• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Para comandar o Fundo de saúde Ex-subsecretária assumirá o cargo

sexta-feira, 31 de outubro de 2014


Perda de verba federal conduziu às demissões, mas afastados dizem que ignoram os motivos da saída
Daniel Cardozo
daniel.cardozo@jornaldebrasilia.com.br

A exoneração do ex-secretário de Saúde, José Bonifácio Alvim foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal. A saída ocorreu após a decisão do Palácio do Buriti de demitir o diretor do Fundo de Saúde do DF, José Menezes Neto. O governador Agnelo Queiroz (PT) teria ficado insatisfeito com a perda de  verba federal no valor de R$ 13 milhões. O cargo será ocupado pela ex-subsecretária de Vigilância à Saúde, Marília Coelho Cunha. 
Para comandar o Fundo de Saúde foi anunciado o nome de  Cláudia Aparecida Alves, da Diretoria de Orçamento da secretaria. 
Irritado
A decisão de demitir Menezes irritou o então secretário. Por não ter sido consultado, Bonifácio decidiu entregar o cargo. “Como não sei de nenhum fato que o desabone e tenho total confiança nele, no momento que ele foi exonerado, eu me senti na obrigação de pedir demissão”, explicou. O ex-secretário foi comunicado da demissão do diretor executivo por telefone, no mesmo dia que a exoneração foi publicada.
Bonifácio nega veementemente a suposta perda de recursos e afirma que tinha total controle das despesas. “Nem mesmo o próprio Menezes sabe porque foi exonerado. Qualquer versão deve ser mentira, não deve passar de um factóide”, garantiu. Segundo Bonifácio, não seria responsabilidade do diretor executivo a ordenação de despesas sem consultar as outras autoridades da Secretaria de Saúde.
Dentro do Buriti, a suposta perda de recursos federais foi considerada inaceitável, já que o GDF tem enfrentado dificuldades financeiras. Agnelo teria, inclusive, cobrado explicações do ex-secretário pela não execução da verba.
Segundo a Secretaria de Saúde, José Bonifácio pediu exoneração “por motivos pessoais”. Já a Secretaria de Comunicação não confirma a perda de verbas. José Menezes Neto não foi localizado para comentar o assunto.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Do Alto da Torre Eduardo Brito (31/10)


PT se define sobre governo na segunda

A executiva regional do PT reúne-se na segunda-feira para definir uma posição a respeito do governo Rodrigo Rollemberg. Secretário-geral do partido, o distrital eleito Ricardo Vale (foto) esperará essa posição para se definir. Votou nulo no segundo turno, obedecendo à neutralidade determinada pelo comando petista. Admite, porém, que essa posição poderá ser revista pela direção do partido. A tendência, acredita-se dentro do próprio PT, é para se adotar postura de oposição, mas moderada. O presidente regional do partido, Roberto Policarpo, também defende uma postura mais light, podendo o PT até aprovar as propostas que julgar positivas.

Gesto tem de partir de Rollemberg

Ricardo Vale acha que o PT não deve ter pressa, mas esperar com calma. Afinal, raciocina, o gesto tem de partir do governador eleito em direção ao partido. Portanto, diz, não se deve sequer falar em participação neste momento. Se Rollemberg não precisar do PT, não se deve admitir atitudes individuais. 

Hora de entender o recado das urnas

Para o distrital eleito, antes de mais nada o PT deve avaliar os resultados eleitorais. “Antes de assumir posturas como uma oposição cega, o partido precisa entender o recado das urnas”, informa.  

Asas cortadas

A Agefis, a Agência de Fiscalização do Distrito Federal, está desde ontem vinculada à Secretaria de Governo.

Mais força para preservação do plano original

Mesmo sem declarar apoio ao governo eleito do DF, a distrital Liliane Roriz acredita que a gestão de Rodrigo Rollemberg impedirá a tentativa de se aprovar modificações urbanísticas na região do Plano Piloto, por meio do texto do PPCUB do atual governo e que está parado na Câmara Legislativa. "Batalhei muito para evitar a aprovação desse projeto e, com isso, barrar a descaracterização do plano de Lúcio Costa. Reconheço que o Rollemberg  foi um dos maiores aliados na luta de proteger a cidade", elogiou Liliane. 

Uma secretaria menos

Foi extinta ontem a Secretaria Executiva do Conselho de Governo do Distrito Federal. Sua principal função era reunir os presidentes dos partidos que apoiavam o governador Agnelo Queiroz — chegaram a ser 19, nos bons tempos — para desenhar ações conjuntas. Deixa o cargo o secretário Roberto Wagner, que ao longo do tempo se tornou um dos principais coordenadores políticos do Buriti. Ele será agora  chefe da assessoria técnica do governador. A propósito, o Conselho foi extinto também.

Cargos extintos

Dos oito cargos da Secretaria do Conselho de Governo, dois foram extintos. Seis outros passaram para a Secretaria de Governo. Também se extinguiu o cargo de chefe da assessoria do governador.

Governador vai à Câmara Legislativa

O presidente da Câmara Legislativa, Wasny de Roure, recebeu na tarde de ontem a primeira visita oficial do governador eleito Rodrigo Rollemberg (foto). Wasny fez um resumo das ações na busca de gestão transparente e ética na Câmara. Citou como exemplo o processo de preparo do edital da TV Distrital, já concluído, que foi acompanhado de perto pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal.

Verba para UPA ainda está parada no caixa

Andou fazendo contas, de novo, o distrital Chico Leite. Constatou que ainda há mais de R$ 10 milhões no orçamento para investir na construção de Unidades de Pronto Atendimento na Saúde. É verdade que o atual governo inaugurou sete UPAs — duas em  Ceilândia, mais Sobradinho, São Sebastião, Samambaia, Núcleo Bandeirante e Recanto das Emas — de 2013 para cá. No entanto, lembra o deputado, a meta era entregar 14 até o final deste ano. 

Só metade da meta se cumpriu

De acordo com o estudo de Chico Leite, no ano passado R$ 20,7 milhões, de um total de R$ 37,3 milhões foram utilizados para construir UPAs no Distrito Federal. Metade da meta prevista para dezembro de 2014 já foi inaugurada e está em funcionamento. No entanto, ainda falta entregar as unidades de Taguatinga, SIA/Estrutural, Plano Piloto, Gama, Planaltina, Itapoã e Brazlândia. Para este ano, R$ 23,1 milhões foram autorizados para as obras e implantação das unidades. Só que, desse valor, R$ 12,6 milhões foram empenhados até agora.

Tá falado


"As UPAs saíram do papel e chegaram a seis cidades. Não se pode negar que isso é um progresso e tanto para a saúde pública do DF. Mas é preciso avançar mais. Vou reforçar com o governo o compromisso de entregar as 14 UPAs para a população, afinal as UPAs são do povo e não dos governos.", Chico Leite, deputado distrital pelo PT
Leia Mais....

ONs e OFFs Por Redação do Alô (31/10)




“Nada mais justo do que permitir a participação popular na escolha dos administradores regionais. Além de democrático é um excelente mecanismo de controle das ações do governo nas cidades do DF”.

Luzia de Paula (PEN), deputada distrital eleita.


Simpatia e cordialidade

Foto: reprodução

Ela já disputou três eleições para a Câmara Legislativa. Nas duas primeiras ficou como suplente e, em ambas as ocasiões, chegou a assumir o mandato de deputada distrital. Desta vez Luzia obteve 7.428 votos, duzentos e dez a mais do que em 2010 e conquistou a vaga com a ajuda da coligação. Com formação na área de Pedagogia e pós-graduação em Psicopedagogia é professora dos quadros da Secretaria de Educação do DF. Presidiu o Conselho Comunitário da Criança, foi conselheira tutelar e Procuradora da Mulher da Câmara Legislativa.

Escolha de administradores

Com mais de sessenta projetos em tramitação na Câmara Legislativa Luzia de Paula pretende dar continuidade a suas propostas. Uma delas é a participação popular na escolha dos administradores regionais. Pelo texto, eles seriam escolhidos pelos eleitores das respectivas regiões mediante consulta popular convocada pela Câmara e proposta pelo Governador. O mandato seria de 4 anos sendo vedada a reeleição. Qualquer cidadão poderia ser candidato, desde que tenha mais de 21 anos, idoneidade moral e reputação ilibada, domicílio eleitoral e residência na respectiva região administrativa e inscrição na zona ou seção eleitoral da localidade que pretende se candidatar.

Um homem do povo

Foto: divulgação
Lira é líder comunitário em São Sebastião

Entre os deputados distritais eleitos nestas eleições para o primeiro mandato na Câmara Legislativa está Ivonildo di Lira (PHS), que obteve 11.463 votos. Líder comunitário em São Sebastião milita há muitos anos na defesa das demandas dos moradores daquela cidade, tendo participado da criação de diversas associações comunitárias como a Associação de Moradores do Bairro Vila Nova (AMVNO) e a Comissão Pró-Independência de São Sebastião. Foi comerciante, consultor, jornalista, assessor parlamentar na Câmara Legislativa e chegou a ocupar o cargo de secretário de estado adjunto da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa Civil do DF. Esta foi a terceira vez que disputou o cargo de deputado distrital. Em 2010, obteve 7.206 votos e ficou como suplente.

Lista tríplice

Passado o segundo turno das eleições e já conhecendo o governador eleito a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares do DF (Aspra-DF) iniciou um movimento para tentar pressionar o Governo a encaminhar a reestruturação do plano de cargos e salários dos policiais e bombeiros. A entidade também articula na Câmara Legislativa a apresentação de um projeto de lei para criar a Lista Tríplice para a indicação do governador para os cargos do comando geral da PMDF e do Corpo de Bombeiros. “Com isso garante-se a sintonia com a tropa que escolheria o nome de três coronéis para serem os escolhidos para o Comando Geral,” explica o sargento Manoel Sansão Barbosa, vice-presidente da entidade.

Parceria pelo jovem aprendiz

O Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos Automotores do Distrito Federal (SINCODIV-DF) firmou parceria com o Instituto Federal de Brasília (IFB) para ofertar cursos de auxiliar em serviços de mecânica para jovem aprendiz, vinculado ao Ministério do Trabalho e Emprego. Sem mão-de-obra qualificada fica cada vez mais difícil repor as vagas existentes no setor de manutenção automotiva. Os alunos sairão contratados por concessionárias de todo o DF.

No peito e na urna

Faz sucesso na internet o vídeo em que mostra o senador e ex-presidente da República José Sarney (PMDB/AP) votando no segundo turno. Nele, o cacique peemedebista chega ao seu local de votação com um adesivo da presidente Dilma no peito e se dirige aos mesários. Quando chega na ‘cabina de votação’ Sarney até passa perto do número 1 para votar no 13, mas muda de ideia e vota no 45. Graças ao zoom das câmeras foi possível identificar em quem votou o mais tradicional cacique político brasileiro vivo. A cena fez muito petista antigo repensar a aliança com o PMDB.

Oposição amena

A posição que o PT vai assumir na próxima legislatura na Câmara Legislativa deve mesmo ser de oposição ao governo de Rodrigo Rollemberg. Contudo, pelo menos num primeiro momento, essa oposição não deve ser tão intensa. Dois dos quatro parlamentares do partido deve adotar uma postura mais moderada, casos de Wasny de Roure e Chico Leite. Já o distrital Chico Vigilante deve adotar postura mais embativa. Por fim, Ricardo Vale, irmão do ex-deputado Paulo Tadeu e secretário-geral do partido, ainda não tem uma relação definida.

Seguindo o partido

Foto: Roberval Eduão
Leite seguirá posição do PT

O distrital Chico Leite tem uma proximidade com o grupo de Rollemberg e, embora de partido de oposição, é cotado inclusive para assumir a presidência da Câmara Legislativa. Mesmo com sua proximidade, Leite afirmou que seguirá a posição de seu partido. “Se o governo for bom é natural o ingresso na base aconteça,” explica. Quanto a presidência, ele lembra: “O ideal é que o nome indicado seja de algum deputado que integrou a coligação vitoriosa”.
Leia Mais....

Um homem do povo



Foto: divulgação
Lira é líder comunitário em São Sebastião

Entre os deputados distritais eleitos nestas eleições para o primeiro mandato na Câmara Legislativa está Ivonildo di Lira (PHS), que obteve 11.463 votos. Líder comunitário em São Sebastião milita há muitos anos na defesa das demandas dos moradores daquela cidade, tendo participado da criação de diversas associações comunitárias como a Associação de Moradores do Bairro Vila Nova (AMVNO) e a Comissão Pró-Independência de São Sebastião. Foi comerciante, consultor, jornalista, assessor parlamentar na Câmara Legislativa e chegou a ocupar o cargo de secretário de estado adjunto da Secretaria de Estado de Proteção e Defesa Civil do DF. Esta foi a terceira vez que disputou o cargo de deputado distrital. Em 2010, obteve 7.206 votos e ficou como suplente. (fonte:Tiago Monteiro)
Leia Mais....

GOVERNO Reunião entre Agnelo e Rollemberg marca início da transição


Em clima de parceria, atual governador reafirma que entregará a cidade em pleno funcionamento

DÊNIO SIMÕES / GDF
No primeiro encontro com o governador eleito Rodrigo Rollemberg, o atual chefe do Executivo, Agnelo Queiroz, reafirmou que entregará uma cidade melhor do que a que encontrou no início de sua gestão e se colocou à disposição da equipe de transição. Durante a reunião, que foi realizada nesta sexta-feira (31), no Palácio do Buriti, foi decidido, ainda, que a Casa Civil e a Secretaria de Planejamento coordenarão o trabalho durante esse período.
 "Nós vamos dar total apoio para que essa transição seja a mais construtiva possível, de tal maneira que a partir do dia 1º o governo já comece em pleno funcionamento", garantiu Agnelo Queiroz. Sobre as contas do governo, Agnelo ressaltou que trabalhará até o dia 31 de dezembro para entregar a cidade em condições melhores do que recebeu. "Vamos passar um grande superávit para o próximo governo. Só de obras assinadas e contratadas são aproximadamente R$ 25 bilhões."
 Durante o encontro, o governador eleito agradeceu a disposição de Agnelo Queiroz em realizar a transição de maneira tranquila e democrática. "Desde o dia da eleição, quando – Agnelo - ligou para me cumprimentar, disse claramente que forneceria todas as informações necessárias para que possamos tomar as decisões que considerarmos as mais adequadas a partir de 1º de janeiro", afirmou Rollemberg.
 Sobre a situação financeira o governador eleito disse que sempre há certa preocupação, mas que aguardará os dados oficiais das condições do Distrito Federal. "Formulamos um conjunto de perguntas sobre questões financeiras, sobre contratos que expiram no dia 31 de dezembro, para que possamos conjuntamente tomar as medidas para que não haja descontinuidade de serviços públicos fundamentais para a população."
 Rollemberg anunciou, também, que pretende utilizar o Centro Administrativo como nova sede do governo tão logo seja entregue. "O governador disse que vai entregá-lo até dezembro mobiliado e em condições de funcionamento. Foi um investimento grande feito pelo Governo do Distrito Federal e certamente nós vamos fazer com que a administração do DF se mude para lá."
O futuro governador voltou a destacar que entre as principais medidas de sua gestão está a redução dos cargos comissionados, a criação do Conselho de Transparência e da mudança das regras para eleições das administrações regionais.
Agência Brasilia
Leia Mais....

Policlínica do Gama retorna suas atividades para o HRG


Todos os serviços serão mantidos e a população não será prejudicada

PEDRO VENTURA
 A partir da próxima segunda-feira (3), os serviços da Policlínica do Gama passam a ser oferecidos no hospital regional da cidade. A transferência, no entanto, não afeta a qualidade dos serviços e mantém a agenda de consultas.
 "Tomamos todas as providências necessárias para que os usuários não tenham as suas consultas desmarcadas. Por isso, os procedimentos da Policlínica serão realizados no Hospital do Gama", informou Robson Umbelino Brito, coordenador-geral de Saúde da regional.
 A unidade oferecia as especialidades médicas de dermatologia, otorrinolaringologia, ortopedia, nefrologia, ginecologia, neuropediatria, neonatologia, radiologia ambulatorial e reumatologia.
 Segundo Brito, os atendimentos serão realizados nas alas sete e oito do ambulatório do HRG.
Agência Brasilia
Leia Mais....

SERVIÇO CEB faz manutenção no Gama neste sábado


Empresa programou desligamento de energia nas regiões onde realizará o trabalho

ANDRÉ SOUSA / ARQUIVO
A Companhia Energética de Brasília (CEB) executa reparos no Gama neste sábado (1º/11).
 Para a realização dos serviços, o fornecimento de energia será suspenso nos seguintes locais e horário:

Gama
Das 9h às 15h
Setor Leste, Quadra 1, lotes 860 a 1.580; QI 2, 1.020 a 1380 e 1.420 a 1.520.
Motivo: recondutoramento de alimentador da SE Gama.
Agência Brasilia
Leia Mais....

Rollemberg se reúne com presidente da Câmara Legislativa para tratar de trasição de governo

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O governador eleito do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg (PSB), reuniu-se na tarde desta quinta-feira (30) com o presidente da Câmara Legislativa, deputado Wasny de Roure (PT), para discutir a transição do governo. Durante o encontro, que aconteceu na Presidência da Casa, eles trataram do orçamento para 2015, da política habitacional do DF, da regularização de terrenos para entidades religiosas e de assistência social e de proposições como a Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) e o Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCUB).
Segundo Wasny, o governador Agnelo Queiroz deve retirar os projetos da Luos e do PPCUB, que devem retornar ao Conselho de Planejamento Territorial e Urbano (Conplan). Com relação ao orçamento para o próximo ano, o chefe do Legislativo alertou para dificuldades sinalizadas pelo relator do Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA), Rôney Nemer (PMDB), incluindo o déficit para 2015 e despesas com a máquina pública – que contabiliza a entrada de 35 mil novos servidores neste governo.
Rollemberg aproveitou para pedir a atenção do Legislativo, especialmente, a propostas que possam gerar mais despesas no início do novo governo. Ele enfatizou a importância da Câmara Legislativa e disse querer trabalhar em parceria com a instituição. "Espero contar com a Câmara já nesta transição", afirmou, lembrando ter passado pela Casa como deputado distrital na década de 90.
Ainda durante o encontro, Wasny explicou o processo de elaboração do edital para a contratação da TV Distrital e anunciou a abertura das propostas no próximo dia 10. "O governo também poderá produzir conteúdos para a grade de programação", informou.
Também participaram da reunião o coordenador da equipe de transição, Hélio Doyle, e o presidente regional do PSB, Marcos Dantas. Mais cedo, eles estiveram reunidos com coligados e amanhã se encontram com o governador Agnelo.
Denise Caputo – Coordenadoria de Comunicação Social
Leia Mais....

Neste domingo, Dia de Finados, cemitérios do DF terão ação especial


Qualquer ocorrência identificada é remetida à empresa para que tome as providências necessárias visando os reparos
A Coordenação de Assuntos Funerários (CAF), da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus), contará com 31 servidores, que estarão divididos nos seis cemitérios do Distrito Federal, localizados no Plano Piloto (Campo da Esperança), Gama, Sobradinho, Brazlândia, Taguatinga e Planaltina, no próximo domingo, Dia de Finados.
As equipes estarão de prontidão, em tendas montadas nas entradas dos cemitérios, das 8h até as 18h, para receber e registrar qualquer ocorrência, que por ventura aconteça, no que tange à fiscalização das unidades físicas dos cemitérios.
Servidores do Procon já visitaram os cemitérios para garantir que a relação de consumo seja cumprida, com fixação de tabelas de preços e telefone para o consumidor poder se comunicar, caso sinta-se ferido no seu direito. Além disso, vale destacar que os servidores da CAF fazem esse trabalho de fiscalização da empresa administradora dos seis cemitérios – a Campo da Esperança – sistematicamente, ao longo de todo o ano.
Qualquer ocorrência identificada é remetida à empresa para que tome as providências necessárias visando os reparos.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....

Rollemberg se reúne com coligados para tratar de pontos da transição

Governador eleito está com representantes de PSB, PDT, PSD, Solidariedade e Rede Sustentabilidade, além do vice, Renato Santana
Almiro Marcos
rollembergPSB






Rodrigo Rollemberg e aliados definem as atividades do período de transição
O governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB) e o vice Renato Santana (PSD) se reuniram, nesta manhã de quinta-feira (30/10), com representantes do PSB, PDT, PSD, Solidariedade e Rede Sustentabilidade. O grupo está discutindo pontos da transição. A reunião, na sede nacional do PSB, na Asa Norte, é a primeira oficial para tratar sobre o assunto.
Estiveram na reunião, além de Rollemberg e Santana, nomes como o senador Cristovam Buarque (PDT), o deputado federal eleito Rogério Rosso, presidente regional do PSD, e os distritais reeleitos Joe Valle e Celina Leão, ambos do PDT.
Perto do final desta manhã, integraram a reunião da transição os partidos que apoiaram a candidatura de Rollemberg no segundo turno: PSDB, PPS, PRB, PV, PRP e PTN. Na sexta, Rollemberg e o governador Agnelo Queiroz (PT) terão o primeiro encontro oficial depois da eleição.

Fonte: Correio Braziliense
Leia Mais....

Dr. Michel, O Xerifão: com a força da lei e do voto, aqui no blog


“Quero agradecer a Deus e agradecer ao povo pela minha reeleição, e não posso ser ingrato. Ingrato, só o aluno que quando tira dez, foi ele que tirou; mas, quando tira zero, foi o professor que deu. Eu não, eu sou muito grato”. (Dr. Michel)
Terceiro deputado distrital mais votado (22. 422 mil votos) entre apenas metade da Casa que se reelegeu, o delegado de polícia aposentado Dr. Michel recebeu o blog e “abriu o coração” sobre sua vida e a política. Falou da sua lealdade ao governador derrotado Agnelo Queiróz, - “Fui leal ao Agnelo até ele ter perdido as eleições. Me sinto honrado de o ter apoiado. Agora ele segue a vida dele e eu sigo a minha fui leal até onde deu” -, das razões em ter apoiado Rollemberg no segundo turno e qual posicionamento terá como seu aliado no GDF, “O apoiei no segundo turno.
Ainda mais se ele tiver com o povo e trabalhar para o povo eu estarei ao lado dele. Não sou base só para ser base. Serei governista para ajudar ao povo. Eu não serei capacho de ninguém sempre me posicionei e com ética vou continuar a minha missão”. Como este blog tem feito e o nosso leitor aprovado com a sua audiência fiel, buscamos e postamos, também, uma pequena biografia do entrevistado. Principalmente para que os mais de 22 mil eleitores que nele confiaram e os demais que também serão representados por ele, o conheçam melhor.
Biografia
Nascido e criado em Sobradinho, Dr. Michel é filho de família humilde e desde cedo precisou trabalhar para ajudar a mãe que o criou com dificuldade, mas lhe ensinou princípios morais que sempre defendeu ao longo de sua vida particular, profissional e política.
Amante dos esportes, o jovem Michel já colecionava algumas medalhas e títulos no judô, entre os quais, o de campeão da OLIMSESP - Olimpíadas da Secretária de Segurança Pública do DF, na categoria livre. Paixão nacional, o futebol também fez parte da vida do menino-goleiro que desde cedo sonhava vencer na vida.
Determinado, Dr. Michel começou sua vida profissional como cobrador de ônibus. Também integrou as fileiras da Força Aérea, de onde, por concurso público, ingressou na Polícia Militar do Distrito Federal – PMDF, como soldado.
Aluno dedicado, sempre estudou em escolas públicas do DF. Em 1984, foi aprovado em concurso público para o cargo de Agente de Polícia Civil do Distrito Federal. Depois de graduar-se em Direito, pelo Centro Universitário de Brasília – UniCEUB, foi aprovado em 1998 para o concurso público de Delegado de Polícia, carreira que desempenhou por 27 anos, até se aposentar.
Dr. Michel é pós-graduado em Segurança Pública, Direito Processual Penal e Direito Público. Também atuou como professor em diversos cursos preparatórios para concursos. A sua carreira política teve início na cidade de Planaltina/DF, como Chefe de Gabinete da Administração Regional. Também foi assessor do então Secretário de Agricultura Dr. Daniel Marques (ex-deputado distrital por dois mandatos).
Abaixo a entrevista com o Xerifão, na integra:
Rádio Corredor - O que foi decisivo para a sua expressiva votação?
Dr. Michel - Pelo o nosso trabalho realizado na Câmara Legislativa. O nosso slogan de campanha foi em prol pelo povo. Eu atuei praticamente todas as comunidades carentes do DF. Me empenhei ao máximo e vou continuar me empenhado para que meu mandato alcance todo o DF.
RC - O senhor sofreu algumas críticas por falar da diminuição da maioridade penal na campanha? O senhor pode legislar sobre o assunto?
DM - Não foi isso. Eu disse que era a favor da diminuição da maioridade penal, jamais eu disse nas minhas propagandas eleitorais que eu iria legislar. A sociedade tem que se posicionar sobre o assunto. Para mim, bandido bom é bandido sem regalias.
RC - O senhor pretende ser presidente da Câmara Legislativa?
DM - Todos são concorrentes naturais no parlamento. Os deputados eleitos têm totais condições de estar na Mesa Diretora. Se o meu nome for o escolhido estarei preparado para assumir essa função.
RC - O senhor está na base governista do governador eleito Rodrigo Rollemberg?
DM - Estou com ele. O apoiei no segundo turno. Ainda mais se ele tiver com o povo e trabalhar para o povo eu estarei ao lado dele. Não sou base só para ser base. Serei governista para ajudar ao povo. Eu não serei capacho de ninguém sempre me posicionei e com ética vou continuar a minha missão.
RC - O governador eleito já ligou para lhe dizer como será esse apoio?
DM - Ainda não.
RC - Como o senhor conseguiu se descolar da rejeição do governador Agnelo Queiroz?
DM - Fui leal ao Agnelo até ele ter perdido as eleições. Me sinto honrado de o ter apoiado. Agora ele segue a vida dele e eu sigo a minha fui leal até onde deu.
RC - O senhor se imagina na oposição?
DM - Não sou base só por ser base. Eu quero é levar melhorias para o povo. Se tiver de ser oposição também serei tudo com muita responsabilidade.
Por: Odir Ribeiro e Francisco Paula Lima
Produção: Eugenio Piedade
Fotos/Arte: Hernanny Queiroz
Leia Mais....

Um passarinho me contou


...que o deputado distrital Raimundo Ribeiro está cotado para ser o secretário de Justiça...
...que o excelente trabalho desempenhado quando esteve à frente da Pasta credencia Ribeiro...
…que Dr. Gutemberg está mais que cotado para ser o secretário de Saúde de Rollemberg...
...que Dr. Gutemberg já mandou confeccionar o jaleco de secretário...
...que já tem candidato a administrador mesmo sem saber se terá eleições para as administrações....
...que Cláudio Abrantes(PT) não precisa aposentar os ternos, porque logo vai precisar deles...
…que muita gente quer saber o que se passa na cabeça do bonachão Wasny de Roure...
...que as supostas eleições para administrador vão atormentar o governador Rodrigo Rollemberg...
...que lideranças da Estrutural vão entregar a Rollemberg uma lista com três nomes...
...que a disputa está feia também no Riacho Fundo I...os apoiadores de Rollemberg torcem...Fabiano Lago que o diga...
...que empresário de vans escolares estão na bronca com o deputado distrital Robério Negreiros...
...que o vice-governador Tadeu Filippelli pode dar volta por cima de forma triunfal...
...que Rollemberg vai governar praticamente sem oposição...já tem petista virando a folha...
Eita passarinho que sabe de coisas, gente!!!
Por Odir Ribeiro
Leia Mais....

Por dentro do REGIMENTO




Foto: reprodução/ Facebook
Campeão de votos estuda as regras da CLDF

Ex-secretário de Esporte do DF e deputado distrital mais votado nestas eleições com 29.384 votos, Julio Cesar (PRB) começou a estudar o Regimento Interno da Câmara Legislativa. O campeão de votos quer iniciar seu primeiro mandato parlamentar com o Regimento na ponta da língua. O nome de Julio está circulando para disputar a presidência da Casa. Contudo, Julio afirma que em nenhum momento colocou seu nome para a disputa e nem passou procuração para que ninguém o fizesse. “Reconheço que sou novato e que na Casa há parlamentares mais experientes. Penso que o presidente deva ter reputação ilibada, conhecer muito bem o DF, estar disposto a melhorar a relação com a população e ter pulso firme,” defende.   (fonte:Tiago Monteiro)
Leia Mais....

Em sintonia com a missão



Foto: divulgação
Delmasso aposta no resgate do Legislativo
As articulações em torno da eleição para presidência da Câmara Legislativa continua roubando a cena na Casa. Enquanto alguns se candidatam ao posto outros ponderam o que querem, pensam e defendem os postulantes ao cargo. Eleito para o seu primeiro mandato o pastor Rodrigo Delmasso (PTN), o quinto mais votado com 20. 894 votos, acredita que o primeiro passo para a escolha do presidente é saber o que a Casa quer. “Queremos alguém que resgate a imagem da Câmara ou queremos um presidente que siga as orientações do Buriti,” questiona. Para ele, a missão da próxima legislatura é fortalecer o vínculo da Câmara com a população. A princípio, Delmasso não tem intenção de ocupar cargos no Poder Executivo.         (fonte: Tiago Monteiro)
Leia Mais....

Promessa é dívida

“Prometeu tem que cumprir ou então explicar porque que não cumpriu.”
Dr. Michel (PP), deputado distrital sobre o cumprimento das promessas de campanha.

Foto: reprodução
O deputado distrital Dr. Michel (PP), quarto mais voltado para o Legislativo local nesta eleição, pede aos eleitores que cobrem de seus representantes políticos a execução de todas as promessas de campanha. Reeleito para o seu segundo mandato com 22.424 votos, ele promete honrar a expressiva votação e diz que promessa é dívida. “Fui eleito e vou honrar os votos que recebi nas urnas, minha missão é trabalhar pelo bem do povo do DF”, afirmou o distrital. Para ele, independente de quem seja oposição ou situação, o importante é que os distritais tenham consciência de seu papel de representes do povo e possam fiscalizar e cobrar do governo políticas públicas que, de fato, melhorem a vida da população.
Nada de secretarias
Tem circulado nos bastidores que Dr. Michel estaria articulando sua ida para a Secretaria de Justiça do DF ou até mesmo para a Secretaria de Segurança, já que é um homem da área da segurança. O ex-delegado esclarece que sua vontade é trabalhar pelo fortalecimento das três forças de segurança, fortalecendo as polícias Militar, Civil e o Corpo de Bombeiros do DF. Ele afirma que não deverá assumir nenhuma secretaria de governo. “Fui eleito para ser deputado,” explica. Quando o assunto é o futuro presidente da Câmara Legislativa, o Xerifão contemporiza ao afirmar que os 24 eleitos têm condições de presidir a Casa. Perguntado sobre qual seria o nome mais forte para assumir o cargo, responde com convicção: Dr. Michel.  (fonte:Tiago Monteiro)
Leia Mais....

Curso de Saúde Financeira: faça já sua inscrição


Estão abertas as inscrições para o Curso de Saúde Financeira da PMDF. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição (veja o modelo abaixo) e encaminhá-la para o email: saudefinanceirapmdf@gmail.com ou ainda ir pessoalmente à Junta Médica, no Setor Policial Sul. O curso será realizado nos dias 11 e 12 de novembro, das 9 às 12 horas, no auditório do QCG.
Para a inscrição, o email deverá conter os seguintes dados:
Nome:
UPM:
Telefones:
Email:
Levará até 03 dependentes? ( ) sim ( ) não
Nomes dos dependentes participantes:
1.
2.
3.
Leia Mais....

Nada de secretaria

A deputada distrital eleita Telma Rufino (PPL) já disse em bom e alto som que o seu lugar é na Câmara Legislativa. Portanto, nada de assumir secretaria. Aliás, deputado distrital assumir secretaria não é uma boa ideia. Pelo menos nas urnas não tem dado muita sorte.
Fonte: Odir Ribeiro
Leia Mais....

Maioria dos distritais do PT fará oposição branda a Rollemberg


Petistas que vão ocupar cadeira na próxima legislatura adotam discurso moderado e não devem dar trabalho ao governador eleito do DF
Almiro Marcos
chicovigilanteXRollemberg
 




Vigilante deve adotar discurso mais crítico
A depender dos deputados distritais eleitos pelo PT, o governador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB) não terá adversários na Câmara Legislativa. Dos quatro petistas que vão ocupar vaga na próxima legislatura, até o momento, apenas Chico Vigilante (PT) deu sinais de que pretende ser contrário ao futuro governo. Os demais, Wasny de Roure, Chico Leite e Ricardo Vale, adotam discurso muito mais moderado. “As eleições ficaram para trás. Precisamos agir com responsabilidade e pensar no que é melhor para o Distrito Federal”, avalia Wasny, atual presidente da Casa.
Os petistas estão dispostos, inclusive, a conversar com o governador eleito, apesar do confronto duro entre ele e o atual chefe do Executivo, Agnelo Queiroz, durante o processo eleitoral. A troca de farpas entre os dois, que foram aliados em 2010, foi tão intensa que o partido recomendou voto nulo no 2º turno. A decisão também ganhou força depois que o socialista anunciou apoio à candidatura de Aécio Neves (PSDB) à Presidência. No entanto, a busca pelo diálogo, segundo avaliam os distritais, deve partir de Rollemberg. Afinal, mesmo que tenha perdido representatividade na Casa, o PT entrará 2015 com a maior bancada.
Secretário-geral do PT local, Ricardo Vale assume o mandato no ano que vem e vê com bons olhos a aproximação. Chico Leite, reeleito pela terceira vez, é, do grupo, o mais próximo de Rollemberg. Para ele, o bem da cidade está acima de rixas políticas. “A minha postura é de defesa do interesse público”, destaca. Apenas Vigilante não dá mostras de, por enquanto, estar interessado em conversar com o grupo que apoiou uma candidatura tucana na disputa com a presidente Dilma Rousseff .

Fonte: Correio Braziliense
Leia Mais....

À queima-roupa: Deputado eleito e secretário-geral do PT-DF

ricardovallePT






Não serei nem oposição nem governo
O governador eleito Rodrigo Rollemberg sinalizou, depois da eleição, que quer abrir o diálogo com o PT.
Acha possível?
Acredito que sim. A nossa primeira preocupação é com as melhorias da nossa cidade. Não faremos oposição cega, a qualquer custo. A própria presidente Dilma, em seu pronunciamento após as eleições, defendeu a união. O PT precisa entender os recados das urnas no Distrito Federal…
Na condição de parlamentar, que tomará posse em primeiro de janeiro, como será a sua posição?
Não serei nem oposição nem governo. Vou apoiar as boas medidas importantes para o DF e exercer o papel de fiscal do Executivo que me caberá como deputado. Vamos criticar o que não for bom. Tenho uma expectativa grande de ajudar a renovar o partido e resgatar os princípios do PT.
Como votou no segundo turno no Distrito Federal?
Votei nulo. A quantidade de votos nulos mostrou que os petistas não optaram por nenhum dos dois candidatos. Passada a eleição, é hora de pensar em Brasília. O PT precisa fazer uma análise do que representou essa derrota eleitoral antes de decidir por uma oposição cega. É isso o que a população espera do nosso partido.
Fonte: Correio Braziliense
Leia Mais....

Daniel de Castro na Secretaria do Entorno

daniel de castro







O advogado e pastor Daniel de Castro (PMDB) assumiu a Secretaria do Entorno do DF e Região Metropolitana. Ele foi candidato a deputado distrital e obteve quase dez mil votos. Só não venceu porque a Igreja Assembleia de Deus Madureira simplesmente lançou oito candidatos (e não elegeu nenhum representante para a Câmara Legislativa do DF).
No segundo turno, Daniel e sua equipe deram importante apoio ao candidato Rodrigo Rollemberg (PSB), que venceu as eleições na disputa com Jofran Frejat (PR).  O governador eleito sabe da fidelidade e competência de Daniel.


Fonte: Donny Silva
Leia Mais....

Secretário de Saúde também está no corte de gastaos do GDF



Pagamento de despesas feitas com o Fundo Constitucional foi estopim para troca de comandos pelo Buriti
Daniel Cardozo
daniel.cardozo@jornaldebrasilia.com.br

O secretário de Saúde, José Bonifácio Carreira Alvim, deve ser exonerado hoje. A causa seria a demissão de José Menezes Neto,  diretor executivo do Fundo de Saúde do DF, publicada no Diário Oficial de ontem. Caso a mudança se concretize, o próximo nome será o quarto indicado pelo governador Agnelo Queiroz (PT).
O desentendimento teria sido motivado pelo ordenamento de despesas considerado inadequado pelo governador. O secretário de Saúde não teria sido comunicado da demissão do diretor e acabou entregando o cargo após saber da decisão.
A mudança no comando foi tratada como boato dentro da Secretaria de Saúde até ontem. Por isso mesmo, a assessoria de comunicação da pasta não confirmou a exoneração até o fechamento desta edição.
O governador participou de uma reunião durante a noite de ontem, mas não foi confirmado que o assunto seria a demissão de Bonifácio.
O nome apontado para substituir o ex-secretário é o diretor do Hospital de Base, Julival Fagundes Ribeiro, o que também não foi confirmado pela Secretaria de Saúde até ontem. 
Menos de dois meses
A permanência de Bonifácio na Saúde durou menos de dois meses. Ele assumiu assim que o ex-secretário, Elias Miziara, demitido por declarar que a população tinha o “mau hábito” de procurar a rede de saúde durante a noite. Tanto Bonifácio quanto Miziara eram secretários-adjuntos e foram promovidos.
Já José Menezes Neto dirigia o fundo desde o início da gestão do PT e trabalhou também com Rafael Barbosa, ex-secretário de saúdade que pediu desincompatibilização para participar das eleições. Barbosa acabou recebendo 26.399 votos e ficou sem a vaga de deputado federal.
A Secretaria de Comunicação não retornou os telefonemas da reportagem do Jornal de Brasília.
No foco das atenções desde o início
A Secretaria de Saúde esteve no foco do governo Agnelo Queiroz antes mesmo de seu início. O então candidato, invocando sua condição de médico, prometeu que nos primeiros tempos de sua administração acumularia o cargo de secretário. Não fez isso, mas indicou o médico Rafael Barbosa, muito ligado a ele, para a pasta. Apesar dos fortes investimentos feitos, em especial nas Unidades de Pronto Atendimento e nas UTIs, a saúde brasiliense permaneceu como maior alvo de críticas na campanha sucessória.
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot