• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Dr Michel x Laerte Bessa: Ringue público

segunda-feira, 31 de março de 2014

“É uma vergonha vermos um ex-diretor da Polícia Civil defendendo bandido"

A presença dos deputados em plenário é escassa, mas algumas têm sido bastante ruidosas.
Irritados com o ex-deputado federal Laerte Bessa (PR), que quer voltar à política com votos da Polícia Civil, Welington Luiz e Dr. Michel (foto), ambos oriundos da corporação, usaram a tribuna da Câmara esta semana para achincalhar o rival. 
“O Laerte Bessa não tem moral para atacar nenhum de nós. Ele hoje advoga para bandidos que nós prendemos. Iguala-se a eles”, criticou Welington.
 “É uma vergonha vermos um ex-diretor da Polícia Civil defendendo bandido. Ele vive caindo pelos cantos de cachaça. Deveria tomar vergonha na cara”, acrescentou Dr. Michel.

Fonte: ANA MARIA CAMPOS e HELENA MADER Correio Braziliense / Redação
Leia Mais....

ONs e OFFs Por Tiago Monteiro Tavares (31/03/2014)


Promoção nos Bombeiros
O  deputado distrital Aylton Gomes (PR) está feliz da vida. A razão é a promoção para graduação de soldados à cabo no Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), instituição a qual é representante na Câmara Legislativa. Após longa negociação, a decisão constante no Boletim Geral (Nº 061/2014), saiu na noite de sexta-feira (28). Ao todo, a decisão contempla cerca de 550 soldados, além de cabos e 3º sargentos - em decorrência dos militares que serão promovidos. Aylton tinha compromisso firmado com os soldados ingressos no CBMDF em 2012 e temia não conseguir o cumprimento junto ao governo. O parlamentar articula a promoção desde o antigo comando do CBMDF, além de ter se dedicado à regulamentação da lei que garante o Plano de Cargos e Salários dos Bombeiros, que possibilitou que os soldados se beneficiassem de um interstício menor para a promoção à graduação de cabo.
Estímulo nas Ruas
Na avaliação do deputado Aylton Gomes, para os soldados, a viabilização da promoção é um estímulo para mantê-los firmes no propósito de seguir carreira dentro da corporação. Para ele, os reflexos da decisão serão sentidos nas ruas pela população.  Apesar da grande vitória, Aylton afirma que a questão não muda em nada sua postura junto ao governo, do qual deixou a base de apoio na Câmara Legislativa recentemente.
Foto:Reprodução
A promoção é um estímulo para a corporação
Reunião do ano
A constante falta de quórum para apreciação de projetos na Câmara Legislativa (CLDF), a saída de parlamentares da base aliada ao governo na Casa, o estabelecimento de um calendário de votações e outros “Pingos nos ‘Is’”, devem fazer da reunião com todos os parlamentares da CLDF, amanhã (1º), a ‘reunião do ano’ na Casa. Agendada para as 14h, a reunião foi proposta pelo deputado Patrício (PT), que tem liderado o movimento dos dissidentes do governo e acatada pelo presidente, Wasny de Roure (PT), que só vislumbra um grande entendimento para fazer a Casa andar.
Uma vez por semana
A proposta da presidência da Câmara Legislativa é de firmar um acordo mínimo, que assegure votações apenas às terças-feiras, numa tentativa de conseguir um compromisso de que a Casa não ficará totalmente vulnerável às agendas externas dos parlamentares em ano eleitoral, além de não ficar paralisada com insatisfações dos parlamentares com a postura e os espaços cedidos pelo Buriti. Mesmo parecendo bem ‘razoável’ e flexível, a proposta não será de fácil entendimento.
Subindo o tom
Parlamentares considerados dissidentes prometem subir o tom e não firmar nenhum acordo de votação caso a postura adotada pela Mesa Diretora e o governo não ceda às demandas mínimas dos insatisfeitos. Em off, parlamentares afirmam que não vão votar nada, mas nadinha mesmo, do governo apenas pelo simples fato de serem ou terem sido da base. Querem discutir os temas propostos, emendar e, claro, pressionar o governo para que aumente os respectivos espaços políticos na estrutura do governo. Acontece que este ano nenhum projeto dos próprios parlamentares foi aprovado pela Câmara Legislativa, ou seja, não se trata apenas da relação Executivo/Legislativo.
50 anos do Golpe Militar
Hoje se completa 50 anos do Golpe Militar de 1964, que instituiu 20 anos de ditadura político-militar e levou o país a aclamar nas ruas eleições diretas para presidente da República (Diretas Já!). Mesmo com toda ruptura democrática e suas consequências políticas internacionais, além de toda a repressão violenta e as inúmeras mortes provocadas pelo comando dos militares, muitos ainda insistem em chamar o Golpe de “Revolução de 1964”, jargão indissociável dos milicos. Mesmo diante de um cenário social trágico e a ausência de democracia, o período militar (1964/1985) ainda trás lembranças positivas em alguns, que vangloriam o desenvolvimento econômico do país naqueles anos, que mesmo com toda desenvoltura, acabou com a crise inflacionária que levou à queda do regime. Tudo tem seu lado positivo e negativo, inegável!
Foto:Reprodução
Atualmente tem sido revisto lados positivos e negativos do Golpe
Apoio à democracia
O que é preocupante é que a população brasileira ainda têm dúvidas quanto à democracia. Na última pesquisa do renomado Instituto chileno Latinobarómetro, divulgada em novembro de 2013 e publicada na revista britânica “The Economist”, apenas 49% dos brasileiros apoiam a democracia em relação a outras formas de governo, um dos piores índices entre os 18 países latino-americanos que envolvem o levantamento. O fato que devemos refletir não é se a democracia é melhor ou pior que outros regimes. Precisamos aumentar as formas de participação popular e politizar a sociedade para que essa possa escolher racionalmente seus representantes e, só então, pensarmos se a democracia não é a melhor forma de governo.
Retorno esperançoso
O deputado distrital Alírio Neto, que estava licenciado do cargo há três anos para conduzir a Secretaria de Justiça do DF, retorna hoje à Câmara Legislativa (CLDF). Alírio avalia que não perdeu muita coisa estando fora do Legislativo e diz até que sua vocação é o Executivo. Ex-presidente da Casa, o parlamentar retorna para poder ser candidato a deputado federal nas eleições de outubro, pelo recém-criado Partido Ecológico Nacional (PEN). Alírio foi o primeiro secretário a deixar o governo para ser candidato. Seu retorno à CLDF pode ajudar o governo a amenizar os problemas junto a base aliada, devido sua postura articuladora e seu conhecimento e convívio com grande parte dos distritais. O deputado deve começar seu trabalho na reunião com todos os distritais, amanhã (1º), onde já pode chegar ‘fazendo a diferença’. 
Foto:Reprodução
Alírio pode ajudar a acalmar os “ânimos” na CLDF
Leia Mais....

ELIANA PEDROSA – ENTREVISTA SOBRE ELEIÇÕES PARA O GDF

sábado, 29 de março de 2014
Queremos construir uma candidatura de grupo, diz Eliana sobre GDF
Imagem
Eliana Pedrosa
 Um quadro político em que todos têm chances de ganhar o Governo do Distrito Federal. Esta é a avaliação da pré-candidatada do PPS ao Palácio do Buriti, deputada Eliana Pedrosa. Em entrevista ao Jornal Coletivo, nesta quarta-feira (26), a parlamentar foi categórica ao afirmar que não acredita em polarização e que pelo menos quatro candidaturas devem prosperar com chances de vitória. Além disso, Eliana falou sobre alianças e também da renovação na Câmara Legislativa. Confira a entrevista na íntegra a seguir.

Coletivo – Como a senhora avalia os últimos acontecimentos na Câmara? Parece que houve uma espécie de rebelião na base aliada ou não foi isso?
Eliana Pedrosa – Não sei se foi uma rebelião. Os deputados têm de ser coerentes e se posicionar. Alguns discordavam do governo e se posicionaram. Talvez seja coisa pontual que vá se repetir ou não. Também tem a questão eleitoral. Ninguém pode se dar ao luxo de ir contra a opinião pública.

Coletivo – Falando em eleição, como está o cenário eleitoral na sua visão?
Eliana – Embolado. Temos a tentativa de reeleição do governo, uma outra chapa montada por dois ex-governadores, e outras forças se mobilizando para consolidar candidaturas. Acho que teremos, pela primeira vez na história do Distrito Federal, quatro nomes concorrendo ao Buriti e com chances reais de sair vencedores nas eleições.

Coletivo – Então não haverá polarização como nos anos anteriores?
Eliana – Na minha avaliação não. A polarização é ruim para a democracia. O debate tem de ser mais amplo. Todos os nomes colocados – seja o Fraga, o Reguffe, o meu nome ou Rollemberg – têm ideias consistentes para resolver o profundo caos urbano e social em que o DF está mergulhado. Todos nós também queremos fazer o melhor pelo nosso povo e sei que todos iremos ao debate defender a nossa gente.

Coletivo – Então sua candidatura está colocada?
Eliana – Ninguém é candidato de si mesmo. Estamos tendo muitas conversas para compor um grupo com boas ideias para o DF. Meu nome está a disposição sim, mas não sou prepotente ao ponto de fechar uma chapa sem ouvir as demais forças políticas. Não acho que é saudável fechar questão e achar que todos demais atores tem de vir para o nosso lado por gravidade. Acredito no debate de ideias e é isso que estou fazendo.

Coletivo – E com quem a senhora tem conversado?
Eliana – Com todos que, assim como eu, acreditam que governar é cuidar das pessoas. Então precisamos convergir ideias nesse sentido. Queremos construir uma candidatura de grupo e que tenha um pensamento mais global e que entenda que o povo precisa de muitas obras, mas precisa também de escolas, creches, saúde e transporte de qualidade. Um pensamento que entenda que a violência não pode se alastrar igual rastilho de pólvora, como está acontecendo hoje. Precisamos de uma chapa que dê exemplo e orgulho para os cidadãos.

Coletivo – Mas voltando à Câmara Legislativa, existe uma avaliação de que nesta eleição haverá uma renovação mais alta na casa do que a de anos anteriores, como a senhora vê isso?
Eliana – Temos muitos deputados fazendo bons mandatos, mas tem muita gente que corre por fora. Tenho dificuldade de avaliar. Meu sentimento é de que muita gente renovará o seu mandato. No final, acredito que a dança das cadeiras ficará no número histórico de 50% por cento mesmo.  A população tem sofrido muitos revesses desde 2009 e está querendo mudanças, mas confio no nosso povo e sei que eles tem responsabilidade. Tem deputados que efetivamente fazem um bom trabalho e esses devem receber mais um voto de confiança da população.                                               fonte; Evan do Carmo
Leia Mais....

Após 38 anos em atividade, antigo Caje é demolido na manhã deste sábado

A ação para colocar abaixo as paredes do antigo Caje começou por volta das 10h30. Os últimos internos foram transferidos nessa quinta-feira (27/3), para novas unidades em São Sebastião, Recanto das Emas e Planaltina. Desde 1976, quando foi fundado, dois servidores e 30 adolescentes morreram no local.                              fonte: Evan do Carmo.
 (Breno Fortes/CB/DA press)
Desde 1976, quando foi fundado o local, dois servidores e 30 adolescentes morreram no local.
Leia Mais....

Campanha na internet: Twitter, Facebook e cadastros de e-mails estão liberados

Legislação proíbe, no entanto, qualquer tipo de propaganda eleitoral paga nas redes sociais

Candidatos podem enviar e-mails pedindo voto para internautasDivulgação / Agência Brasil
Carolina Martins, do R7, em Brasília
Como não há regras claras sobre o uso da internet para realização de campanha política, caberá a cada partido fiscalizar os opositores e denunciar abusos.
Com a permissão de usar as mídias digitais para fazer propaganda eleitoral, desde que de forma gratuita, os candidatos se preparam para usar a internet como ferramenta de mobilização de militantes e solicitação de votos.
De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a partir do dia 6 de julho está liberada a campanha eleitoral, inclusive na internet por meio de sites, blogs e redes sociais como o Twitter e o Facebook....
A legislação eleitoral deixa claro que “é livre a manifestação do pensamento” na internet, desde que não seja feita de forma anônima. Mas a lei também assegura o direito de resposta em casos de ofensas.
O advogado especialista em Direito Eleitoral e integrante do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral) Luciano dos Santos diz que não há uma definição concreta do que é permitido ou proibido nas redes sociais. Segundo ele, a ideia é manter a internet como um espaço livre, desde que não seja usada para abusos.
— Fica sempre dependendo de um julgamento caso a caso. A justiça eleitoral analisa o caso concreto para apurar se houve abuso ou não. E a ideia é essa mesmo, de que a internet tem que ser um veículo livre, que pode ser utilizado para campanha eleitoral, desde que não haja nenhuma abuso, nenhuma ofensa.
Campanha antecipada
Dois pré-candidatos à Presidência da República já foram penalizados pelo TSE, acusados de fazer propaganda antecipada na internet. Em meados de março, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), e o senadorAécio Neves (PSDB-MG), tiveram páginas do Facebook retiradas do ar por determinação judicial.
A justiça eleitoral entendeu que o conteúdo divulgado na rede social enaltecia a imagem dos pré-candidatos, o que caracteriza campanha eleitoral.
Usando os mesmos argumentos, há quem questione o perfil de Dilma Bolada. Criada e mantida pelo estudante Jeferson Monteiro, a página no Facebook e o perfil no Twitter faz uma sátira da presidente Dilma Rousseff, comentando decisões e eventos da presidência da República.
Esse tipo de conteúdo não se configura, contudo, como propaganda eleitoral. Segundo o advogado Luciano dos Santos, qualquer cidadão é livre para se manifestar na internet.
— Qualquer pessoa pode fazer manifestação política e se manifestar, de uma forma geral, sem pedir voto para nenhum candidato, que é o que caracteriza propaganda antecipada.  O debate na redes sociais é permitido, não tem problema.
A minirreforma eleitoral, sancionada pela presidente Dilma em dezembro do ano passado, deixa claro que o debate por meio das redes sociais e até a divulgação do trabalho dos parlamentares não se enquadram como propaganda política.
Poder econômico
Todas as manifestações nas redes sociais são permitidas desde que sejam feitas de forma gratuita, mesmo durante o período de campanha eleitoral. A legislação veta qualquer tipo de propaganda eleitoral paga.
Por isso, os partidos podem formar cadastros de contatos para enviar e-mails divulgando as propostas de governo, por exemplo. No entanto, essa lista de endereços eletrônicos não poder ser comercializada. A lei proíbe a venda de cadastros de e-mails.
Segundo o especialistas em Direito Eleitoral, o objetivo da proibição e impedir que o poder econômico dos partidos mais ricos desequilibre a disputa eleitoral.
— Atualmente é comum empresas que vendem cadastros de e-mails, mas o candidato ao pode comprar um. O objetivo é sempre o equilíbrio, para que o poder econômico não favoreça a divulgação dos candidatos que têm mais recursos.



Fonte: R7
Leia Mais....

Longa conversa tripartite


Conversaram longamente ontem pela manhã o presidente regional do SDD, Augusto Carvalho, o senador Cristovam Buarque, do PDT, e a deputada Eliana Pedrosa, presidente do PPS. Participou ainda o presidente do PDT, George Michel. Examinaram a sucessão nacional — ao menos dois deles estão no barco do governador Eduardo Campos — e, evidentemente, a sucessão brasiliense. Sobre a possibilidade de estarem no mesmo barco. Gente malvada garante que, enquanto os quatro se reuniam no gabinete de Cristovam, estavam vermelhíssimas as orelhas do senador Rodrigo Rollemberg e, em especial, do deputado José Antônio Reguffe. Fonte: Eduardo Brito.
Leia Mais....

Mudança no Paranoá


O administrador do Paranoá, Cezar Lopes, deverá deixar a administração da cidade. Não, ele não será candidato a nada. Voltará para a  assessoria do distrital Robério Negreiros, que o indicou para o cargo. O mesmo Robério Negreiros deverá escolher seu sucessor. Fonte: Eduardo Brito.
Leia Mais....

VAN ESCOLAR PEGA FOGO EM SANTA MARIA

unnamed (1)
Uma van escolar pegou fogo na manhã desta sexta-feira, 28 de março, na quadra 308 de Santa Maria Sul (DF) ficando totalmente destruída. Duas viaturas do Corpo de Bombeiros foram enviadas para atender a ocorrência e controlar as chamas.
Segundo o corpo de bombeiros dez crianças de escolas particulares estavam na van mas ninguém se feriu.                                       FONTE: BLOG GBU
fotos e texto: Alan Resa
Leia Mais....

PMDF terá reforço de 1.702 novos policiais até o fim do ano


  Parte desse efetivo já participa de treinamento para trabalhar nas ruas

PMDF terá reforço de 1.702 novos policiais até o fim do ano
 A Policia Militar do Distrito Federal (PMDF) ganhará até o fim deste ano o reforço de 1.702 novos policiais. Desse total, 830 são do cadastro reserva do concurso de 2012 e já tiveram a convocação autorizada pela Secretaria de Administração Pública. A convocação desse grupo está prevista para agosto.
 Além deles, 872 novos policiais aprovados no concurso de 2012 já estão participando do Curso de Formação de Praças (CFP). A turma concluirá o primeiro módulo em maio, antes da Copa do Mundo. Após essa fase, eles estarão aptos a exercer as atividades, com supervisão de PMs mais experientes.
 "A Polícia Militar é ostensiva, de prevenção aos crimes. Sendo assim, quanto maior o número de policiais presentes nas ruas, tanto no patrulhamento a pé quanto no motorizado, maior a sensação de segurança da população, e mais inibidos ficam os criminosos", afirmou o chefe do Departamento de Gestão de Pessoal da PMDF, coronel Adilson Evangelista....
Os novos policiais se somarão ao efetivo de 15 mil homens, e a expectativa é formar novas turmas ainda este ano. De acordo com o comandante da Escola de Formações de Praças (EsFP), tenente-coronel Stefano Enes Lobão, o concurso de 2012 autorizava convocação de 964 aprovados, mas 92 não assumiram o cargo ou foram eliminados por estarem com a idade avançada.
 "Por isso, já fizemos um novo edital (de convocação) para receber outros no lugar dos faltosos e, dessa forma, completar todos os 964", explicou o coronel Evangelista.
 CONVOCADOS – Além desse reforço no efetivo, mais 36 pessoas foram chamadas, por concurso público, a ocupar cargos na área de Saúde, dentro da polícia, com a expectativa de mais cinco serem convocados ao longo deste mês. A PM também planeja abrir um novo concurso público para 50 oficiais, ainda este ano.
 CURSO – Antigamente, os aprovados no concurso público da PM participavam do Curso de Formação de Soldados, e depois, quando fossem promovidos a cabo e a 3º sargento, precisavam participar de outros cursos.
 Com a ampliação da carga horária, o Curso de Formação de Praças já capacita os participantes a assumirem as três graduações. Eles se formam como soldados e, com o tempo exigido, são promovidos a cabo e depois a 3º sargento, sem a necessidade de um novo curso preparatório.
 No conteúdo do 1º módulo estão: Noção de Direito Administrativo e Penal; Policiamento Comunitário; Abordagem Policial; Policiamento Ostensivo; Comunicação Policial; Preparamento Físico; Noção de Primeiros-Socorros; Armamento Não Letal; e Iniciação em Armamento Letal.                     Blog GBU
Leia Mais....

ONs e OFFs Por Tiago Monteiro Tavares (28/03/2014)


Estádio e outros dez projetos
Deputado acredita que valor deve cair. Foto: Divulgação
O deputado federal e presidente do PT-DF saiu em defesa do Estádio Nacional Mané Garrincha. Para o deputado,  Brasília está sendo atacada porque será sede de grande número de jogos da Copa do Mundo. Policarpo destaca que as notícias veiculadas que informam que o custo total do estádio  chegaria a R$ 2 bilhões estão equivocadas. Ele explica que neste valor estão computados recursos para paisagismo e urbanismo da revitalização da área central de Brasília, que inclui a urbanização do Setor Hoteleiro, que compreende dez projetos, entre eles obras viárias. Nessas obras estão sendo investidos R$ 300 milhões.
Custo pode cair
Policarpo acredita que o custo final do Estádio ainda vai cair. Segundo ele, o investimento total no estádio é de R$ 1,4 bilhão, que ainda poderá ser reduzido para R$ 1,2 bilhão, em virtude do abatimento de créditos do Regime Especial de Tributação para Construção, Ampliação, Reforma e Modernização de Estádios de Futebol (Recopa). “É preciso destacar que a obra foi contratada a partir de licitações distintas. A primeira delas, no valor de R$ 696 milhões, assinada, em 2010, não incluiu itens como cobertura, gramado, placares eletrônicos, assentos, sem os quais teríamos apenas uma carcaça, não um estádio de futebol, e que foram licitados ao longo do processo de construção da nova arena”, defende.
Ampliar e não reduzir
A Administração Regional de Brasília recebeu, na quarta-feira (26), integrantes da cúpula da segurança pública do Distrito Federal para debater a redução no horário de funcionamento de bares e restaurantes no Plano Piloto. O pessoal da área da segurança tem procurado diversos administradores para tentar limitar o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, na esperança de reduzir o número de crimes. A diferença é que na Administração de Brasília, a recepção à ideia foi diferente. Ouviram do administrador, Messias de Souza (PCdoB), que a intenção não é a de reduzir o horário de funcionamento, mas ampliar as políticas que ofertam lazer e diversão no Plano Piloto, em conformidade com a diretriz de trazer a população para a área central da cidade, como no caso do projeto ‘Ocupe o Centro’, desenvolvido pela Administração. 
Aqualoucos
A Secretaria de Esporte do DF realizará amanhã (29), a partir das 8h30, o ‘Festival Esportivo da Escola do Esporte’, que tem como intuito reunir os alunos e mostrar para os pais os resultados alcançados no semestre. O evento contará com a participação de aproximadamente 350 alunos matriculados nas modalidades de natação, nado sincronizado, ginástica acrobática, tênis, karatê e judô. Durante a abertura, atletas farão saltos divertidos que agitarão o Festival Esportivo. Conhecido como aqualoucos, os saltos são feitos por saltadores que simulam medo ou que mostram medo de verdade. Os saltos ornamentais serão apresentados em números solos, duplas, trios ou em conjuntos no trampolim.
Peregrinação diária
Visitas à Washington tem gerado peregrinação na CLDF. Foto: Roberval Eduão
O deputado distrital Washington Mesquita (PTB) tem um dos gabinetes mais visitados da Câmara Legislativa. Mesquita costuma receber a população, apoiadores e lideranças ligadas aos movimentos católicos, dos quais faz parte, toda segunda-feira, para ouvir demandas e apresentar indicações ao Poder Executivo. Nesse mês, o parlamentar resolveu intensificar a agenda com os apoiadores e, agora, recebe os visitantes às segundas, terças e quartas-feiras, gerando uma verdadeira peregrinação nos corredores da Câmara. O distrital está com toda a disposição para atender seus fiéis eleitores.  
Paralisado
Mais de 400 lojistas do Jardim Botânico estão insatisfeitos com a demora de mais de três anos do projeto de estacionamento na região. Eles reclamam que ,embora o projeto tenha sido aprovado pela Novacap, ainda não foi solucionada a falta de vagas. Decepcionados, eles se reuniram com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista do DF, Edson de Castro, a quem apelaram para que interceda junto ao Palácio do Buriti. A expectativa é de que as vendas aumentem entre 10% e 20%, caso o governo execute a obra. Os comerciantes dizem que o projeto, já aprovado, encontra-se parado há três anos na Secretaria de Habitação.
Queda considerável
Caiu como uma bomba no núcleo do Governo Federal a divulgação, ontem (27), da pesquisa realizada pelo Ibope e encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que aponta queda de 7 pontos percentuais na aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). No último levantamento CNI/IBOPE, Dilma aparecia com 43% de ‘ótimo/bom’ e agora está com 36%. A maneira de governar também sofreu queda, indo de 52% para 48%, assim como a confiança na presidente, que baixou de 56% para 51%. Já os que avaliam o governo como ‘ruim/péssimo’, subiu de 20% para 27%, segundo o levantamento da Indústria.
Entrelinhas relevantes
Queda de 7% na aprovação preocupa PT. Foto: Divulgação
Nas entrelinhas da pesquisa, é possível identificar que a diferença entre os que classificam o governo como ‘ruim/péssimo’ e ‘ótimo/bom’ apresentou uma oscilação enorme, caindo de 23 pontos percentuais (p.p) para apenas 9 p.p. É esse o número mais relevante para as campanhas adversárias. A queda aconteceu em todos os estados, contudo, a mais intensa foi registrada nos municípios de pequeno porte, de até 20 mil habitantes. O que explica a queda é o fato dos municípios estarem na ponta, onde as pessoas sentem mais os problemas como seca, apagão, falta de infraestrutura etc, etc...
Leia Mais....

Urbanização das áreas verdes do Gama

sexta-feira, 28 de março de 2014
Foto de Adm Gama.O projeto-piloto das novas calçadas, além de ecologicamente correto, vai trazer mais qualidade de vida aos moradores da cidade

A Administração Regional do Gama criou um projeto urbanístico para dar vida nova às áreas verdes da cidade. Recentemente, entregou aos moradores da quadra 07, conjunto E, do Setor Sul, a primeira calçada ecológica construída em blocos de concreto, que servirá de modelo para todo o setor.

“Essa obra melhora o acesso às casas e deixa as quadras ainda mais bonitas. O projeto tem o intuito de melhorar a qualidade de vida dos moradores, e é completamente acessível às pessoas com mobilidade reduzida, inclusive com rampas de acesso às cadeiras de roda”, explica o Administrador Adauto Rodrigues.

Construído em blocos de concreto sextavados, o passeio de 700 m² é ecologicamente correto, porque permite a infiltração da água da chuva no solo, evitando alagamentos. A obra de pavimentação durou três meses e custou R$ 65 mil.

Para a moradora do conjunto E, Dolores Rodrigues, a benfeitoria veio resolver um problema que se arrasta há anos. “Antes aqui era só poeira, ficou ótimo, melhorou muito”, diz.

O comerciante Elson Vasco, também morador do conjunto, aprova a ação. “O serviço foi excelente e rápido. É mais qualidade de vida para todos nós. Agora só é preciso expandir para outros conjuntos”, comentou.                                                                                                            fonte: ADM GAMA.
Leia Mais....

Do Alto da Torre Eduardo Brito (28/03)

Caso do DF pode firmar jurisprudência
O julgamento apertado da perda de mandato do distrital Israel Batista (foto) – deu empate por três votos a três no TRE, cabendo ao presidente o voto de Minerva pela perda do mandato – sinaliza para desdobramentos ainda mais complicados. É que inexiste jurisprudência sobre esse tipo especial de troca de partido, envolvendo passagem por outro, na qualidade de fundador. A palavra final caberá mesmo ao Tribunal Superior Eleitoral. Não por acaso um dos juízes do Tribunal Regional Eleitoral qualificou a situação como um “hard case”, um caso duro de se enfrentar.

Onde está a indefinição
A lógica é simples. Quando o parlamentar deixa o partido que o elegeu para se filiar a outro, sem reconhecido constrangimento por parte do partido original, deve perder o mandato por violar a fidelidade partidária. Quando deixa o partido, mas para fundar outro, não perde, pois há referência específica ao caso na lei eleitoral. O problema ocorre quando se misturam as duas situações. Israel deixou o PDT para se filiar ao PEN, como fundador. Até aí, tudo bem. Deixou o novo partido um ano depois, porém, para se filiar ao PV, que já existia. É sobre essa situação nova que o TSE precisará manifestar-se.

Definições políticas
Até as cortinas que cobrem os janelões do TRE sabem que Israel Batista deixou o PDT porque não seu partido passou a fazer oposição ao Buriti. Sabem também que ele deixou o PEN porque teria escassas chances de reeleição se permanecesse por lá. Mas o que está sendo julgado não são suas intenções, mas o enquadramento jurídico. E, sobre este, o melhor sinal é um TRE rachado ao meio.

Israel alfineta o PDT
Israel Batista tem também como alfinetar o PDT. Lembra que, embora pedisse sua cadeira, o PDT aceitou a filiação de uma distrital que está rigorosamente na mesma situação. Celina Leão saiu do PMN para se filiar ao PSD, também como fundadora. E de lá saltou para o próprio PDT. Aliás, o PDT também aceitou Joe Valle, que para lá seguiu sem escalas, após desligar-se do PSB.

Tem mais
Só para mostrar o potencial de confusão que o julgamento embute, basta lembrar que estariam em situação análoga à de Israel Batista os também distritais Eliana Pedrosa, Washington Mesquita, Doutor Michel, Wellington Luiz e Celina Leão. Todos eles fizeram escalas como fundadores, no PSD, no PEN ou no PPL.  

Procuradores podem
Embora brigado com o PDT, para ingressar no PV Israel Batista foi expressamente autorizado pela direção do PEN, o que, segundo ele, é considerada  justa causa de desfiliação para a Justiça Eleitoral. Foi aliás um dos motivos  pelos quais a decisão foi tão controversa no TRE. Em outros casos, como os de Joe Valle ou Eliana Pedrosa, PSB e DEM abriram mão de requerer o mandato na Justiça, embora não tivessem dado autorização para a saída. Entretanto, mesmo quando o partido deixe de cobrar o mandato, o Ministério Público Eleitoral pode fazer isso.

Evangélico para o Senado
A Frente Cristã formada por PSC, PRB, PTN, PP e Pros deve reunir-se hoje com o governador Agnelo Queiroz, a quem defenderá a indicação de um candidato evangélico ao Senado. Os presidentes dos cinco partidos são evangélicos. À noite, o Pros fará seu congresso regional. Os dois eventos, em sequência, podem culminar na escolha do deputado federal Ronaldo Fonseca para completar a chapa majoritária de Agnelo.

Hora de esvaziar a gaveta
Está esvaziando as gavetas a distrital Luzia de Paula, que vive a sua última semana na legislatura. Luzia é suplente de Alírio Neto,  atual secretário de Justiça, que terá que se desincompatibilizar do cargo e reassumir o mandato. Alírio volta na segunda-feira, dia 31. No que costuma ser raro nas relações entre substituído e substituta, os dois mantiveram proximidade durante os 39 meses que Luzia permaneceu na Câmara. Em tempo: Luzia de Paula será candidata de novo a distrital este ano, pelo mesmo partido de Alírio, o PEN.

Aperto à vista
O secretário de Planejamento, Paulo Antenor de Oliveira, não esconde a insatisfação com o andamento dos contratos corporativos do governo — aqueles firmados pelo Planejamento, mas para atender várias outras pastas. Os contratos firmados pela secretaria de Paulo Antenor atendem a vários órgãos governamentais, possuem valores elevados e são alvos de interesses empresariais e políticos. A tendência é que uma verdadeira dança das cadeiras seja anunciada em breve.

Dia da Consciência Negra
Tem tudo para se tornar nacional mais um feriado, o Dia da Consciência Negra. Já existe em uma série de estados, inclusive o Rio de Janeiro e os demais, aos poucos estão aderindo à ideia. O próximo passo para extensão das comemorações pode ser dado na capital. A distrital Celina Leão apresentou projeto de lei para torná-lo feriado também no Distrito Federal. É comemorado no  dia 20 de novembro.

PT faz a defesa do Mané Garrincha
O deputado brasiliense Roberto Policarpo foi ontem à tribuna para um alerta. Acredita que Brasília está sendo atacada porque será sede de grande número de jogos da Copa do Mundo, mesmo sem ter tradição de futebol. “Estão sendo veiculadas notícias de que o custo do Estádio Nacional Mané Garrincha chegaria a R$ 2 bilhões, mas neste valor estão sendo computados recursos para paisagismo e urbanismo de revitalização da área central de Brasília, que inclui a urbanização do Setor Hoteleiro”, disse Policarpo, que é também presidente regional do PT. O pacote de ações de revitalização da área central da cidade custará cerca de R$ 300 milhões e compreende dez projetos, entre eles obras viárias. “E isso também não pode ser computado como custo do estádio”, registrou.

Não é o mais caro
Para o deputado, o Mané Garrincha não pode ser considerado o estádio mais caro do mundial. “Diferentemente de outros, como o Maracanã, que passou apenas por uma reforma, o estádio de Brasília foi totalmente reconstruído, e com capacidade para 72 mil pessoas”, comenta o presidente petista.
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot