• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Após pedido do COPEV, GDF libera cultos e missas para toda as igrejas

sábado, 15 de agosto de 2020


Palácio do Buriti. Foto: Lúcio Bernardo.

Decreto publicado nesta sexta (14) permite volta total das atividades religiosas, desde que atendam a protocolos de segurança, como o uso de máscaras

Por Redação 

O Governo do Distrito Federal colocou fim à restrição de funcionamento de templos religiosos com menos de 200 lugares. Decreto nº41.105/20, publicado nesta sexta-feira (14), permite que todas as igrejas, inclusive as de pequeno porte, abram as portas ao público para as celebrações presenciais, desde que atendam aos protocolos de segurança com rigidez. 

“Desde que foram liberadas as celebrações presenciais nos grandes templos, em junho, notamos uma disciplina, 

uma obediência, uma segurança muito grande. Se tem um lugar onde as regras estão sendo cumpridas é nas igrejas”, afirma o chefe da Unidade de Assuntos Religiosos, Kildare Meira. “É uma situação que tem dado ao governo segurança para avançar”, completa. 

Segundo o gestor, mais de 80% das igrejas do DF são classificadas dentro deste padrão. “Temos cidades, como o Itapoã, em que 100% das igrejas são pequenas”, detalha ele, ao afirmar que população e líderes religiosos reivindicavam, há semanas, a retomada das celebrações presenciais.  ainda destaca que o governo vai continuar fiscalizando com rigor o atendimento aos protocolos de segurança. “É importante frisar que continuam valendo todos os protocolos, como o uso de máscaras, álcool gel, distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas e higienização dos pés”. 

Na quarta-feira passada (12), por decreto, o governo também permitiu que as pessoas maiores de 60 anos de idade possam participar presencialmente das atividades religiosas. No entanto, continuam vetados o acesso presencial de crianças com menos de 12 anos e de pessoas com comorbidades.

http://agendacapital.com.br/

Leia Mais....

Guardadores

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

 


Projeto do deputado distrital Robério Negreiros (PSD), aprovado em primeiro turno esta semana, pela CLDF, altera a Lei 1.234/2020, que autoriza o Executivo a promover o cadastramento de guardadores e lavadores de veículos em Brasília e RAs.

Registro – O texto prevê que o registro desses trabalhadores, pelo Governo do DF, passe da Secretaria de Desenvolvimento Social para a Secretaria do Trabalho, mas sem que a primeira seja dispensada de suas atribuições em relação aos guardadores.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO: BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Aprovação a Bolsonaro sobe e é a melhor desde o início do mandato, diz Datafolha

 Segundo o Datafolha, 37% dos brasileiros consideram seu governo ótimo ou bom, ante 32% que o achavam na pesquisa anterior, feita em 23 e 24 de junho

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está com a melhor avaliação desde que começou o seu mandato

Segundo o Datafolha, 37% dos brasileiros consideram seu governo ótimo ou bom, ante 32% que o achavam na pesquisa anterior, feita em 23 e 24 de junho.

Mais acentuada ainda foi a queda na curva da rejeição: caíram de 44% para 34% os que o consideravam ruim e péssimo no período. Consideram o governo regular, por sua vez, 27%, ante 23% em junho.

O instituto entrevistou por telefone 2.065 pessoas de 11 a 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

A mudança do humor da população ocorreu concomitantemente à maior alteração na persona pública de Bolsonaro desde que ele saiu da obscuridade como parlamentar de baixo clero e chegou à Presidência no ano passado.

O presidente passou o primeiro semestre em um crescente embate institucional, que chegou ao paroxismo com sua participação em atos pedindo o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal.

Em junho, a crise amplificou-se, com rumores alimentados por notas oficiais acerca de intenção de uso das Forças Armadas e com críticas a decisões que contrariavam o Planalto no Judiciário.

Ao mesmo tempo, o presidente liderava o ataque direto às políticas de isolamento social da pandemia da Covid-19, que no começo classificara de “gripezinha”.

Aos poucos, a tensão levou a especulações nos meios políticos sobre um eventual impeachment do presidente.

Isso o fez mudar de rumo no Congresso, aliando-se a partidos do centrão que antes espezinhava, dando cargos e verbas em troca de apoio.

Mas o ponto de inflexão é 18 de junho, quando é preso Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio, investigado no caso das “rachadinhas” e elo entre o gabinete do hoje senador e milícias no Rio de Janeiro.

Com a pesquisa de junho indicando estabilidade em sua avaliação, apesar de estrago visível do caso Queiroz, Bolsonaro submergiu.

Moderou suas declarações contra adversários e parou de dar corda a apoiadores radicais que o esperam à porta do Palácio da Alvorada.

Antes desta rodada do Datafolha, a melhor pontuação do presidente havia sido 33% de ótimo e bom, taxa registrada em duas pesquisas.

Já a rejeição voltou ao patamar dos seis primeiros meses de mandato, em torno de 30%.

O empate entre aprovação e rejeição reverte, na fotografia desta pesquisa, a tendência de polarização assimétrica registrada nas anteriores durante a crise política.

O presidente também contraiu a Covid-19, o que não mudou sua propaganda de minimizar a doença.
Mas o programa de auxílio emergencial à população mais carente ganhou passo, e o governo amplificou a visibilidade de ações no reduto oposicionista do Nordeste.

O resultado parece visível

Segundo o Datafolha, a rejeição a Bolsonaro caiu de 52% para 35% na região, na qual mantém a pior avaliação: 33% de ótimo e bom, subida de seis pontos em relação a junho.

A correlação com a distribuição do auxílio de R$ 600 é sugerida, ainda que não direta.

Entre quem fez o pedido e o recebeu, 42% acham Bolsonaro ótimo e bom, ligeiramente acima da média geral. Só que 36% dos que não fizeram também acham isso.

No Nordeste, onde vive 27% da população, 45% dos moradores recorreram ao instrumento, ante 40% no país todo.

Tão ou mais importante, Bolsonaro também melhorou seu desempenho no Sudeste, região mais populosa do país. Ali, sua aprovação subiu de 29% para 36%, enquanto a rejeição caiu de 47% para 39%.

Continua sendo mais bem avaliado nos redutos do Sul e Norte/Centro-Oeste, onde amealha 42% de ótimo e bom.

Uma das quedas mais significativas na rejeição ao presidente ocorreu entre os mais jovens (16 a 24 anos). Nesse grupo, o ruim e péssimo foi de 54% para 41%.

Grupos que rejeitavam mais Bolsonaro também viram quedas no índice, mas menor: pessoas com curso superior (53% para 47%) e mais ricos (acima de 10 salários mínimos mensais, 52% para 47%).

Já a aprovação presidencial segue o padrão anterior ao apontar homens e pessoas de 35 a 44 anos como as mais satisfeitas.

Há homogeneidade nova no quesito quando o tema é a renda familiar. Dos 4 estratos analisados pelo Datafolha, Bolsonaro tem 40% de ótimo e bom em 3, caindo cinco pontos entre os mais pobres (até 2 salários mínimos).

Ele segue sendo mais bem avaliado entre empresários (58%, ante 51%) e viu sua rejeição de 67% cair para 56%, ainda a recordista por segmentos, entre estudantes.

Com tudo isso, Bolsonaro deixou o posto de presidente mais mal avaliado desde a redemocratização nesta fotografia de momento do primeiro mandato.

A infame distinção volta a Fernando Collor, que tinha 41% de ruim e péssimo e 18% de ótimo e bom com um ano e seis meses de governo em 1991.

Bolsonaro, contudo, segue em segundo lugar na rejeição neste recorte de presidentes, mais mal avaliado do que Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT).

Ele também segue sendo considerado inconfiável pela população, ainda que tenha atenuado a má impressão.

Segundo o Datafolha, nunca confiam no presidente 41% dos brasileiros, enquanto 22% sempre confiam e 35%, confiam às vezes.

Em junho, esses índices estavam em 46%, 20% e 32%, respectivamente, segundo aferiu o Datafolha.
Bolsonaro inspira mais confiança entre homens, pessoas de 35 a 44 anos e quem ganha entre 5 e 10 salários mínimos.

Já desconfiam mais do presidente mulheres, jovens e quem tem o ensino superior.

No corte racial, o presidente é mais bem avaliado entre quem se declara branco ou amarelo (40%), oscilando para 37% entre pardos e caindo para 25% entre pretos.

ENTREVISTAS FORAM FEITAS POR TELEFONE DEVIDO À PANDEMIA

A pesquisa telefônica, utilizada neste estudo, representa o total da população adulta do país.

As entrevistas são realizadas por profissionais treinados para abordagens telefônicas e as ligações feitas para aparelhos celulares, utilizados por cerca de 90% da população.

O método telefônico exige questionários rápidos, sem utilização de estímulos visuais, como cartão com nomes de candidatos, por exemplo.

Assim, mesmo com a distribuição da amostra seguindo cotas de sexo e idade dentro de cada macrorregião, e da posterior ponderação dos resultados segundo escolaridade, os dados devem ser analisados com alguma cautela por limitar o uso desses instrumentos.

Na pesquisa, feita assim para evitar o contato pessoal entre pesquisadores e respondentes, o Datafolha adotou as recomendações técnicas necessárias para que os resultados se aproximem ao máximo do universo que se pretende representar.

Todos os profissionais do Datafolha trabalharam em casa, incluídos os entrevistadores, que aplicaram os questionários através de central telefônica remota.

Foram entrevistados 2.065 adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados, em 11 e 12 de agosto. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

https://jornaldebrasilia.com.br/

Leia Mais....

Apoio às escolas particulares

 

Logo após a audiência pública que debateu a situação das escolas particulares no DF, a deputada Jaqueline Silva (PTB) iniciou uma discussão junto ao BRB para que o banco lance uma linha de crédito aos estabelecimentos de ensino.Conforme alerta publicado na coluna nessa quinta, uma a cada cinco escolas anuncia que vai fechar as portas devido à crise. Como contrapartida, as escolas teriam que oferecer um plano de pagamento facilitado aos pais de alunos que ficaram inadimplentes devido aos impactos econômicos da pandemia.

FOTO: BLOG NOSSO GAMA
Leia Mais....

Banco de leite

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

 A Comissão de Economia, Orçamento e Finanças da Câmara Legislativa (CLDF) aprovou, esta semana, projeto que prevê a criação de um aplicativo de celular para promover a doação de leite materno no Distrito Federal de forma mais rápida.

Virtual – O sistema, uma espécie de “banco de leite materno virtual”, mostrará a quantidade de leite disponível em cada unidade e fará um pré-cadastramento de lactantes interessadas. O texto é de autoria do deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos).

Fonte:Jornal de Brasília / FOTO: BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Alerta

 

O deputado distrital distrital Agaciel Maia (PL) fez um avaliação firme, ontem, sobre a importância da atuação do governo federal para conter a crise econômica. A seu ver, “o governo tem de fazer a expansão da base monetária e socorrer as pessoas”, ampliando a duração do pagamento do auxílio emergencial para a população mais carente.

“Pela barriga” – “Ninguém previa crise tão grande. A economia tem que ser pensada a partir das pessoas. Entre as séries econômicas de capitalismo, o crescimento passa necessariamente pela barriga das pessoas. Não podemos viver como se o país não estivesse passando por sérios índices de desemprego”, alertou ele.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Parlamentares lamentam mortes por Covid-19

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

 

Na sessão extraordinária remota da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (11), diversos parlamentares lamentaram a morte de mais de cem mil pessoas no Brasil, vítimas da Covid-19. "É uma marca trágica", considerou o deputado Fábio Felix (PSOL). Para ele, o País não chegaria a esse número de óbitos se houvesse outra condução da crise sanitária.

"Não podemos deixar esses números se naturalizarem; temos percebido uma certa conformação com essa barbárie", alegou o deputado Leandro Grass (Rede), ao citar os 1.796 óbitos no DF. Segundo o parlamentar, ficarão para a história do País e de Brasília os nomes dos maus gestores: "O resultado da incompetência é morte e mais morte".

Por outro lado, o deputado Martins Machado (Republicanos) disse que "existe a morte física e a morte espiritual", ao protestar contra o fechamento de templos e igrejas em mais de trezentos municípios brasileiros. Machado repudiou a atitude dos prefeitos que não liberaram a abertura de igrejas e templos: "Eles estão matando a fé das pessoas". Em apoio ao posicionamento de Machado, a deputada Júlia Lucy (Novo) argumentou que as igrejas deveriam ter o mesmo tratamento concedido a outras atividades, a exemplo de bares e restaurantes, isto é, funcionamento permitido desde que se obedeça aos protocolos de afastamento. "Precisamos confiar na capacidade das pessoas de tomarem a decisão por si só", afirmou.

Vacina

Em outro ângulo, o deputado Delmasso (Republicanos) considerou que o anúncio feito hoje pelo governo russo de uma vacina contra o coronavírus é uma "boa notícia".  Assim como fez o governo do Paraná, o parlamentar sugeriu ao DF, por meio de ofício, um acordo de cooperação técnica para que o DF possa produzir essa vacina a fim de imunizar a população local. Contudo, para o deputado Chico Vigilante (PT), até que a vacina seja viabilizada, a única medida eficaz é o distanciamento social. Por esse motivo, ele argumentou contra a reabertura das escolas tanto públicas quanto privadas. Do mesmo modo, a deputada Arlete Sampaio (PT) reforçou que enquanto não houver controle da propagação da doença, as escolas não devem ser reabertas.

Nesse sentido, o deputado Jorge Vianna (Podemos) anunciou que amanhã a Comissão de Educação, Saúde e Cultura fará uma reunião pública às 10h com representantes das escolas particulares, dos professores, de pais e mães, para tratar sobre o tema. "O governo lavou as mãos, é nosso papel fazer a intermediação", disse. Vianna acrescentou ainda que se voluntariou para testar a vacina desenvolvida pela Universidade de Brasília em parceria com o Instituto Butantã.

Um minuto de silêncio

O plenário fez um minuto de silêncio em homenagem ao brigadista da CLDF, Washington Celso Aranha, que faleceu vítima da Covid-19 no último dia 8. Os deputados Leandro Grass e Fábio Felix se solidarizaram com os familiares do servidor.

Franci Moraes
Foto: Reprodução/TV Web CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa

Leia Mais....

Câmara discute suspensão de contas de luz, água e esgoto no DF

 Previdência

MINERVINO JÚNIOR/CB/D.A PRESS

A Ceb e a Caesb podem ficar três meses sem receita. A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Câmara Legislativa aprovou por meio de teleconferência, parecer ao projeto de autoria do deputado Fernando Fernandes (Pros) que suspende pelo prazo de 90 dias a cobrança das taxas de consumo de serviços públicos de luz, água e esgoto.

De acordo com a proposição, todos os consumidores residenciais e empresariais serão beneficiados. A cobrança das contas será feita pelas empresas em seis parcelas, começando no mês subsequente ao período da suspensão. A medida para facilitar a vida dos consumidores em meio à pandemia da covid-19 pode complicar a situação financeira das concessionárias.

https://blogs.correiobraziliense.com.br/

Leia Mais....

Flávia Arruda (PL) apresentou projeto de lei que altera o código civil e concede pensão vitalícia a vítimas ou famílias de vítimas de acidentes provocados por motoristas alcoolizados.

 


A deputada federal Flávia Arruda (PL) apresentou projeto de lei que altera o código civil e concede pensão vitalícia a vítimas ou famílias de vítimas de acidentes provocados por motoristas alcoolizados.

Garis – Ela citou, além do registro, em 2019, de 111 mortes por dia em acidentes de trânsito no país, o caso observado no último dia 6, que chocou a população do DF, no qual um motorista embriagado atropelou e matou dois garis que tinham saído do trabalho.

Sustento – “A ideia não é aumentar as penalidades já estabelecidas na legislação vigente. É dar as famílias das vítimas um sustento e mexer no bolso do autor do crime. Uma pena que dói na parte mais sensível dos que não tem consciência”, afirmou Flávia.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO: BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Banco de dados

 

Apesar do nepotismo ser vedado pela Lei Orgânica do DF, tramita na Câmara Legislativa um projeto que prevê a criação de um banco de dados para facilitar o combate à prática no DF. Isto porque têm sido comuns nomeações para cargos públicos de cônjuges, companheiros e parentes consanguíneos ou afins em cargos diversos.

Qualidade – Para o autor da proposta, deputado distrital José Gomes (PSB), “o nepotismo deixa de lado a competência técnica para favorecer um parente e pode afetar a qualidade dos serviços prestados”. “Além disso, abre margem para casos de corrupção e desconsidera princípios da administração pública como o de moralidade e impessoalidade”.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Troca de farpas: turma do deixa disso apazigua rusgas de distritais na CLDF

 Em tom duro, Hermeto (MDB) chamou Roosevelt Vilela (PSB) de “bajulador”

Por pouco não teve briga na sessão da CLDF de ontem entre os distritais Hermeto (MDB) e Roosevelt Vilela (PSB). Ao se solidarizar com os PMs pelo anúncio do GDF de que não haverá redução do interstício para a categoria, Hermeto reclamou do colega.

Plano de carreira – Em tom duro, ele chamou Vilela de “bajulador” e o acusou de ter perdido a oportunidade de apresentar um plano de carreira para a categoria no governo passado. Vilela pediu à comissão de ética para tomar providências contra o colega.

Democracia – Ainda acusou Hermeto de ter demonstrado “destempero emocional” e “despreparo” para o debate. “O bonito da democracia é a divergência, não esse tipo de atitude”, rebateu. A discussão terminou sendo apaziguada com a interferência dos colegas.

https://jornaldebrasilia.com.br/

Leia Mais....

Conselheiros tutelares: agressões a conselheiros preocupa distrital

terça-feira, 11 de agosto de 2020

 “É preciso que encontremos formas de garantir mais segurança a quem desempenha funções tão importantes”, destacou Jaqueline Silva

A deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) encaminhou ofícios para o secretário de Segurança Pública e a Secretaria de Justiça e Cidadania do DF pedindo providências contra as constantes agressões a conselheiros tutelares no Distrito Federal.

Mais segurança – Segundo ela, recentemente um dos conselheiros foi espancado após ser reconhecido por ladrões durante tentativa de assalto.

“É preciso que encontremos formas de garantir mais segurança a quem desempenha funções tão importantes”, destacou.

 https://jornaldebrasilia.com.br/

Leia Mais....

Disputa silenciosa para vice de Ibaneis na reeleição movimenta bastidores do GDF

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

 Ibaneis e Paco

MARCELO FERREIRA/CB/D.A PRESS

Sem uma oposição organizada e nomes fortes em construção para a próxima corrida ao Palácio do Buriti, há, nos bastidores, uma disputa silenciosa pela cadeira número dois, a de vice na chapa do governador Ibaneis Rocha (MDB) à reeleição.

A lista de potenciais candidatos é grande, a começar pelo próprio atual vice, Paco Brito (Avante). Há outros possíveis, como os secretários de Governo, José Humberto Pires, de Economia, André Clemente, e as deputadas Celina Leão (PP-DF) e Flávia Arruda (PL-DF).

Na cara do gol

A história do DF registra a dificuldade que um governador tem em emplacar um nome de sua preferência para a presidência da Câmara Legislativa nos últimos dois anos do mandato desde o último governo de Roriz. Ele queria ver no comando o então deputado Pedro Passos. Fábio Barcellos ganhou a eleição, numa articulação liderada por Eliana Pedrosa.

José Roberto Arruda queria Eurides Brito. Deu Leonardo Prudente. Rodrigo Rollemberg fez tudo ao alcance pela vitória de Agaciel Maia e Joe Valle levou. Agora, Ibaneis Rocha tem grande possibilidade de ver na Presidência, novamente, Rafael Prudente. Cenário positivo para uma tranquilidade no próximo biênio.

https://blogs.correiobraziliense.com.br

Leia Mais....

“Moro cometeu o maior erro de sua vida ao deixar 22 anos de magistratura”, diz desembargador do TJDFT

 desembargador do TJDFT Roberval Belinati.

VINNY C./CB/D.A PRESS

À QUEIMA-ROUPA

Roberval Belinati, Desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT)

O Brasil vive uma pandemia que já tirou 100 mil vidas. O que a Justiça pode fazer para amenizar esse drama?

O Judiciário está atento à crise, cumprindo o dever de observar o respeito ao direito à saúde de toda população, fiscalizando a legalidade e a efetividade das ações públicas emergenciais. Está zelando para que a atuação dos agentes responsáveis pelo enfrentamento da crise se paute pelos princípios do ordenamento jurídico. O Judiciário tem respeitado as recomendações sobre isolamento social e vem mantendo o trabalho remoto para servidores e magistrados, realizando julgamentos exclusivamente por meio virtual. Mesmo com a nova rotina, está conseguindo preservar a produtividade dos trabalhos. Está fazendo sua tarefa, cumprindo o seu papel institucional nesse contexto de crise epidemiológica.

E no Distrito Federal? Acredita que as medidas adotadas para conter a propagação do vírus têm sido corretas?

Acredito que as autoridades da saúde pública têm buscado soluções adequadas para diminuir a intensidade da transmissão da covid-19, principalmente enquanto não há vacina ou remédio de eficácia comprovada. Sabemos das dificuldades e controvérsias sobre as soluções. Creio que, com a chegada da vacina, conseguiremos normalizar a crise existente entre saúde pública e abertura da economia. A situação é complexa, mas não é possível paralisar todas as atividades, ou decretar o isolamento total, como algumas pessoas desejam. O Brasil já venceu várias doenças graves, como a peste negra, a gripe espanhola e a Aids. Certamente que também vai vencer a atual pandemia.

Em meio à crise sanitária, vemos, também, crescer uma ofensiva contra a maior operação de combate à corrupção do país. Acredita que está ocorrendo um retrocesso?

Acabar com o que resta da Operação Lava-Jato para favorecer políticos e grupos econômicos poderosos significaria um grande retrocesso. Espero que o Judiciário esteja unido para não permitir que o retrocesso se concretize em nosso país, que já deu o bom exemplo de que é possível combater a corrupção e recuperar parte do dinheiro público desviado. Lamentavelmente, Sérgio Moro abandonou a missão, em que fazia excelente trabalho no combate à corrupção. Acho que ele caiu no canto da sereia ao migrar para o lado político, em que certamente deve ter se decepcionado com as falsas promessas. Acho que Moro cometeu o maior erro de sua vida ao deixar 22 anos de magistratura, em uma carreira vitalícia. Poderia ter oferecido muito mais ao país, se tivesse continuado na magistratura.

Na sua avaliação, houve erros da Justiça e do Ministério Público?

Não existe absolutismo em nenhum setor, isto é, errar é humano. Sem dúvida de que, no combate à corrupção, muitos erros foram cometidos, sobretudo nos momentos em que tentaram politizar as ações ou desfilar para os holofotes da mídia. Apesar dos erros, os resultados foram positivos. Por isso, não podemos deixar que o interesse ilegítimo de algumas pessoas interrompa o trabalho que vem sendo realizado no combate à corrupção. É dever do Judiciário e do Ministério Público zelar pelo cumprimento das leis, respeitando o devido processo legal e as provas dos autos. Vale a regra de que quem cair na rede, responderá pelas ações ilícitas praticadas. Nosso foco é acertar sempre, apesar de
nossas limitações.


https://blogs.correiobraziliense.com.br/

Leia Mais....

Hospital de campanha da PMDF tem as primeiras altas de pacientes

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

 


Eles ocupavam leitos de enfermaria e foram liberados nesta quinta-feira (6). Em operação desde o dia 1º, o lugar está com 19 leitos de UTI ocupados

Por Redação*

Depois de vencer a Covid-19, dois dos primeiros pacientes internados no Hospital de campanha do Centro Médico da Polícia Militar tiveram alta, nesta quinta-feira (6), e saíram da unidade sob os aplausos da equipe de saúde responsável por atendê-los.

César Brandão Mendonça, 44 anos, foi liberado na tarde de hoje para voltar ao aconchego do seu lar. Já Manoel Antônio da Costa, 52 anos, recebeu alta no início da noite. Ambos estavam internados em leitos de enfermaria e em condições estáveis no hospital de campanha. O primeiro, vindo da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante, ficou desde o dia 2 de agosto internado na unidade hospitalar.

“Agradeço primeiro a Deus pela minha recuperação e, segundo, a equipe que cuidou muito bem de mim. Ter alta é uma sensação indescritível. Só quem passou por isso sabe a emoção de estar com uma doença dessa e receber a notícia que agora pode reencontrar a família”, contou César, ainda em recuperação. Veja, no vídeo, o momento em que César deixa a enfermaria do hospital.

Para a esposa dele, Alexandra Oliveira, a volta do marido depois de vários dias internado é uma grande vitória. “O pulmão dele estava entre 50% a 75% comprometido, com muita falta de ar. Estávamos esperando apenas ter uma vaga em um hospital para mandar ele. Graças a Deus ele foi para um local que o acolheu muito bem”, elogiou Alexandra.

Já Manoel Antônio ficou no Centro Médico da Polícia Militar desde 3 de agosto. Veio do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) com necessidade de oxigênio, mas apresentou melhora ao longo dos dias.

Em operação desde o último sábado (1º), o Hospital de Campanha do Centro Médico da Polícia Militar já está com 19 leitos de UTI ocupados até o momento. Além disso, 16 leitos de enfermaria estão sendo usados.

As informações sobre a ocupação dos leitos de terapia intensiva e de enfermaria, da Rede Pública de Saúde do Distrito Federal, estão disponíveis para consulta no portal Sala de Situação.

O hospital de campanha da PM possui 80 leitos de UTI com suporte de hemodiálise e 20 leitos de enfermaria. A implantação do hospital contou com a cooperação técnica do Instituto de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF). Todos os leitos de UTI são regulados pelo Complexo Regulador de Saúde.

Contrato

No contrato de gestão do hospital estão incluídos o gerenciamento técnico, assistência médica multiprofissional – de forma ininterrupta –, com manutenção e insumos necessários para o funcionamento dos equipamentos e atendimento de pacientes, com medicamentos, materiais, alimentação, nutrição enteral e parenteral.

Como foi feito no Hospital de campanha do Estádio Nacional Mané Garrincha, todos os equipamentos instalados na unidade serão incorporados ao patrimônio da Secretaria de Saúde ao término do contrato.

http://agendacapital.com.br/

Leia Mais....

Disputa pela Presidência da Câmara Legislativa já começou

 


Câmara Legislativa
MINERVINO JUNIOR/CB/D.A PRESS

A quatro meses da eleição para o comando da Câmara Legislativa, a campanha começou. Hoje, o que se vê é um duelo entre o atual presidente, Rafael Prudente (MDB), e o eterno candidato Agaciel Maia (PL). Agaciel sempre desejou o comando do Legislativo e chegou perto em 2016, com o apoio do então governador Rodrigo Rollemberg, mas perdeu por pouco para Joe Valle (PSB). Dessa vez, no entanto, Agaciel não terá, como antes, a ajuda do Executivo. Será uma disputa de dois parlamentares articulados e com habilidade na negociação.

Centrão na mira

Agaciel Maia (PL) trabalha para ter o apoio do Centrão na Câmara Legislativa. É o grupo formado pelos deputados Eduardo Pedrosa (PTC), Daniel Donizet (PSDB), Reginaldo Sardinha (Avante), Roosevelt Vilela (PSB), José Gomes (PSB), João Cardoso (Avante) e Iolando Almeida (PSC).

https://blogs.correiobraziliense.com.br

Leia Mais....

Pré-natal

 


A CLDF derrubou, quarta-feira (5), o veto total do governador Ibaneis Rocha ao projeto que proíbe a cobrança de qualquer valor ou taxa por parte das operadoras de planos de saúde, pela disponibilidade do médico que atendeu a gestante durante o pré-natal para ser o responsável pelo parto”.

Promulgação – O governador havia vetado a proposta sob a justificativa de que a iniciativa era reservada ao chefe do Executivo, mas os deputados distritais tiveram outro entendimento e mantiveram o texto anteriormente aprovado – que segue agora para promulgação. Tem como autor o deputado Martins Machado (Republicano).

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO: BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Garrafas

 


Um projeto que torna obrigatória a coleta, armazenamento e destinação final de garrafas de vidro não retornáveis pelos seus fabricantes e comerciantes foi protocolado na CLDF, recentemente, pelo deputado distrital Robério Negreiros (PSD).

Reciclagem – Ele explicou que a finalidade é fazer com que as indústrias desenvolvam meios para a reciclagem dessas embalagens, “permitindo o retorno para a cadeia produtiva, a preservação do meio ambiente, da vida, da saúde e a geração de emprego e renda”.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Hospital da Criança

 


O deputado distrital Agaciel Maia (PL) fez um pedido ao Governo do Distrito Federal para que os recursos referentes a uma emenda parlamentar de sua autoria, no valor de R$ 1,06 milhão para o Hospital da Criança, sejam liberados o quanto antes.

Compromisso – “Participei da construção desse hospital, que é referência no tratamento de câncer infantil e assumi o compromisso de todos os anos destinar emendas parlamentares para lá. Com os recursos, muitas vidas podem ser salvas”, afirmou.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA



Leia Mais....

Kedson Rocha é o novo secretário de Juventude do DF

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Kedson Mário Rocha Cirilo como secretário de Juventude do DF. Foto: Reprodução

O ex-administrador do Park Way, Kedson Mário Cirilo chega para a ocupar a vaga de Léo Bijos, exonerado pelo governador Ibaneis Rocha

Por Delmo Menezes

Foi publicado no Diário Oficial do DF (DODF), desta quinta-feira (6), a nomeação de Kedson Mário Rocha Cirilo como secretário de Juventude do DF em lugar de Leocádio Rodrigues Bijos Júnior. O novo secretário estava à frente da Administração Regional do Park Way que agora será comandada por Mauricio Tomaz da Silva.

Tomaz tem 43 anos, é bombeiro militar e foi candidato a deputado distrital em 2018 pelo Patriota.

Veja a nomeação no DODF:

Da Redação do Agenda Capital

Leia Mais....

Esclarecimento


O deputado distrital Hermeto (MDB), enviou um ofício ao Departamento de Saúde e Assistência de Pessoal (DSAP) da Polícia a Militar pedindo esclarecimentos sobre o serviço prestado. Ele contou ter recebido reclamações diversas de PM ativos, inativos, pensionista e seus dependentes.

Apuração – No pedido, Hermeto questiona contratos, relação do estoque de dívidas de exercícios anteriores e ainda quantitativos de médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem do referido setor.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO;BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Pandemia: Julio Cesar Ribeiro trabalha pelo auxílio a atletas

O parlamentar afirmou que articula no Senado para que a matéria seja votada sem mudanças, de forma que não precise retornar para a Câmara

Ligado ao Esporte, o deputado federal Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF) trabalha pela aprovação, no Senado Federal, do projeto de lei que estabelece socorro ao setor durante a pandemia (PL 2824/20). Ele é coautor do texto, junto com o deputado Felipe Carreras (PSB-BE).

“Dignidade” – Ribeiro contou que trabalha para que a matéria seja votada sem mudanças, de forma que não precise retornar para a Câmara.

“Deixamos de ter grandes eventos no país por conta da pandemia e os atletas foram bastante prejudicados. A aprovação desse projeto trará dignidade aos esportistas brasileiros”, afirmou.

Fonte:Jornal de Brasília 
Leia Mais....

Reconhecimento

quarta-feira, 5 de agosto de 2020


Moradores da Colônia Agrícola Sucupira, no Riacho Fundo I, que está passando por obras diversas de recapeamento asfáltico, homenagearam na última semana o deputado distrital Valdelino Barcelos (PP).

Emenda – Ao serem entrevistados por uma equipe de reportagem, não apenas eles como a administradora da Região Administrativa, Ana Lúcia Melo, destacaram o empenho do distrital, que apresentou emenda parlamentar para a execução dos trabalhos.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Portaria


O deputado distrital Robério Negreiros (PSD) comemorou a portaria conjunta, publicada ontem pelas secretarias de Trabalho e da Pessoa com Deficiência, que estabelece diretrizes e competências para a cooperação mútua em ações e projetos nas áreas de trabalho para a população com deficiência.

Mais inclusão – O objetivo é apoiar a inclusão da pessoa com deficiência na economia do DF, por meio de um conjunto de atividades econômicas relacionadas às políticas públicas de trabalho, emprego, renda e empreendedorismo. Negreiros, conforme contou, destinou recursos, via emenda parlamentar, para permitir a efetividade do programa.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....

Rodrigo Delmasso entra na polêmica da Natura

“Sinceramente, não consigo entender o motivo da Natura pegar uma mulher que fez uma transformação para ser símbolo dos pais”, escreveu ele no Twitter
Evangélico, o vice presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos), se engajou de vez nas campanhas que têm sido feitas nas mídias sociais contra a iniciativa da empresa Natura de estrelar a propaganda do dia dos pais com a transexual Thammy Miranda.

Afronta? – “Sinceramente, não consigo entender o motivo da Natura pegar uma mulher que fez uma transformação para ser símbolo dos pais”, escreveu ele, em sua página no Twitter. Delmasso ainda considerou o gesto uma “atitude canalha” e “afronta à família tradicional brasileira”. O caso deve dar o que falar entre os colegas.


Fonte:Jornal de Brasília
Leia Mais....

Estrada do Monjolo

terça-feira, 4 de agosto de 2020


O deputado distrital Cláudio Abrantes (PDT) divulgou que a estrada do Monjolo e região – DF-131—, em Planaltina, vai ser finalmente asfaltada. Conforme contou, ele definiu, durante reunião com o presidente do DER, Fauzi Nacfur, na última semana, detalhes para os alinhamentos finais da obra.

Emenda parlamentar – “Recebi sinal verde do governador Ibaneis Rocha para resolvermos de vez essa situação”, disse Abrantes, que é líder do governo na Câmara Legislativa do DF. Segundo explicou, parte da verba para a obra sairá de emenda do Executivo e parte será destinada por meio de emenda parlamentar.

Fonte:Jornal de Brasília

FOTO:BLOG NOSSO GAMA

Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot