vendas devem subir entre 1,5% e 2% contra 2% do natal de 2014.
No natal de 2013, o crescimento foi de 5,3%.
Como Brasília concentra a maior renda per capita do País, lojas que vendem televisores, computadores e aparelhos de ar condicionado podem ter expansão superior a 2,5%.
No entanto, que as vendem mercadorias com preços atrelados ao dólar podem ter queda nas vendas em razão da alta da moeda norte-americana.
Pesquisa revela que 60% dos consumidores vão optar por presentear comprando roupas, calçados e perfumes.
Segundo o presidente do Sindivarejista, os cartões de crédito devem responder por 90% do faturamento do comércio no fim de ano “porque quem compra quer mais prazo para pagar”.



O gasto médio com presentes cairá de R$ 180 no natal de 2014 para R$ 150 este ano.
Fonte: Sindivarejista
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot