• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

DF-Trans divulga mudanças no Expresso DF

quinta-feira, 20 de novembro de 2014


Passageiros com destino ao Cruzeiro, Sudoeste, Guará, Núcleo Bandeirante, W3 Norte e Sul, Lago Sul, Paranoá, SAAN, SIA e Sudoeste passarão a utilizar o serviço
Luana Lopes
luana.lopes@jornaldebrasilia.com.br

Desde que começou a operar em horário comercial, em 30 de junho deste ano, o sistema do Expresso DF Sul tem gerado controvérsias entre os moradores das cidades de Santa Maria e Gama. Enquanto alguns usuários reclamam da desativação de linhas diretas que seguiam para a  Rodoviária do Plano Piloto, outros acreditam que a implantação do sistema diminuiu o tempo de trajeto até a área central de Brasília. Porém, no próximo sábado (22) haverá novas mudanças no transporte público das duas cidades: as linhas que vão de Santa Maria e Gama para Cruzeiro, Sudoeste, Guará, Núcleo Bandeirante, W3 Norte e Sul, Lago Sul, Paranoá, SAAN, SIA e Sudoeste serão tiradas de circulação e passarão a ser operadas pelo Expresso DF. A mudança não agrada alguns moradores que, a partir de agora, terão que pegar três ônibus para chegarem até seus respectivos  destinos.
Para o estudante Henrique Chaves, de 21 anos, a mudança apresenta vantagens e desvantagens, dependendo da especificação de cada usuário. Morador do Gama, o estudante já utiliza o Expresso DF desde sua implantação e vê uma melhora pelo fato de não pegar engarrafamento nos horários de pico. No entanto, acredita que, com a nova mudança, o sistema pode não suportar a demanda de passageiros: “São poucos ônibus para o número de moradores”. O DFTrans, entretanto, garante que 25 ônibus articulados vão entrar em operação a partir do próximo sábado. Para Henrique, o grande problema é não ter outra opção para a população: “Eles estão colocando o negócio que era pra ser opcional como obrigatório”, assinala. 
Segundo o DFTrans, nos horários de pico haverá linhas saindo dos terminais de integração do BRT, na saída das cidades, para a W3 Sul e Setor de Indústrias Gráficas (SIG). Nos horários de menor fluxo, porém, os passageiros terão que descer no terminal do Park Way e pegar outro ônibus para os locais de destino. A estudante Tayane Sampaio, 22 anos, mora em Santa Maria e, a partir de agora, terá que pegar três ônibus para ir para o trabalho, na W3 Sul, no período da tarde. No entanto, mesmo sendo um horário entre pico, a mudança representa mais problemas: “Eu fiquei espantada quando soube da mudança”, pontua. “Acredito que a estrutura do BRT não consegue atender a demanda de passageiros que será criada com a exclusão dessas linhas. Na época que estava funcionando de graça isso ficou bem visível, o número de usuários era muito grande pra frota de ônibus”.
A cabeleireira Maria Edleuza Borges, 54 anos, aprova o sistema do Expresso DF porque pode sair mais tarde de casa e, mesmo assim, chegar ao trabalho no horário. Ela costumava pegar um ônibus para a L2 Sul às 5h40 para não se atrasar por conta dos engarrafamentos constantes: “Agora eu saio de casa às 6h40 e chego no horário certo”, afirma. Já para a publicitária Déborah de Andrade, 21 anos, a mudança causará tumultos e atrasos para a população que depende do transporte público. “Com a diminuição de mais linhas, o terminal ficará incapaz de receber a quantidade de pessoas”, conclui a moradora de Santa Maria.

Mudanças
Com a alteração no transporte público das duas cidades, os usuários que utilizam as linhas desativadas passarão a ter acesso a coletivos articulados da empresa Pioneira. Mais de 50 veículos convencionais da antiga frota saem de circulação e 25 articulados entram em operação. Segundo o DFTrans, a mudança “vai representar uma maior frequência de horários nas viagens”. O diretor-geral do DFTrans, Jair Tedeschi, lembra que é necessário adquirir um novo cartão  para ter acesso ao sistema e pagar apenas R$ 3 de passagem em todo o trajeto: “Esses passageiros devem adquirir um dos cartões do Sistema de Bilhetagem Automática (SBA). Assim, eles podem utilizar até três ônibus, no tempo máximo de 2 horas, pagando uma tarifa total de R$ 3”, explica.
De acordo com o DFTrans, os passageiros que utilizam coletivos que vão para Cruzeiro, Guará, Lago Sul, Núcleo Bandeirante, Paranoá, SAAN, SIA, SMU e Sudoeste terão pegar os ônibus que fazem as linhas alimentadoras e desembarcar nos terminais de integração das cidades (BRT). De lá, os usuários vão acessar os ônibus que fazem as linhas que rodam nos corredores exclusivos – Expressa e Paradora – até a Estação Park Way. A partir dessa estação, devem se deslocar até os abrigos que estão nas margens da Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA), ao lado da estação, para acessar os ônibus que os levarão até os respectivos destinos.
Já para os passageiros que utilizam as linhas que vão para a W3 Sul ou para o Setor de Indústria s Gráficas (SIG) haverá linhas saindo direto dos terminais de integração (BRT) para esses dois destinos. No chamado entre pico, essas linhas vão sair do próprio terminal do Park Way – não há necessidade de os usuários se deslocarem para os abrigos da EPIA.
As linhas com destino ao SIA, Lago Sul e Paranoá sairão do abrigo da EPIA, ao lado da Estação Park Way do Expresso DF Sul, sentido Gama/Santa Maria para o Plano Piloto. As demais – SAAN, SMU, Guará, Núcleo Bandeirante e Sudoeste – na parada que está no sentido inverso.
As linhas com destino à Esplanada, W3 Norte, L2 Norte, L2 Sul e Lago Norte serão acessadas na Rodoviária do Plano Piloto. Os usuários devem pegar as linhas do Expresso Sul (Expressa e Paradora) até a Rodoviária.
Fonte: Redação do Jornal de Brasília
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot