• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319
sábado, 30 de novembro de 2013

Do Alto da Torre

Eduardo Brito



Publicação: Sábado, 30/11/2013
Distritais tentam evitar acúmulo de última hora

Com a proximidade do fim de ano, os deputados distritais já comunicaram a intenção de acelerar o ritmo das votações em plenário. Até agora, são três os projetos que podem atrapalhar a intenção dos parlamentares: a votação do PPCUB, em que não há consenso entre os líderes, a análise da LUOS e o orçamento do governo para o ano que vem, que está na fase final de análise antes de chegar ao  plenário. Líder do bloco PT-PRB, o distrital Chico Vigilante (foto) revela que as primeiras medidas já estão sendo tomadas. 

O Buriti que ande rápido

A primeira providência foi avisar o Buriti de que há necessidade de encaminhamento rápido das medidas a se examinar ainda este ano. Os líderes governistas apelam para que todos os projetos de interesse do Buriti sejam encaminhados até a terça-feira. 

Pente-fino na agenda

Além disso, a própria Câmara passará um pente-fino sobre os projetos de autoria dos deputados. Tentarão reduzir ao máximo as propostas que não sejam prioritárias, nem representem grandes acréscimos à legislação brasiliense. E, por falar em prioridade, existem chances remotas de votação da LUOS. Já no PPCUB ninguém acredita.

PHS espera governadores

 O Partido Humanista da Solidariedade, PHS, fará hoje no Hotel Nacional de Brasília  sua plenária nacional. O evento contará com a presença de representantes do partido de todos os estados, parlamentares e outros filiados. Devem aparecer por lá os governadores Agnelo Queiroz e de Marconi Perillo.

Ações do partido

 A abertura da plenária será às 9h e o encerramento, às 17h. Além dos debates sobre eleições 2014 e o trabalho do partido em cada estado, os participantes vão acompanhar palestra sobre a minirreforma eleitoral. "É um momento para debater as ações do partido e para fazer um balanço do último ano do PHS. Os solidaristas terão espaço para apresentar ideias e sugestões para nossa caminhada até 2014", explica o presidente nacional do partido, Eduardo Machado.

Nada de folgar no fim de semana

Começou apressado o novo secretário de Planejamento, Paulo Antenor de Oliveira, tem pressa em dar continuidade aos projetos da Secretaria. Em menos de uma semana, fez uma série de encontros com a equipe e, ainda mais sério, escalou todos os subsecretários e chefes para trabalharem no final de semana. Quer conhecer os projetos de cada setor e trabalhar para que eles sejam concluídos no prazo estabelecido.

Prioridades alinhadas

Paulo Antenor de Oliveira pretende dar atenção especial ao processo de mudança para o novo centro administrativo,  à construção do DataCenter corporativo do Governo e ao reforço da equipe de técnicos orçamentários. Já avisou que não poupará esforços para ver esses projetos finalizados.

Expectativas contrariadas

Na sessão do Senado que ontem homenageou centenário de fundação da Universidade Federal de Itajubá, surgida a partir da histórica Escola Federal de Engenharia , quem mais despertava expectativas não era qualquer das autoridades presentes, mas um ex-senador. A turma acreditava que os oradores evitariam mencionar um dos mais conhecidos alunos da faculdade, o ex-governador José Roberto Arruda. Quem  contava com isso frustrou-se. Único representante do Distrito Federal a falar, o senador Gim Argello não só chamou Arruda de “gigante” como disse que ele “foi brilhante, como governador do Distrito Federal, deu aula de como fazer”.

PSOL abre congresso em Luziânia

Começou na noite de ontem, na vizinha Luziânia, o quarto Congresso Nacional do PSOL, que tem como objetivo oficial debater a atuação do partido nas eleições gerais do ano que vem e, em especial, definir quem será o candidato do partido na disputa à Presidência da República. Já estão na disputa o senador  Randolfe Rodrigues, do Amapá, a ex-deputada federal gaúcha Luciana Genro e o ex-candidato a prefeito de Fortaleza em 2012, Renato Roseno. Ao menos 700 militantes participarão do Congresso.

Pode vir surpresa por aí

Em tese, Randolfe Rodrigues entra na disputa como favorito. Mas é bom não dar a decisão como certa. Até por não contar com caciques ostensivos, o PSOL é dado a surpresas. Basta ver o que aconteceu no Distrito Federal. Candidato à reeleição e simpático a Randolfe Rodrigues, o presidente regional Toninho Andrade foi superado pela desconhecida Juliana Selbach, de 29 anos. Que defende o lançamento de Luciana Genro.  

Ele pode

Ele não exerce mais o mandato de deputado e é filiado a partido que nem faz parte da base do governo. Mas o bispo Renato Andrade, secretário do Trabalho, tem prerrogativas com que poucos contam. Nas duas últimas edições do programa GDF Junto de Você — que esteve ontem em Ceilândia, com palanque cheio de autoridades — só ele pode usar o microfone à vontade, além do governador Agnelo Queiroz e do secretário de Governo, Gustavo Ponte de Leon, anfitrião do evento. Tem gente malvada com ciúmes.
 
Tá falado
 
 
Da população de 586 mil presidiários, no Brasil, cerca de 20 mil estão presos no regime fechado tendo sido condenados ao regime semiaberto. É obrigação do Judiciário, das instituições deste País, fazerem mutirão para poder retirar os inocentes que estão apodrecendo nas masmorras brasileiras.
 
 
Augusto Carvalho, deputado federal pelo SDD-DF
Leia Mais....

ELE PODE


Ele não exerce mais o mandato de deputado e é filiado a partido que nem faz parte da base do governo. Mas o bispo Renato Andrade, secretário do Trabalho, tem prerrogativas com que poucos contam. Nas duas últimas edições do programa GDF Junto de Você — que esteve ontem em Ceilândia, com palanque cheio de autoridades — só ele pode usar o microfone à vontade, além do governador Agnelo Queiroz e do secretário de Governo, Gustavo Ponte de Leon, anfitrião do evento. Tem gente malvada com ciúmes. doaltodatorre.
Leia Mais....

"Coronel Jooziel, peça para sair. Vá embora!"

Governador Agnelo cumprimenta Jooziel em sua cerimônia de posse no dia 07 de maio de 2013 na Academia da Polícia Militar, ao lado do antecessor coronel Suamy Santana.

O comandante geral da Polícia Militar não cumpre determinações do governador, e com um total de R$ 86,5 milhões para serem usados no atendimento médico da corporação, policiais e seus dependentes, até o final do dia de ontem, permaneciam sem acolhimento na rede credenciada. ...

A causa da suspensão dos convênios da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), não é a ausência de recursos, mas a falta de autoridade. A corporação tem em caixa recursos que poderiam ser usados diretamente no Fundo de Saúde, em gastos com atendimento médico-hospitalar. Porém, o comando da PMDF não aproveitou o dinheiro. Destinados originalmente para a compra de equipamentos, os recursos poderão ser remanejados.

Não é novidade para ninguém da área da segurança pública, que o comandante geral da PM, compõe a chapa com o secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar, para a Câmara Legislativa. Sandro tentará uma cadeira de deputado federal.

A PM diz que precisa de recursos para continuar o atendimento aos policiais e seus familiares. Mentira, ela tem dinheiro.

O ato praticado por Jooziel foi um atentado às vidas dos policiais e de seus familiares, e expôs o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, ao ridículo, ao passar informações truncadas e inverídicas ao chefe do executivo, Jooziel quebrou a hierarquia. Induziu a erro o seu comandante em chefe, ao lhe informar que os convênios foram suspensos por “iniciativa isolada do chefe do Departamento de Saúde”, ele se esquivou da verdade. Vendeu ao chefe do executivo uma mentira. Não reúne mais condições de continuar no comando da Policia Militar. A regra é clara, ao omitir  a realidade dos fatos,Jooziel quebrou a relação de confiança, quebrou a  hierarquia.

O coronel Jooziel não foi transparente, ou desconhece os caminhos administrativos da sua corporação. Expôs toda a corporação perante a opinião publica, deixando-a como se ela fosse irresponsável e indisciplinada

Na tentativa de se eximir da responsabilidade, atribui ao seu subalterno a autoria do ato.

Agnelo, induzido a erro por Jooziel, diante das redes de tevês, disse acreditar que o ato se tratava de uma tentativa de sabotagem, às vésperas de ano eleitoral.  "Foi uma decisão unilateral e irresponsável por parte do coronel, suspender a assistência à saúde dos militares e suas famílias”, na certeza que a responsabilidade seria do ex-diretor de saúde da PM Sergio Luiz de Souza Cordeiro. Mentira, e o comandante geral da Policia Militar sabe disso.

A mentira é tamanha, que se a culpa fosse exclusiva do coronel demitido do cargo, Sergio Luiz de Souza Cordeiro, bastaria que o próprio comandante emitisse um comunicado à rede credenciada, autorizando o atendimento. Se a ordem para que interrompesse o atendimento foi sabotagem, bastaria outra ordem autorizando a prestação do serviço. Contudo, Jooziel não tomou esta providência. A reativação dos serviços depende de outras “ordens”, e Jooziel sabe.

Não houve sabotagem, houve irresponsabilidade, desrespeito a todos. Dinheiro existe, e o comandante da Policia Militar sabe. E isso prevalece para outras autoridades que participaram desse ato desastroso e irresponsável.

"Vá embora coronel Jooziel, peça para sair, o seu tempo terminou."
Fonte: Edson Sombra / Redação com informações do Correio Braziliense - 29/11/2013
Leia Mais....

ONs e OFFs Por Tiago Monteiro Tavares


29/11/2013 
Wasny pretende melhorar condições de trabalho na Câmara Legislativa do Distrito Federal
Foto: Thiago Miranda
Uma Câmara sinfônica
A iniciativa da Câmara Legislativa do DF em abrir suas portas à cultura é louvável. Os domingos ganharam uma nova vida nos corredores do Legislativo, onde diversas apresentações culturais e exposições têm atraído o público a conhecer a Casa, o que é formidável. Neste domingo (1º), a CLDF terá uma atração mais que especial, pois contará com uma belíssima apresentação da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro. Serão seis apresentações, com início às 11hs, no auditório da Casa, e o público ainda terá acesso ao estacionamento coberto, tudo sem custos. Ótima oportunidade para conhecer uma Câmara mais sinfônica e próxima de você.
Apresentação sustentável
O deputado ambientalista Joe Valle, recém filiado ao PDT, esteve reunido com os integrantes do partido, na noite de  (28/11), para apresentar as ações detalhadas do seu mandato sustentável na Câmara Legislativa do DF. A intenção é formar uma ampla plataforma eleitoral para a legenda. Na plateia, estavam o senador Cristovam Buarque, o deputado federal José Reguffe  e a distrital Celina Leão, todos do partido. 
Joe Valle apresentou suas plataformas ao PDT-DF
Foto: Roberval Eduão
Emendas abertas
O deputado federal José Antônio Reguffe (PDT) tornou públicas suas emendas ao orçamento da União. Para ele, “deveria ser uma obrigação todo parlamentar prestar contas aos seus eleitores das suas emendas ao orçamento”. Para cada um, é possível apresentar até  1,2% da receita corrente líquida da União, no ano anterior. Assim, poderão destinar até  R$ 14.686.000 em emendas. “Como sempre faço, desde que era deputado distrital, concentrei todas as minhas emendas em Saúde, Educação e Segurança, áreas precípuas, na minha opinião, da atuação do Estado”, destacou Reguffe.
Emendas do Reguffe para o DF: compra de remédios para os hospitais públicos - R$ 3 milhões; construção de novos leitos hospitalares - R$ 2,5 milhões; compra de equipamentos para a rede pública de Saúde - R$ 2,186 milhões; construção de escolas de tempo integral - R$ 3,5 milhões; aquisição de viaturas para a PM - R$ 2,5 milhões; aquisição de veículos de resgate e salvamento para o Corpo de Bombeiros - R$ 1 milhão.
Reguffe apresentou ontem suas emendas
Foto: Agência Câmara
Reformas na CLDF
O presidente da CLDF, deputado Wasny de Roure (PT), esteve ontem na Administração de Brasília. O distrital pediu ao administrador, Messias de Souza (PCdoB), para realizar algumas obras no edifício sede da CLDF. O presidente quer autorização para obras que visam melhorar as condições de trabalho, como a criação de um bicicletário, além de reformas no plenário e um espaço cívico para eventos na área do esperado e prometido “mastro das bandeiras”. Acompanharam o presidente os diretores da CLDF Dulce Portela, Hugo Lapa, George Burns e Joan Góes Martins, que  apresentaram detalhes do projeto. Após falar da importância da CLDF para a população, Messias de Souza garantiu que as propostas serão analisadas pelo corpo técnico da Administração “com a maior brevidade possível”. 
O Lobby 
Com início em meados do século 19, nos Estados Unidos, grupos econômicos se organizavam de maneira a serem representados perante o Congresso, surgindo o que, mais tarde, foi denominado de grupos de interesse ou pressão. As atividades desenvolvidas por esses grupos foram denominadas de lobby pelo cientista político Arthur Bentley, na obra The Process of Governmente, de 1908. O conceito partiu através da definição de Lobby, que significa passagem, corredor ou ante-sala, àquela época, de hoteis. Surgiu como referência ao local onde os grupos de pressão ou os profissionais que os representavam, conversavam com os parlamentares na tentativa de influenciá-los. Era visto como meio de influência direta e que recorria frequentemente ao suborno.
O mais procurado
Após o anúncio da contratação do mensaleiro José Dirceu (PT)  pelo Hotel Saint Peter, para gerenciar o empreendimento com um salário de R$ 20 mil mensais, chamando atenção para o vencimento do ex-ocupante do cargo, R$ 1.800, o proprietário do hotel, empresário Paulo Abreu, confidenciou que algumas associações que mantinham contratos com o hotel ficaram incomodadas com a contratação do petista José Dirceu e que teria se surpreendido pela negatividade. Ora, é público e notório que Dirceu age como lobbysta, ou seja, o hotel passará a ser o mais procurado por políticos e empresários que desejam estreitar caminhos para o Planalto. Será o saguão (lobby) mais disputado do pedaço. Mesmo que a população não o veja com bom olhos, o público estará garantido. Haja uísque e charuto cubano para atender a companheirada! 
Agenda para a competitividade
A Federação das Indústrias de Brasília (Fibra) realiza hoje um amplo seminário denominado “A Indústria e o DF – Uma agenda para a Competitividade”, em que a entidade pretende debater e elaborar uma agenda participativa da indústria para o desenvolvimento do DF. O encontro ocorrerá em um Hotel Fazenda, em Luziânia (GO), e contará com a participação dos secretários do GDF de Fazenda, Adonias Santiago, e de Desenvolvimento, Hermano Carvalho, além do diretor da Codeplan, Jusçânio Humbelino, e o presidente da CLDF, deputado Wasny de Roure. Fabiano Tessitore, sócio da PwC Brasil, participará do painel “A força do DF”, no qual vai apresentar a sondagem empresarial homônima, elaborada pela empresa.
Leia Mais....

Polícia Militar exonera coronel que suspendeu convênios da corporação

quinta-feira, 28 de novembro de 2013
Agnelo Queiroz diz que o cancelamento temporário do plano de saúde da Polícia Militar do DF foi "sabotagem" do Departamento de Saúde da corporação. Responsável pelo setor será exonerado hoje e ato passará por investigação

Publicação: 28/11/2013 -CORREIO WEB
Policiais Militares em ronda: interrupção do plano foi revogada e, aos poucos, o atendimento nos hospitais e clínicas deve voltar ao normal (Rafael Ohana/CB/D.A Press - 17/6/11)
Policiais Militares em ronda: interrupção do plano foi revogada e, aos poucos, o atendimento nos hospitais e clínicas deve voltar ao normal
A suspensão temporária dos atendimentos pelo plano de saúde da Polícia Militar do DF (PMDF), na última segunda-feira, foi considerada, pelo governador Agnelo Queiroz (PT) um atentado “gravíssimo” contra os policiais militares. O chefe do Executivo garante que a justificativa do Departamento de Saúde e Assistência ao Pessoal da corporação para cancelar o serviço até 31 de dezembro deste ano — a falta de recursos orçamentários — não é válida. “Sempre esteve e continua ativo (o convênio). A suspensão foi um ato intempestivo e até irresponsável porque tem o recurso. São R$ 40 milhões no Fundo Constitucional e R$ 32 milhões no Fundo de Saúde, portanto não é por falta de dinheiro”, disse ontem, durante evento no Hemocentro.

Indignado com a situação, Agnelo passou a tarde reunido com o comandante-geral da Polícia Militar, Jooziel de Melo Freire, para avaliar a crise. Reclamou de que a categoria, que vai às ruas em situação de risco, não pode ser exposta sem um plano de saúde. A primeira consequência será a exoneração, que sairá publicada hoje no Diário Oficial do DF, do diretor do Departamento de Saúde da PM, coronel Sérgio Luiz de Souza Cordeiro. Outros oficiais podem ser afastados. O governador determinou também a abertura de inquérito na Polícia Militar e uma investigação na Secretaria de Transparência. “Está caracterizada uma sabotagem. Um coronel teve a ousadia de colocar a família de policiais militares em risco”, disse Agnelo.

A decisão do Departamento de Saúde foi cancelada na terça-feira. Aos poucos, as 17 unidades de saúde, entre hospitais e clínicas, retomam o convênio. Três prestadoras procuradas pelo Correio, porém, afirmaram que ainda não atendem os militares, ativos e inativos, e familiares. Por telefone, as recepcionistas dos hospitais Santa Marta, Maria Auxiliadora e São Francisco disseram que não sabem da revogação. “Ainda está suspenso. Ninguém nos informou e continuamos sem aceitar. Pelo sistema, está até bloqueado”, explicou uma atendente. O comandante-geral da PM garantiu ontem ao governador que a situação será normalizada imediatamente.
Leia Mais....

Seminário de Educação Policial do ISCP

Nos dias 05 e 06/12/2013 acontecerá no Centro de Altos Estudos e Aperfeiçoamento – CAEAp, Taguatinga Norte, o Seminário de Educação Policial do Instituto Superior de Ciências Policiais (ISCP). O evento terá início às 8h30 e término às 17h.
Informações pelo telefone: (61) 3910 – 1512
Endereço eletrônico: iscp.pm.df.gov.br
Leia Mais....

Formatura de encerramento do CAO/2013

Na tarde desta quarta-feira (27) aconteceu o encerramento do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais 2013. A cerimônia foi realizada no auditório da Legião da Boa Vontade e contou com a participação de autoridades, convidados e familiares dos formandos.
O comandante-geral da PMDF, coronel Jooziel de Melo Freire, presidiu a solenidade que teve a presença do secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, do adido da Embaixada do Canadá, Benjamin Salgado, entre outras autoridades.

A turma teve 39 formandos, sendo que o capitão Rodrigo Camargo Campos foi o primeiro colocado do curso. Ele foi agraciado com a medalha Duque de Caxias, que representa o reconhecimento ao bom desempenho do policial no CAO/2013. PMDF
  
Leia Mais....

Visita ao Hospital de Aeronáutica de Brasília (HFAB)

O Deputado Vitor Paulo, integrante da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, na Câmara dos Deputados, visitou as instalações do Hospital de Aeronáutica de Brasília (HFAB). O parlamentar foi recebido pelo Diretor da instituição, Coronel Médico Marcos Ferreira, que apresentou o Plano de Expansão/Reforma do HFAB, falou sobre o funcionamento da entidade e o acompanhou em roteiro de visita percorrendo a área interna da organização. Foram vistos os equipamentos médico-hospitalares, a UTI, a emergência, a junta de saúde, o centro gerontológico, as salas de cirurgia e internação etc. Ao final da visita, o diretor explanou sobre o Plano de Emergência vinculado ao Aeroporto de Brasília, cuja responsabilidade da área médica fica a cargo do HFAB.

Fonte: www.deputadovitorpaulo.com.br
Leia Mais....
quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Nota do comando geral

A Polícia Militar do Distrito Federal informa que a circular nº 015/2013 do Departamento de Saúde está cancelada. 
Os convênios dos policiais militares e seus dependentes estão mantidos e as despesas oriundas dos atendimentos serão pagas na forma da lei, em janeiro de 2014. PMDF
Leia Mais....

ONs e OFFs Por Tiago Monteiro Tavares


27/11/2013 
Regularização da Vila Planalto
O final de semana foi de muita alegria e esperança para pioneiros da Vila Planalto. Durante solenidade de entrega de 4 praças revitalizadas na Vila, o governador Agnelo Queiroz (PT) e o administrador de Brasília, Messias de Souza (PCdoB), cumpriram a promessa de revitalizar as praças e ainda prometeram regularizar toda a região. A Vila mais famosa de Brasília é reduto de pioneiros que esperam pelas escrituras dos imóveis há 40 anos. Agnelo homenageou  os precursores de Brasília e assegurou que volta a região até o final do ano para entregar as escrituras dos imóveis. Um grande sonho que os pioneiros vão aguardar ansiosamente.
Governador Agnelo prometeu entrega de escrituras da Vila Planalto até dezembro
Foto: Thiago Miranda/Ascom-R.A.1
Dignidade e economia
O Programa Viver em Casa permite que pacientes estáveis de UTI possam continuar o tratamento de saúde junto com os familiares no aconchego de seus lares. O programa implantado pelo GDF há cerca de um ano, a partir de uma lei de autoria do deputado Dr. Michel (PP), já apresenta ótimos resultados. Segundo dados da Secretaria de Saúde, os custos com esses doentes caíram para apenas 25% do valor da internação hospitalar. Hoje, 40 pacientes recebem o tratamento domiciliar, abrindo vagas nas UTIs. Desta forma, promove-se a união da dignidade do paciente com a economia do governo.
Silêncio fúnebre
Um silêncio fúnebre tomou conta da reunião da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da CLDF na manhã nebulosa de ontem (26). Um sorteio foi realizado para definir o relator do processo de cassação do deputado Benedito Domingos (PP). Os nomes foram sendo lidos um à um, até que sobrou o nome do deputado Patrício (PT), que também é o corregedor da Casa. Ao anunciar o relator, o silêncio fúnebre impediu que a reunião continuasse, sendo decretada seu fim. Nos bastidores, a conversa girava em torno da “crucificação” que se espera daqui por diante. Até abril, muita água ainda vai passar por debaixo da ponte!
Patrício será o relator do caso de Benedito
Foto: Fabio Rivas
Escolhendo os diretores
O GDF realiza hoje a primeira eleição da chamada  Gestão Democrática do sistema educacional. Alunos de 634 escolas públicas elegerão  diretores, vice-diretores e membros dos conselhos escolares. Das 654 escolas públicas do DF,  561 tiveram inscrições de chapas únicas, 73 terão disputa entre duas ou mais chapas e 20 não tiveram candidatos. Poderão votar alunos com mais de 13 anos que tenham tido frequência superior a 50% no 3º bimestre. O processo de eleição  acontecerá nas próprias escolas, entre as 7h30 e 21h30. Os resultados só serão conhecidos no começo de dezembro. Certamente será um grande exercício democrático para a inserção política dos jovens.
Adepto do transporte coletivo
Após se atrasar para um compromisso por conta dos transtornos no trânsito, o administrador de Ceilândia, Ari de Almeida, se tornou adepto do transporte coletivo. Agora, para vir ao Plano Piloto, Ari utiliza o ônibus da linha 312 ou mesmo embarca no metrô. Assim, além de ter contato com a população, não se atrasa e contribui com as ideias sustentáveis. Bom exemplo, que pode ser amplamente copiado por outros administradores.
Administrador de Ceilândia aderiu ao ônibus
Foto: Reprodução
LOA 2014
O projeto de Lei Orçamentária Anual do DF (LOA 2014) teve seus relatórios parciais aprovados ontem (26), na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da Casa. A proposta do Poder Executivo prevê um orçamento de cerca de R$ 35 bilhões, valor 9,5% maior do que o previsto para 2013. A estimativa de receita é de R$ 21,4 bilhões em arrecadação tributária, R$11,6 bilhões do Fundo Constitucional do DF e R$1,9 bilhão das empresas estatais. Serão R$ 7 bilhões para investimentos e as áreas prioritárias serão: R$ 2,7 bilhões para a Saúde; R$ 4 bilhões para a Educação; e R$ 2,4 bilhões para o Transporte. A área social ficará com dotação e R$ 9,66 bilhões.
Os relatores parciais foram os deputados Arlete Sampaio (PT), Dr. Michel (PP), Washington Mesquita (PTB) e Benedito Domingos (PP) e todos tiveram seus pareceres aprovados. No dia 10 de dezembro, será apreciado o parecer do relator geral, deputado Roney Nemer (PMDB). A Câmara tem até o dia 13 de dezembro para realizar a votação final do Orçamento. Haja fiscalização para analisar cada dotação e empenho que serão feitos pelo governo.
A importância do sangue
Em discurso da Tribuna da CLDF na tarde de ontem (26), o deputado distrital Aylton Gomes (PR) chamou a atenção dos parlamentares e servidores para a Semana Nacional do Doador de Sangue. Ele, que é bombeiro, lembrou da importância da doação de sangue e, em paralelo, apoiou a campanha de sensibilização e triagem preliminar para captação de doadores de sangue, que está sendo realizada pela ONG “Embaixada Ativistas pela Paz”, na própria CLDF, com seu apoio. O deputado destacou a importância das doações, especialmente em períodos de festas e férias, e ainda ressaltou o número de vidas que um único doador pode salvar. “Apenas uma doação pode ajudar a salvar até quatro vidas. Doar sangue é um gesto de amor”, concluiu. Interessados podem procurar pela ONG “Embaixada Ativistas pela Paz” e se cadastrar como doadores.
Aylton Gomes reforçou a importância da doação
Foto: Reprodução
Leia Mais....

SILÊNCIO FÚNEBRE

Um silêncio fúnebre tomou conta da reunião da Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da CLDF na manhã nebulosa de ontem (26). Um sorteio foi realizado para definir o relator do processo de cassação do deputado Benedito Domingos (PP). Os nomes foram sendo lidos um à um, até que sobrou o nome do deputado Patrício (PT), que também é o corregedor da Casa. Ao anunciar o relator, o silêncio fúnebre impediu que a reunião continuasse, sendo decretada seu fim. Nos bastidores, a conversa girava em torno da “crucificação” que se espera daqui por diante. Até abril, muita água ainda vai passar por debaixo da ponte!
Patrício será o relator do caso de Benedito. Fonte: Thiago Monteiro - ONs e OFFs
Foto: Fabio Rivas
Leia Mais....

Patrício é escolhido relator do processo contra Benedito

terça-feira, 26 de novembro de 2013
O deputado Patrício (PT) foi escolhido nesta terça-feira (26) relator do processo disciplinar contra o deputado Benedito Domingos (PP), na Comissão de Ética da Câmara Legislativa. Em rápida reunião extraordinária convocada com esse objetivo, o colegiado sorteou o nome do parlamentar, que estará à frente dos procedimentos e apresentará relatório recomendando ou não a cassação de Benedito.
Patrício afirmou que o primeiro passo – a notificação de Domingos – poderá ser feita em até 48 horas. "O certo é que será garantido amplo direito de defesa", disse, observando que o prazo de 30 dias para a apresentação das argumentações será interrompido tão logo comece o recesso parlamentar, cujo início está previsto para o dia 13 de dezembro. "O processo voltará à tramitação em fevereiro de 2014", acrescentou.
Respondendo perguntas dos jornalistas, após o sorteio, Patrício disse que levará em conta em seu relatório, além da peça da defesa, o voto do desembargador – que foi seguido pelos membros do Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF, o qual condenou Benedito Domingos por corrupção passiva e formação de quadrilha -, além do relatório do deputado Wellington Luiz (PMDB) sugerindo a perda do mandato e o qual já foi aprovado pela Comissão de Ética.
Patrício comentou ainda que, independentemente, de uma decisão sobre o voto aberto na Câmara Legislativa, a Casa deverá cumprir o seu papel, "pois sabe que a sociedade brasiliense espera uma resposta". Para ele, caso a Comissão de Ética decida por encaminhar a proposta de cassação do mandato à CCJ e ao plenário, "não importará se o voto será aberto ou fechado".
Na semana passada, o colegiado decidiu pelo prosseguimento do processo disciplinar contra Benedito Domingos. A medida foi tomada mais de dois anos após a mesma comissão – com uma composição diferente da atual – ter votado pela interrupção do processo. Em junho de 2011, a decisão havia sido a de "sobrestar" a peça até que houvesse uma resolução judicial relativa às denúncias contra o parlamentar encaminhadas pelo Ministério Público. A decisão do TJDF foi publicada no mês passado.
Marco Túlio Alencar – Coordenadoria de Comunicação Social
Leia Mais....

Conselheiros tutelares criticam projeto do GDF


Críticas ao projeto do GDF que altera a lei que rege o funcionamento dos conselhos tutelares no Distrito Federal marcaram a sessão solene realizada na Câmara Legislativa, nesta terça-feira (26), para lembrar a passagem do Dia do Conselheiro Tutelar, comemorado em 18 de novembro. Iniciativa das deputadas Celina Leão (PDT) e Eliana Pedrosa (PPS), a solenidade aconteceu no plenário da Casa, com a presença de representantes de diversas regiões do DF. De acordo com as parlamentares, as reivindicações dos conselheiros poderão ser incorporadas à proposta por meio de emendas.
Conselheiro em Riacho Fundo I, Neliton Português abordou diversos artigos que constam do projeto do governo enviado com pedido de urgência à CLDF. Ao comparar a legislação atual e a legislação federal sobre o assunto, a proposição do GDF recebeu duras condenações. "A questão não é apenas salarial, mas de estrutura e funcionamento dos conselhos", apontou o conselheiro, ressaltando, por exemplo, a falta de motoristas para que a função seja desempenhada a contento.
Entre os pontos polêmicos do projeto está a criação de um órgão que vai concentrar diversas atividades hoje desempenhadas pelos conselheiros. A proposta também trata de novos conselhos em áreas onde ainda não foram implantados, do salário e da comissão de ética da categoria, além de definir o cargo de conselheiro tutelar. A matéria revoga a Lei nº 4.451/2009, atualmente em vigor.
O deputado Agaciel Maia (PTC) participou da solenidade e sugeriu que os conselheiros apresentem um quadro comparativo para facilitar a análise dos parlamentares. Ele garantiu apoiar uma proposta que seja favorável aos conselheiros, mas que também atenda às necessidades do governo.
A deputada Eliana Pedrosa lembrou o papel fundamental dos conselheiros na vida das famílias, principalmente nos momentos de dificuldades. Para Celina Leão, os conselheiros têm de ser valorizados pela relevância do seu trabalho, que repercute diretamente no futuro de crianças e adolescentes.
Marco Túlio Alencar – Coordenadoria de Comunicação Social
Leia Mais....

Homenagem ao Clube de Desbravadores - Sessão Solene Câmara Federal dos D...

Leia Mais....

CLDF: Comissão de Ética escolhe Patrício como relator do processo de cassação contra Domingos

CLDF: Comissão de Ética escolhe Patrício como relator do processo de cassação contra Domingos Foto: Divulgação
A Comissão de Ética da Câmara Legislativa nomeou na manhã desta terça-feira, 26, o deputado Patrício (PT), como relator do processo de Cassação contra o distrital Benedito Domingos (PP).
DEFESA: logo após o sorteio, o relator notificará o parlamentar para apresentação de defesa escrita e de provas em 30 dias úteis (artigo 17, inciso II do Código de Ética).
PARECER: em 30 dias úteis, prorrogáveis por igual período, o relator irá produzir parecer concluindo pela acusação ou arquivamento. No 1º caso, aprovado por maioria, o processo é concluído e se torna um projeto de resolução de declaração de perda do mandato, que segue para apreciação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, posteriormente, seguirá para o do plenário da Casa.
Relator: Para o deputado Patrício, a Câmara deu mais um passo na legalidade ao prosseguir com o processo. “É importante garantir ao deputado investigado o amplo direito de defesa e os prazos legislativos do processo para que não haja nenhuma brecha para contestação futura. Além do processo em andamento aqui na Câmara, também vou me basear no processo do TJ, com os votos dos desembargadores justificando a condenação por unanimidade”, destacou o relator.
 Conheça o perfil do relator 
De novembro de 2009 a abril de 2010, o deputado Patrício conduziu o processo de apuração das denúncias na Câmara Legislativa com isenção, seguindo rigorosamente os ritos determinados pelo Regimento Interno da Casa e pela Lei Orgânica do Distrito Federal. Sob a liderança do deputado Patrício, a Câmara Legislativa instaurou processos de impeachment contra representantes do Poder Executivo e de quebra de decoro contra deputados distritais envolvidos no escândalo. Também foi o deputado Patrício quem convocou a primeira eleição indireta no DF, atitude que garantiu a normalidade da máquina pública do DF e assegurou que a capital não perdesse autonomia política e financeira com uma possível intervenção federal.
Como presidente da Câmara Legislativa, o deputado Patrício tem desempenhado uma gestão austera e transparente. Em 21 anos de existência, foi sob o comando do deputado Patrício que o Poder Legislativo do Distrito Federal chegou ao recorde de redução em gastos, alcançando o menor percentual da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), legislação federal que regula os gastos do Poder Público. Foram reduzidos em 20% os gastos com pessoal e o limite da LRF, que é de 1,70% e já havia extrapolado os 1,90%, chegou a 1,44%.

A economia foi de R$ 38 milhões só em gastos com pessoal. Esse valor, aliado à redução de gastos em todos os setores da Câmara Legislativa, gerou aos cofres públicos uma economia de R$ 110 milhões em 2011. Também foi de iniciativa do deputado Patrício a devolução voluntária ao GDF da economia feita pela Câmara para que esses recursos pudessem ser reinvestidos em áreas prioritárias. Assim, mais de R$ 80 milhões foram remetidos para auxiliar o Poder Executivo no pagamento da folha de servidores da Secretaria de Saúde.

Em 2007, participou da CPI da Gautama, instalada para investigar as relações da empreiteira baiana com integrantes do GDF. Dominada por deputados governistas, o relatório final não indiciou ninguém. Porém, compromissado com a verdade, o deputado Patrício preparou um voto em separado, no qual relacionou personagens e respectivos indícios de crimes, e encaminhou para o Ministério Público para a continuidade das investigações.

Como líder do PT na Câmara Legislativa, em 2008, sua gestão foi marcada por inúmeras ações de fiscalização do uso do dinheiro público. Foram do deputado Patrício denúncias como o gasto de milhares de reais do então governador José Roberto Arruda na compra de camarões gigantes para serem servidos na Residência Oficial de Águas Claras e contratações de empresas sem licitação, como a Sangari, que recebeu R$ 300 milhões do GDF para implementar o programa Ciência em Foco.

O projeto, que atenderia a rede pública, nunca saiu do papel e é alvo de questionamento no Tribunal de Contas do DF. Desde o primeiro mês como parlamentar, ainda em 2006, o deputado Patrício abriu mão do recebimento do 14º e 15º salários, aos quais os deputados distritais tinham direito até 2012. Ele não concordava com o benefício por acreditar que os deputados devem receber somente o 13º salário, como os demais trabalhadores. Assim, liderou seus colegas na votação histórica de 28 de fevereiro de 2012, quando a Câmara Legislativa se tornou a primeira Casa de Leis do Brasil a extinguir, por votação em Plenário com maioria absoluta de votos, os benefícios legais garantidos aos parlamentares em contrariedade à vontade popular.

O deputado Patrício liderou a votação de projetos que puseram fim ao nepotismo entres servidores da Câmara Legislativa e que transformaram o Legislativo do DF no primeiro poder da Capital Federal a exigir a Ficha Limpa de todos os seus servidores, novos e atuais.

Por Jean Marcio Soares
redacao@guardiannoticias.com.br
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot