• ESSA É A NOSSA SORVETERIA -Q 22 LT 49 S OESTE-GAMA
  • O NOSSO TEMPERO CONQUISTA
  • PRAÇA 02 Setor Sul Gama DF
  • SANTA MARIA NORTE AC 319

Nova Ministra Dos Direitos Humanos: “É O Momento De A Igreja Governar”

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Em uma gravação divulgada no YouTube, Damares Alves ainda criticou o Supremo por discutir temas como a descriminalização do aborto
VALTER CAMPANATO/AGÊNCIA BRASIL
Da Redação
futura ministra do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanosdo governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), expôs seus ideais no púlpito da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (BH). “As instituições piraram nesta nação. Mas há uma instituição que não pirou. E esta nação só pode contar com essa instituição agora. É a igreja de Jesus”, disse Damares Alves. A informação é do jornal O Globo.
Damares é assessora do senador Magno Malta (PR-ES). Sua fala foi gravada em maio de 2016 e já teve mais de 160 mil exibições no YouTube. “Chegou a nossa hora. […] É o momento de a Igreja ocupar a nação. É o momento de a Igreja dizer à nação a que viemos. É o momento de a Igreja governar”, conclamou.
Aos fiéis mineiros, Damares disse que o protagonismo na política seria um desígnio de Deus. “Se a gente não ocupar este espaço, Deus vai cobrar da gente.”
Segundo a reportagem, na mesma ocasião, a pastora também criticou o Supremo Tribunal Federal (STF) por discutir temas como a descriminalização do aborto e do porte de drogas para consumo próprio. “Onze homens que não foram nem eleitos pelo povo brasileiro vão decidir se a gente libera ou não o consumo de drogas no Brasil”, disparou.
Em outra passagem, a nova ministra disse que a escola “não é mais lugar seguro” e as crianças só estão protegidas nas igrejas evangélicas.


Fonte: Metrópoles
Leia Mais....

Mensagem De Adalberto Monteiro

Ontem começamos um novo dia, com orgulho de assumirmos a presidência do PATRIOTA, partido que pelo próprio nome, nos dá força e esperança para que possamos contribuir  com uma nova política em benefício da população de Brasília e do Brasil. Será uma administração composta por companheiros sérios e responsáveis, que voluntariamente sempre contribuíram para o ex-PRP,  legenda hoje incorporada ao PATRIOTA.
Juntos iremos atuar para que o PATRIOTA seja um exemplo de partido político, atuando com dignidade e honradez em benefício da população.
Adalberto Monteiro
Presidente do Patriota-DF                                                                                                 http://donnysilva.com.br
Leia Mais....

Deputado Agaciel Maia participa da missa em comemoração aos 55 anos da Gráfica do Senado Federal

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

O deputado reeleito Agaciel Maia participou hoje (29) da missa em comemoração aos 55 anos da Gráfica do Senado Federal

Por Cláudio Ulhoa
Agaciel ficou no Senado Federal durante 33 anos, onde fez um brilhante trabalho, Em 2010, foi eleito  deputado distrital pela primeira vez com mais de 14 mil votos. Em 2014, foi reeleito para mais um mandato na Câmara Legislativa do Distrito Federal, onde já ocupou o cargo de Vice-Presidente e hoje está em seu terceiro mandato a frente da Comissão de Economia, Orçamento e Finanças, uma das mais importantes e cobiçadas comissões da Casa de Leis. Seu trabalho tem sido exemplar, elogiado e reconhecido pela população e pelos colegas parlamentares.  “Tenho orgulho de ter feito parte da equipe” disse Agaciel.
Veja
Fonte: Blog do Ulhoa
Leia Mais....

Malta diz que seu compromisso com Bolsonaro foi até o dia da eleição

Senador foi um dos principais cabos eleitorais do presidente eleito e ficou sem qualquer espaço na Esplanada dos Ministérios

De volta ao Senado após se isolar no interior do Espírito Santo, Magno Malta (PR-ES) negou estar frustrado por não ter sido escolhido para comandar um ministério no governo de Jair Bolsonaro (PSL).
Um dos principais cabos eleitorais do presidente eleito, Malta foi de “vice dos sonhos”, quando Bolsonaro anunciava publicamente que o queria para o cargo, a alguém que ficou sem qualquer espaço na Esplanada dos Ministérios.
Nesta quarta-feira (5), em sua primeira aparição depois de o primeiro escalão do futuro governo estar praticamente completo, o senador estava arredio. Sem blazer, foi direto ao plenário, conversou com colegas e evitou os jornalistas o quanto pôde. Chegou a discursar, mas apenas falou contra “ativismo judiciário”. Concedeu entrevista andando durante os dois minutos e 38 segundos que levou até chegar a seu gabinete.
“Meu compromisso com Bolsonaro foi até o dia 28 [de outubro, data do segundo turno], às 19h30. Tínhamos um projeto de tirar o Brasil de um viés ideológico e nosso compromisso acabou dia 28. Bolsonaro não tem nenhum compromisso comigo”, afirmou o senador.
Apesar de não ter conseguido se reeleger para o Senado, Malta não se diz arrependido da atenção que dispensou à campanha presidencial.
“De jeito nenhum”, disse elevando o tom da voz. “Continuo lutando por ele, defendendo ele. Acredito nele, acredito no caráter dele. É o homem para o Brasil. Não me arrependo de nada. Faria tudo de novo. Não sou homem de frustração. Sou homem de luta e luto por aquilo que acredito”, afirmou, completando que “Deus levantou Bolsonaro. E pronto”.
Mais cedo, Bolsonaro disse que “a questão de um possível ministério [para Magno Malta], não achamos adequado no momento, mas ele pode estar do meu lado, sim, nunca foram fechadas as portas para ele”.
“Aí você tem que perguntar para ele”, reagiu irritado quando confrontado com a declaração do presidente eleito.
Questionado sobre como alguém, antes da eleição, é chamado de vice dos sonhos e, depois, fica sem nada, ele voltou a demonstrar irritação.
“Se você não está entendendo, você tem que procurar, deduzir. Não sou eu que vou responder para você. Entendo que ele é o presidente. Quem tem que montar o gabinete é ele”, respondeu.
O tratamento dispensado a Magno Malta foi visto com revolta por integrantes da bancada evangélica, grupo que, até o momento, não conseguiu emplacar nomes em nenhum ministério.
Mesmo assim, o senador diz não ver necessidade de que Bolsonaro se explique aos seus apoiadores.
“As coisas não dependem de mim, dependem de Deus. Não acho que ele deve explicar nada. Deve continuar como sempre foi.”
Uma assessora parlamentar de Malta, a pastora evangélica Damares Alves, é cotada para assumir o Ministério dos Direitos Humanos.
Bolsonaro conversou sobre a indicação com o deputado Hidekazu Takayama (PSC-PR), coordenador da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, no fim da semana passada. Quase uma semana depois, no entanto, não houve qualquer confirmação.
“Damares é uma mulher repleta, completa. Conhece as questões dos índios, das crianças, das drogas, de automutilação. Todas as bandeiras que eu defendo, ela sabe muito”, afirmou Malta, ressaltando que a assessora não foi indicação dele.
Encerrando a entrevista, seguiu pelo jardim que dá nos fundos de seu gabinete, acompanhado de assessores e do deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ). Fonte Notícias ao Minuto.       http://blogdoulhoa.com.br/
Leia Mais....

Ricardo Lewandowski, Ministro Indicado Por Lula, Envergonha O STF

A montagem abaixo diz tudo sobre o comportamento nada cívico do ministro Ricardo Lewandowski, indicado em 2006 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal. A gratidão ao PT  é tanta, que o ministro mandou soltar o líder petista Zé Dirceu, acusado de vários crimes. Nesta semana, o ministro mandou prender um advogado que afirmou  ter vergonha do STF. Boa parte dos brasileiros sérios tem vergonha sim da postura nada cívica e até debochada de alguns ministros que acham que são verdadeiros deuses no Olimpo e que não precisam ouvir a voz das ruas.








E não é só um advogado que afirma que tem vergonha do STF. Em março deste ano, o colega de Lewanowski, ministro Luis Roberto Barroso disse dentro do plenário que o também ministro Gilmar Mendes  envergonha o STF. “Me deixa de fora desse seu mau sentimento, você é uma é a mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia. Vossa Excelência nos envergonha. Sozinho desmoraliza o tribunal, não tem patriotismo, tem sempre interesse por trás que não é o da Justiça. Coisa horrorosa. Vergonha. Muito feio isso”, disse Barroso ao colega Gilmar Mendes. E Lewandowski não mandou prender Barroso…
Em 2016,  um despacho do então presidente do STF, Ricardo Lewandowski deu a Sérgio Moro um prazo de 48 horas para esclarecer a decisão de ter autorizado a divulgação de conversas gravadas envolvendo o ex-presidente Lula.
A decisão atendia a defesa de Lula que tentava suspender as investigações da Lava Jato em primeira instância. O ‘pixuleco’ quis se dar ao luxo de ser julgado pelo STF, mesmo não possuindo foro para tal, e o doutor Lewandowski, que tentou constranger Sérgio Moro,  caiu do cavalo!
Mesmo que as interceptações telefônicas feitas na investigação fossem derrubadas, isso não teria efeito diante das denúncias que o MPF tinha contra o petista. Em momento algum os grampos telefônicos foram utilizados para instruir os processos da Lava Jato.
As conversas inadequadas e criminosas de Lula tiveram a consequência que Moro pretendia: Mostrar para os brasileiros como Luís Inácio, Dilma e cia agiam no submundo da política.
Recentemente Lewandowski autorizou o presidiário Lula a dar entrevistas de dentro da cadeia, num gesto puramente politiqueiro semanas antes das eleições, e ainda liberou recurso sobre a soltura de Lula e cobrou análise de segunda instância.
Ministros indicados por petistas acham que são os donos do mundo, e continuam arrogantes e prepotentes. Basta ver suas decisões, omissões e afirmações. Os tempos são outros e talvez uma CPI do STF possa desvendar o que há por trás de decisões tão estranhas e controversas nos últimos tempos. Ninguém está acima da lei. Nem mesmo ministros do judiciário.
É preciso que o STF respeite o Brasil e os brasileiros que pagam os altos salários e mordomias dos ministros. E para matar a saudade do momento épico do embate entre ministros do STF, assista ao vídeo.
Leia Mais....

Michel Temer altera Lei e entorno de Brasília vira região metropolitana

Foto: Reprodução
Hoje, 33 cidades fazem parte da Região Metropolitana que compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride)
Por Delmo Menezes
O presidente da República Michel Temer (MDB), assinou nesta terça-feira (04), medida provisória criando a Região Metropolitana do Distrito Federal, formada pelos municípios do DF, Goiás, e Minas Gerais.  O pedido foi do governador eleito do DF, Ibaneis Rocha (MDB). Outras duas medidas provisórias assinadas por Temer, foram o repasse de R$ 300 milhões para a Saúde do DF e a transferência da Junta Comercial do DF para o governo do Distrito Federal.
A expectativa é de que façam parte da Região Metropolitana as 33 cidades que hoje compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride). Destas, 29 pertencem ao estado de Goiás e outras quatro estão em Minas Gerais. Com a mudança, elas seguirão fazendo parte de seus estados, mas também poderão receber recursos e integrar políticas de desenvolvimento da nova região.
“São pleitos da economia, mas também são dos cidadãos do DF e do entorno. Esperamos daqui pra frente trazer uma era de desenvolvimento para a região. Com a região metropolitana você pode fazer uma só licitação, com projeto integrado”, afirmou o governador eleito, que participou da cerimônia de assinatura da MP.
Ibaneis destacou ainda que a criação da Região Metropolitana deve facilitar o desenvolvimento das cidades que a compõem, já que hoje elas têm uma atividade econômica mais ligada ao DF que a seus estados. “São vários programas, como os programas de saúde, que podem ser feitos de forma integrada. […] Entra tudo. Entra segurança, saúde, infraestrutura, geração de emprego e renda, produção de energia, distribuição de água. Todos os projetos feitos de forma separada e que dependiam de consórcio agora podem ser feitos de forma direta”, explicou.
Ainda durante a cerimônia, Temer assinou uma outra MP transferindo o controle da Junta Comercial do DF — que atende micro e pequenos empreendedores — para o governo local. Antes, a autarquia era controlada pela União. As duas Medidas Provisórias precisam ser aprovadas pelo Congresso antes de entrarem em vigor. A previsão é de que elas sejam analisadas no início do próximo ano.
Da Redação do Agenda Capital e Ag. Brasil
Leia Mais....

Vitor Paulo participa de evento sobre Violência Doméstica contra a Mulher

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018
O deputado Vitor Paulo acompanhou o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no lançamento do Plano Nacional de Enfrentamento à Violência Doméstica contra a Mulher. O evento, que ocorreu nesta terça-feira (27), foi promovido pela Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres, que é vinculada ao Ministério dos Direitos Humanos.
 A solenidade foi realizada no Palácio do Planalto e contou também com a presença do presidente Michel Temer e da ativista pelos direitos das mulheres, Maria da Penha, mulher que deu nome à legislação que coíbe a violência contra a mulher, entre outras autoridades. 

Para o deputado Vitor Paulo todas as iniciativas de combate à violência doméstica são importantes, “pois é um mal que precisa ser combatido de forma eficaz.” O parlamentar destaca que os números relativos a esse crime são cada vez mais assustadores. 

O Sistema Integrado de Atendimento à Mulher (SIAM), registrou e encaminhou 73,6 mil denúncias em 2017. O caso mais comum é o de violência física (39 mil), seguido por violência psicológica (22 mil) e violência sexual (3,6 mil). Foram também registrados 24 casos de feminicídio e 2,7 mil casos de tentativa de feminicídio. Ambos os casos só passaram a ser registrados a partir de julho de 2017. 

“Por meio da Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, que atende pelo número 180, do início do ano até agora foram registradas mais de 106 mil ligações envolvendo denúncias e relatos de violência doméstica, ou seja, o momento exige medidas de urgência para o enfrentamento do problema”, enfatizou Vitor Paulo. 

A Secretaria tem como principal objetivo promover a igualdade entre homens e mulheres e combater todas as formas de preconceito e discriminação. 

Desde a sua criação, em 2003, os trabalhos da Secretaria se concentram na valorização da mulher e sua inclusão no processo de desenvolvimento social, econômico, político e cultural do País.
Texto: Ascom - Deputado federal Vitor Paulo
Leia Mais....

Confraternização ABBP 2018 acontece em 10 de dezembro



Durante a confraternização personalidades receberão o Prêmio Destaque ABBP
Mais um ano passou voando. E para celebrar os desafios e as conquistas de 2018, a Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP), convida os seus associados e amigos para o tradicional jantar de confraternização de fim de ano.
O evento será no dia 10 de dezembro, na Churrascaria Portal Grill, às 19h, em Águas Claras e contará com a presença de influenciadores digitais, jornalistas e representantes políticos da região.
Além do jantar, durante a confraternização algumas personalidades receberão o Prêmio Destaque ABBP.
O custo de adesão, por pessoa será de R$ 75,00, cabendo o pagamento ao associado, amigo ou convidado.
A ABBP
A ABBP foi idealizada pelo jornalista e blogueiro Toni Duarte, com o intuito de criar uma associação que pudesse dar representatividade, defender os interesses e unir a blogosfera política do DF e Entorno. A viabilização veio após o convite ao então professor de jornalismo, Francisco de Paula Lima Júnior, carinhosamente chamado de professor Chico (in memoriam), com quem cultivou amizade por mais de trinta anos.
SERVIÇO
Evento: Confraternização ABBP 2018 & Prêmio Destaque ABBP
Local: Churrascaria Portal Grill – Águas Claras
Adesão: R$ 75,00 (Água, sucos e refrigerantes liberados)
Data: 10 de dezembro
Hora: 19h                                                                                                                                   http://blogdocallado.com
Leia Mais....

EDUARDO BOLSONARO É ENTREVISTADO PELA FOX NEWS



Alto nível, espetacular, sensatez e deixa o Brasileiro orgulhoso de sua conduta! Parabéns! Trump e bolsonaro tem um pensamento bastante alinhado o que deve ser bastante proveitoso para ambos países. #mito
Entrevistador: Como Jair Bolsonaro pretende lidar com os problemas de corrupção e economia que o Brasil vem enfrentando?
Eduardo: Temos muito trabalho e desafios pela frente, mas alguém tem que fazer, para lidar com a corrupção Jair Bolsonaro indicou o Juiz Sergio Mouro como Ministro da justiça, juiz que estava à frente da operação lava jato.
Entrevistador: Seu pai de certa forma se parece com Trump e é conhecido como o Trump Brasileiro, ele está focado em reduzir impostos e colocar o governo para servir o povo. Muitos não entendem como o Brasil é importante para nosso hemisfério, mais de 200 milhões de habitantes e uma economia que já foi forte e prospera que foi deteriorada. Quais serão os primeiros passos que seu pai irá tomar ao assumir a presidência do Brasil?
Eduardo: Teremos como ministro da economia o Sr. Paulo Guedes, formado mestre pela universidade de Chicago. Em seu plano está previsto diversas privatizações, reforma da previdência, revisão de impostos. O Brasil está mudando e estamos de olho no futuro, estamos saindo de uma economia socialista para uma economia muito mais liberal. Um dos motivos da minha visita aos Estados Unidos é dar os primeiros passos para recuperar nossa credibilidade e mandar uma mensagem bastante clara. Não seremos um País socialista e estamos bastante animados em estar alinhado com os Estados Unidos.
Entrevistador: Nós Americanos estamos bastante animados com este pensamento pois a prosperidade segue o sistema capitalista, não conseguimos achar em nenhum lugar um país socialista que deu certo. Seu pai e o presidente Trump parecem que naturalmente têm bastante afinidade na forma de pensar e de enfrentar os desafios, e na importância de conduzir o país a uma outra direção.
Eduardo: Meu pai assim como Trump não segue o discurso do politicamente correto…O que ele pensa ele fala, se você vai gostar ou não é com você. Não somos o tipo de politico que fará de tudo para receber seu voto. Podemos dizer que preferimos estar mais próximos aos EUA do que com outros países. Também ficaremos felizes em mudar a embaixada Brasileira de Tel Aviv para Jerusalém em Israel, estamos prontos para não reconhecer a última eleição na Venezuela onde mais de 80% da população não foi votar. Muitas dessas coisas andam acontecendo pelo mundo e as pessoas precisam “despertar” e fazer a coisa certa.
Entrevistador: Toda jornada começa com o primeiro passo e obviamente você, seu pai, o Brasil estão prontos para este passo e vocês já o deram. Agradecemos a entrevista e cuide-se.




    Fonte:http://www.bombeirosdf.com.br
Leia Mais....

Sessão solene na CLDF comemora Dia do Evangélico

Homenagem foi proposta pela deputada distrital Sandra Faraj
Por Delmo Menezes
A Câmara Legislativa do DF (CLDF), realizou sessão solene nesta quinta-feira (29), às 19h, no plenário da Casa, para comemorar o dia do evangélico. A solenidade foi proposta pela deputada Sandra Faraj (PR), que é pastora evangélica.
De acordo com a parlamentar, as igrejas realizam um trabalho fundamental para a sociedade, recuperando dependentes químicos, auxiliando famílias carentes, atuando na área social de maneira efetiva.
O Dia do Evangélico, feriado no Distrito Federal, foi criado por lei em 1995, por proposição do então deputado Carlos Xavier. É comemorado no DF anualmente em 30 de novembro.
Deputada distrital Sandra Faraj (SD). Foto: reprodução
A deputada Sandra Faraj ressalta a importância desta realização como forma de “reconhecimento dos trabalhos sociais e espirituais” desenvolvidos por estas igrejas.
Hoje no Distrito Federal sem levar em consideração o entorno, existem aproximadamente 1 milhão de evangélicos, ou seja, cerca de 31% da população, de acordo com dados da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).

Da Redação do Agenda Capital
Leia Mais....

Almirante Bento Albuquerque Junior é confirmado para o ministério de Minas e Energia

Foto: Reprodução
O almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior assumirá o Ministério de Minas e Energia. A confirmação foi anunciada hoje (30) pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, na sua conta no Twitter.
Por Redação
O almirante-de-esquadra é atualmente diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha.
Nascido no Rio de Janeiro, Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Júnior começou a carreira na Marinha em 1973. Foi comandante em chefe da Esquadra, chefe de gabinete do Comando da Marinha e comandante da Força de Submarinos Brasileira.
No exterior, o almirante atuou como observador militar das forças de paz das Nações Unidas em Sarajevo, na Bósnia-Herzegovina.
Ele é o vigésimo nome de ministro anunciado. A previsão é que permaneçam 22 ministérios, dos atuais 29. A intenção de Bolsonaro é enxugar as pastas para economizar recursos.
Repercussão
O atual ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, elogiou hoje (30), na sua conta do Twitter, a confirmação do almirante para a pasta. “[O] presidente Bolsonaro acertou na indicação do Almirante Bento para o MME. Muito bem preparado para as responsabilidades técnicas e de comando do setor. Conhece o funcionamento e os desafios da convivência no parlamento e é de uma família de superdotados.”                    http://agendacapital.com.br/
Leia Mais....

Julgamento do PTB no TSE pode mudar bancada da CLDF e da Câmara


Plenário da Câmara Legislativa do DF. Foto: reprodução
Processo sobre validade das filiações do partido será analisado na quarta-feira (5/12) pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral
Por Suzano Almeida
As eleições proporcionais no Distrito Federal terão mais um capítulo na próxima quarta-feira (5/12). O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgará recurso do PTB-DF. O partido pede revisão da decisão que indeferiu, em 17 de setembro, a candidatura de 31 nomes da legenda.
De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), o partido não teria realizado as filiações no prazo definido por lei, impedindo seus membros de concorrem no pleito de outubro. Se os petebistas conseguirem alterar esse entendimento, haverá mudanças nas bancadas legislativas do DF.
Um veredito favorável ao PTB-DF tem potencial para afetar tanto a Câmara Legislativa quanto a dos Deputados. Com mais de 13 mil votos em outubro, a petebista Jaqueline Silva assumiria uma cadeira, tirando a vaga de um dos 24 eleitos: Telma Rufino (Pros).
Na Câmara dos Deputados, os votos do PTB ajudariam a eleger Paulo Fernando (Patriota). Os dois partidos se coligaram para a disputa ao parlamento federal. Nesse caso, segundo cálculos dos próprios petebistas, deixaria o posto Luis Miranda (DEM-DF).
A ação que pode modificar a futura composição das Casas legislativas foi proposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Segundo o procurador-regional eleitoral José Jairo Gomes, o PTB-DF não comprovou a filiação dos candidatos, que acabaram inelegíveis. A sigla afirmou em sua defesa ter ocorrido um problema técnico no sistema eletrônico que impediu os registros no prazo correto.
Confusão nas inscrições
O período de inscrições foi encerrado em 13 de abril deste ano. Segundo o presidente da sigla no DF, Alírio Neto, o PTB esperou até o último momento porque tinha a intenção de trazer outros candidatos. O processo de homologação deveria ter sido feito por uma secretária do partido em 13 de abril, mas apenas no dia 16 ela percebeu que os nomes não estavam registrados no sistema eleitoral.
Ainda de acordo com o presidente regional do PTB, os advogados da legenda foram orientados a entrar com ações individuais pedindo a homologação dos registros, e quatro dos então pré-candidatos chegaram a receber decisão favorável. No entanto, outros 31 acabaram tendo os registros indeferidos pelo TRE-DF.
“O partido fez tudo que foi recomendado pelo TRE para regularizar a situação dos filiados. Quando eles perceberam que a lista não tinha entrado, nossos advogados recomendaram quais caminhos seguir. Quatro deles foram aceitos. Se esses foram aceitos, por que os 31 não foram beneficiados pela mesma decisão? Temos a expectativa de que isso seja reconhecido pelo TSE”, afirma Alírio Neto, presidente do PTB-DF
Mesmo com as restrições, como não puderam usar o horário eleitoral ou recursos do Fundo Eleitoral, os postulantes do partido chegaram a ter os nomes incluídos nas urnas. No entanto, os votos dados a eles não foram computados. Os sufrágios só serão validados se os ministros do TSE reformularem a decisão do TRE-DF.
A expectativa agora é se o TSE vai encerrar essa espécie de “terceiro turno” das eleições de 2018 ou se a briga judicial terá novos capítulos depois da quarta-feira (5).                                                                              http://agendacapital.com.br
Leia Mais....

Bolsonaro assiste vitória do Palmeiras e entrega taça de campeão

Foto: EFE/Sebastião Moreira
Time paulista conquistou o decacampeonato
Por Redação
O Palmeiras conquistou presidente eleito Jair Bolsonaro acompanhou na tarde de hoje (2), no estádio Allianz Parque, a partida entre Palmeiras e Vitória, da Bahia, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. O time alviverde venceu por 3 a 2 e conquistou o decacampeonato. Vestindo camisa do time paulista, Bolsonaro, que é palmeirense, assistiu a partida no camarote da diretoria do clube paulista e, ao final do jogo, desceu ao gramado onde entregou as medalhas aos jogadores e ao técnico Felipão, além da taça de campeão ao capitão Bruno Henrique.
O Palmeiras – por antecipação – se sagrou domingo passado campeão contra o Vasco (1×0), e jogou hoje apenas para cumprir tabela. O presidente eleito volta ainda hoje para o Rio de Janeiro.
Bolsonaro desembarcou às 13h40 no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, vindo em um voo comercial do Rio de Janeiro. Ele posou para fotos com a camisa do time e deixou o aeroporto às 14h25, sem passar pelo saguão de passageiros ou falar com a imprensa que o aguardava do lado de fora em direção ao estádio. O carro com Bolsonaro foi escoltado por 14 motos da Polícia Militar e viaturas da Tropa de Choque até o estádio.
Palmeiras conquistou o decacampeonato – Paulo Whitaker/Reuters
Nos primeiros minutos do jogo, iniciado às 17h, o presidente eleito publicou uma mensagem e vídeo no Twitter, em que parabenizou o Palmeiras pela conquista do título antecipadamente. “Parabéns ao @Palmeiras pelo título brasileiro. O futebol é muito mais que torcer para um time, é um estado de espírito totalmente identificado com o brasileiro. É sempre bacana fazer parte desta festa! Um abraço a todos e obrigado pelo carinho!”, postou.
A conselheira do Palmeiras e presidente da Crefisa (patrocionadora do time), Leila Pereira, também postou no Twitter uma foto com Bolsonaro. “Vejam só quem está por aqui. Bolsonaro é o primeiro Presidente a acompanhar o jogo do Verdão no Allianz Parque. Foi uma honra colocar nossa faixa de Decacampeão em nosso Presidente Jair Bolsonaro”, escreveu.
Perguntado ontem (2) sobre seu palpite, o presidente eleito havia apostado em 2 x 0 para o Palmeiras.
Semana do presidente eleito
Bolsonaro retorna a Brasília nesta terça-feira (4) para dar continuidade às reuniões do governo de transição e a montagem da equipe ministerial. Nesta semana, estão previstas reuniões do presidente eleito com as bancadas do MDB, PRB, PR e PSDB, junto com o ministro extraordinário da transição e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
O presidente eleito espera decidir o nome que ocupará o Ministério do Meio Ambiente nesta semana. “[Nossa agenda] Continua. A gente espera que se resolva a questão do Ministério do Meio Ambiente. E, daí, fechou a questão”, respondeu Bolsonaro a uma repórter na entrada do avião em que embarcou para São Paulo. Até agora, 20 ministros já foram escolhidos.
Na semana passada, ele havia adiantado que há “meia dúzia” de nomes sendo avaliados para a pasta.

Bolsonaro ficará na capital federal até quinta-feira (6), quando voltará no fim do dia para o Rio de Janeiro.    http://agendacapital.com.br/
Leia Mais....
 
BLOG DO PASTOR RONNE © 2013 | Traduzido Por: Template Para Blogspot